Como Ganhar Dinheiro na Internet: Como Ganhei R$ 11.340,70

Ganhar dinheiro na internet…

Essa coisa tão almejada, mas tão pouco conquistada.

Seria porque é difícil?

Porque há muitos lorotas aí fora?

Talvez sim, talvez não.

O melhor que eu posso fazer é dar as melhores dicas de como eu pessoalmente fiz. São as mesmas que ensino para amigos e clientes que também conseguiram o objetivo:

Ganhar dinheiro pela internet.

Já adianto:

  1. Não é da noite pro dia…
  2. Nem “como um passe de mágica”…
  3. Nem é fácil…

Agora só porque não é fácil não significa que não possa ser SIMPLES.

E esse é meu objetivo com o vídeo de hoje.

Assista e veja como é possível ganhar dinheiro na internet de maneira honesta e verdadeira.

Ahh e antes que eu esqueça: requer trabalho 🙂

Pronto, falei.

Assim caso você esteja querendo ganhar dinheiro sem fazer nada, você pode já fechar a tela e procurar um próximo vídeo. Porque isso aqui não tem.

Até porque não existe 😉

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Se quiser você pode ver esse e deixar seu comentário no vídeo no próprio vídeo no YouTube: Como Ganhar Dinheiro na Internet: Como Ganhei R$ 11.340,70 Trabalhando 2 Horas Por Dia em Casa

Como Ganhar Dinheiro na Internet: Como Ganhei R$ 11.340,70

Opa! Bruno Picinini por aqui. O assunto desse vídeo de hoje é como ganhar dinheiro pela internet – mais especificamente, como ganhei 11.340,70 reais trabalhando de 1 a 2 horas por dia. Isso foi basicamente um desafio que eu fiz.

Eu já venho trabalhando online há quase 6 anos. Quando eu falo que trabalho já tem um tempo, algumas pessoas acham que isso demora muito. Então, eu criei algo do zero, sem meu nome, num mercado de pets e cachorros. Eu usei somente 4 páginas (já vou explicar isso). O resultado que deu é obviamente muito bacana.

Antes de eu passar o conteúdo, gostaria de estabelecer algumas regras. Eu sei que quando falo de “ganhar dinheiro na internet”… existe tanta lorota por aí e algumas pessoas podem se confundir e achar que tudo é furada e que isso não funciona.

Então, para estabelecer como as coisas funcionam, existem algumas regras. Primeiro: isso não é um passe de mágica. Nada acontecerá da noite para o dia. Segundo: não é sem fazer nada. Envolve uma coisa chamada “trabalho”. Caso alguém tenha caído nesse vídeo procurando uma maneira de ganhar dinheiro sem fazer nada, pode fechar o vídeo e ir para o próximo, já que você não vai encontrar isso aqui. Isso envolve trabalho. A única diferença é que o meu objetivo é pelo menos apontar na direção certa, para que o esforço dessa pessoa dê o melhor resultado possível. Mas pode ter certeza: não é sem trabalhar ou sem esforço.

Terceira regra: o objetivo de ter um negócio online não é ficar milionário da noite para o dia – isso pode acontecer eventualmente, já que é como qualquer outro negócio. Mas o objetivo principal é conquistar a liberdade. Talvez você consiga criar um negócio que complemente a renda do emprego fixo ou até que se torne sua fonte principal de renda no futuro. Isso pode ajudar bastante.

Se você visitar o FeriasSemFim.com, verá o depoimento do Felipe. Em 11 meses, ele conseguiu criar um negócio online. O negócio cresceu e ele já estava ganhando um pouco mais do que ele ganhava no emprego. Aí sim, ele largou o emprego (com um devido colchão financeiro para caso algo desse errado) e passou a se dedicar 100% ao negócio online.

Obviamente, o negócio online tem muitas vantagens: você pode fazer de casa, ou de onde bem entender. Em 2013 eu fiquei um ano inteiro viajando pelo sudeste da Ásia – você poderá ver algumas fotos dessa viagem no FeriasSemFim.com. Como meu negócio é online, eu posso trabalhar de onde tiver internet.

