Como Tomar Boas Decisões em 5 Passos (E Já Ter Mais e Melhores Ideias)

Tomar boas decisões nem sempre é fácil.

E se a alternativa A for mais rápida?

Mas a alternativa B pode durar mais!

E agora!?

Dúvidas e mais dúvidas.

Como faço para tomar decisões importantes? E o que faço com as decisões difíceis? E se eu não tomar a decisão certa?! E se eu tomar a decisão errada e não conseguir ter meu negócio em casa?!

Realmente não é fácil.

Para tentar ajudar você com isso gravei um novo vídeo. Nesse vídeo mostro os 5 passos que uso para tomar boas decisões! Veja agora:

Como Tomar Boas Decisões

GUIA GRATUITO: Clique aqui e baixe-o agora mesmo
GUIA GRATUITO: Baixe Agora

Gostou do vídeo? Quer saber mais?

Gostaria de recomendar que você baixe meu guia com 42 ferramentas para uma alta performance e produtividade para empreendedores digitais.

Essas são as exatas ferramentas que eu uso TODOS OS DIAS nos meus negócios e que me permitiram alcançar resultados muito melhores do que eu jamais imaginava.

➝ Clique AQUI e baixe o guia de ferramentas agora mesmo.

Você pode ouvir esse episódio também no Podcast Oficial do Empreendedor Digital e através do player abaixo:

» Clique aqui para se inscrever no Podcast pelo Itunes

Qualquer dúvida ou comentário fique a vontade para postar abaixo!

Não se acanhe – participe da conversa!

Caso esteja interessado em um curso completo de produtividade e performance para empreendedores digitais, recomendo que dê uma olhada e conheça a Universidade da Alta Performance.

Grande abraço e #SeguimosNaLabuta!

5 Passos Para Tomar Ótimas Decisões

Opa! Bruno Picinini aqui de volta e logo você vai entender porque estou gravando esse vídeo na frente do Coliseu, em Roma. O Coliseu é a chave para a gente conseguir tomar as decisões difíceis, ter mais ideias e facilitar algumas coisas na nossas vidas. Tem um motivo específico para isso e isso que quero explicar nesse vídeo. Junto com isso, um pequeno truque para acessar uma parte do nosso cérebro, que tem muito mais potencial. Espero que isso ajude você a ser mais produtivo e ter mais performance como empreendedor digital. Então, do que se trata esse vídeo e por que estou gravando na frente do Coliseu?

Primeiro porque estou viajando aqui em Roma, um lugar que eu não conhecia. Enquanto eu caminhava aqui conhecendo a cidade e conhecendo o próprio Coliseu, eu tive algumas ideias e lembrei de algumas estratégias, truques e atalhos que eu aprendi ao longo da vida que me ajudaram muito nos meus resultados. Além disso, que eu aprendi isso com pessoas como o Mark Zuckerberg, o Bill Gates da Microsoft e vários outros que usam essa estratégia. Qualquer pessoa que está tentando se tornar um líder, tentando criar um negócio próprio e tentando fazer alguma coisa que valha a pena nessa vida. Vai ter que enfrentar momentos difíceis, vai ter que tomar decisões difíceis, vai ter que ser criativo, Criativo para achar ideias, de como posicionar seu produto, como vender mais, como achar uma nova campanha que renove o interesse das pessoas.

Então, como é essa estratégia que serve para tudo isso? Você já vai entender o motivo dessa viagem e porque eu resolvi gravar esse vídeo. Toda vez que eu preciso tomar uma decisão difícil ou ter alguma ideia, eu passo por cinco passos para fazer isso. Os cinco passos para tomar decisões difíceis ou os cinco passos para ter mais ideias. Como funciona isso?

Muita gente tenta tomar uma decisão difícil ou tenta ter uma nova ideia usando somente a parte consciente da nossa mente. Só a parte que está acordada, a parte lógica. Só que a nossa cabeça tem muito mais poder no subconsciente. É aquela parte que fica meio dormente e só aparece de vez em quando para nos ajudar. Então, a gente tem que ter um jeito de acessar esse subconsciente quando a gente precisa. Esse subconsciente vai fazer algumas ligações que às vezes a gente nem consegue explicar direito.

Sabe quando você está conversando com alguém e essa pessoa fala alfo que lembra um filme? Aquele filme tinha uma cena que lembrou outra coisa, que lembrou de outra coisa e você troca completamente de assunto no meio da conversa. As pessoas que não estavam acompanhando o seu raciocínio, que talvez nem você tenha acompanhado (já que foi seu subconsciente que fez isso) não vão entender. Mas se você começar a pensar em quais foram as associações, vai fazer sentido. Acontece a mesma coisa nos negócios.

