Como Começar O Seu Negócio/Empreendimento Online

Olá caros leitores, este vai ser o primeiro post de uma série onde pretendo mostrar com mais detalhes quais as alternativas para se iniciar um empreendimento online OU para expandir o seu empreendimento local para este ter uma presença na web e poder alcançar mais consumidores.

Do início

Pensando lá atrás quando comecei a ver toda essa história de como se ganhar dinheiro online, lembro que assim que comecei a pesquisar, não tinha a MÍNIMA noção de como alguém pode ganhar dinheiro online ou com blogs. Bom meus caros amigos, o propósito deste posts é fazer uma bela introdução ao assunto para que assim você tenha uma melhor noção das possibilidades oferecidas a você e/ou sua empresa.

Há zilhões e zilhões maneiras de se ganhar dinheiro na internet, umas mais complexas outras mais simples. As alternativas que irei falar aqui não são revolucionárias nem nenhum novo tipo de site de compras coletivas ou algo do gênero – não. Aqui irei falar de modelos de negócios onde as regras de marketing e empreendedorismo são as mesmas que o mundo “real” sendo a principal diferença o meio pelo qual você vai utilizar para promover e vender seus produtos – ou de outras pessoas.

Uma metáfora para isto seria como aprender uma nova língua como o francês ou o italiano: no início pode parecer estranho e você não vai entender muita coisa, mas conforme o tempo vai passando você vai se dando conta de que na verdade tanto o francês como o italiano não são línguas tão distantes do português (por todas serem línguas latinas). Depois de mais um tempo você vai entendendo as diferenças e como estruturar uma frase na nova língua. Passado mais um tempo você percebe que muito das regras que você aplicava na língua portuguesa (antes da porcaria do “Novo Português”!!) se aplicam também nestas duas línguas e tudo vai se encaixando.

Conforme você for lendo meu blog e outros diversos blogs e livros de qualidade sobre o assunto, você perceberá que as mesmas regras e livros que você leria para montar uma loja física.

Então vamos começar!

3 modelos principais para empreendimentos online

Basicamente ao criar uma página ou um empreendimento online, você terá uma das três alternativas:

  1. Venda de clique e espaço visual: aqui você venderá espaço publicitário para anunciantes (aqui inclui-se Google Adsense por ex.);
  2. Venda de produtos e/ou “leads: aqui você promoverá produtos de terceiros e receberá uma comissão quando estas vendas forem realizadas OU indicará clientes para terceiros (leads) e também receberá comissão por isso (sabe quando as vezes parece um formulário ou algo parecido em algumas páginas que você tem que preencher antes de continuar? Pois é, as vezes isso são leads e alguém está ganhando por trás disso);
  3. Produto próprio: Venderá/promoverá seus produtos/serviços próprios.

Claro que em todos você terá que levar em conta o tipo de visitante que deseja para o seu site.

Primeiro modelo: CPC/Anúncios

Num geral, quanto mais para cima nesta escala, menor será seu lucro por usuário/cliente/visitante.

Por que?

Por que no primeiro – venda de cliques e espaço publicitário – você estará vendendo um clique de algum visitante em seu site (Google Adsense) e/ou estará vendendo espaço publicitário para alguma empresa que ou lhe pagará conforme o número de visitas ou cliques.

O que acontece é que você, geralmente, vai mandar o seu tráfego para outra empresa e se essa pessoa comprar lá ou não, ela é agora cliente daquela empresa em particular – e não seu!

Mas por que isso é importante?

Isso é importante por 2 motivos:

o primeiro porque provavelmente esse modelo de pagamento por cliques ou anúncios não pagam LÁ essas coisas e segundo porque o melhor cliente possível que você possa ter é aquele que você já vendeu uma primeira vez! Claro, contando que você entregue produtos de qualidade e faça um bom trabalho, ‘teoricamente’ este consumidor já é fidelizado a sua empresa e estará muito mais aberto a uma segunda compra de algum produto que você possa vir a oferecer.

Leve sempre em consideração que em muitos casos estarei generalizando para facilitar a explicação – ou como diria um grande amigo “Generalizar é SEMPRE errado!” – mas com certeza terão diversos exemplos que adotarão estratégias mistas. Um exemplo seria um blog com diversos leitores e tráfego social rentabilizando seu site com Adsense e/ou anúncios.

Segundo modelo: CPA (“Cost per Action“)

O segundo modelo é um que falei e descrevi no meu post sobre como fazer dinheiro online, então você pode dar uma olhada lá para uma explicação mais detalhada.

Basicamente neste modelo – chamado CPA (“Cost Per Action” – “Custo por Ação”) – você estará vendendo a “ação” que os visitantes do seu site tomam. Esta pode ser:

  • A compra de um produto;
  • O preenchimento de um formulário;
  • Cadastramento de e-mail;
  • Resposta a uma pesquisa;
  • etc.

Estes são apenas algumas das formas de como o CPA pode funcionar.