Então, essas são as regras: não é da noite para o dia, não é um passe de mágica e não é sem fazer nada. É um trabalho de verdade. Tentaremos apontar o caminho mais curto para chegarmos onde queremos.

O resultado que eu tive foi de 11.340,70 reais trabalhando de 1 a 2 horas por dia. Eu escolhi 1 dos 5 modelos que temos para criar um negócio online. Esse modelo foi o que me deu o melhor resultado (recomendo que você escolha o mesmo). Não é a única alternativa, mas é a que eu escolhi.

Os 5 modelos são: trabalhar como freelancer; trabalhar como afiliado (que é um vendedor por comissão através da internet); trabalhar com anúncios; trabalhar como produtor; ou trabalhar com serviços (como consultoria ou coaching). Eu já tentei os 5 modelos. Eu já trabalhei como freelancer, como afiliado, com AdSense e produtor de serviços. O que eu mais gosto é de trabalhar como produtor.

Não faça o erro que eu fiz: “Criar um produto é muito difícil, não é para mim!” Não é assim. Era assim no passado. Hoje, felizmente, você tem alternativas para criar um produto ou pode ter outras pessoas para criarem para que você possa vender online. A vantagem de ter um produto seu é que você controla como você vende, quando vende, por quanto vende e todo o resto. O que eu não gosto nos outros modelos é que você depende muito de outras pessoas.

Por exemplo, uma maneira de usar anúncios é através do Google. Você pode colocar anúncios do Google ou um banner de outras pessoas que querem anunciar no seu site. O problema é que se o Google fechar sua conta ou o cara que está anunciando no seu site decidir parar de anunciar, sua renda acabará. Eu prefiro ter algo mais estável, principalmente se isso será minha fonte principal de renda. Existem pessoas que dependem de mim, assim como eu imagino que pessoas dependam de você também.

Talvez você esteja pagando pelo seu carro e casa e precisa cobrir esses pagamentos mensais… e agora, do nada, a grana desapareceu! Isso não é legal. Por isso eu recomendo o caminho como produtor, já que é o caminho mais estável. Pode parecer mais complicado, mas é só uma impressão. O meu erro foi ter demorado para chegar nesse caminho que eu hoje considero o melhor.

Então, para você realmente conseguir ganhar dinheiro na internet, você pode usar o modelo de produto. Para ser produtor, o melhor modelo é o de 4 Ms: Mercado, Marketing, Mídia e Mercadoria. Nos vídeos do FeriasSemFim.com, eu os explico com mais detalhes (até disponibilizando PDFs). O que eu fiz foi focar nesses fundamentos. Como eu sabia que esses eram os melhores fundamentos para um negócio online, eu ignorei 95% dos “experts” de marketing e empreendedorismo.

Existem muitos “estudiosos” por aí. São pessoas que estudam muito mas não colocam a mão na massa. Se eles botassem, entenderiam que o que estão falando é pura besteira na maioria dos casos. Eu já ouvi pessoas falando que para ter sucesso na internet você precisa ter perfis em todas as redes sociais. Não é verdade! Você não precisa criar um perfil no Facebook, no Twitter, Instagram, SnapChat ou na próxima rede social que surgirá semana que vem (e que vai durar 3 meses e desaparecer). Se fizer sentido para você, você pode fazer esses perfis, mas o que importa são os 4 fundamentos.

Por isso, eu decidi não criar esses perfis sociais. Eu criei, por obrigação, uma página no Facebook, porque eu comecei a anunciar lá. Eu nem foquei em crescer essa página. Só fiz isso porque o Facebook exigia para eu conseguir anunciar.

Por que esses fundamentos são tão importantes? O primeiro fundamento é o mercado. Ele é o mais importante. Muitas pessoas acham que é o produto. Você pode até ter o melhor produto do mundo com o melhor marketing do mundo… se não existir a demanda, não adianta. Você não vai vender. Por isso o mercado é tão importante.

Para esse desafio, escolhi o mercado de pets (cachorros, mais especificamente). Nos vídeos do Férias Sem Fim eu dou mais algumas dicas de como escolher seu mercado. Mas nesse caso tudo começou quando eu vi a minha namorada com o cachorro dela. Eu pensei “por que eu não ganho tanto carinho quanto esse bendito cachorro?” Eu percebi que as pessoas são realmente apaixonadas pelos seus cachorros, principalmente as mulheres. Tudo o que tem um grande grau emocional envolvido (assim como os hobbies) é um bom sinal para o mercado.

