Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível

As vezes a gente faz uma boa campanha com ótimos resultados… mas que depois de um certo tempo morre.

Será que teria como reviver ela e continuar lucrando?

A resposta é SIM.

E nesse vídeo mostro como fazer isso.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero passar quatro maneiras de como conseguir novamente a atenção das pessoas para uma oferta ou artigo que teve sucesso no passado.

Não sei se você tem seu produto ou não. Se você ainda não tem seu produto, terá dificuldades de ganhar dinheiro online, pelo menos da maneira que eu ensino (criando um infoproduto próprio). É o que eu mostro no Férias Sem Fim. Você pode visitar no FeriasSemFim.com.

Às vezes criamos um novo produto, uma nova oferta ou alguma maneira de chamar a atenção do nosso mercado para as nossas coisas e isso tem um certo esgotamento. Ele atrai um certo tipo de público e depois morre. Então, a gente precisa de maneiras de renovar a atenção das pessoas sem necessariamente criar uma nova oferta inteira.

Se você conseguir fazer, criar uma nova oferta inteira vale a pena. Mas antes de criar essa nova oferta, você deve extrair o máximo possível daquela oferta que já deu resultado e já está pronta.

A melhor maneira de fazer isso é trocando algo que chamamos no copywriting de “lead”. Essa lead não é a lead que as pessoas geralmente se referem no sentido de lead de emails, ou um prospecto. No copywriting, a lead é geralmente os primeiros quatro parágrafos ou os dois primeiros minutos de um vídeo de vendas.

Basicamente, você chamou a atenção da pessoa com um título ou alguma grande promessa e aí você vai introduzir o tema que o vídeo vai tratar. A lead é essa parte. Geralmente 50% das pessoas já vai no primeiro minuto. No segundo minuto, 75% das pessoas já abandonam o vídeo.  Se a pessoa passa dos 2 ou 3 minutos, a tendência é que ela continue até 30, 40 ou 50 minutos, porque ela já viu que aquilo a interessa.

Então, muita gente (70%, 80%, 90%) das pessoas que chegaram na página do seu vídeo viram só o início, não se interessaram e saíram. Então, você não precisa trocar todo o resto. Você pode só trocar aquela chamada inicial para algo que chame mais atenção.

Vou dar um exemplo para meu caso e quatro outros tipos que você pode usar para seu mercado. No meu caso, eu falo sobre como ganhar dinheiro online. Você raramente você me verá anunciar “como ganhar dinheiro online”, porque isso qualquer um pode prometer. É uma questão do marketing básico de posicionamento e como se diferenciar dos outros.

O próprio nome do meu livro e curso representa isso: Férias Sem Fim. Eu puxo mais para o lado de qualidade de vida, viagem, mais tempo, mais liberdade. E o método de como alcançar tudo isso é com um negócio online.

Se eu fizer um anúncio do tipo “ganhe dinheiro”… Todo mundo tem interesse em ganhar dinheiro. Mas isso tem um limite. Eu vou atrair um certo tipo de público. Se eu colocar, “O que você vai fazer na sua aposentadoria?” Só pelo fato de eu falar em aposentadoria e talvez usar a foto de uma pessoa mais velha, eu vou atrair outro tipo de público com outro perfil.

Geralmente serão pessoas mais velhas, com mais dinheiro, com uma carreira. Não obrigatoriamente, mas dá para entender porque vai para esse lado.

Se eu falar “Como ficar em casa com seus filhos”, talvez eu atraia a mãe (casada ou solteira) que quer ficar mais tempo em casa com seus filhos. Não que os pais não queiram, mas a mensagem atrai mais esse tipo de pessoa.

Percebe como mudando a mensagem no lead… Isso não precisa ser só na sua carta de vendas – pode ser no anúncio em si… Eu já atraio um outro tipo de público que pode se interessar pelo meu produto que talvez antes não tinha chego até meu vídeo. É isso que você faz para renovar a atenção e chamar mais pessoas para uma oferta que você já viu que funcionou.

Isso tem um limite. Você começa com o maior público e aquilo já será 60% ou 70% das vendas que você conseguirá. Não imediatamente, mas é ali que estará a maior parte do mercado. O resto é tentar espremer.

