Podcast Oficial do Empreendedor Digital: Marketing Digital | Negócios Online | Estilo de Vida | Produtividade | Bruno Picinini https://www.empreendedor-digital.com Como criar um negócio 100% online baseado nos seus conhecimentos, hobbies e paixões que não só financia seu estilo de vida, mas também faz a diferença na vida das outras pessoas! Fri, 06 Oct 2017 18:11:39 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.8.2 Nesse Podcast Bruno Picinini, mais conhecido como O Empreendedor Digital - e nas horas vagas Presidente da Internet - fala sem papas na língua. Tudo sobre como criar um negócio 100% online baseado nos seus conhecimentos, hobbies e paixões que não só financia seu estilo de vida, mas também faz a diferença na vida das outras pessoas.<br /> Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet bpicinini@empreendedor-digital.com bpicinini@empreendedor-digital.com (Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet) Todos direitos reservados - Empreendedor Digital O Melhor E Mais Honesto Podcast Sobre Empreendedorismo Digital Do Brasil! Podcast Oficial do Empreendedor Digital: Marketing Digital | Negócios Online | Estilo de Vida | Produtividade | Bruno Picinini http://traffic.libsyn.com/empreendedordigital/fsf-podcast-ed.jpg https://www.empreendedor-digital.com Milionário Aos 31 Anos de Idade: 6 Dicas de Como Fiz Isso https://www.empreendedor-digital.com/milionario-aos-31 Fri, 06 Oct 2017 18:10:20 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5572 https://www.empreendedor-digital.com/milionario-aos-31#respond https://www.empreendedor-digital.com/milionario-aos-31/feed 0 <p>Milionário. Até hoje esse número cabalístico impressiona. Felizmente um tempo atrás consegui chegar lá e hoje decidi compartilhar algumas das lições que aprendi. Mas como ficar milionário? Existe uma fórmula? Não. Algum caminho a seguir? Sim! Não pense que foi rápido e fácil conquistar meu primeiro milhão… não foi mesmo. Mas para que isso fosse possível eu tive que tomar decisões importantes, mirar em alguns objetivos e evoluir como pessoa. Você não alcança qualquer objetivo se não se tornar outra pessoa no processo. Até por <a href="https://www.empreendedor-digital.com/milionario-aos-31" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/milionario-aos-31">Milionário Aos 31 Anos de Idade: 6 Dicas de Como Fiz Isso</a></p> Milionário.

Até hoje esse número cabalístico impressiona.

Felizmente um tempo atrás consegui chegar lá e hoje decidi compartilhar algumas das lições que aprendi.

Mas como ficar milionário? Existe uma fórmula? Não.

Algum caminho a seguir? Sim!

Não pense que foi rápido e fácil conquistar meu primeiro milhão… não foi mesmo.

Mas para que isso fosse possível eu tive que tomar decisões importantes, mirar em alguns objetivos e evoluir como pessoa.

Você não alcança qualquer objetivo se não se tornar outra pessoa no processo.

Até por isso existem diversos conteúdos sobre como ter uma mente milionária, porque com a visão e claridade certa é que você pode chegar ao seu primeiro milhão de reais! (leu com a voz do Sílvio Santos, né?)

E não é à toa que apenas uma pequena parcela da população chega a esse valor e também entre as empresas.

Ser um empreendedor milionário é para os poucos que traçaram um plano em seus negócios e trabalharam para gerarem grande valor para as pessoas no mercado que atuam.

E um dos segredos é esse mesmo: você focar em gerar o maior valor possível para seus potenciais clientes.

O que é melhor? Pedir 1 real para um milhão de pessoas que param no semáforo todos os dias… OU… vender cem mil garrafas de água por 10 reais nas praias quentes do verão?

Valor!

Você também pode ser um milionário que começou do zero, assim como eu, gerando o máximo de valor para as pessoas.

Entenda que o dinheiro vai para onde o mercado está mais ativo e que por isso você deve entregar algo que as pessoas desejam e necessitam para melhorar suas vidas.

Então hoje quero compartilhar 6 dicas que eu usei para ser milionário aos 31.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Milionário Aos 31 Anos de Idade: 6 Dicas de Como Fiz Isso

]]>
Milionário. Até hoje esse número cabalístico impressiona. Felizmente um tempo atrás consegui chegar lá e hoje decidi compartilhar algumas das lições que aprendi. Mas como ficar milionário? Existe uma fórmula? Não. Algum caminho a seguir? Sim! Milionário. Até hoje esse número cabalístico impressiona. Felizmente um tempo atrás consegui chegar lá e hoje decidi compartilhar algumas das lições que aprendi. Mas como ficar milionário? Existe uma fórmula? Não. Algum caminho a seguir? Sim! Não pense que foi rápido e fácil conquistar meu primeiro milhão… não foi mesmo. Mas para que isso fosse possível eu tive que tomar decisões importantes, mirar em alguns objetivos e evoluir como pessoa. Você não alcança qualquer objetivo se não se tornar outra pessoa no processo. Até por Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 15:05
Os 14 Gatilhos Mentais Para Aumentar As Vendas E Influenciar Pessoas https://www.empreendedor-digital.com/14-gatilhos-mentais Thu, 28 Sep 2017 14:10:41 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5563 https://www.empreendedor-digital.com/14-gatilhos-mentais#respond https://www.empreendedor-digital.com/14-gatilhos-mentais/feed 0 <p>Seja para marketing, vendas ou sedução… você precisa usar os gatilhos mentais certos na hora de criar sua mensagem. Com os melhores gatilhos mentais para persuasão, você consegue aumentar suas vendas e ter um alcance maior com seu marketing. Há gatilhos mentais para vendas… gatilhos mentais para atração… gatilhos mentais de autoridade… entre tantos outros. Mas nenhum gatilho vai adiantar se você não tiver um bom produto e um bom nome no seu mercado. Você até pode usar esses gatilhos mentais pra enganar as pessoas <a href="https://www.empreendedor-digital.com/14-gatilhos-mentais" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/14-gatilhos-mentais">Os 14 Gatilhos Mentais Para Aumentar As Vendas E Influenciar Pessoas</a></p> Seja para marketing, vendas ou sedução… você precisa usar os gatilhos mentais certos na hora de criar sua mensagem.

Com os melhores gatilhos mentais para persuasão, você consegue aumentar suas vendas e ter um alcance maior com seu marketing.

Há gatilhos mentais para vendas… gatilhos mentais para atração… gatilhos mentais de autoridade… entre tantos outros.

Mas nenhum gatilho vai adiantar se você não tiver um bom produto e um bom nome no seu mercado. Você até pode usar esses gatilhos mentais pra enganar as pessoas UMA vez… mas é só isso: UMA vez.

Porque no longo prazo as pessoas vão perceber e você vai se ferrar.

Por isso sim, use os gatilhos mentais com essa condição:

Garanta que você tenha um produto bom de verdade e que as pessoas vão se beneficiar por ter seu produto em mãos. E aí, com essa ideia por trás, faça tudo e mais um pouco pra colocar seu produto na mão dessas pessoas.

Pense assim:

Imagina que um amigo seu está com problema de peso e você SABE que ele precisa emagrecer. Senão há o risco de um infarto do coração no futuro.

Nessa situação, você não faria de tudo pra que ele prestasse atenção em você e cuidasse da sua saúde?

Não usaria todos os GATILHOS MENTAIS possíveis pra ajudar seu amigo a ter uma vida mais saudável?

Eu creio que sim.

Sim, use os gatilhos pra markting e pra vendas… mas não pra manipular e “forçar” alguém a comprar algo que não quer e nem precisa.

Use os gatilhos mentais para colocar um bom produto na mão da maior quantidade de pessoas que PRECISAM e irão se beneficiar dele.

Os 14 gatilhos mentais:

1. Comparação
2. Reciprocidade
3. Atração
4. Consenso / Prova Social
5. Autoridade
6. Comprometimento
7. Escassez
8. Curiosidade
9. Storytelling
10. Especificidade
11. Emoções
12. Ganância
13. Medo
14. Culpa

Grande abraço!

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Os 14 Gatilhos Mentais Para Aumentar As Vendas E Influenciar Pessoas

]]>
Seja para marketing, vendas ou sedução… você precisa usar os gatilhos mentais certos na hora de criar sua mensagem. Com os melhores gatilhos mentais para persuasão, você consegue aumentar suas vendas e ter um alcance maior com seu marketing. Seja para marketing, vendas ou sedução… você precisa usar os gatilhos mentais certos na hora de criar sua mensagem. Com os melhores gatilhos mentais para persuasão, você consegue aumentar suas vendas e ter um alcance maior com seu marketing. Há gatilhos mentais para vendas… gatilhos mentais para atração… gatilhos mentais de autoridade… entre tantos outros. Mas nenhum gatilho vai adiantar se você não tiver um bom produto e um bom nome no seu mercado. Você até pode usar esses gatilhos mentais pra enganar as pessoas Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 23:15
Criar Um Negócio Online É Difícil Bagaraio SIM—Como Persistir https://www.empreendedor-digital.com/persistir-nos-negocios Wed, 20 Sep 2017 16:45:36 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5558 https://www.empreendedor-digital.com/persistir-nos-negocios#comments https://www.empreendedor-digital.com/persistir-nos-negocios/feed 2 <p>Talvez você esteja pensando em criar um negócio online do zero porque já ouviu coisas incríveis… Poder trabalhar de onde, como e quando quiser… a possibilidade de faturar muito… ser livre! E tudo isso é possível sim! Se, e somente se, você não desistir no meio do caminho. Há algumas coisas que quase ninguém conta que só acontece com quem tem um negócio ou está começando a criar um. Ter seu negócio é incrível e se estiver pensando em seguir esse caminho, vai fundo! Mas <a href="https://www.empreendedor-digital.com/persistir-nos-negocios" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/persistir-nos-negocios">Criar Um Negócio Online É Difícil Bagaraio SIM—Como Persistir</a></p> Talvez você esteja pensando em criar um negócio online do zero porque já ouviu coisas incríveis…

Poder trabalhar de onde, como e quando quiser… a possibilidade de faturar muito… ser livre!

E tudo isso é possível sim! Se, e somente se, você não desistir no meio do caminho.

Há algumas coisas que quase ninguém conta que só acontece com quem tem um negócio ou está começando a criar um.

Ter seu negócio é incrível e se estiver pensando em seguir esse caminho, vai fundo!

Mas nem tudo é um jardim lindo, cheio de pássaros e riachos… a gente acaba encontrando uns buracos e pedras no meio do caminho.

O segredo de atingir todos os benefícios que falei alí em cima é persistir diante das dificuldades e saber lidar com as decisões difíceis do dia-a-dia.

Persistência e disciplina é essencial para qualquer empreendedor, seja online ou no “mundo real.”

Hoje falamos de algumas experiências comuns que nós passamos nessa caminhada de empreendedorismo que começamos alguns anos atrás.

Experiências que você provavelmente passará em breve e que farão parte do seu desenvolvimento.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Criar Um Negócio Online É Difícil Bagaraio SIM—Como Persistir

]]>
Talvez você esteja pensando em criar um negócio online do zero porque já ouviu coisas incríveis… Poder trabalhar de onde, como e quando quiser… a possibilidade de faturar muito… ser livre! E tudo isso é possível sim! Se, e somente se, Talvez você esteja pensando em criar um negócio online do zero porque já ouviu coisas incríveis… Poder trabalhar de onde, como e quando quiser… a possibilidade de faturar muito… ser livre! E tudo isso é possível sim! Se, e somente se, você não desistir no meio do caminho. Há algumas coisas que quase ninguém conta que só acontece com quem tem um negócio ou está começando a criar um. Ter seu negócio é incrível e se estiver pensando em seguir esse caminho, vai fundo! Mas Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 31:39
Home Office: 9 Dicas Para Ter O Home Office Perfeito https://www.empreendedor-digital.com/home-office-perfeito Thu, 14 Sep 2017 18:05:31 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5547 https://www.empreendedor-digital.com/home-office-perfeito#respond https://www.empreendedor-digital.com/home-office-perfeito/feed 0 <p>Trabalhar em casa é algo que está ficando mais normal a cada dia que passa, mas é preciso cuidado. Há vantagens e desvantagens em um home office mas o X da questão é mesmo o quanto você produz. A produtividade em home office é essencial e você pode ajeitar as coisas para que tudo potencialize sua produtividade em casa. Hoje te passo 9 dicas para alavancar seu trabalho em casa. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar <a href="https://www.empreendedor-digital.com/home-office-perfeito" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/home-office-perfeito">Home Office: 9 Dicas Para Ter O Home Office Perfeito</a></p> Trabalhar em casa é algo que está ficando mais normal a cada dia que passa, mas é preciso cuidado.

Há vantagens e desvantagens em um home office mas o X da questão é mesmo o quanto você produz.

A produtividade em home office é essencial e você pode ajeitar as coisas para que tudo potencialize sua produtividade em casa.