Eu fui pesquisar e existem uns 27 milhões de cachorros nas casas brasileiras. Eu pensei “tantos cachorros e um grau emocional tão forte… talvez tenha um mercado aí.” Daí que veio a ideia. Mas perceba que eu comecei pelo mercado e não por uma ideia genial que eu tive. Eu resolvi fazer algo a respeito disso.

Isso nos leva para o segundo ponto: marketing. Com meu nicho definido, eu comecei a pensar em como ajudar as pessoas (perceba que eu nem havia pensado no produto em si). O novo marketing é bem diferente do velho marketing, no qual um vendedor empurrava goela abaixo algo que você não queria.

No novo marketing, você ajuda as pessoas com artigos, comentários, vídeos… como você preferir. Você ajuda as pessoas e depois faz uma pergunta do tipo: “Gostou? Quer aprender mais? Então visite meu site.” Esse é o terceiro fundamento, que é a mídia (sua plataforma). O que você realmente precisa é de uma demanda no mercado e saber se conectar com essa demanda de mercado. O resto você escolhe da forma que funcionar melhor para você.

Talvez você queira trabalhar somente através de uma página no Facebook – ótimo! Se funciona para você, beleza! Você também pode fazer artigos ou vídeos. Eu, como já tinha os outros negócios, queria o caminho mais simples possível: o melhor resultado com o menor esforço. Isso não significa “ganhar dinheiro sem fazer nada”. Mas é muito importante que todo esforço que você coloque dê o melhor resultado possível, ainda mais se você for trabalhar nisso depois do seu emprego fixo.

Sabendo disso, eu escolhi o modelo de 4 páginas. Eu usei somente 4 páginas para criar esse negócio que deram esses resultados. Eu mostro essas páginas com mais calma nos vídeos do FeriasSemFim.com. Aqui, farei um resumo geral das 4 páginas. Mas recomendo que você visite o site para saber o que vai em cada uma delas.

A primeira delas é a página de opt-in (página de aterrisagem). Geralmente, nessa página você encontrará algo do tipo “aprenda a perder 5 quilos em 21 dias”, “me dê seu email que eu mando um PDF explicando como”. Ou seja, você oferece algo para a pessoa em troca do email dela. Através do email você poderá manter contato com ela. Hoje em dia existem ferramentas gratuitas para fazer essa conexão (e isso era absurdamente caro no passado).

A segunda página é a página de vendas. Nela, você poderá dar algumas dicas do tipo “como fazer avião de papel”. Pode parecer algo pequeno, mas teve até um campeonato da Red Bull de aviões de papel! Então, você pode dar dicas de como fazer o avião de papel perfeito para competir na Red Bull. Depois disso, você pode falar: “Se você gostou dessas dicas, eu tenho um conteúdo completo (ebook, curso, áudio, site de membros) explicando como ter mais resultados com isso (como perder peso, como ganhar dinheiro na internet, como fazer avião de papel).

A terceira página é uma página de check out. Há 10 anos atrás, o dono do site precisava pedir para a pessoa depositar em sua conta pessoal. Depois que o dono tivesse recebido o depósito, ele tinha que enviar tudo manualmente para a pessoa. Isso não era muito fácil de controlar. Hoje existem sistemas para isso. Você cadastra seu produto e a página já vem pronta com a opção de pagamento de cartão de crédito, parcelamento em até 12 vezes, débito, boleto, PayPal… tudo. Depois que o pagamento for feito, esse sistema já transfere o dinheiro para sua conta e envia o produto para a pessoa. Existem ferramentas que só cobram uma comissão para fazer todo esse processo. O bom é que você só paga se vender.

A quarta página é a página de “obrigado”. Nessa página, você basicamente fala para a pessoa: “parabéns por sua decisão! Obrigado por comprar o produto sobre como criar aviões de papel.” Depois você pode dar as instruções para a pessoa: “Você receberá um email daqui 15 minutos com um link para baixar o que você acabou de comprar.”

