Como Abrir Um Negócio Com Pouco Dinheiro

Com crise ou sem crise o fato permanece:

Quando estivermos pensando em abrir nosso negócio próprio, o ideal é que a gente o faça com o menor investimento possível.

Isso porque um novo negócio tem ainda muitas variáveis que não sabemos:

Será que vai dar certo?
Será que vou conseguir vender?
Será que tem público suficiente pra minha ideia?

Essas são dúvidas que você não responde imediatamente ao se montar um negócio novo, mas sim ao longo do tempo. No campo de batalha.

Por isso resolvi gravar esse vídeo dando algumas dicas de como abrir um negócio próprio com pouco dinheiro.

Para que assim você teste alguma ideia que você tenha para ver se funciona com o menor risco possível.

Deu certo? Ótimo.

Invista mais. Expanda. Cresça.

Não deu? Ao menos o seu “tombo” foi pequeno. Você só perdeu uma batalha — mas a GUERRA ainda está de pé!

Assista então agora esse novo vídeo de como montar e abrir um negócio próprio com um baixo investimento e de baixo risco:

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Se quiser você pode ver esse e deixar seu comentário no vídeo no próprio vídeo no YouTube: Como Abrir Um Negócio Com Pouco Dinheiro.

Como Abrir Um Negócio Com Pouco Dinheiro

Opa! Bruno Picinini por aqui. Neste vídeo de hoje quero passar algumas dicas de como começar um negócio com pouco dinheiro. Com crise ou sem crise, você tem que começar com o menor investimento possível (principalmente quando você não tem certeza se o mercado é bom ou não). É impossível que não tenha risco algum – o risco é impossível de ser evitado.

Às vezes a pessoa fica muito apaixonada por uma ideia: “Nunca vi ninguém fazer isso, com certeza será um sucesso!” Se ninguém tenha feito o que você pensou, talvez exista um motivo para isso. Talvez o mercado não seja bom o suficiente.

É claro que existirão novas invenções que criarão novos mercados, usando ideias que nunca haviam sido pensadas antes. Peter Drucker, que é considerado um dos pais da administração, fala justamente sobre esse ponto. Apesar da sua ideia poder ser inovadora, as chances são de que esse não é o caso. Isso acontece em pouquíssimos casos.

Alguns produtos inovadores fazem sucesso e podem ser citados como exemplo, mas não se esqueça de tantos outros produtos altamente inovadores que falharam. Muito mais produtos falharam do que deram certo.

Tentar reinventar a roda, criando algo completamente novo e disruptivo é muito arriscado. É muito mais fácil olhar o que está funcionando lá fora (nos Estados Unidos e Europa) e adaptar a ideia para o Brasil. Não é copiar. Você não deve piratear um ebook ou vídeo. Já vi pessoas copiarem produtos dos Estados Unidos usando o mesmo nome aqui no Brasil.

Se você aprender as lições do porquê aquilo funciona lá fora e tentar aplica-las no Brasil, as suas chances de sucesso são muito maiores. Aí você pode começar um negócio com o menor investimento possível. Dessa forma, você já terá uma confirmação de que esse modelo de negócio, esse mercado e esse produto vendem.

Por falar em vendas, se tem uma coisa que você deve focar, principalmente quando estiver com um negócio novo, é em como vender seu produto. Tem um autor chamado Mark Ford que tem livros incríveis. Ele é um dos grandes gurus dos Estados Unidos. Tive o prazer de visita-lo e conhece-lo.

Em um dos seus livros, ele fala sobre o caminho de uma empresa saindo do zero até os 100 milhões de dólares. Eu nem estou dizendo que você planeje ter uma empresa que fature 100 milhões de dólares. Se você está começando do zero, talvez esse número pareça estar muito longe – e isso não tem problema.

Esse autor mostra como as empresas sofrem mais do zero até 1 milhão. Depois, do primeiro milhão até os 10 milhões, é bem mais rápido. Por que isso acontece? Do zero ao primeiro milhão você está tentando descobrir o que você vende, para quem você vende e qual é a melhor maneira de vender seu produto. Por isso você patina um pouco. Depois que você acerta a oferta e o público, é só uma questão de escalar.

Negócios online podem nos dar uma grande qualidade de vida e liberdade, começando com custos muito baixos. Nesses negócios online, se você trabalha com tráfego pago, talvez você pague 10 reais para lucrar 11 (10% para muitas empresas é muito); depois você coloca 10 e ganha 12; depois você só vende 8, perdendo 4 reais… e assim vai.

Mas quando você acerta a oferta, você coloca 10 e volta 20. Aí você coloca 100 e vê se volta 200. Aí você coloca 1000 e vê se volta 2000. A partir daí você consegue escalar o negócio rapidamente.

Se você quer começar um negócio e não ideia do que fazer, começando do zero, com o menor investimento possível eu recomendaria fortemente um negócio online. Eu não indico simplesmente porque trabalho com isso.

Quando eu tinha 14 anos, eu já sabia que queria ser empreendedor. Eu tinha aquela imagem do empreendedor maluco que corre um monte de riscos e que tem vários funcionários. Mas a verdade é que hoje, com a internet, não é tão difícil assim. É possível ter negócios enxutos com nenhum funcionário ou com 1 funcionário para ajudar no suporte. Com custos muito baixos para criar o site, divulgar seu mercado e fazer pesquisa de mercado, você pode começar seu negócio.

Por exemplo, eu sempre recomendo que você tenha uma hospedagem e domínio próprio. Eu tenho um programa chamado Férias Sem Fim (FeriasSemFim.com). Lá, eu sempre falo que vale a pena contratar uma hospedagem e um domínio. Um domínio custa 30 reais ao ano e uma hospedagem custa de 10 a 30 reais por mês.

Para algumas pessoas talvez isso seja muito, mas para um negócio online é um custo ridiculamente baixo se você comparar com qualquer outro negócio no “mundo real”. Imagine o custo de aluguel, reforma, equipamentos, pessoal… quando a gente compara, não tem nem graça. Começar um negócio online hoje é realmente a melhor maneira de abrir um negócio com pouco dinheiro.

Se der errado, você não perderá quase nada além do seu tempo. Se der certo, além do potencial de ganho muito grande (no Férias Sem Fim eu mostro como ganhei de 3 a 20 mil em 90 dias), você terá a chance de se dedicar somente a isso, podendo trabalhar de onde e quando você quiser. Realmente eu acredito que por isso que o negócio online é o melhor caminho para mais liberdade e qualidade de vida.

Essas eram as dicas que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, dê um joinha aqui do lado do vídeo. Também tem um botão para você assinar o canal para receber uma notificação todas as próximas vezes que eu postar outros vídeos, com dicas de empreendedorismo, marketing, estilo de vida, liberdade, qualidade de vida, viagens, desenvolvimento pessoal… sou apaixonado por esses temas. Tento passar o máximo possível do que eu já aprendi nessa vida, com erros e acertos que acabamos fazendo, para que você tenha um caminho mais fácil do que eu tive.

Então, se você quiser mais dicas sobre isso, é só clicar no botão e assinar. Depois, eu recomendo que você visite o site FeriasSemFim.com. Lá eu mostro como eu criei um negócio do zero. Eu comecei um negócio com pouco investimento. Eu só tinha as informações certas para colocar um passo depois do outro na ordem certa para ter os resultados que eu consegui.

Você também poderá ver o depoimento de outras pessoas as quais eu já ajudei, tanto através do canal quando através dos treinamentos que eu tenho. Essas pessoas tiveram resultados muito bacanas. É muito legal saber que ajudei as pessoas a mudarem de vida.

Eu vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+