Hoje te passo 9 dicas para alavancar seu trabalho em casa.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Home Office: 9 Dicas Para Ter O Home Office Perfeito

No vídeo de hoje quero passar não uma, não duas, não três, mas nove dicas para aumentar sua produtividade… O que você faz no seu home office – ou seja, num escritório na sua casa. Esse você pode ter por diversos motivos, seja porque sua empresa agora liberou você e outros para trabalhar em casa. É uma tendência que vem acontecendo e uma tendência muito boa. Ou talvez porque você faça como eu, que tem uma empresa online… No caso no que eu dedico meu canal e meus projetos… Eu tenho uma empresa online.

As pessoas que trabalham comigo, na minha equipe também trabalham de casa, em home office. Trabalha junto comigo. Cada um no seu lugar. A gente faz tudo remotamente. Faz funcionar. Essas dicas aplicam para você se você já é dono de um negócio online. É o que eu me dedico aqui. Ou se você trabalha para uma empresa e tem a possibilidade de trabalhar em casa. Ou por qualquer outro motivo que você tenha criado seu home office.

Eu separei nove dicas que anotei aqui no que eu aprendi ao longo dos anos trabalhando em casa. Já faz uns bons sete anos. Eu não diria só em casa, porque eu já trabalhei em diversos lugares. Parte do trabalho que eu faço é realmente viajar. Não é que faz parte do meu trabalho, mas eu uso como parte do meu trabalho e até do meu próprio marketing. É um dos meus hobbies… O que eu gosto de fazer. Já sempre para provar e mostrar claramente a ideia de que você pode trabalhar online de onde você quiser. Seja aqui, Estados Unidos, Canadá, Tailândia… Onde você bem entender.

Indo para as dicas. A primeira dica que eu coloquei aqui é principalmente se você trabalha no seu ambiente residencial onde você compartilha com outras pessoas. Eu coloquei aqui que você deve estabelecer horários para as outras pessoas. Se for só você no seu mundo, você faz como quiser. Eu, ainda assim, prefiro estabelecer um certo horário. Eu pessoalmente produzo mais de manhã. Mas não é obrigatório – faça como você preferir.

Para as outras pessoas é para lá de importante. Se não elas não vão conseguir entender. Quando eu comecei a uns seis ou sete anos atrás, em casa, tinha meu irmão e minha família junto. Se eu não estabelece para eles e deixasse bem claro que eu estava trabalhando, as pessoas acham que você está simplesmente vagabundeando em casa e que se precisar resolver alguma, ir ao mercado… “Para quem vou passar? Para o Bruno, idiota, que não está fazendo nada! Está em casa vagabundeando.”

É importante que você estabeleça horários não para você, mas, principalmente, para que os outros entendam que você está sim trabalhando. Tem que considerar como se você estivesse numa empresa, inacessível. Você não pode sair do seu emprego e ir resolver problemas dos outros ou da casa. Isso parece pouco, mas quem já passou por isso sabe bem do que estou falando.

A segunda dica que eu tenho é manter somente o essencial. Não comece a encher de parafernália dentro do seu home office. Isso distrai a mente. Para exemplificar como isso acontece, pense que você está numa festa ou em algum ambiente com um nível de ruído de pessoas falando alto. Todo mundo está conversando e você está falando com uma pessoa ao seu lado. Você nem escuta o que elas estão dizendo. É só um barulho lá no fundo da sua cabeça.

Mas, se em algum momento, alguém lá no fundo da sala gritar o seu nome, imediatamente aquilo chama sua atenção. Por mais que todos os ruídos não estivessem na frente da sua cabeça, eles estão ocupando espaço no córtex pré-frontal, que é sua parte de raciocínio. Isso pode atrapalhar você. Tanto é que, quando alguém te chama, seu cérebro muda as atenções. Elimine as distrações e tente manter o simples possível, para que você realmente foque no seu trabalho, seja no seu laptop ou no que for.

A terceira dica é: saia da caverna de vez em quando. Não fique o tempo inteiro só dentro de casa. Dependendo de onde você vive, isso pode ser mais ou menos fácil. Eu gosto muito – principalmente quando estou viajando – de trabalhar em cafés. Starbucks nem é meu preferido, mas tem um bom café e geralmente tem um bom WiFi.

Tem tantos outros lugares que valha a pena aproveitar. Trocar o ambiente ajuda – e muito – na hora da criatividade. Se você fizer sempre da mesma maneira, mesma rotina, no mesmo local, nos mesmos horários, isso é péssimo para a criatividade. Então, se force a trabalhar em lugares diferentes.

Não só na Europa, mas no Brasil tem também bastantes espaços de cowork. Você pode alugar por semana. Por dia acaba sendo meio caro. Mas você pode fazer um mês lá só para mudar o ambiente. De repente, conhecer as pessoas. Aprender alguma nova ideia. Mas saída da caverna. Nós somos seres sociais.

Eu sou um cara bastante introvertido. Talvez não pareça no vídeo. Eu gosto de ficar na minha, sozinho, lendo um livro, vendo um filme. Ainda assim, eu preciso – e todos nós precisamos – de interações sociais porque assim que a gente funciona. Não fique feito um monstro da caverna isolado no seu apartamento por sete dias sem ver ninguém. Isso não é bom para sua mente, nem para sua criatividade.

Quarta dica de home office: personalize seu espaço (mas sem exageros). Cuidado para não quebrar a dica número dois e manter simplificado. Se você tem um espaço fixo… Não é meu caso. Eu estava antes em Barcelona e fui para o Canadá. Agora estou em Porto Alegre. Fico mudando dependendo de onde estou viajando.

Mas, se você tem um lugar fixo, busque personalizar ele com o que você gosta, com o que inspira você. Eu às vezes uso no próprio computador. Fundo de tela, algumas fotos que eu deixo, algumas frases. O que você tiver que inspira você a fazer mais… Use isso a seu favor. Seja a miniatura de um carro, seja alguma foto de alguma viagem que você quer ir. Eu conheci uma pessoa que tinha a foto de um lugar na Grécia. Acho que era Zakynthos. Ela deixa lá como inspiração para lembrar todos os dias do porquê ela estava quebrando a cara tentando criar um negócio novo, para que um dia ela tivesse condições para visitar aquele lugar.

A quinta dica tem uma dica e uma “sub-dica”. Se possível, use computadores diferentes para separar o pessoal do trabalho. Claro que nem sempre é fácil ter dois computadores em casa. Mas às vezes sobrou um velho. Você comprou um novo e não conseguiu vender o velho e talvez você consiga separar. Como eu sei que na maioria dos casos isso não é verdade, faça como eu faço. Use dois browsers diferentes para diferentes funções.

Eu tenho o Chrome que é o meu faz tudo. Lá eu só abro email pessoal. Os meus emails de trabalho eu uso o Firefox ou Safari. Depende do que estou fazendo. Eu sei que quando estou num dos dois navegadores é o eu email de trabalho. Obviamente, tenho emails com endereços diferentes. Eu consigo mais facilmente separar quando eu quero, para que quando eu esteja descansando e fora do trabalho eu não veja um email de trabalho. Se for uma coisa importante, mesmo que não seja urgente, eu vou começar a raciocinar sobre aquilo. Vou querer resolver, vou querer ir atrás, e aquilo não vai me deixar descansar.

Esse é um dos perigos de se trabalhar em casa com home office. Se você não tiver boas regras para realmente separar a parte pessoal e do trabalho, você pode ficar o tempo inteiro nos dois estados, o que não é nada bom. O ideal é que você esteja 100% trabalhando ou 100% descansando. A pior coisa que você pode fazer é ver um novo seriado enquanto responde emails do trabalho. Você nem vai responder o seriado e nem responder os emails direito. Ou faz um, ou faz o outro. Então, use browsers diferentes e, se possível, estações de trabalho diferentes.

Sexta dica: invista em uma boa cadeira. Isso é como investir e um bom colchão. Isso vale muito. É um dos melhores investimentos que você pode fazer. Se você trabalha em casa o tempo inteiro… Mais o tempo que você dorme… Vamos arredondar para oito horas. Você trabalha pelo menos mais umas seis ou oito horas. Dezesseis horas do seu dia que você ou no seu colchão ou na sua cadeira. Se você investir mil reais em cada uma das coisas… Você pode até gastar mais, se quiser.

Tem uma marca maluca Sueca que dizem que é super boa. Eu não tenho uma por estar viajando constantemente. Mas invista num bom colchão e numa boa cadeira. Você vai passar bastante tempo nelas. Isso vai ajudar para caramba na sua produtividade e no seu descanso. Você não vai ter aquela dor nas costas que no outro dia não vai nem vontade de trabalhar de tanto que está doendo. Você vai dormir melhor, vai recuperar as energias. Vai se sentir mais confortável e mais disposto para fazer o que tem que ser feito.

Sétima dica: simplifique. Já falamos para simplificar o ambiente. Mas simplifique o que você faz e as ferramentas que você precisa. Não só no home office. Isso vale também se você estiver numa empresa. “Preciso gravar vídeo.” “Preciso fazer apresentação.” Tem gente que começa a achar que precisa do último equipamento, último microfone, último gravador para fazer o que precisa. Não precisa. Não é verdade.

É claro que vai ajudar você ter uma boa Cannon. Ter uma Cannon melhor vai fazer diferença na qualidade. Você ter um microfone bom vai fazer diferença na qualidade. Mas faça isso se fizer sentido, se seu negócio realmente te pedir isso.

Eu tenho meu canal aqui no YouTube. Esse vídeo que você está vendo agora foi gravado com o iPhone. Eu tenho o 7. A câmera de frente é full HD. Tem um som bom o suficiente se eu falar perto desse jeito. E a imagem, como dá para ver, é muito boa. Eu não preciso mais que isso. Eu comprei uma capa. no Aliexpress você consegue por 5 dólares. É uma capa para iPhone que gruda, principalmente em vidro. Ele gruda em superfície lisas, mas no vidro é a melhor. Gruda muito bem. Obviamente, não tenho como mostrar para você, porque estou usando para gravar o vídeo.

Mas o segurar está grudado na minha sacada. Ele reto na altura que eu preciso. Não cai. Ele fica firme muito forte. Um material simples. Várias vezes as pessoas perguntam: Qual câmera você usa? Qual microfone você usa? É só o iPhone. Se você fala perto, o som sai bom o suficiente. Óbvio que se tiver uma construção logo ao lado, vai dar problema. Mas, no geral, ele funciona muito bem.

Se eu fosse mais para trás para tentar gravar um vídeo com um cenário legal, aí seria melhor a lapela. Eu tenho microfones e adaptadores que cabem uma sacolinha desse tamanho. No mastermind que eu participei esses dias eu gravei com o Polesso nosso famoso podcast. Logo será liberado mais um episódio. Era um adaptador com dois microfones de lapela. Os dois gravaram com um som ótimo, de qualidade e usando o mesmo iPhone num tripé flexível que eu tinha, em cima da cadeira.

Estou em boa parte do tempo em viagem. Eu não quero que meu equipamento ocupe muito espaço. Só viajo com uma mala de mão e uma mochila para levar a parte do escritório. Tem que caber ali, por isso é tudo simplificado.

Minha quinta dica é considerar o ruído no ambiente em que você estiver. Estou gravando em casa. Por enquanto, nesse vídeo não aconteceu. Aqui perto na vizinhança tem uns cachorros desgraçados que, quando passa alguém, eles saem na loucura. Um chama o outro e começam a latir. Parece que têm um complô e atuam junto. Começam a latir feito uns malucos. Isso atrapalha para caramba.

Como esse é um vídeo mais tranquilo, não teria tanto problema. Se fosse um vídeo mais sério – como um vídeo de vendas – me atrapalharia bastante. “O cara está falando e tem um monte de cachorro latindo atrás.” Pode causar uma impressão ruim. Cuidado com isso na hora de escolher o ambiente em que você trabalha para saber onde você vai encaixar sua mesa, seu equipamento, sua cadeira e todo seu ambiente de trabalho.

Eu estava visitando  Bruno Gimenez. Um grande amigo aqui de Nova Petrópolis. Ele estava mostrando o setup que ele tem. Não é de home office. Mas eles fizeram uma salinha lá na empresa deles aquele estofamento para evitar o eco na voz dentro da sala. Também fecharam as janelas para ficar só com a iluminação artificial que eles usam. Tem um ambiente de trabalho, aberto e com janela e esse outro ambiente para gravação. Você pode fazer algo parecido.

A última dica é específica de software. Eu não sei se tem para Windows. Eu não gosto de trabalhar no silêncio total. Me distrai. Eu gosto de ter uma música. Mas a música não pode ser com letras. Não vou escrever uma carta e vendas cantando Despacito. Prefiro uma música instrumental. Eu gosto de eletrônica. Às vezes é jazz. Varia bastante. Eu gostava de ouvir trilhas e playlists ao vivo no Youtube. O problema que deixar o YouTube aberto no computador deixa o computador muito devagar.

Tem um programa para Mac que se chama Go for YouTube. Você instala e fica na barra do menu. Ele é bem leve. Eu consigo tocar todas as playlists do YouTube sem ficar muito pesado. E também sem ter que deixar o Chrome aberto. Ele é muito bom. Eu gosto bastante. Ele me ajuda a trabalhar e ouvir as trilhas que eu gosto de ouvir. Tem uns canais lá que eu sigo. Eu não sei qual é o equivalente para Windows. Mas deve ter um programa assim para que você não precise abrir tudo no navegador só para ouvir uma música no YouTube.

