Compras Online: O Problema Está na Sua Oferta

Perfeição é  quase uma doença! Sabemos disso mas sempre queremos as coisas do jeito certo, com tudo certinho no lugar antes de começar algo.

Com nossos negócios não é diferente, afinal é nosso “bebê” e queremos cuidar pra crescer sempre 🙂

O problema é quando esquecemos do básico, da fundação, aquela parte que pensamos que temos que arrebentar a boca do balão para aumentar nossas vendas, mas se fizéssemos algo mais prático, seria melhor.

Aprenda aqui com um simples exemplo de como melhorar suas vendas e compras online.

Geralmente o problema está na oferta que você está fazendo para suas leads!

>> Clique aqui para ver o site que eu falei no vídeo

A Oferta Simples E Eficaz

Nesses tempos, eu estava lembrando uma história que… Eu estava há um tempo procurando um plugin para o Final Cut – para quem não conhece, Final Cut é o software que eu uso para edição de videos. É um produzido pela Apple, que não é o melhor, nem o pior, mas é o que eu gosto de usar, e eu estava procurando um plugin específico para ele, e, quando eu achei, foi uma lição bastante interessante, de algo que eu tinha esquecido… esquecido, não, mas que às vezes, a gente precisa que algo assim aconteça para nos lembrar do porque é tão importante, e que fez, a partir dali, bastante diferença no que eu estava fazendo, e no que eu estava indicando para alguns clientes.

Meu nome é Bruno Picinini, eu sou autor e fundador do Empreendedor Digital, o site que ensina você a combinar o estilo de vida, com um negócio online, que ajuda, e realmente faz a diferença na vida das pessoas.

Então, o plugin que eu estava procurando, era um plugin para reduzir o que eles chamam de “noise”, em inglês, “noise reduction”, que “noise” é, por exemplo: quando eu gravo um vídeo, quando você grava um vídeo, você já deve ter visto isso – ou mesmo quando você não grava, você já deve ter visto acontecer – que, se eu gravar um vídeo, que não tem muita luz, onde eu estou gravando, como em ambiente interno, ou de noite, e se a câmera não foi muito boa, aparece o que eles chamam de “noise”. “Noise” traduzindo literalmente, é barulho, que é um monte de pontinho pequeno… assim, por exemplo, na camiseta, que é o mais padrão – a cor – um monte de pontinho pequeno que fica aparecendo na imagem.

E fica meio estranho, não fica uma imagem, assim, nítida, ela atrapalha. E eu tinha gravado um vídeo, que não tinha ficado muito bom, até, porque, viajando… agora, por exemplo, eu estou em Bali… eu estava no quarto do meu hotel, e a luz não era muito boa.

Então, o vídeo não tinha ficado muito legal, e eu não queria regravar o vídeo, eu só queria consertar aquilo, eu queria reduzir esse “noise”, que eles chamam.

Então, eu estava procurando um plugin para reduzir esse “noise”, para Final Cut e eu digitei no Google “noise removal for Final Cut”, alguma coisa assim, que é “redutor de noise para Final Cut”, e eu achei um site, que tinha lá uma manchete bem específica: redutor de noise para Final Cut.

Software que reduz noise. “Comprar”. Comprei. Foi… E, daí, tá… mas qual que foi a lição? A lição foi que, às vezes, a gente se preocupa tanto com: “ah o que eu falo? Que tipo de emoção eu tenho que provocar na pessoa que está lendo o meu site, para ela comprar?” E “explicar isso, explicar assado, e garantir não sei o que”… Claro, isso é importante, não vou dizer para você não fazer. Só que, às vezes, muita gente esquece, que no final… é que nem uma frase do

Dan Kennedy, que

“O segredo está na oferta, imbecil!”.

Porque, não adianta você ter todo o padrãozinho certo, numa carta de vendas… o melhor modelo possível, com os pontos, falando dos benefícios, e garantia de 197 dias, para pedir seu dinheiro de volta, e devolver ainda mais… e tudo isso, se a oferta inicial não for boa.

Então, eu sei que parece até simples de mais, mas, geralmente, são nesses pontos mais simples que está o que realmente dá resultados. Às vezes, até, tem muita gente que, quase sem querer, acha que precisa ser complicado para poder funcionar, porque se fosse muito simples, estava todo mundo fazendo.

