Elimine Essas 5 Objeções E Venda Mais

Não importa se vai vender uma capinha de celular cheia de firula ou um jatinho particular, você terá que quebrar objeções de vendas.

Seu futuro cliente passas por um processo rápido de querer justificar os diversos motivos para não comprar seu produto – são objeções clássicas bem conhecidas por alguns grandes vendedores.

Na verdade todo processo de venda vai passar por 5 tipos de objeções mais comuns…

E se você não souber resolver elas, você não vai vender.

Então é importante aprender como vencer uma objeção na hora certa para que aquele potencial cliente se torne o seu fã de longa data.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Elimine Essas 5 Objeções E Venda Mais

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero ensinar para você as cinco objeções universais que você precisa matar ou eliminar para conseguir vender o seu produto. Não só vender, mas conseguir a atenção das pessoas para que elas prestem atenção à sua mensagem, seja um vídeo, email, carta de vendas ou o que for.

São cinco objeções que se aplicam a todos os produtos (você já vai entender o porquê). Elas vão sempre aparecer. Se você não as responde-las, as suas chances de vender o que você quer são muito menores.

Vamos direto para as objeções e como lidar com cada uma delas.

Perceba que com cada uma das objeções nós iremos numa sequência lógica de como geralmente acontece o processo de venda. Desde de a parte de buscar a atenção ou interesse da pessoa, até fazer a oferta em si.

A primeira objeção com a qual você terá que lidar é a questão do interesse da pessoa. No mundo dessa pessoa você estará tentando com anúncios, artigos, disparando emails… A sua competição real não é somente com as pessoas que estão no seu mercado oferecendo e ensinando coisas parecidas.

A sua competição real é contra a Netflix, contra o jogo de futebol na televisão, contra zilhões de coisas que acontecerão ao redor da pessoa e que tentar pegar o interesse e atenção delas. É com isso que você está competindo.

Por isso que nosso trabalho hoje tem que ser ainda melhor. Se você não tiver a atenção das pessoas, você não consegue nem fazer sua venda.

Para ganhar a atenção e interesse da pessoa… A primeira objeção é porque a pessoa se pergunta, “Por que diabos devo prestar atenção em você? Por que não fico vendo minha série de televisão?”

Por sinal, ontem comecei a ver a série Suits. Nunca tinha visto. O pessoal da equipe tinha falado que era muito bom. Comecei a ver e realmente é bom. Fica a dica aí. Para você ver como a competição realmente não é fácil!

Voltando e fechando os parênteses… Por que eu devo prestar atenção em você? Para resolver isso, você deve tratar de problemas urgentes que a pessoa tem. Todas as vezes em que vejo as pessoas criando ofertas, elas não vão a fundo no que as pessoas realmente sofrem dia após dia.

Criam problemas que parecem ser bons, mas não vão a fundo na questão. Não são coisas que fazem as pessoas perderem o sono, levantem no meio da madrugada preocupadas com aquilo. Esses são problemas urgentes!

Se você oferecer uma maneira de lidar com esses problemas urgentes, você terá a atenção da pessoa.

Depois, você deve adicionar valor. Não faça simplesmente uma mensagem de vendas na qual você só vende, vende, vende, vende. Agregue valor. Entregue resultados. Faça com que as pessoas gostem e procurem ver as suas mensagens de venda.

Você não precisa chamar de mensagem de venda. Não é só uma questão de nomenclatura. É porque você realmente, ao vender, agrega valor. Imagine quanto mais de interesse você terá das pessoas se todas as vezes em que você tentar vender seu produto, você agrega valor e passa muito conteúdo?

As chances de elas voltarem, por mais que não comprem da primeira vez, serão muito maiores. A segunda objeção é a questão do tempo. “Agora que você conseguiu meu interesse, eu não tenho tempo para ver isso! Tenho zilhões de coisas para fazer. Tenho que levar o cachorro na rua. Tenho que ir ao mercado. Tenho que atender X… Como vou perder meu jogo para prestar atenção em você?”

Para justificar isso… Da mesma maneira através da qual lidamos com o interesse, vamos usar também agora. Mas vamos vai a fundo na questão da urgência.

Descubra realmente o que a pessoa sofre e deixe bem claro que se ela não lidar com isso, ela continuará sofrendo. Os problemas se somarão mais e mais.

Para resolver a questão do interesse e do tempo, você precisa agregar valor e lidar com problemas urgentes.