Então, você tem que cuidar. Chega num ponto em que não vale a pena ficar trocando o ângulo. Vale mais a pena ir para outra oferta. Mas se você não estiver com um volume grande de anúncios e tráfego, não vai acontecer tão rapidamente. Mas já estou avisando para você manter isso em mente. Então, vale a pena trocar essa lead na sua carta ou vídeo de vendas.

Tem diversos tipos de lead que você pode fazer. Mas existem quatro básicos. O mais básico seria “Como perder peso”, “Como ganhar dinheiro”. Mas agora quero alguma coisa diferente para chamar atenção.

O primeiro deles é em história. Se você já fez uma promessa básica no sentido “como ganhar dinheiro”, pegue um estudo de caso, ou alguma história que aconteceu… Não precisa nem ser de um cliente seu… Obviamente, não vá mentir… E use aquilo como uma história para trazer as pessoas. “Índio do Amazonas descobre forma de ganhar dinheiro online que ninguém suspeitava e agora revela segredo.”

É uma história que vai levar para aquela mesma oferta. Você vai pegar outro público que antes não tinha clicado. De repente eles vão comprar… De repente vão clicar e sair de novo. Por isso, não é só porque você vai trocar sua lead que vai voltar a vender feito água. Mas de repente dê uma renovada suficiente para uma oferta que está comprovada e que você sabe que vende.

O segundo tipo é o tipo de lead para céticos. Em qualquer mercado… Principalmente os grandes… Ganhar dinheiro online, emagrecer e relacionamentos… Muitas tantas ofertas já foram feitas, então as pessoas começam a suspeitar. “Será que isso funciona mesmo?”

Então você fala o que as pessoas estão pensando: “Isso realmente não funciona para a maioria das pessoas.” E aí você explica. Em vez de você falar que funciona par todo mundo, que é super fácil e vai dar certo, você vai na direção contrária. Aí você explica que certas pessoas não vão conseguir, que exige trabalho, sendo honesto, sincero e mostrando o que que precisa mesmo.

“Eu acho que ofereço a melhor chance de conseguir. Não é para todos, mas se você quiser a melhor chance, é comigo. Está aqui o link.” Então, você faz esse tipo de conexão.

O outro é um grande estudo ou grande proclamação. Por exemplo, se algum órgão do governo ou alguma pessoa famosa fez um grande discurso falando alguma coisa… Warren Buffet chega do nada e fala, “Negócios online são o futuro do mundo. Vou investir só em negócios online.” Pode ter certeza que eu no dia seguinte você verá um anúncio meu com a cara do Warren Buffet falando, “Warren Buffet fala que negócios online são a melhor coisa do mundo. Clique aqui logo!”

E aí eu vou conectar com aquela história e falar, “Eu ensino justamente isso.” O Warren Buffet não foi lá e disse que Bruno Picinini é o cara o futuro, mas ele está dizendo que esse tipo de negócio é um bom negócio e vale a pena você dar uma olhada. Esse é o terceiro tipo.

O quarto tipo é parecido com o tipo dos céticos, mas é um pouco diferente. É o de suspeitas. Com esse dá para ser criativo, mas depende de cada mercado. Eu vi um uma vez que era o seguinte… “Será que empresas farmacêuticas criam doenças para vender mais remédios?” Pode ter certeza que muita gente já pensou nisso. Quem gosta de teoria da conspiração já se fez essa pergunta várias vezes.

Talvez não precise ser doenças… Vamos falar de antivírus. Quantas pessoas já se perguntaram se as próprias empresas de antivírus não criam os próprios vírus para ter mercado e vender produtos? Não sei. Mas é uma pergunta interessante. Dá vontade de saber mais. Se aquilo conectar com seu produto, vai fazer sentido e vale a pena você anunciar isso e, depois, conectar com sua oferta.

É claro que tem que fazer sentido. Você pode tentar ser mais criativo, mas tome cuidado. Se você for muito longe, será difícil trazer para sua oferta de uma maneira que faça sentido. Você pode até ter CTR, cliques baratos… Mas talvez não converta.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem um treinamento do qual você pode participar. E também tem meu curso completo sobre como criar um negócio online do zero… Como eu fiz e muitos dos meus alunos fizeram.

Depois recomendo que você clique no joinha aqui do vídeo se você gostou. Deixe um comentário se tiver dúvida ou sugestão de conteúdo para o próximo episódio. Por último, clique no botão para assinar e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+