Tomando A Decisão Certa

Quando estamos precisando ter uma ideia de uma campanha ou de um produto novo, ou escolher o mercado no qual vamos trabalhar. Às vezes, nessas ligações que o subconsciente faz que a gente acha as melhores soluções, as soluções mais criativas. Para fazer isso, eu sempre tomo cinco passos.

O primeiro deles é definir o problema, definir o que você está enfrentando. Uma campanha nova de anúncios, um produto novo, o que for. Esse é o primeiro passo. O segundo passo é dar um passo para trás. Isso eu falo bastante no meu curso (que se chama Universidade da Alta Performance), sobre ser estratégico no que a gente faz. Às vezes você está analisando um problema achando que aquilo é um problema. Mas na verdade o problema é um passo atrás.

Por exemplo, vamos supor que você esteja mandando muitos e-mails e eles estejam voltando com uma taxa de reclamação de spam gigante. Parece que as pessoas que são erradas. Na verdade o problema real é o seu conteúdo, o mercado que você escolheu trabalhar. Ou de repente você ache que seu vídeo de vendas não esteja convertendo muito, e que precise de um novo vídeo de vendas. Talvez o vídeo de vendas não seja o problema. De repente, a sua oferta que é ruim. O melhor vídeo de vendas do mundo não vai ajudar.

Então, o segundo passo que você tem é dar um passo para trás para saber se o problema que você está tendo é realmente o problema real que você tem que resolver. O primeiro passo é dizer qual é o problema. O segundo passo é dar um passo atrás e ver se esse é o problema real. Se realmente aquele é o problema maior que você tem que enfrentar…

Porque às vezes a gente acaba descobrindo um problema muito maior do que aquele que aparece na nossa frente, é coletar todas informações que você acha que precisa para resolver esse problema. Anote no papel com caneta, Evernote, anote tudo.

No quarto passo você vai tentar conscientemente resolver o problema. Às vezes funciona, mas as melhores ideias não vêm assim. Você vai pegar todos esses dados, analisar com o problema e ver se sai alguma coisa. Mas, como eu falei, essa não é a melhor maneira. As melhores ideia não vêm nessas horas. Elas vêm quando a gente está no banco, quando a gente está no carro, no trânsito, quando a gente está cozinhando, quando estamos fazendo alguma outra coisa. Essa que é a sacada.

A Arte De Resolver Problemas

Então, vamos lembrando. Passo 1, definir o problema. Passo 2, dê um passo para trás e veja se esse é o problema real. Passo 3, colete toda as informações sobre aquilo para ajudar você. Passo 4, tente conscientemente resolver o problema.

O passo 5 é a peça chave. Para acionar o seu subconsciente quando quiser, vamos supor que seu consciente ocupe 10 ou 20 por cento do seu cérebro. O resto é tudo subconsciente. O que você precisa fazer é uma atividade pequena e não muito exigente que ocupe esses primeiros 10 ou 20 por cento para deixar os 80 ou 90 por cento de subconsciente trabalhando. É por isso que quando estamos tomando banho ou fazendo alguma outra atividade é que nosso subconsciente liga e começa a fazer essas associações e trazer respostas (o famoso “eureca”) que a gente nem esperava. Essa que é a sacada.

Por isso que estou gravando o vídeo aqui. Quando eu tenho que tomar grandes decisões. “Quero criar um produto novo. Quero saber o nome, o gancho, qual vai ser minha chamada. “Eu não vou tentar fazer isso na frente do computador. Eu preciso estar inspirado. O que eu geralmente faço? Se eu sei que vou viajar para um lugar assim, eu faço todos os quatro passos antes e aí eu saio na cidade. Viajar, para mim, é uma das melhores maneiras de se fazer isso. Quando não se tem uma viajar para fazer, você pode simplesmente sair caminhando.

Saia para caminhar. Só de caminhar e ficar olhando de um lado para o outro já ocupa aquela pequena parte do nosso consciente e liga o subconsciente para começar a fazer essas associações.

Você pode estar caminhando na rua e olhar um prédio que vai se associar a outras coisas, e a solução do problema pode vir. Não precisa ser algo forçado. É como a meditação. Se você se perguntar “será que estou meditando?”, você já não estará meditando, já não funcionou. Saia para caminhar sem o objetivo de descobrir a solução. Quando vier na cabeça, eu vou pensar nas melhores soluções, curtindo o cenário, fazendo um exercício, tomando um pouco de sol, para sair da frente do computador.

Por isso que resolvi gravar esse vídeo aqui. Se você conseguir, viaje. Você fica inspirado. Ouvir uma língua diferente, comer coisas diferentes, falar com pessoas diferentes, ver lugares incríveis como esse, uma das novas sete maravilhas do mundo moderno. Só isso já vai fazer seu cérebro ligar e ativar zonas que na sua área de conforto em casa, nunca seriam ativados. É aí que vão começar a surgir as melhores ideias. Essa é a dica. Esses são os cinco passos que eu sempre uso para tomar decisões difíceis, para ter ideias, para resolver problemas complicados.