 A verdade é que são esses mais simples, que geralmente dão resultado

Então, se você não está tendo o resultado que você quer, e se você está pensando o que fazer, veja se a sua oferta realmente é boa. Você realmente tem uma oferta que é boa para o seu cliente? Que realmente vai mudar a vida dele para melhor? Seja financeiramente, na saúde, relações, que são partes dos grandes mercados… Realmente ajuda ele? Porque isso pode ser o que está impedindo você, e não adianta você encher de… ter o melhor site, o melhor tipo de oferta, a melhor carta de vendas… tudo certinho, bonitinho, se a sua oferta não é boa o suficiente.

Então, até… um exemplo que eu gosto de dar: vamos supor que você achasse a cura do câncer. Você pesquisou por anos e anos e achou a cura do câncer. Tendo isso, quanto você acha que você precisaria para convencer as pessoas a comprar o que você tem a oferecer?

Claro, é um exemplo mais que exagerado, mas quão perto você consegue chegar na escala de uma oferta muito ruim, para a cura do câncer? Onde a sua oferta se encontra? Quanto mais perto você chegar da cura do câncer, melhor.

Tenha a solução para a dor do mercado

Eu sei que você não vai chegar lá, mas tente empurrar mais para esse lado, porque aí vai reduzir todo o seu trabalho depois, de convencer a pessoa do porque o que você tem a oferecer é bom. Não porque a sua oferta já é ótima. Se ela é tão boa, as pessoas já vão notar, e todo o seu outro trabalho, já não vai ser menos relevante. Com certeza, faça, porque ajuda, é necessário, a gente não vai chegar na cura do câncer – pelo menos, não eu, se você chegar, parabéns, ótimo, você está fazendo um favor à humanidade. Mas quanto mais perto você chegar, melhor.

Isso é uma das outras lições que, às vezes, a gente esquece: tenta focar no tudo, fazer… para enganar, mexer nas emoções, e fazer a pessoa comprar, e a palavra mágica certa… quando, na realidade, o primeiro passo, é ter uma oferta boa. E até, muita gente, acaba, digamos, se embananando na hora de criar uma oferta, acha que não tem muito a oferecer, que ela não tem expertise suficiente para passar para as outras pessoas, conhecimento suficiente, mas…

Isso me lembra uma história que aconteceu anos atrás, de um cara que… ele não sabia nem dar dois cliques, sabe, dois cliques do mouse, quando você quer abrir arquivo, alguma coisa assim? Ele não sabia nem isso, e mesmo assim, eu aprendi uma lição do quanto a gente tem a ensinar. E… foi até numa aula de informática, mas isso eu vou contar no vídeo da semana que vem.

Então, caso você queira ver esse vídeo dele para aprender como você pode usar o seu conhecimento para ajudar as pessoas, e como você tem muito mais conhecimento do que você imagina, se inscreva aqui, na lista do site, que é onde eu distribuo e envio para você o manual do Empreendedor Digital, que é um manual que fala um pouco mais sobre toda essa ideia se ser um empreendedor digital.

Caso você já tenha baixado e lido o manual, então, o que eu recomendou agora é dar uma olhada no curso oficial aqui no site, que é o EmpreendimentosLucrativos.Com.Br. Esse é o curso, no qual eu ensino o passo a passo de como você pode criar e ter o seu negócio online.

Então, espero que você tenha gostado desse vídeo o tanto quanto eu gostei de criar ele para você, a gente se vê na semana que vem.

Um grande abraço e até breve!

Quer aprender mais?

Gostou do que viu? Gostaria de saber mais sobre como ter seu negócio 100% online sem muita dor de cabeça? Então eu recomendo que você dê uma olhada nisso AQUI.

Empreendimentos Digitais Altamente Lucrativos

Esse é o curso oficial aqui do site chamado Empreendimentos Digitais Altamente Lucrativos.

Nele eu mostro, passo a passo, o exato mesmo sistema que eu e centenas de outras pessoas usam para criar seu negócio online.

Saiba mais sobre o EDAL aqui <<

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+