Essas são as 4 páginas. No FeriasSemFim.com eu explico com mais calma, mas num resumo geral é isso.

Depois, nós vamos para o quarto fundamento que é a mercadoria. Hoje os melhores produtos são os digitais. Os produtos digitais oferecem uma margem de lucro muito melhor. Você não tem custo de entrega. Você não tem custo de estoque. Você não precisa se preocupar se o correio perdeu, extraviou ou roubou a mercadoria. Você simplesmente coloca um produto digital que é entregue automaticamente para a pessoa assim que ela comprar.

Dentro desses produtos digitais, o que eu mais recomendo é o infoproduto. Qualquer pessoa pode criar um. É um produto digital de informação: um ebook, um curso em vídeo, um curso em áudio, um site de membros, uma comunidade. Para fazer uns vídeos basta abrir o Keynote, fazer as aulas e gravar. É claro que envolve algumas habilidades técnicas, mas não é difícil. Você pode até fazer com seu iPhone.

O mais fácil é fazer um ebook. É só abrir um Google Doc (que é online e gratuito) e escrever o que você quer ensinar (as técnicas de avião de papel). Você exporta isso como PDF e isso é o seu produto. Você pode colocar no sistema para a pessoa fazer o pagamento. Ele será enviado automaticamente para a pessoa sem que você precise conferir manualmente. Ou seja, você pode estar em qualquer lugar e alguém pode comprar seu produto. Se você estiver no cinema, a pessoa receberá seu produto sem que você precise fazer mais nada.

Até daria para falar que você vai ganhar dinheiro enquanto dorme, mas daí vai parecer essas furadas que estão por aí (pode até acontecer, mas para chegar a esse ponto existe muito trabalho). Você tem fazer os fundamentos e conseguir tráfego, que faz parte do marketing também.

Nos vídeos eu dou mais dicas sobre tráfego. Mas existem dois tipos: gratuito e pago. Você pode conseguir tráfego gratuito através de redes sociais e artigos. Você também pode pagar para fazer pessoas entrarem no seu site. A sacada é usar os dois. Foi isso que eu fiz nesse desafio e deu esses resultados.

Eu comecei com o gratuito. Quando começou a dar resultado, eu peguei esse dinheiro e reinvesti comprando tráfego. Eu posso te ajudar com isso caso você não saiba fazer. Dá para fazer com o Facebook ou outras alternativas. Eu comprei tráfego para acelerar o resultado. Eu sabia que eu tinha uma oferta que convertia bem. Eu gastava uns 20 reais com tráfego para vender um produto de 100 reais. Com o lucro, fui aumentando conforme os resultados. É assim que você faz.

Resumindo, vamos falar as três regras. Não é mágica. Não é da noite para o dia. Não é para querer ficar milionário da noite para o dia. É para ter uma renda extra ganhando dinheiro pela internet. Essa renda pode ajudar na renda do seu emprego ou eventualmente se tornar uma fonte de renda principal (como eu fiz). Trabalhando online, você poderá trabalhar de onde bem entender, em qualquer lugar no mundo que tiver internet. Hoje, felizmente, a maioria dos países têm internet.

Para conseguir isso, recomendo o fundamento dos 4 Ms: Mercado, Marketing, Mídia e Mercadoria. Eu também recomendo o modelo de 4 páginas que expliquei para você. Esse é o passo a passo que eu recomendo. Eu expliquei da maneira mais rápida possível para que você aproveite seu tempo.

Se você quiser saber mais e quiser ver outros estudos de casos de vários outros amigos e clientes que eu ajudei a ter esses resultados, eu recomendo que você visite o FeriasSemFim.com. Lá, eu mostro com mais calma exatamente como tudo aconteceu.

Depois, você pode clicar no botão do joinha, caso tenha gostado do vídeo. Também deixe seu comentário caso tenha alguma dúvida ou uma ideia para um próximo vídeo. Não se esqueça de clicar na mãozinha para se inscrever no canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar. Eu geralmente falo de negócios online, estilo de vida, liberdade e qualidade de vida. Eu gosto de falar e produzir conteúdo sobre isso.

Se você também gosta disso, clique no joinha e se inscreva para receber uma notificação todas as vezes que eu postar um vídeo.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

 

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+