Essas eram as nove dicas que eu queria passar para você sobre home office. Se você gostou, pode clicar no botão aqui abaixo. Leia as informações ao redor desse vídeo para saber como eu trabalho em casa, como eu criei meu negócio online. E outras dicas caso você queira criar seu negócio online e trabalhar no seu home office ou de onde você bem entender ao redor do mundo. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Home Office: 9 Dicas Para Ter O Home Office Perfeito

]]>
Trabalhar em casa é algo que está ficando mais normal a cada dia que passa, mas é preciso cuidado. Há vantagens e desvantagens em um home office mas o X da questão é mesmo o quanto você produz. A produtividade em home office é essencial e você pode aje... Trabalhar em casa é algo que está ficando mais normal a cada dia que passa, mas é preciso cuidado. Há vantagens e desvantagens em um home office mas o X da questão é mesmo o quanto você produz. A produtividade em home office é essencial e você pode ajeitar as coisas para que tudo potencialize sua produtividade em casa. Hoje te passo 9 dicas para alavancar seu trabalho em casa. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 15:17
Acidente No Tesla + U$ 450 Milhões https://www.empreendedor-digital.com/acidente-tesla Wed, 13 Sep 2017 19:46:53 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5538 https://www.empreendedor-digital.com/acidente-tesla#respond https://www.empreendedor-digital.com/acidente-tesla/feed 0 <p>O que será que aconteceu dentro do carro mais cobiçado da atualidade?! … e uma dica de como você pode ganhar muito dinheiro com seu negócio online com a mesma estratégia usada pela Tesla Motors. Assista e descubra. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Acidente No Tesla + U$ 450 Milhões Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de <a href="https://www.empreendedor-digital.com/acidente-tesla" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/acidente-tesla">Acidente No Tesla + U$ 450 Milhões</a></p> O que será que aconteceu dentro do carro mais cobiçado da atualidade?!

… e uma dica de como você pode ganhar muito dinheiro com seu negócio online com a mesma estratégia usada pela Tesla Motors.

Assista e descubra.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Acidente No Tesla + U$ 450 Milhões

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero mostrar para você é um pouco mais desse carro tão falado, que é o Tesla – como você pode ver pelo logo. É um belo de um carro, como você pode ver pelo painel. Ele tem diversas coisas que nem vai dar tempo de explicar aqui no vídeo. Eu queria falar especificamente porque eu não gostei desse carro. Qual é o motivo pelo qual eu não ache que seja um carro recomendado nem para mim, nem para você e nem para qualquer pessoa. E quais as lições que a gente pode tirar de um carro desses do ponto de vista de marketing e empreendedorismo.

Uma das grandes sacadas desse carro… Para você ter uma ideia do quanto esse carro conseguiu chegar em valores… Quando eles lançaram as primeiras versões… Vieram as primeiras versões de 110 mil dólares, depois a versão de 70 mil dólares. Agora, recentemente, eles lançaram a versão mais barata de 35 mil dólares. Essa daqui é a versão S, se não me engano. Não me lembro agora exatamente qual é. Custa 70 mil dólares. É obviamente um baita carro.

A versão de 35 mil dólares já tem uma fila de espera de 450 mil pessoas. Elas tiveram que pagar mil dólares só para entrar na fila de comprar o carro. Traduzindo em números, a empresa, com o Elon Musk já faturou com o novo modelo 450 milhões de dólares sem se quer ter vendido um carro ainda. Isso foi antes de começar a vender, que é o que está acontecendo agora. Já tem toda essa lista de espera e demanda. Eles sabem que podem produzir, pois terão pessoas para entregar.

É o cenário ideal para qualquer empreendedor. Conseguir criar um produto com tamanha demanda que a gente não tenha nem que se preocupar se vai vender. É óbvio que lá no início eles tiveram que se preocupar com isso. Mas agora que já conseguiram fazer todo esse burburinho, essas vendas já estão garantidas – tanto que as pessoas pagaram para estarem na lista de espera. Você pode só produzir sabendo que a demanda do produto já existe.

É realmente incrível. É óbvio que você não vai conseguir adaptar com somente uma única dica de como eles fizeram. Mas é entender que os melhores resultados que você vai conseguir na sua empresa vão ser uma combinação de um bom marketing com um bom produto. Marketing é mais do que importante, mas um bom produto também. Às vezes algumas pessoas se esquecem desse fator.

No caso do Tesla, eles fizeram algo que não é tão fácil de se fazer. Não é todo produto que dá uma chance dessa maneira. Mas a gente tem que sempre buscar isso. É um produto e uma oferta tão boa que ele se vende por si só. Nesse painel você tem todos os controles do carro. Você pode controlar a climatização, os freios, aceleração, navegação. É uma coisa incrível. A aceleração e a performance dele como carro é uma das coisas que eu não gosto. Eu já vou explicar.

Também tem essa parte do painel. Talvez eu dirija um pouco só para você ver como é. Acho que é mais importante eu mostrar o carro. Se eu estiver dirigindo não vou conseguir estar olhando para a câmera.

Ele tem esse painel a frente do volante. Ele mostra onde está cada carro. Você pode comprar um software para instalar no carro e com isso ele tem a autodireção. Em diversas versões a pessoa coloca para onde quer ir e o carro dirige sozinho. É realmente fantástico.

Tem uma história de um cara que foi salvo pelo Tesla. Ele estava tendo um ataque do coração. Ele só conseguiu falar “vai para o hospital” ou digitou isso. O Tesla foi sozinho até o hospital enquanto o cara estava praticamente desmaiado. Ele chegou no hospital, salvaram ele e ele acabou sobrevivendo por conta disso.

É algo realmente incrível. A gente está nesse ponto de ter um carro com esse tipo de potencial. É um carro muito bacana. Os resultados tanto da empresa quanto do carro em si. Ele se destaca por si só. Até detalhes pequenos, como a chave em si. A chave não tem nenhum botão. Quando você chega perto do carro, ele já começa a ligar automaticamente o motor. Não tem ruído do motor por ele ser elétrico. Pequenos detalhes são o que tornam esse carro esse carro. A maçaneta por fora fica embutida na porta. Quando você chega perto, ela se solta para você puxar. São pequenos detalhes que contam muito.

Essa é uma visão geral do carro. Acho interessante para caramba ver produtos de tamanha qualidade. Algo que está sendo tão bem falado. Um ótimo exemplo de marketing e empreendedorismo. De como fazer e lançar um produto.

Acho bacana também mostrar para você o que eu não gostei desse carro. Sinceramente é um perigo. Agora esqueci quantos cavalos ele tem. A aceleração dele de 0 a 100 quilômetros antes era 3,1 segundos. Nós estamos participando de um mastermind e estávamos conversando aqui na casa. Eles trocaram alguma coisa que estava dando erro e conseguiram reduzir de 3,1 para 2,8 segundos a aceleração de 0 a 100. É isso que vou mostrar para você.

Com um carro desse de tanta “cavalice” a gente tem muito mais vontade de usar a aceleração dele, e não pode. A marcha dele é aqui do lado. Tem uma câmera para eu poder sair aqui na rua. Tem muitas coisas no painel que não sei se você vai conseguir ver daí. A parte legal dá para fazer num vídeo. A parte perigosa, que eu não recomendo que você faça é quando você está assim. O mais legal é quando a gente faz isso.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Acidente No Tesla + U$ 450 Milhões

]]>
O que será que aconteceu dentro do carro mais cobiçado da atualidade?! … e uma dica de como você pode ganhar muito dinheiro com seu negócio online com a mesma estratégia usada pela Tesla Motors. Assista e descubra. O que será que aconteceu dentro do carro mais cobiçado da atualidade?! … e uma dica de como você pode ganhar muito dinheiro com seu negócio online com a mesma estratégia usada pela Tesla Motors. Assista e descubra. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Acidente No Tesla + U$ 450 Milhões Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:18
Como e Quando Seguir Sua Intuição Nos Seus Negócios https://www.empreendedor-digital.com/seguir-sua-intuicao Fri, 01 Sep 2017 16:48:47 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5534 https://www.empreendedor-digital.com/seguir-sua-intuicao#respond https://www.empreendedor-digital.com/seguir-sua-intuicao/feed 0 <p>Algumas vezes na vida temos aquela voz lá no fundo indicando algum caminho a tomar. Voce já deve ter escutado a recomendação de “siga a sua intuição”. Agora… será que esse conselho é SEMPRE válido? Ainda mais quando se trata de seguir sua intuição na hora de criar o seu negócio online? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como <a href="https://www.empreendedor-digital.com/seguir-sua-intuicao" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/seguir-sua-intuicao">Como e Quando Seguir Sua Intuição Nos Seus Negócios</a></p> Algumas vezes na vida temos aquela voz lá no fundo indicando algum caminho a tomar.

Voce já deve ter escutado a recomendação de “siga a sua intuição”.

Agora… será que esse conselho é SEMPRE válido?

Ainda mais quando se trata de seguir sua intuição na hora de criar o seu negócio online?

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como e Quando Seguir Sua Intuição Nos Seus Negócios

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero falar um pouco mais sobre intuição na vida de um empreendedor. Se tem algo que eu ouvi mais de uma vez… Desde quando comecei até hoje… É que nós, empreendedores, temos que ter e confiar na nossa intuição na hora de criar e desenvolver nosso negócio.

É um conselho válido até certo ponto. A gente tem que confiar no nosso taco, no que a gente acredita, no que a gente acha que pode fazer de diferença no mundo. Só nós conhecemos os verdadeiros limite – se é que tem algum que a gente pode chegar. Por isso que é importante a gente confiar no nosso taco, na nossa confiança e na nossa intuição.

O problema é que, às vezes, nossa intuição pode nos enganar – principalmente se você é um empreendedor novato. Você está começando agora. Se esse é seu primeiro negócio offline ou online que você decidiu criar… Se esses são seus primeiros passos eu tomaria mais do que cuidado em confiar na sua intuição, porque tem grandes chances de ela estar errada.

Não é necessariamente sua culpa e nem interessa se é sua culpa ou não. Mas muito pela educação que veio de pais, amigos, escola, faculdade e tantos outros que ensinaram ditas “verdades” de como o mundo funciona, de como você age, de como as pessoas agem, de como as pessoas se comportam na sociedade. Isso pode fazer com que você chegue às conclusões erradas na hora de tomar uma decisão para seu negócio.

Principalmente se for seu primeiro negócio e mesmo depois, tente deixar mais que os números e fatos guiem você do que sua intuição, do que achismos, do que eu penso, no que você acredita, porque estes podem estar errados. Sim, até um ponto você deve acreditar na sua ideia, em como você vê o mundo, em como você pode mudar o mundo. Seja o mundo ao seu redor… É por ali que você começa mudando para depois alcançar mais pessoas.

Mas cuidado para não se jogar lodo de cara nas intuições e frases que ouço do direto de alunos… “As pessoas se comportam assim.” “Isso deve ser assim.” “Isso é assim sempre.” Essas verdades geralmente enganam. O problema é que quando você investe seu dinheiro e tempo, isso faz com que seu negócio não dê certo e te aponte na direção errada. Faz você se questionar se está no caminho certo, se isso é para você e etc.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Muito cuidado para não depender só da intuição, principalmente quando você está começando. A tendência é que ela vá falhar. É melhor você deixar que números e fatos guiem você. Tudo o que você simplesmente assumir como verdade do tipo “o mundo é assim”… Pare, dê um passo para trás. Tente monitorar quando tiver esses pensamentos de verdades absolutas.

Se pergunte: É realmente essa a verdade? O mundo realmente funciona assim? Ou isso é somente alguma coisa que criei na minha cabeça que eu nem sei de onde veio e simplesmente assumi como verdade? Quando você está numa cidade nova… Uma coisa que você sempre achou que era verdade… Até vir alguém provar que aquilo não é daquele jeito. Tudo aquilo que por anos eu achava que era uma verdade absoluta não é. Isso pode acontecer diversas e diversas vezes.

Nós precisamos nos monitorar. É muito difícil descobrir quando estamos criando uma verdade que é uma grande mentira e que só vai nos atrapalhar. Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, você pode visitar o site FeriasSemFim.com. Lá eu falo mais sobre empreendedorismo, marketing, estilo de vida, viagens…

Como o local que estou agora. Para quem quiser conhecer, esse é o Lake Moraine. É no Canadá, na região de Banff, em Alberta. É um lugar incrível, fantástico. Aproveitei para dar uma parada rápida para falar com você direto aqui no vídeo. Eu sempre gosto de tentar incluir os lugares que visito. Eu, pessoalmente, quando comecei, era uma das coisas que mais me inspiravam. Pode ter essa liberdade de fazer o que a gente quer. No meu caso é viajar e conhecer lugares como esse. O Canadá é um país incrível e recomendo para quem quiser conhecer.