Depois, vamos para a terceira objeção. Conforme avançamos em nossas vendas, a tendência é de… “Beleza. Você conseguiu minha atenção e interesse. Eu entendi que devo dedicar meu tempo para resolver isso, se não as coisas ficarão muito piores. Mas, por que você? Por que devo prestar atenção em você, especificamente, e não em todas as outras pessoas e produtos que vejo aí fora? O que você traz de diferente?”

Na Máquina Automática de Vendas falamos bastante sobre isso: a proposta única de vendas (USP ou PUV). É basicamente o motivo principal do porquê você se diferencia e como você diferencia no seu mercado.

No Férias Sem Fim eu ensino um pouco mais sobre o que eu chamo de “oferta de alta conversão”. Dentro disso tem essa parte de como criar uma proposta única de vendas para seu produto. Tendo isso você se destaca e resolve a terceira objeção.

A quarta objeção com a qual você tem que lidar é: “Beleza. Entendi que você é diferente. Você tem minha atenção e tempo. Mas como vou acreditar em você? Tem tantas pessoas aí fora prometendo algo parecido, ou alguma coisa similar. Eu não sei em quem confiar.”

Aí entra um dos fatores mais importantes na hora de vender, seja offline ou online. Online talvez mais ainda, por tanta desconfiança que há na internet. As suas provas, de todos os tipos… Do porquê você é confiável, o que você já fez, do que seus alunos e clientes já conseguiram e conquistaram.

Não é à toa que coloco tantos resultados de clientes nas matérias, anúncios, artigos e vídeos que faço. Além do que eu faço, quero mostrar o que os alunos que eu ensinei conseguiram fazer. Essa é uma prova muito boa. Também mostro os locais em que eu apareci, como televisão, jornais, revistas… Sempre uso isso e você deve usar também. Esse é o quarto fator.

O último fator é quando a gente fez tudo isso… Sabe porque temos que investir ali… Aí a gente fica na dúvida se deve ou não agir.

“Eu entendi que isso pode me beneficiar. Eu entendi que isso tem valor para mim. Mas você está me pedindo 5 mil reais em troca desses possíveis benefícios nos quais eu ainda terei que trabalhar em cima. Será que vale a pena mesmo?”

Para resolver essa objeção, entra a sua oferta. Uma oferta bem redonda, bem feita, bem construída, que fale com a pessoa certa, resolvendo problemas específicos e urgentes.

Se você fizer seu trabalho direito, resolvendo as objeções e indo pouco a pouco conduzindo a pessoa a sua oferta… Dependendo do seu marketing… A pessoa tem que chegar naquele ponto e estar pensando, “Eu vou ser um idiota se eu hoje não entrar nessa. É exatamente aquilo que eu estava procurando. Eu sei que tem um valor X. Mas os resultados e benefícios que vou ganhar desse valor investido são 5 ou 10 vezes maiores, de imediato e longo prazo. Eu seria um idiota se eu não desse a mínima atenção e não entrasse nessa agora.”

Esse é o seu objetivo. É óbvio que nem sempre é fácil fazer. É aí que entra o copywriting. Você tem que chegar até o final com a pessoa pensando exatamente isso. Ela não precisa falar com essas palavras. Mas seu objetivo é causar essa impressão.

Você faz isso resolvendo todas as objeções e criando uma boa oferta amigável. Com os produtos certos, oferecendo valor, falando de problemas específicos.

No Férias Sem Fim isso é tão importante que uma das partes principais do curso se chama “como criar uma oferta de alta conversão”. Essa oferta de alta conversão vai justamente nesses pontos para você ter a melhor oferta possível, com seu público-alvo principal… Como você fala (mensagem central de vendas)… Como você se diferencia (proposta única de vendas)… E tantos outros fatores que compõem uma oferta de alta conversão.

É isso que ajudará a resolver essas objeções, vender mais produtos e crescer seu negócio.

Essas eram as cinco objeções principais que todos os produtos têm e que você deve resolver. Se você gostou, pode clicar no joinha. Também clique no botão para assinar o canal e no sino ao lado para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Se você quiser uma ajuda para construir essa oferta de alta conversão como eu falei, eu tenho aulas específicas sobre isso dentro do meu treinamento completo, que é o Férias Sem Fim. Você pode conhecer em FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula gratuita da qual você pode participar, e ver mais sobre meu trabalho.

Caso você queira participar da nossa comunidade fechada, você terá uma opção para se inscrever. Visite FeriasSemFim.com. Cadastre seu email e escolha o horário da sua aula. Aí você pode participar e ver mais.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+