Num geral você estará gerando e indicando o seu tráfego para ofertas que você considera relevantes ao seu tráfego (importante! Não adianta ter um site sobre a Disney e ficar oferecendo anúncios de lingerie em seu site. Parece idiota, mas com o tempo você perceberá que muitas pessoas cometem este erro – não tão exagerado, mas cometem) e ganhará uma comissão por fazer isto. O tamanho da comissão dependerá de programa de afiliados para programa.

Terceiro modelo: Produtos e/ou serviços próprios

Este é o modelo “teoricamente” mais lucrativo e rentável: aqui você estará no fim da cadeia com um produto e/ou serviço próprio e terá ambos modelos citados acima trabalhando para você, ou seja, gerando tráfego para o seu site em troca de uma pequena comissão que agora você tem que pagar.

Na minha opinião, este é o melhor modelo e independente do que você já tem ou pretende começar, é onde eu recomendaria que, em algum ponto, você introduzisse em seus negócios na web.

* Nota: como já explicado no sobre o site, não saia já pensando “Ahh mas eu não quero ter que criar algo ou vender algum produto! Dá muito trabalho!”

Meu jovem, vou lhe contar um segredo: qualquer coisa que valha a pena, vai dar trabalho! Ponto.

Alguns menos, outros mais – e o melhor, este trabalho pode ser prazeroso pois você estará criando um empreendimento na web sobre algo que você gosta! Então não encare trabalho como 95% das pessoas encaram: “Que chegue logo a Sexta-feira!”

“Blá blá que clichê mais chato …”

Clichê ou não, é verdade – e o quanto antes você aceitar isto, melhor!

Dito isto, o seu “produto e/ou serviço” não precisa ser necessariamente físico – ele pode ser um e-book sobre finanças e alocação de ativos como meu amigo e mestre Henrique da HC Investimentos recém lançou. Em seu site pode ler mais sobre o seu ebook bem como ler diversos artigos de qualidade sobre juros compostos, carteira de investimentos e muito mais – recomendo! Com o advento de tantos leitores digitais, e-books são uma bela de uma boa alternativa para um empreendimento altamente lucrativo.

Serviços como sites de membros e ou de acesso como fóruns privados também são uma boa alternativa. Eu hoje participo dum belo de um bom fórum privado sobre SEO e e-negócios em geral que custa mensalmente $10 dólares. Eu conheço pessoalmente o dono e hoje há cerca de 350 membros neste fórum.

350 membros x U$10 dólares = U$ 3.500,00 mensais

Ele ganha mensalmente este valor somente por ter criado um fórum privado para discutirmos alguns assuntos que discutíamos em seu blog.

* Se tiver interesse, pode participar deste fórum através deste link. Infelizmente é em inglês (mas já falei que está mais do que na hora de aprender inglês não!?) e se você achar que você não se sentiria confortável com isso, então recomendo que passe esta oferta pois o fórum inteiro é escrito em inglês – apesar de os membros virem de todas partes do mundo: Índia, França, Alemanha, Islândia, EUA, Espanha, Inglaterra, Turquia e por aí vai. O mundo é realmente plano.

Se você é um programador, você poderia vender software que atendam a alguma necessidade de um mercado em particular. Este pode ser uma alternativa de um negócio com pouco investimento considerando que você, de inicio, programaria e criaria seu próprio software para cortar custos e com o tempo expandiria o seu empreendimento pela internet.

Ou claro, você pode até já ter o seu produto e já até vendê-lo em uma loja física e está procurando somente as alternativas e os meios para estabelecer o seu empreendimento na web – esta também é outra possibilidade e uma muito boa pois assim você provavelmente já tem contatos, o negócio em si e uma ideia do que quer fazer. É diferente de alguém por exemplo que está começando agora e ainda não sabe nem direito em que nicho vai atuar.

Para outras alternativas de como você poderia oferecer seu produto próprio, pode dar uma olhada nestes dois posts que escrevi há pouco tempo: Como ganhar dinheiro online com Música Eletrônica/DJ e Começando o seu Negócio Online: Fitness & Educação Física.

No primeiro responde a um dos meus visitantes que mandou-me um e-mail perguntando como começar um e-business na área de fitness e educação física.

O segundo é uma mensagem que mandei para um primo meu comentando sobre como eu achava que ele deveria começar um site sobre o que me parece ser sua paixão: música eletrônica.

O fim do começo

Gostaria de saber mais sobre como ter seu negócio 100% online mesmo que você ainda trabalhe em outro emprego e mesmo que você nunca tenha criado um site na vida??

Então eu recomendo que você dê uma olhada nisso AQUI.

Esse é o treinamento oficial aqui do site chamado Férias Sem Fim. Nele eu mostro, passo a passo, o exato mesmo sistema que eu e centenas de outras pessoas usam para criar seu negócio online.

Foi ele inclusive que me possibilitou ganhar de R$ 3 a 20 mil reais em apenas 90 dias. Sim, com um negócio novo criado totalmente do zero.

Saiba como ganhar de R$ 3 a 20 mil reais em 90 dias aqui nesse link. 

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+