Voltando ao assunto, FeriasSemFim.com. Visite lá. Tem uma aula gratuita da qual você pode participar para aprender um pouco mais. Depois pode clicar no joinha aqui no vídeo e clicar no botão logo abaixo para assinar o canal. E no sininho do lado para ativar as notificações. Aí você recebe uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como e Quando Seguir Sua Intuição Nos Seus Negócios

]]>
Algumas vezes na vida temos aquela voz lá no fundo indicando algum caminho a tomar. Voce já deve ter escutado a recomendação de “siga a sua intuição”. Agora… será que esse conselho é SEMPRE válido? Ainda mais quando se trata de seguir sua intuição na h... Algumas vezes na vida temos aquela voz lá no fundo indicando algum caminho a tomar. Voce já deve ter escutado a recomendação de “siga a sua intuição”. Agora… será que esse conselho é SEMPRE válido? Ainda mais quando se trata de seguir sua intuição na hora de criar o seu negócio online? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 4:45
Qual É O Melhor Momento Para Buscar Parcerias Para o Seu Negócio https://www.empreendedor-digital.com/parceria-de-negocios Thu, 24 Aug 2017 14:50:43 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5527 https://www.empreendedor-digital.com/parceria-de-negocios#respond https://www.empreendedor-digital.com/parceria-de-negocios/feed 0 <p>No meio digital sempre se ouve a recomendação de procurar um parceiro de negócios. Que parcerias são boas para fortalecer e crescer o seu negócio. Isso não é errado! Ter os parceiros certos do seu lado com certeza é importante. Mas vale o aviso: Há a hora CERTA para conseguir uma parceria de sucesso que realmente faça a diferença pra você. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com <a href="https://www.empreendedor-digital.com/parceria-de-negocios" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/parceria-de-negocios">Qual É O Melhor Momento Para Buscar Parcerias Para o Seu Negócio</a></p> No meio digital sempre se ouve a recomendação de procurar um parceiro de negócios.

Que parcerias são boas para fortalecer e crescer o seu negócio.

Isso não é errado! Ter os parceiros certos do seu lado com certeza é importante.

Mas vale o aviso:

Há a hora CERTA para conseguir uma parceria de sucesso que realmente faça a diferença pra você.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Qual É O Melhor Momento Para Buscar Parcerias Para o Seu Negócio

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero falar porque, talvez, parcerias na hora de construir um negócio online não sejam a melhor alternativa para você e para muitas pessoas.

Isso é algo que eu aprendi ao longo dos anos. Desde que eu comecei qualquer negócio online muita gente que eu seguia e acompanhava… Principalmente fora do país. Os Estados Unidos é da onde vem a maior parte da informação que eu consumo… Falam da ideia de parcerias para se construir um negócio.

“Você precisa de parcerias. A gente precisa ir junto. A gente precisa ter outras pessoas para nos acompanhar. Isso é verdade até certo ponto. O problema é que… É que nem o conselho do “faça o que você ama”. Se esses ditos conselhos não forem explicados até o final, eles podem mais atrapalhar do que ajudar.

Foi com calma que fui achando algumas pessoas de resultados. Quem não tinha muito resultado falava isso… “Faça parceiras. Comece com parcerias. Busque parcerias.” Como a única maneira para se começar um negócio online e até a melhor maneira para se começar um negócio online.

Depois que comecei a pesquisar e ir atrás de pessoas que nem ensinam tanto… Não são os gurus principais, famosos… Mas que sabem muito, têm empresas multimilionárias de nove, dez dígitos… E o que que esses caras têm a falar… As coisas começaram a mudar um pouco de figura. Deixe eu explicar para você para você entender e tomar uma decisão correta na hora de escolher como crescer seu negócio.

Não significa que você não deve buscar parcerias. Eu seria um idiota se eu falasse isso. Óbvio que tem muito potencial. Meu negócio cresceu muito com isso. Vale a pena. Só que tem hora e local certo para buscar tais parcerias. Deixe eu explicar.

Quando você começa um negócio online, se você simplesmente seguir o conselho comece por parcerias… “Crie seu negócio. Busque parceiras para divulgar ele e pronto. Você tem um negócio bombando do zero, do nada.” Beleza. Na teoria soa incrível. O problema é que, na hora da prática, não é tão fácil.

Se você não tem diferencial muito grande logo de início, fica difícil conseguir tais parcerias. Você tem ideias de quantas pessoas vêm para mim… Mandam emails no suporte dizendo que querem uma parceria… Que querem fazer não sei o que… Que querem que eu ajude a divulgar o grande projeto deles… Que eles têm certeza de que vai dar certo… E eles dividem comigo meio a meio… São muitos.

Não tem problema. Eu faço um acordo com você. Não quero nada. Pode ficar 100% para você, só faz funcionar, se a ideia é tão boa assim. Muitos desses vêm com ideias… Estão saindo completamente do zero… Fica difícil conseguir atenção de outros parceiros para promover. Você não tem uma oferta comprovada. Você está saindo completamente do zero. Você não é conhecido no mercado. Você não tem nada que consiga me convencer e provar que vale a pena eu prestar atenção em você e fazer aquilo que vale a pena. No caso eu citei comigo, o que acontece. Mas as pessoas com as quais você entrar em contato vão ter o mesmo pensamento.

Tem que ter um motivo, além do simplesmente “seja um parceiro” do porquê as pessoas vão promover você. O caso já muda… Fazendo duas situações hipotéticas para explicar melhor… Se você é um cara que teve um sucesso enorme em alguma outra área da vida. Vamos supor que o Neymar decidiu criar um negócio online. Não sei porque ele decidiu criar um negócio online, mas ele decidiu. Se o Neymar, por algum motivo, viesse falar comigo… Ou qualquer outra pessoa no marketing digital… Com interesse de fazer uma parceira porque ele tem uma ideia XYZ… Já muda completamente de figura.

Não porque eu acredite que a capacidade dele de segmentar uma lista de emails seja boa. Mas porque ele tem provas de que ele é um cara de sucesso, sabe o que está fazendo. E eu sei que tem potencial em ser parceiro dele. Mas ele trouxe provas, nem que sejam de outro mercado, de que ele sabe o que está fazendo.

Pode ser uma pessoa que teve sucesso no mundo físico em algum lugar, vendendo algum curso presencial com milhares de alunos. E agora querem expandir para o mundo online. Beleza, esse cara eu posso ajudar porque ele já tem provas. Ele já tem resultados que a gente pode só adaptar para o mundo online. Nesses casos, parcerias para você se acoplar e ir junto… E fazer com que 1 mais 1 vire 3, 4 ou 5, em vez de só 2… Fazem muito sentido.

Mas se você está partindo do exato zero, como muitos eu sei que estão… Todo mundo parte do zero. “Para você é fácil. Você já tem lista. Você já é conhecido e fez XYZ.” Como você acha que eu cheguei aqui? Eu tive que começar de algum ponto do zero. Eu abaixei a cabeça e trabalhei. E não foi com parcerias. Quando eu não tinha nada… Para mim não fazia sentido eu sais simplesmente falando com as pessoas: “Me promova! Eu estou aqui no zero, mas me promova! Essa é a estratégia recomendada, não é?”

Eu foquei em primeiro focar por conta própria que eu tenho resultados e tenho algo a agregar. Quando eu fosse buscar parceiras, que não fosse simplesmente um acordo unilateral – mas sim o contrário. Se fosse unilateral, que fosse de mim para eles. Para que eu pudesse chegar para outras pessoas que eu quisesse ganhar a amizade, ganhar a parceria… Ganhar futuros parceiros de negócio que primeiro eu agregasse valor para eles.

“Eu tenho uma lista assim, tenho um site assim. Eu quero fazer X. Você não precisa retribuir. Até sendo honesto, só estou dando o primeiro passo para me inserir no mercado, para abrir portas para o que precisar.” Aí a parte da parceira que faz sentido. “Juntos a gente pode ir muito mais longe.” Isso faz sentido. Tanto que hoje eu tenho diversos parceiros de negócios. A gente se ajuda quando pode. Ainda assim, mesmo hoje tendo esses parceiros, eu não deixo de focar no meu negócio.

Eu garanto com todas as forças que o meu negócio… Eu por cona própria, Bruno… Ele funciona. Parcerias vêm como um bônus. São muito boas. Às vezes são médias. Mas aí faz parte. Se você está começando do absoluto zero, não sai jogando para as pessoas: “Me promova!” Sem agregar nada. Busque antes. Parece até básico, mas muita gente não faz isso. Busque antes provar que sua ideia funciona, provar que sua ideia dá resultado. Ter algo que você possa oferecer em troca para aí sim buscar parcerias e levar seu negócio de um nível para o outro patamar.

Mas, logo de cara, é perigoso. Por que as pessoas vão promover você? Você tem que ter algum motivo, alguma prova, algum resultado, alguma coisa que você possa contribuir para que essa proposta de parceria faça sentido.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou ou se tem alguma dúvida ou comentário, você pode clicar primeiro no joinha logo abaixo do vídeo. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Por último, se você tem dificuldades de criar seu negócio online do zero, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com.

Lá tem uma aula online gratuita que você pode participar para ver um pouco mais dos meus resultados e dos meus alunos. E também saber um pouco mais sobre nossa comunidade exclusiva e fechada para empreendedores digitais. A gente se ajuda porque esse mundo de empreendedorismo digital às vezes pode ser um pouco solitário. Vão ter outras pessoas compartilhando conhecimento e conhecendo outras pessoas bacanas naquele ambiente fechado.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais!

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Qual É O Melhor Momento Para Buscar Parcerias Para o Seu Negócio

]]>
No meio digital sempre se ouve a recomendação de procurar um parceiro de negócios. Que parcerias são boas para fortalecer e crescer o seu negócio. Isso não é errado! Ter os parceiros certos do seu lado com certeza é importante. No meio digital sempre se ouve a recomendação de procurar um parceiro de negócios. Que parcerias são boas para fortalecer e crescer o seu negócio. Isso não é errado! Ter os parceiros certos do seu lado com certeza é importante. Mas vale o aviso: Há a hora CERTA para conseguir uma parceria de sucesso que realmente faça a diferença pra você. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 8:11
Qual É a Melhor Fonte de Tráfego Atual? https://www.empreendedor-digital.com/melhor-fonte-de-trafego Mon, 14 Aug 2017 18:51:52 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5510 https://www.empreendedor-digital.com/melhor-fonte-de-trafego#respond https://www.empreendedor-digital.com/melhor-fonte-de-trafego/feed 0 <p>Todos sabemos que para tocar um negócio online precisamos fazer vendas diárias – de preferência. E pra tanto é necessário gerar tráfego para o seu site, mas como conseguir tráfego online? É melhor focar em tráfego pago? Tráfego grátis? O grátis pode demorar a vingar algo grande, então sempre recomendo começar pelo pago (já aviso que não precisa de nada absurdo pra começar). Aí vem a pergunta mais clássica: Qual seria a melhor fonte de tráfego paga de hoje? É isso o que mostro neste <a href="https://www.empreendedor-digital.com/melhor-fonte-de-trafego" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/melhor-fonte-de-trafego">Qual É a Melhor Fonte de Tráfego Atual?</a></p> Todos sabemos que para tocar um negócio online precisamos fazer vendas diárias – de preferência.

E pra tanto é necessário gerar tráfego para o seu site, mas como conseguir tráfego online?

É melhor focar em tráfego pago? Tráfego grátis?

O grátis pode demorar a vingar algo grande, então sempre recomendo começar pelo pago (já aviso que não precisa de nada absurdo pra começar).

Aí vem a pergunta mais clássica:

Qual seria a melhor fonte de tráfego paga de hoje?

É isso o que mostro neste vídeo.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Qual A Melhor Fonte De Tráfego Atual?

Opa! Bruno Picinini por aqui, aproveitando uma parada na viagem para fazer esse vídeo rápido para você com uma pergunta que me mandaram. Sempre me perguntam de onde comprar tráfego. Tráfego pago, no caso, obviamente, para investir e cresce seu negócio.

Como resposta rápida… Se você já quiser parar de ver o vídeo… Mas eu recomendo ver até o final… O melhor tráfego que tem dado os melhores resultados para mim e para as pessoas que eu falo e conheço é no Facebook. Direto.

É o que tem dado o melhor resultado. Não porque o tráfego é mais barato ou o que seja, mas eles têm um perfil das pessoas não só do que você coloca lá dentro. Mas eles juntam bases de dados de diversos lugares (seu cartão de crédito, por exemplo) e fazem um perfil muito bom das pessoas.

Com isso eles conseguem um targeting e uma otimização muito melhor que outros locais como YouTube, Adwords, Outbrain, Taboola. Todos esses outros tráfegos são bons. Têm seu potencial. Vale a pena dar uma olhada.

Mas o melhor, hoje em dia, que tem me dado mais resultado é no Facebook. Essa é a resposta rápida. Já falei porquê… Porque eles têm um perfil muito bom.

Só que antes de acabar o vídeo em si, um detalhe extra. É um assunto que já falei várias vezes, mas é um assunto que as pessoas insistem em não perceber esse erro.

Elas começam no Facebook e não têm os resultados que querem. Vendem bem menos do que esperavam e ficam no negativo. Aí o que elas concluem? “Facebook é ruim. Essa fonte de tráfego não funciona. Esse target que coloquei não é o certo.”