Só para recapitular: Passo 1, defina seu problema; Passo 2, dê um passo para trás para ver se aquele é realmente o problema que você tem que enfrentar; Passo 3, colete todas informações; Passo 4, tente conscientemente resolver o problema; Passo 5, desligue seu consciente com alguma atividade que seja exigente o suficiente para 10 ou 20 por cento da sua cabeça, caminhar, ir ao mercado, tomar banho, o que for.

Às vezes são coisas que você deve fazer de qualquer jeito, você não consegue nem evitar. Mas estou recomendando que você faça de propósito. Que você se obrigue a sair para caminhar, que você se obrigue a sair para conhecer outros lugares, para que você consiga acionar seu subconsciente e ter respostas melhores.

Às vezes não virá na primeira caminhada. Alguns problemas são realmente difíceis. Nessas caminhadas, você pode ter novos insights, descobrindo que o problema é muito maior do que você achava. Ou, talvez, você tenha que voltar para o passo 2 ou 1. Você pode perceber que o problema real é outro. Pode acontecer, não tem problema. Volte para o passo 1, faz o passo 2, 3, 4 e 5 e vai fazendo esse ciclo até que a solução apareça. É assim que funciona. Essa é a maneira que eu uso para resolver problemas.

Aprenda A Tomar Boas Decisões

Se você tiver interesse em saber mais sobre produtividade e alta performance especificamente para empreendedores digitais eu recomendo que você dê uma olhada no meu curso, caso você não conheça, chamado Universidade da Alta Performance. É o único curso para empreendedores digitais que ajuda você a triplicar sua produtividade, aumentar sua concentração e alcançar resultados extraordinários, mesmo que você não tenha tempo para mais nada.

Se você entrar no site UniversidadeDaPerformance.com.br você poderá ver uma apresentação gratuita com algumas dicas. Lá eu falo exatamente como fazer isso.

Às vezes eu vou ler alguns cursos ou livros sobre produtividade e performance e o primeiro exercício é “pare 30 minutos para escrever uma lista”. Eu não tenho nem 30 minutos para gastar! Justamente por isso, eu desenvolvi um método para não exigir nem mais um minuto da sua vida porque, afinal, nós não temos.

Esse curso é específico para quem quer ter seu negócio online. Empreendedores digitais. Tenho medo de usar a palavra “empreendedor” porque algumas pessoas se assustam. Mas se você tem ou quer ter seu negócio online, seja afiliado, ecommerce ou o que for. Esse curso é para você.

Eu dou risada quando vejo outros cursos que querem falar de produtividade e performance e fala que é para todo mundo, para funcionários públicos, para funcionários de empresa privada, para empreendedor, para milionário. Algumas coisas até dá para entender, se usa também. Mas a grande maioria, não dá. Empreendedores têm um mindset de como lidar com falhas e derrotas completamente diferente.

Como que você vai comparar uma pessoa que está em um emprego público no qual a pessoa tem motivação zero para fazer o que faz… ela pode fazer qualquer besteira durante todo o dia que não vai ser despedida… e comparar isso com um cara que é empreendedor… que vai tentar criar seu negócio próprio, e que se ele errar, ele tem uma bola de ferro nas costas dele. Vai chegar no fim do mês e não terá dinheiro para pagar as contas. A mulher está ameaçando largar ele, e com razão, talvez.

Não é fácil acreditar em alguém que está dizendo que todo mundo está errado e nós que estamos certos e tentando fazer algo diferente. Essa é basicamente a vida de um empreendedor.

Se você tem alguém na sua vida que confia em você, mesmo sem te entender, abrace-a com todas as forças, porque não é fácil encontrar alguém assim. Eu tenho minha namorada, minha família e outras pessoas perto de mim, mas não é fácil.

Então, cursos de produtividade e performance que falam que é para todo mundo… fuja deles! Empreendedores têm necessidades muito diferentes do que as “pessoas normais”. Por isso que eu fiz esse curso específico só para empreendedores digitais, sobre como realmente aumentar sua produtividade.

Esse vídeo vai ficando por aqui. Antes que esse cachorro mala continue latindo e atrapalhando o som do meu microfone. Vou agora terminar a visita ao belo Coliseu. Se um dia você puder vir para cá, recomendo. A cidade é um pouco velha demais para o meu gosto. Mas comi um dos melhores sorvetes que já comi na minha vida e um steak de um quilo que era excelente. Se você vier para cá, eu recomendo. A culinária é excelente e a cidade tem bastante coisas bacana como o Coliseu.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+