Quando, na verdade, o que ela devia olhar é para o próprio nariz. Ela tem que se dar conta que não é a fonte de tráfego que está ruim. Eu estou falando para você.

O meu negócio roda em Facebook. De tantas outras pessoas fazendo casa de 6, 7, 8 dígitos roda pelo Facebook. E o tráfego está lá. As pessoas que compram estão lá. O tráfego não é o problema. O problema está em outro lugar. E esse está na sua oferta, na sua conversão.

Se você comprar tráfego no Facebook ou até em outros lugares… Mas falando do Facebook, que garantidamente tem tráfego bom lá, não saia já pensando que é lá que não funciona e que seu target está ruim. É a sua oferta que ainda não converte o suficiente.

Sim, você pode fazer um target melhor, mas de repente vai ficar um público muito pequeno. Algumas das melhores ofertas que eu conheço que o pessoal faz, eles nem chegam a selecionar muito o público. Fazem uma oferta aberta, deixa o Facebook rodar e o próprio Facebook se otimizar.

Claro, isso em ofertas bem abertas em nichos grandes, do tipo emagrecimento, saúde, dinheiro, relacionamentos. Outros menores talvez fosse bom você segmentar por idade, por interesses e tantas outras coisas.

Mas, de novo, se não der certo, o problema não está no tráfego. Está na sua oferta. Então ajeite isso.

Se você precisar de uma ajuda para criar uma oferta de alta conversão para garantir que ela converta como deva converter, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem um treinamento que eu faço que você pode participar e aprender um pouco mais sobre como criar a sua oferta para o público certo. Com isso você vai ver que as fontes de tráfego se resolvem facilmente.

Agora, só para concluir o vídeo… Na verdade, pode ser antes… Quem tiver curiosidade, o local aqui atrás… É um dos lugares mais incríveis que conheci. É uma viagem que estou fazendo pelo Canadá. Esse é o parque de Banff, em Alberta. É o segundo estado da costa oeste, depois de British Columbia, e um dos lugares mais fantásticos que eu já vi.

Esse tipo de cenário, esses lagos, tem vários. É incrível. Esse daqui em particular se chama Peyto. Se você puder, eu recomendo imensamente que um dia visite por aqui. Só essa estrada de Jasper até Banff, que está a uma hora e pouco daqui, já vale a pena. É uma das estradas mais bonitas que eu já vi na vida.

Se você gostou desse vídeo, você pode clicar para dar o joinha. Também clicar num dos botões aqui ou logo abaixo para assinar o canal e depois no sino ao lado para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Já recomendei, mas fica novamente a dica. Visite FeriasSemFim.com se você tiver mais interesse e precisar de uma ajuda para criar seu negócio online.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Qual É a Melhor Fonte de Tráfego Atual?

]]>
Todos sabemos que para tocar um negócio online precisamos fazer vendas diárias – de preferência. E pra tanto é necessário gerar tráfego para o seu site, mas como conseguir tráfego online? É melhor focar em tráfego pago? Tráfego grátis? Todos sabemos que para tocar um negócio online precisamos fazer vendas diárias – de preferência. E pra tanto é necessário gerar tráfego para o seu site, mas como conseguir tráfego online? É melhor focar em tráfego pago? Tráfego grátis? O grátis pode demorar a vingar algo grande, então sempre recomendo começar pelo pago (já aviso que não precisa de nada absurdo pra começar). Aí vem a pergunta mais clássica: Qual seria a melhor fonte de tráfego paga de hoje? É isso o que mostro neste Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 4:19
Por Que Começar Um Novo Negócio Em Um Mercado Difícil https://www.empreendedor-digital.com/novo-negocio Wed, 09 Aug 2017 16:06:32 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5502 https://www.empreendedor-digital.com/novo-negocio#respond https://www.empreendedor-digital.com/novo-negocio/feed 0 <p>Criar um negócio online de sucesso é o sonho de qualquer um que deseja ter mais liberdade de tempo e dinheiro. Melhor que isso, só tendo um novo negócio fácil e lucrativo! Atraente não? Você faz o mais fácil e lucra alto. Sabe, a gente sempre tenta ir pelo caminho mais fácil… Mas as vezes é melhor ir pelo difícil mesmo. Entenda por que. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder <a href="https://www.empreendedor-digital.com/novo-negocio" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/novo-negocio">Por Que Começar Um Novo Negócio Em Um Mercado Difícil</a></p> Criar um negócio online de sucesso é o sonho de qualquer um que deseja ter mais liberdade de tempo e dinheiro.

Melhor que isso, só tendo um novo negócio fácil e lucrativo!

Atraente não?

Você faz o mais fácil e lucra alto.

Sabe, a gente sempre tenta ir pelo caminho mais fácil…

Mas as vezes é melhor ir pelo difícil mesmo.

Entenda por que.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Por Que Começar Um Novo Negócio Em Um Mercado Difícil

Opa! Bruno Picinini por aqui. E no episódio de hoje eu quero sugerir para você começar um negócio difícil… Ou num ambiente, ou num mercado difícil.

Por que isso? Por que estaria eu, Bruno Picinini, sugerindo para você começar um negócio da maneira mais difícil possível em vez de optar por uma opção mais fácil, algo que dê resultado mais rápido, mágico e sem esforço?

A resposta já está um pouco exatamente nessa frase que eu acabei de falar.

Pense assim. Uma coisa óbvia e fácil de se analisar. Se um negócio, para começar, tudo o que você precisa é criar um cadastro num site e sair anunciando produtos, quanta competição você acha que vai encontrar? Muita ou pouca?

Você acha que vai ter muita gente tentando fazer o mesmo ou poucas pessoas tentando fazer o mesmo?

Agora inverta o jogo. Inverta a moeda. Vamos olhar pelo outro lado. Se você vai num mercado que é bem difícil de entrar e começar. Você acha que vai ter muita ou pouca competição? Pois é.

Isso fica óbvio. É claro que outros fatores entram em questão, mas eu vejo muita gente que de tanta preguiça… De tanta mania de ficar procurando um atalho, um botão mágico, passa a vida inteira procurando esse tal botão mágico em vez de simplesmente sentar e fazer o que tem que ser feito.

Então, na próxima vez que você tiver uma boa ideia de algum produto, algum mercado ou algo que você possa fazer… E você simplesmente achar, “não vou fazer porque isso é muito difícil”, pense o contrário!

Por ser difícil, automaticamente já está eliminando muita gente preguiçosa que não vai fazer. Isso já protege você e sua ideia.

Se você faz algo que é muito fácil de ser copiado, replicado ou até de entrar nesse mercado, por mais que você acerte a mão e crie algo bom, é muito fácil alguém vir e “roubar” as suas coisas, as suas ideias, replicar e fazer o mesmo.

Enquanto que se você fizer algo que é difícil de começar, você vai estar mais protegido.

É claro que você tem que sempre considerar. “Então agora vou criar uma empresa de pesca aquática no Alasca, para pescar aqueles caranguejos enormes.” Me veio essa ideia na cabeça porque estava passando no Discovery Channel os trabalhos mais perigosos do mundo. Tem uns caras lá no Alasca pescando… Não sei é caranguejo, lagosta ou o que que é.

Isso é bem difícil de começar! Começar uma empresa para começar a produzir celular… Não é fácil! Vai ter uma barreira muito grande. Isso deve ser levado também em consideração.

Mas é um jogo. Não vá só pelo mais fácil todas as vezes. Porque esse mais fácil tem boas chances de estar lotado, cheio de competição. Você não estará nada protegido por mais que você faça um bom trabalho.

Se a gente for analisar muito do que eu trabalho aqui do canal e trabalho no Férias Sem Fim, são com infoprodutos. Esses por natureza, não são tão difíceis de fazer. Criar um eBook não é difícil. Criar um bom conteúdo sobre determinados assuntos é difícil.

Conseguir provas, conseguir resultados. Isso que é o difícil. Mas o eBook em si é só abrir um Google Docs, escrever e gerar um PDF.

Criar um vídeo eu estou fazendo aqui no meu celular. Botei num tripé e estou gravando. Isso é fácil. A parte da execução.

O difícil é em alguns mercados ter resultado, ter pessoas, criar uma boa oferta, achar aquele público específico para que chegue interessados e possíveis compradores da sua oferta. Essa parte é muitas vezes difícil.

Muita gente, quando olha para essa parte, já desiste. “Muito difícil. Não vou fazer.” Beleza, vai passar o resto da vida procurando uma solução fácil e, mesmo que consiga, outras pessoas vão fazer muito mais rapidamente e vão roubar seus resultados. Não vai durar nada.

Cuidado com essa tentativa de o tempo inteiro buscar a solução fácil, porque ela pode estar te enganando e tornando as coisas muito mais difíceis no final.

Às vezes vale mais a pena, se você teve uma boa ideia, testar, por mais difícil que ela pareça, e vê o que acontece para tentar fazer ela funcionar.

Garanto. 90% das pessoas não vão nem se dar o trabalho de se quer colocar a ideia no papel. Elas vão simplesmente passar o resto da vida procurando a tal solução mágica.

Essa era a dica/conselho que eu queria passar para você hoje. Além de assistir o programa do Discovery Channel sobre os trabalhos mais difíceis do mundo, para ver como é fácil – comparado a eles – criar um negócio online.

Se você gostou do vídeo, pode clicar no joinha. Pode também clicar no botão para assinar o canal que está aqui ou logo abaixo do vídeo. Clique no sino logo ao lado (sempre esqueço de avisar isso) para que você receba uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último, caso você necessite uma ajuda para criar seu negócio online, com um treinamento com uma comunidade exclusiva e fechada, recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Vai ter o link logo abaixo para você clicar. Ou digite no seu navegador FeriasSemFim.com.

Um parêntese antes de fechar o vídeo. Muita gente se quer ir no site FeriasSemFim.com abre o Google primeiramente, digita FeriasSemFim.com e depois clica no link? É engraçado porque é um passo a mais que não é necessário. Mas é para você ver como as pessoas estão tão acostumadas a ir direto para o Google para pesquisar.

Como você quiser. Se quiser digitar diretamente no navegador ou no Google FeriasSemFim.com. Lá você pode se cadastrar para esta aula. Beleza?

Vou ficando por aqui. Um grande abraço. Até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Por Que Começar Um Novo Negócio Em Um Mercado Difícil

]]>
Criar um negócio online de sucesso é o sonho de qualquer um que deseja ter mais liberdade de tempo e dinheiro. Melhor que isso, só tendo um novo negócio fácil e lucrativo! Atraente não? Você faz o mais fácil e lucra alto. Sabe, Criar um negócio online de sucesso é o sonho de qualquer um que deseja ter mais liberdade de tempo e dinheiro. Melhor que isso, só tendo um novo negócio fácil e lucrativo! Atraente não? Você faz o mais fácil e lucra alto. Sabe, a gente sempre tenta ir pelo caminho mais fácil… Mas as vezes é melhor ir pelo difícil mesmo. Entenda por que. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 5:57
Elimine Essas 5 Objeções E Venda Mais https://www.empreendedor-digital.com/5-objecoes Thu, 03 Aug 2017 15:01:00 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5494 https://www.empreendedor-digital.com/5-objecoes#respond https://www.empreendedor-digital.com/5-objecoes/feed 0 <p>Não importa se vai vender uma capinha de celular cheia de firula ou um jatinho particular, você terá que quebrar objeções de vendas. Seu futuro cliente passas por um processo rápido de querer justificar os diversos motivos para não comprar seu produto – são objeções clássicas bem conhecidas por alguns grandes vendedores. Na verdade todo processo de venda vai passar por 5 tipos de objeções mais comuns… E se você não souber resolver elas, você não vai vender. Então é importante aprender como vencer uma <a href="https://www.empreendedor-digital.com/5-objecoes" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/5-objecoes">Elimine Essas 5 Objeções E Venda Mais</a></p> Não importa se vai vender uma capinha de celular cheia de firula ou um jatinho particular, você terá que quebrar objeções de vendas.

Seu futuro cliente passas por um processo rápido de querer justificar os diversos motivos para não comprar seu produto – são objeções clássicas bem conhecidas por alguns grandes vendedores.

Na verdade todo processo de venda vai passar por 5 tipos de objeções mais comuns…

E se você não souber resolver elas, você não vai vender.

Então é importante aprender como vencer uma objeção na hora certa para que aquele potencial cliente se torne o seu fã de longa data.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Elimine Essas 5 Objeções E Venda Mais

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero ensinar para você as cinco objeções universais que você precisa matar ou eliminar para conseguir vender o seu produto. Não só vender, mas conseguir a atenção das pessoas para que elas prestem atenção à sua mensagem, seja um vídeo, email, carta de vendas ou o que for.

São cinco objeções que se aplicam a todos os produtos (você já vai entender o porquê). Elas vão sempre aparecer. Se você não as responde-las, as suas chances de vender o que você quer são muito menores.

Vamos direto para as objeções e como lidar com cada uma delas.

Perceba que com cada uma das objeções nós iremos numa sequência lógica de como geralmente acontece o processo de venda. Desde de a parte de buscar a atenção ou interesse da pessoa, até fazer a oferta em si.

A primeira objeção com a qual você terá que lidar é a questão do interesse da pessoa. No mundo dessa pessoa você estará tentando com anúncios, artigos, disparando emails… A sua competição real não é somente com as pessoas que estão no seu mercado oferecendo e ensinando coisas parecidas.

A sua competição real é contra a Netflix, contra o jogo de futebol na televisão, contra zilhões de coisas que acontecerão ao redor da pessoa e que tentar pegar o interesse e atenção delas. É com isso que você está competindo.

Por isso que nosso trabalho hoje tem que ser ainda melhor. Se você não tiver a atenção das pessoas, você não consegue nem fazer sua venda.

Para ganhar a atenção e interesse da pessoa… A primeira objeção é porque a pessoa se pergunta, “Por que diabos devo prestar atenção em você? Por que não fico vendo minha série de televisão?”

Por sinal, ontem comecei a ver a série Suits. Nunca tinha visto. O pessoal da equipe tinha falado que era muito bom. Comecei a ver e realmente é bom. Fica a dica aí. Para você ver como a competição realmente não é fácil!

Voltando e fechando os parênteses… Por que eu devo prestar atenção em você? Para resolver isso, você deve tratar de problemas urgentes que a pessoa tem. Todas as vezes em que vejo as pessoas criando ofertas, elas não vão a fundo no que as pessoas realmente sofrem dia após dia.

Criam problemas que parecem ser bons, mas não vão a fundo na questão. Não são coisas que fazem as pessoas perderem o sono, levantem no meio da madrugada preocupadas com aquilo. Esses são problemas urgentes!

Se você oferecer uma maneira de lidar com esses problemas urgentes, você terá a atenção da pessoa.

Depois, você deve adicionar valor. Não faça simplesmente uma mensagem de vendas na qual você só vende, vende, vende, vende. Agregue valor. Entregue resultados. Faça com que as pessoas gostem e procurem ver as suas mensagens de venda.

Você não precisa chamar de mensagem de venda. Não é só uma questão de nomenclatura. É porque você realmente, ao vender, agrega valor. Imagine quanto mais de interesse você terá das pessoas se todas as vezes em que você tentar vender seu produto, você agrega valor e passa muito conteúdo?

As chances de elas voltarem, por mais que não comprem da primeira vez, serão muito maiores. A segunda objeção é a questão do tempo. “Agora que você conseguiu meu interesse, eu não tenho tempo para ver isso! Tenho zilhões de coisas para fazer. Tenho que levar o cachorro na rua. Tenho que ir ao mercado. Tenho que atender X… Como vou perder meu jogo para prestar atenção em você?”

Para justificar isso… Da mesma maneira através da qual lidamos com o interesse, vamos usar também agora. Mas vamos vai a fundo na questão da urgência.

Descubra realmente o que a pessoa sofre e deixe bem claro que se ela não lidar com isso, ela continuará sofrendo. Os problemas se somarão mais e mais.

Para resolver a questão do interesse e do tempo, você precisa agregar valor e lidar com problemas urgentes.

Depois, vamos para a terceira objeção. Conforme avançamos em nossas vendas, a tendência é de… “Beleza. Você conseguiu minha atenção e interesse. Eu entendi que devo dedicar meu tempo para resolver isso, se não as coisas ficarão muito piores. Mas, por que você? Por que devo prestar atenção em você, especificamente, e não em todas as outras pessoas e produtos que vejo aí fora? O que você traz de diferente?”

Na Máquina Automática de Vendas falamos bastante sobre isso: a proposta única de vendas (USP ou PUV). É basicamente o motivo principal do porquê você se diferencia e como você diferencia no seu mercado.

No Férias Sem Fim eu ensino um pouco mais sobre o que eu chamo de “oferta de alta conversão”. Dentro disso tem essa parte de como criar uma proposta única de vendas para seu produto. Tendo isso você se destaca e resolve a terceira objeção.

A quarta objeção com a qual você tem que lidar é: “Beleza. Entendi que você é diferente. Você tem minha atenção e tempo. Mas como vou acreditar em você? Tem tantas pessoas aí fora prometendo algo parecido, ou alguma coisa similar. Eu não sei em quem confiar.”

Aí entra um dos fatores mais importantes na hora de vender, seja offline ou online. Online talvez mais ainda, por tanta desconfiança que há na internet. As suas provas, de todos os tipos… Do porquê você é confiável, o que você já fez, do que seus alunos e clientes já conseguiram e conquistaram.

Não é à toa que coloco tantos resultados de clientes nas matérias, anúncios, artigos e vídeos que faço. Além do que eu faço, quero mostrar o que os alunos que eu ensinei conseguiram fazer. Essa é uma prova muito boa. Também mostro os locais em que eu apareci, como televisão, jornais, revistas… Sempre uso isso e você deve usar também. Esse é o quarto fator.

O último fator é quando a gente fez tudo isso… Sabe porque temos que investir ali… Aí a gente fica na dúvida se deve ou não agir.

“Eu entendi que isso pode me beneficiar. Eu entendi que isso tem valor para mim. Mas você está me pedindo 5 mil reais em troca desses possíveis benefícios nos quais eu ainda terei que trabalhar em cima. Será que vale a pena mesmo?”

Para resolver essa objeção, entra a sua oferta. Uma oferta bem redonda, bem feita, bem construída, que fale com a pessoa certa, resolvendo problemas específicos e urgentes.

Se você fizer seu trabalho direito, resolvendo as objeções e indo pouco a pouco conduzindo a pessoa a sua oferta… Dependendo do seu marketing… A pessoa tem que chegar naquele ponto e estar pensando, “Eu vou ser um idiota se eu hoje não entrar nessa. É exatamente aquilo que eu estava procurando. Eu sei que tem um valor X. Mas os resultados e benefícios que vou ganhar desse valor investido são 5 ou 10 vezes maiores, de imediato e longo prazo. Eu seria um idiota se eu não desse a mínima atenção e não entrasse nessa agora.”

Esse é o seu objetivo. É óbvio que nem sempre é fácil fazer. É aí que entra o copywriting. Você tem que chegar até o final com a pessoa pensando exatamente isso. Ela não precisa falar com essas palavras. Mas seu objetivo é causar essa impressão.

Você faz isso resolvendo todas as objeções e criando uma boa oferta amigável. Com os produtos certos, oferecendo valor, falando de problemas específicos.

No Férias Sem Fim isso é tão importante que uma das partes principais do curso se chama “como criar uma oferta de alta conversão”. Essa oferta de alta conversão vai justamente nesses pontos para você ter a melhor oferta possível, com seu público-alvo principal… Como você fala (mensagem central de vendas)… Como você se diferencia (proposta única de vendas)… E tantos outros fatores que compõem uma oferta de alta conversão.

É isso que ajudará a resolver essas objeções, vender mais produtos e crescer seu negócio.

Essas eram as cinco objeções principais que todos os produtos têm e que você deve resolver. Se você gostou, pode clicar no joinha. Também clique no botão para assinar o canal e no sino ao lado para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Se você quiser uma ajuda para construir essa oferta de alta conversão como eu falei, eu tenho aulas específicas sobre isso dentro do meu treinamento completo, que é o Férias Sem Fim. Você pode conhecer em FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula gratuita da qual você pode participar, e ver mais sobre meu trabalho.

Caso você queira participar da nossa comunidade fechada, você terá uma opção para se inscrever. Visite FeriasSemFim.com. Cadastre seu email e escolha o horário da sua aula. Aí você pode participar e ver mais.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Elimine Essas 5 Objeções E Venda Mais

]]>
Não importa se vai vender uma capinha de celular cheia de firula ou um jatinho particular, você terá que quebrar objeções de vendas. Seu futuro cliente passas por um processo rápido de querer justificar os diversos motivos para não comprar seu produto ... Não importa se vai vender uma capinha de celular cheia de firula ou um jatinho particular, você terá que quebrar objeções de vendas. Seu futuro cliente passas por um processo rápido de querer justificar os diversos motivos para não comprar seu produto – são objeções clássicas bem conhecidas por alguns grandes vendedores. Na verdade todo processo de venda vai passar por 5 tipos de objeções mais comuns… E se você não souber resolver elas, você não vai vender. Então é importante aprender como vencer uma Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 9:46
Técnica de Visualização Para Maus Momentos e Adversidades https://www.empreendedor-digital.com/superar-maus-momentos Mon, 31 Jul 2017 14:18:07 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5487 https://www.empreendedor-digital.com/superar-maus-momentos#respond https://www.empreendedor-digital.com/superar-maus-momentos/feed 0 <p>Nada dá certo ultimamente? Parece que bons em maus momentos na sua vida se resumiram apenas a uma fase ruim… E você não vê de que forma pode superar as adversidades… Veja, maus momentos e adversidades na vida são inevitáveis… A pergunta é: como passar por eles da melhor maneira? E mais: como você pode aprender com esse momento ruim. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas <a href="https://www.empreendedor-digital.com/superar-maus-momentos" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/superar-maus-momentos">Técnica de Visualização Para Maus Momentos e Adversidades</a></p> Nada dá certo ultimamente?

Parece que bons em maus momentos na sua vida se resumiram apenas a uma fase ruim…

E você não vê de que forma pode superar as adversidades…

Veja, maus momentos e adversidades na vida são inevitáveis…

A pergunta é: como passar por eles da melhor maneira?

E mais: como você pode aprender com esse momento ruim.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Técnica de Visualização Para Maus Momentos e Adversidades

Opa! Bruno Picinini por aqui e tenho uma pergunta para você. Você já passou por algum mal momento na sua vida, no seu negócio, na sua carreira, nos esportes… Ou seu time perdeu no fim de semana?

Esse é o assunto do vídeo de hoje. Eu tenho uma técnica que ajuda bastante na hora de encarar esses momentos.

Se você ainda não entendeu de todos os outros vídeos que falei, eles são naturais e vão acontecer na sua vida por mais que você faça ou não faça um negócio online. Porradas virão na sua direção. Você vai tomar algumas delas.

A questão é: como você lida com elas e quanto tempo você fica se lamentando e chorando antes de se levantar e voltar para a luta? É isso que definirá quão rápido e quão longe você chegará.

Para lidar com esses momentos e passar por cima de eles de maneira mais rápida, eu tenho uma técnica. É uma técnica de visualização. São visualizações e afirmações de como passar por esses momentos.

Pode ter certeza… Todos os empreendedores, desde os iniciais aos mais ricos do universo terão problemas. Eles também vão ter que passar pelos seus fantasmas e demônios e passar por cima deles.

A maneira através da qual eu faço isso e recomendo que você faça… Quando acontecer algo ruim, alguma coisa que não tenha te agradado no seu negócio ou na sua vida, primeiramente faça um exercício usando uma técnica de quatro passos que transforma uma experiência em algo positivo.

Não é somente algo positivo, mas como aprender as lições para que aquilo se torne uma lição valorosa para você crescer.

Em vez de simplesmente tomar porrada e não aprender nada, aprenda porque aquela porra veio e evite que ela aconteça novamente. Errar uma vez é humano. Errar duas vezes… Já não é legal.

Veja o outro vídeo. Não lembro o título dele, mas ele tem um título bem descritivo.

Eu sempre tenho visualizações e afirmações diárias. Eu me visualizo com meus objetivos, como se eles já fossem realidade. Tudo aquilo que quero conquistar, eu visualizo. Visualizo o objetivo em si e tudo o que envolve eu chegar até aquele objetivo. Onde estarei, com quem estarei, como estará a empresa, como estará minha família, quem eu posso ajudar, qual será meu alcance…

Eu visualizo todas essas coisas como se fossem reais para que naturalmente meu subconsciente me empurre para aquela realidade. O subconsciente não consegue imaginar o que é imaginado e o que é real.

De tanto eu forçar aquela realização como se fosse real, o meu subconsciente começa a me levar para aquele caminho. Aí começamos a identificar oportunidades que antes não apareciam. Depois que decidimos, fica mais fácil por esse motivo.

Eu uso essas visualizações para combater esses maus momentos. Se algo aconteceu e eu não gosto daquilo, eu aprendo a lição. Na hora da visualização, eu me imagino contando aquela situação como algo que já passou.

“Perdi minha conta do Facebook.” Eu me visualizo contando para alguém. “Eu lembro daquele dia em que perdi minha conta. Achei que tinha perdido tudo. O que vou fazer? Acabou. Não tenho como dar a volta por cima. Não vou ter o que fazer. Mas depois eu comecei a procurar outras fontes de tráfego. Isso me levou a descobrir um novo afiliado e ele praticamente duplicou meu negócio. Mal sabia eu que naquele dia em que o Facebook baniu minha conta, na verdade havia sido o primeiro passo para que eu realmente acertasse meu caminho e chegasse muito mais longe.”

Eu crio uma visualização de como se aquele problema que estou enfrentando hoje já fosse uma coisa do passado. Não só uma coisa do passado, mas uma história.

Sabe quando acontece uma história horrível, mas depois de uns 5 anos a história se torna engraçada, interessante, para ser contada para as outras pessoas?

É justamente esse o efeito que você tem que usar para você mesmo. Se você não contar para ninguém, não tem problema. Já use isso como uma visualização extra.

Se imagine contando no palco, contando para as pessoas como você passou por aquele momento difícil, como você conseguiu resolver, como deu certo, como aquilo agora é uma lição para inspirar outras pessoas.

Ao se imaginar naquele ponto, contando sobre como você superou aquele desafio, seu subconsciente começa a automaticamente a procurar uma solução para aquilo. Você está indicando para ele onde você quer chegar. Essa é a melhor coisa.

É o combustível para que ele procure a solução. Além disso, isso diminui a pressão psicológica em nós mesmo. “Estou aqui nesse problema ruim e difícil. Não quero mais trabalhar. Minha vida é uma droga.” Não!

Estamos ali imaginando que aquele problema será resolvido. É questão de tempo. Você consegue ver claramente que um dia estará lá no palco contando para pessoas como você superou aquilo. Aquilo foi o ponto da virada na sua vida. E isso fez você chegar onde você chegou hoje.

Esse “hoje” é o seu futuro, mas você o imagina como hoje, como se você estivesse contando ao vivo e a cores. Naturalmente você será quase empurrado pelo seu subconsciente para chegar nesse futuro que você criou em primeiro lugar na sua cabeça.

Essa é a técnica de visualização que recomendo para maus momentos. Recomendo que você assista esse outro vídeo com os quatro passos de como transformar experiências negativas em algo positivo, porque vai complementar bem o que você acabou de aprender nesse vídeo.

Essa era a dica que eu queria te passar hoje. Se você gostou, clique no joinha para eu saber qual conteúdo está agradando ou não.

Se você tiver dúvida ou comentário, deixe logo abaixo. Assim que der, dou uma olhada para ter ideia para novos conteúdos.

Clique para assinar o canal e depois clique no sino ao lado para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último recomendo que você visite o FeriasSemFim.com. Lá é o meu site oficial com meu treinamento e nossa comunidade, caso você precise de uma ajuda para criar o seu negócio online próprio.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Técnica de Visualização Para Maus Momentos e Adversidades

]]>
Nada dá certo ultimamente? Parece que bons em maus momentos na sua vida se resumiram apenas a uma fase ruim… E você não vê de que forma pode superar as adversidades… Veja, maus momentos e adversidades na vida são inevitáveis… A pergunta é: como passar ... Nada dá certo ultimamente? Parece que bons em maus momentos na sua vida se resumiram apenas a uma fase ruim… E você não vê de que forma pode superar as adversidades… Veja, maus momentos e adversidades na vida são inevitáveis… A pergunta é: como passar por eles da melhor maneira? E mais: como você pode aprender com esse momento ruim. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:47
Quando O Otimismo Pode Mais Prejudicar e Atrapalhar Você https://www.empreendedor-digital.com/otimismo-prejudica Thu, 27 Jul 2017 18:02:32 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5479 https://www.empreendedor-digital.com/otimismo-prejudica#respond https://www.empreendedor-digital.com/otimismo-prejudica/feed 0 <p>Será que o otimismo pode mais atrapalhar que ajudar? Sempre ouvimos como ser otimista pode ser o melhor caminho. Que ser realista é mais triste. Mas esse comportamento otimista não é tão bom assim da forma que é pregado. O otimismo tem sim o seu lugar, mas a realidade não pode ser esquecida. Ser um otimista realista pode ser mais vantajoso. Que tal você seguir a dica que mostro no vídeo de hoje? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: <a href="https://www.empreendedor-digital.com/otimismo-prejudica" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/otimismo-prejudica">Quando O Otimismo Pode Mais Prejudicar e Atrapalhar Você</a></p> Será que o otimismo pode mais atrapalhar que ajudar?

Sempre ouvimos como ser otimista pode ser o melhor caminho.

Que ser realista é mais triste.

Mas esse comportamento otimista não é tão bom assim da forma que é pregado.

O otimismo tem sim o seu lugar, mas a realidade não pode ser esquecida.

Ser um otimista realista pode ser mais vantajoso.

Que tal você seguir a dica que mostro no vídeo de hoje?

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Quando O Otimismo Pode Mais Prejudicar e Atrapalhar Você

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero dar um (ou mais de um) motivo do porquê de repente você não poderia ser tão otimista como você gostaria ou quanto as pessoas te mandam ser.

Muita gente aprende na parte de desenvolvimento pessoal que ser uma pessoa otimista é algo bom.

Realmente isso ajuda para caramba. Nos ajuda a passar pelos obstáculos que virão. Nos ajuda a passar por todos os problemas que teremos que enfrentar. Nos ajuda a resolver um monte de empecilhos que surgiram na nossa frente até chegarmos ao nosso objetivo.

Mas tem um pequeno porém. Acho que muitas vezes as pessoas esquecem de citar isso. Isso acaba causando mais problema do que deveria. Ser otimista, sem cuidar deste fato, pode causar estes problemas.

Por que talvez você não deveria ser tão otimista?

Tem um livro chamado “From Good To Great”. Não lembro como eles traduzir para português. É de um cara chamado Jim Collins. É um livro muito bom. Já vendeu milhões e milhões de cópias.

Esses dias eu estava pesquisando sobre o assunto e alguém citou uma das partes desse livro que fala sobre que fala sobre o paradoxo de Stockdale.

Stockdale era um general dos Estados Unidos que lutou na Guerra do Vietnã. Quando ele estava na Guerra do Vietnã, ele virou um refém dos vietnamitas. Ele ficou preso 8 anos numa prisão. Era uma prisão totalmente isolada. Ele ficava sozinho. Sem luz. Num ambiente brutal. Torturado constantemente para que os vietnamitas conseguissem mais informações sobre os americanos, porque, obviamente, eles estavam em guerra.

Ele foi um dos sobreviventes desse ambiente completamente hostil e difícil. Desse ambiente ele tirou a lição que é a lição que o Jim Collins usa quando analisa as empresas que saíram de grau bom e foram para um grau espetacular (estado da arte).

Uma das coisas que elas fizeram de diferente foi isso que ele chamou de paradoxo de Stockdale. Quando o Jim Collins foi conversar com esse cara…  durante a conversa o Jim Collins perguntou: “Quem foram os primeiros a morrer na prisão? Quem eram os que mais sofriam?”

Obviamente era um ambiente hostil. Mas existem maneiras de lidar com isso, por mais que as condições externas estejam horríveis. Ele falou: “Essa é fácil. Os otimistas.”

Os otimistas achavam que no natal já estariam em casa. “Já vão ter nos liberado. Daremos um jeito de sair da daqui.” O natal chegava e eles ainda estavam presos, sofrendo tortura.

“Então será na Páscoa. Sou otimista. Na Páscoa sairemos daqui.” E esperavam que na Páscoa tudo estivesse resolvido. A Páscoa passava e nada acontecida.

Vinha outro natal e nada acontecia. Anos e anos se passaram. Se não me engano, ele demorou oito anos para sair da prisão.

Estes caras que eram otimistas demais  e não conseguiam lidar com a pressão… Eles construíam toda uma expectativa… Algo que acontecerá em determinada data… Mas a realidade os botava para baixo de novo.

Por mais que o cara fosse otimista até não poder mais, não tem como aguentar um ambiente tão hostil. É óbvio que precisamos ser otimistas, mas é aí que entra o paradoxo de Stockdale.

Ao mesmo tempo que temos que ser otimistas… Temos que ter fé… Temos que acreditar no que vamos fazer… Temos que acreditar que o futuro será melhor do que nossa situação atual… Que vamos conseguir dar a volta por cima, não interessa a situação… Ao mesmo, para que isso tudo vire realidade, temos que encarar os fatos com brutalidade.

Veja o que realmente está acontecendo. Não se esconda. É muito fácil isso acontecer. Eles não encaravam a realidade. “Não sei se sairemos a tempo.”

Ele era otimista e queria sair o quanto antes, mas ele tinha bem claro para si: “Não sei se vou sair daqui com vida. Isso está horrível. É a pior situação que eu podia encontrar na minha vida. Somos inimigos de guerra. Eles querem extrair minhas informações.”

Ele contou uma história de que ele mesmo se cortou e se bateu porque os vietnamitas queriam usá-lo na TV para mostrar como eles tratavam bem os prisioneiros – o que não era verdade. Ele mesmo se mutilou para que não pudessem usá-lo para isso.

Ele até desenvolveu um código Morse para falar com os outros prisioneiros através da parede, para sobreviver e aguentar aquela realidade.

Mas ele só fez isso porque ele entendeu. “A realidade não está legal. Por mais que eu espere um futuro melhor, eu tenho que encarar os fatos.” É isso que você precisa fazer.

Você não pode ser simplesmente otimista e ficar com os braços erguidos, olhando para o teto. “Pense e fique rico. Vou pensar e vou ficar rico.” Não é assim que funciona.

Você tem que combinar ser otimista com encarar os fatos e a realidade por pior que ela seja. Pense brutalmente, por mais que doa. Ninguém gosta de ver as coisas que não estão dando certo. Mas você tem que encarar os fatos para conseguir desenvolver um plano de ação e tornar aquele futuro que você planeja uma realidade.

Esse é o paradoxo de Stockdale. O problema não é só ser otimista. Tente combinar ser otimista com a percepção brutal da realidade. As coisas estão ou não estão dando certo? Está ou não está funcionando? O que eu preciso fazer para melhorar? Só assim você conseguirá os resultados que quer.

Essa era a dica que eu queria te passar hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha que está aqui ou logo abaixo do vídeo. Também clique no botão para assinar o canal. Depois de assinar, clique no sino para ativar as notificações e ser avisado dos próximos vídeos que eu postar.

Por último, se você quiser uma ajuda para criar seu negócio online, visite o FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita para você participar e saber um pouco mais sobre como criar seu próprio negócio.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Quando O Otimismo Pode Mais Prejudicar e Atrapalhar Você

]]>
Será que o otimismo pode mais atrapalhar que ajudar? Sempre ouvimos como ser otimista pode ser o melhor caminho. Que ser realista é mais triste. Mas esse comportamento otimista não é tão bom assim da forma que é pregado. Será que o otimismo pode mais atrapalhar que ajudar? Sempre ouvimos como ser otimista pode ser o melhor caminho. Que ser realista é mais triste. Mas esse comportamento otimista não é tão bom assim da forma que é pregado. O otimismo tem sim o seu lugar, mas a realidade não pode ser esquecida. Ser um otimista realista pode ser mais vantajoso. Que tal você seguir a dica que mostro no vídeo de hoje? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:50
Como Tornar Sua Oferta Irresistível Com Essa Simples Dica https://www.empreendedor-digital.com/oferta-irresistivel Tue, 25 Jul 2017 17:59:42 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5465 https://www.empreendedor-digital.com/oferta-irresistivel#respond https://www.empreendedor-digital.com/oferta-irresistivel/feed 0 <p>Vender mais produtos ou serviços é o desejo de qualquer empreendedor, mas como você faz isso? Enviando mais tráfego pro seu site? É uma solução, mas existe outra área onde você deve focar seus esforços… Sua oferta! Aprender a como estruturar uma oferta irresistível pode ser o ponto de maior alavancagem do seu negócio. Tudo o que você precisa é uma caneta e um papel. Aprenda esse simples exercício que vai dar muito mais força nas suas ofertas. Aplique… e depois me diga como foi! <a href="https://www.empreendedor-digital.com/oferta-irresistivel" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/oferta-irresistivel">Como Tornar Sua Oferta Irresistível Com Essa Simples Dica</a></p> Vender mais produtos ou serviços é o desejo de qualquer empreendedor, mas como você faz isso?

Enviando mais tráfego pro seu site? É uma solução, mas existe outra área onde você deve focar seus esforços…

Sua oferta!

Aprender a como estruturar uma oferta irresistível pode ser o ponto de maior alavancagem do seu negócio.

Tudo o que você precisa é uma caneta e um papel.

Aprenda esse simples exercício que vai dar muito mais força nas suas ofertas.

Aplique… e depois me diga como foi!

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Tornar Sua Oferta Irresistível Com Essa Simples Dica

Opa! Bruno Picinini por aqui. Hoje é uma dica mais específica de copywriting. Uma dica mais específica para ofertas e conversões, para te ajudar a vender mais na internet. Na verdade não é só para internet, mas como o canal se especializa em negócios online, será mais focado para isso.

Na hora de construir sua oferta, seu email, seu artigo… Quando você estiver falando do seu trabalho, do seu produto ou o que você quer oferecer para as pessoas, muitos cometem um erro de achar que colocar 36 vídeos de 72 minutos é algo bom.

“Você receberá 1.500 minutos de treinamento.” O que eu menos quero – como seu possível cliente – são minutos de aula para chegar ao meu resultado. O que eu quero é o resultado em si, e não o conteúdo.

Por isso costumamos falar que o seu produto (e o meu produto) está no caminho das pessoas. Entre onde eu estou e o resultado no qual quero chegar está o seu produto. Eu tenho que passar por ele até chegar ao resultado no qual quero.

Não é à toa que pílulas mágicas… “Tome uma pílula e acorde magro”, “Aperte o botão e ganhe dinheiro online”… Não é à toa que esse tipo de oferta tem um grau de conversão maior. É óbvio que a pílula mágica e o botão mágico não existem.

Vamos fazer um exercício para explicar melhor. Pense que se existisse uma pílula, um botão mágico, uma palavra, um estalar de dedos mágico e a pessoa tivesse instantaneamente o resultado que você quer que ela tenha, como que ela seria?

Baseado nesse produto ideal, quanto você consegue entregar isso? “Eu não consigo um botão mágico, mas posso, de repente, dar um plug-in para ajudar a pessoa.” “Posso oferecer um pacote completo com receitas prontas.”

Você começa a tornar mais instantâneo o que você oferece. Quanto mais perto você chega desse resultado, quanto menos a pessoa precisar trabalhar para ter aquilo que al quer, melhor.

Por isso que falar que você tem 726 vídeos no seu curso não vale a pena. Tem gente que deveria saber melhor, mas fala algumas besteiras porque não entendem como marketing funciona e provam quando falam isso.

“Como assim vai cobrar 5, 10 ou 20 mil reais por um curso em vídeo, por um curso em texto ou por um livro?” Não interessa se é um livro, um vídeo ou o que for. O que interessa é o resultado que a gente entrega. Se num pedaço de papel eu tivesse os números comprovados da Mega-Sena para você ganhar e ir sacar o dinheiro, quanto que valeria esse papel?

Não é o papel que está definindo o valor do preço. O que ele vai entregar como resultado que define. É isso que vai definir o valor que você pode cobrar.

Para que você tenha isso mais claro na hora de criar sua oferta, a gente faz um exercício. A gente diferencia características, benefícios, benefícios dimensionalizados e benefícios emocionais para cada ponto do seu projeto.

Se você quiser, pode até fazer essas quatro colunas. É um exercício muito bom para se fazer e realmente entender o que você entrega de valor de verdade.

Vamos usar esse exemplo para fazer esses quatro. Qual é a característica do seu produto, que é o número da Mega-Sena num papel? É um papel com os números. Essa é a característica do seu produto.

Se você tentar vender isso, não vai muito longe. Quem tem interesse em comprar um papel? A não ser que seja um papel especial de uma antiga dinastia chinesa, de colecionador. Viu como comecei a dar coisas a mais além da simples característica do papel? É a mesma ideia.

O papel é a característica. Qual é o benefício desse papel? Você vai ganhar na Mega-Sena. Você vai ficar rico. Você ganhar na Mega-Sena é o benefício.

O que é o benefício dimensionalizado? A partir do benefício, que é ganhar na Mega-Sena… O que isso significa em termos práticos na minha vida? Você ficará rico, as pessoas vão querer falar mais com você, você vai atrair mais atenção, você pode viajar para qualquer lugar no mundo, você pode comer fora todos os dias, você pode comer nos restaurantes mais caros, pode ficar nos hotéis mais caros… E tantos outros benefícios tangíveis e intangíveis que vêm relacionado ao fato de você ter ganho na Mega-Sena. Essa foi a terceira coluna.

Característica: papel com números. Benefício: ganhar na Mega-Sena. Benefício dimensionalizado: como isso me faz sentir? Como as pessoas vão me ver? O que isso representa? Quais as frustrações e medos que isso irá resolver? O que vou ganhar de valor monetário, de reconhecimento?

Por último a gente vai para a quarta coluna que são os benefícios emocionais. O fato de eu ter um papel que me ajuda a ficar rico e que vai com isso me permitir viajar o mundo e ficar nos melhores hotéis ou ter o carro que sempre quis… Talvez o benefício emocional é que eu terei reconhecimento das outras pessoas.

“Aquele cara que passou a vida inteira rindo de mim hoje está me pedindo dinheiro. Bem feito! Era o que eu esperava.” Isso é um benefício emocional. Não vou julgar se está certo ou errado, mas isso acontece. É o nosso trabalho reconhecer o que é valor para uma pessoa e usar isso no nosso produto. Não é simplesmente manipular, mas sim porque realmente podemos entregar.

Outro benefício emocional é resolver seus problemas financeiros. Está atolado em dívidas? Agora não está mais. Você conseguirá finalmente ter uma boa noite de sono. Você poderá dormir sem acordar suando e pensando: “Será que amanhã eu perco tudo? Será que amanhã vão me expulsar do meu apartamento? Será que amanhã eu não consigo colocar comida na mesa?”

Esses são benefícios emocionais. Repare como cada uma dessas colunas tem sua função. A característica é o pior. Tem o lugar para ela. Se você vende um produto físico, e ele for feito de titânio… Isso é só a característica. Você tem que traduzir isso para um benefício direto para a pessoa.

Qual é o benefício que ela ganhará? Qual é o benefício dimensionalizado? É de titânio, ou seja, não quebra. O benefício dimensionalizado, a bicicleta de titânio não vai quebrar no meio de um caminho de cinco horas e te deixará preso no meio da montanha.

O benefício emocional é conseguir sua conquista, reconhecimento… Estou exagerando. Não são os melhores exemplos. São só para você entender e fazer esse exercício, que vale muito a pena.

Pegue seu produto e oferta, crie essas quatro colunas e comece a listar todas as características, tudo o que seu produto faz, entrega e promete. Disso você traduz para benefícios, benefício dimensionalizado e benefício emocional.

Com isso a sua copy… O que você escrever de artigo, vídeo, email, o que for… Com o objetivo de persuadir as pessoas de que seu produto vale a pena e vai ajuda-las… Vai ter um grau de alcance, conversão e persuasão muito maior, porque você está indo a fundo no que seu produto entrega. Não são simplesmente características superficiais.

Essa era a dica específica de copywriting. Gosto sempre de variar. Tem hora que falo de desenvolvimento pessoal, depois de produtividade, depois mais metafísico, depois mais específico, mais prático, viagens…

Isso é algo para lá de importante, porque ensina como criar uma oferta melhor.

Se você gostou desse vídeo, pode clicar no joinha. Também clique no botão para assinar o canal e no sino logo ao lado para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último, se você quiser mais dicas e uma ajuda para criar seu negócio online do zero, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita para você participar.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Tornar Sua Oferta Irresistível Com Essa Simples Dica

]]>
Vender mais produtos ou serviços é o desejo de qualquer empreendedor, mas como você faz isso? Enviando mais tráfego pro seu site? É uma solução, mas existe outra área onde você deve focar seus esforços… Sua oferta! Vender mais produtos ou serviços é o desejo de qualquer empreendedor, mas como você faz isso? Enviando mais tráfego pro seu site? É uma solução, mas existe outra área onde você deve focar seus esforços… Sua oferta! Aprender a como estruturar uma oferta irresistível pode ser o ponto de maior alavancagem do seu negócio. Tudo o que você precisa é uma caneta e um papel. Aprenda esse simples exercício que vai dar muito mais força nas suas ofertas. Aplique… e depois me diga como foi! Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 8:42
Regras Da Felicidade: Quais São As Suas? https://www.empreendedor-digital.com/regras-da-felicidade Fri, 21 Jul 2017 15:03:09 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5456 https://www.empreendedor-digital.com/regras-da-felicidade#respond https://www.empreendedor-digital.com/regras-da-felicidade/feed 0 <p>É possível ser feliz e disso sabemos bem. Temos lá nossos altos e baixos mas sempre buscamos a felicidade diária. A questão é: Como você define o que foi um bom dia na sua vida? Às vezes nem sabemos o que pode nos deixar felizes hoje, outras nós colocamos alguns padrões tão altos que é difícil de chegar lá. Mas com algumas regras simples e mais pé no chão você pode aprender a como ser feliz todos os dias. Você pode também escutar esse vídeo <a href="https://www.empreendedor-digital.com/regras-da-felicidade" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/regras-da-felicidade">Regras Da Felicidade: Quais São As Suas?</a></p> É possível ser feliz e disso sabemos bem. Temos lá nossos altos e baixos mas sempre buscamos a felicidade diária.

A questão é: Como você define o que foi um bom dia na sua vida?

Às vezes nem sabemos o que pode nos deixar felizes hoje, outras nós colocamos alguns padrões tão altos que é difícil de chegar lá.

Mas com algumas regras simples e mais pé no chão você pode aprender a como ser feliz todos os dias.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Regras Da Felicidade: Quais São As Suas?

Opa! Bruno Picinini por aqui. O vídeo de hoje é para te perguntar sobre quais são as suas regras para a felicidade. A sua felicidade, a felicidade da sua família, a felicidade daqueles que te acompanham. De repente seja sua equipe, seus funcionários, seus sócios e todos aqueles ao seu redor.

Por que eu falo isso? Acho que vale a pena prestar atenção nisso. Na hora de determinar as regras que vão determinar nossa felicidade dia após dia, vale a pena a gente cuidar com calma quais são elas.

Muita gente nem se quer tem regras para a bendita felicidade. Como elas saberão se aquele foi ou não um bom dia se não estabeleceu com regras, com precisão… Exatamente porque ela deveria ficar feliz?

O que eu gostaria de sugerir para você é que você não crie uma regra de uma forma que fique quase impossível ter um dia bom, um dia feliz, um dia que vale a pena.

O mais fácil é criar regras que facilitem a sua vida e sua felicidade. Quando eu digo “criar uma regra”, pode ser escrita ou não. Mas eu até sugiro que você a escreva. Ponha essa regra por extenso no papel, no computador, no Evernote. Assim você terá bem claro o que você considera um dia bom.

Quando você não escreve, você fica mais sujeito ao que vier. Isso pode ser bom ou ruim. Você nem saberá como avaliar.

Muita gente cria regras sem querer, sem prestar atenção, sem ter escrito. Se ela não vendeu tanto em um dia, ou se não aconteceu XYZ, aquele não foi um bom dia. “Fiz um monte de coisas hoje, mas não vendeu tanto quanto eu esperava. O lançamento não funcionou. A campanha não deu certo. Meu dia foi uma droga. Não vale a pena. Está tudo errado.”

Aí o dia dessa pessoa será interpretado como um dia ruim, o que não é verdade. Eu sugiro que você estabeleça regras simples para que seu dia valha a pena.

Muitas pessoas têm como regra acordar, sair na rua, ver o céu, estarem vivas, com saúde, disposição para fazer que querem… Esse dia será bom para elas.

Sei que parece simples demais. Ficar nesse extremo de “só preciso disso para a felicidade”, a gente acaba não conseguindo jogar com a nossa missão. Então, tem o jogo de estar feliz no dia a dia, mas ter a ambição de buscar mais.

Para seu dia a dia, eu recomendo que você tenha regras como, “fazer esportes hoje”. Eu faço todos os dias. Pelo menos uma caminha eu dou. Mas geralmente eu corro, vou para academia, jogo bola, faço outro esporte.

Fiz algum esporte? Dediquei tempo a minha família? A minha namorada, aos meus filhos, ao meu cachorro? Avancei nos meus negócios? Avancei pessoalmente? Eu evoluí como pessoa? Por mais que os resultados não tenham aparecido agora, eu evoluí como pessoa? Eu aprendi lições? Eu dei um passo para me tornar uma pessoa melhor… Que eu sei que daqui a 10 anos esses passos acumulados trarão os resultados que eu quero?

Esses são só alguns exemplos. Cada um deve ser as suas regras do que deve significar felicidade. Mas, como eu falei, “não não defina”. Não deixe isso indefinido. Senão você não saberá se o dia valeu a pena. Qualquer coisa que acontecer na sua vida, você achará o dia horrível – o que não é verdade.

Estabeleça isso claramente para lidar com os solavancos que naturalmente acontecerão. Alguns nem chegam a ser solavancos, mas sim testes. Em vez de eles te afetarem tanto, você saberá que isso é parte do seu aprendizado. Em vez de você estabelecer as suas regras baseadas em algo que você nem controla, estabeleça com coisas simples.

No outro vídeo falei sobre como tornar o sucesso inevitável. Contanto que você esteja todos os dias batalhando, fazendo, avançando, cuidando do seu corpo, cuidando da sua cabeça, cuidando da sua espiritualidade, cuidando da sua família… Naturalmente as coisas vão se encaixar.

É quase que um caminho certeiro. Você vai se colocar isso e os resultados virão mais cedo ou mais tarde. Contanto que você estabeleça o que vale a pena para você nessa vida, o que te torna feliz e que isso te faça avançar, é natural que você se empurre por este caminho.

Não quero alongar demais este vídeo. Não quero que ele fique na parte zen, sobrenatural, sem algo prático para a gente fazer. Mas confie em mim. Estabeleça essas regras bem claras.

Não faça regras impossíveis: “Se hoje na academia eu não dobrar o peso que fiz na semana passada, hoje será um dia ruim.” Nunca dará certo.

Estabeleça que suas regras para ser feliz sejam as mais simples, que você conseguirá cumprir. Isso vai te levar a fazer mais. Assim você continuará no caminho certo e isso te levará aos resultados.

Vou fechar para não ficar metafísico ou zen. Estabeleça suas regras. Diga o que define um bom dia. Use coisas simples.

“Hoje eu andei de Ferrari, por isso sou feliz.” Você não andará de Ferrari todos os dias, a não ser quando você comprar sua Ferrari. Mas mesmo quando tiver uma Ferrari, você não irá ao mercado da esquina se ele for uma quadra da sua casa. Então, talvez você não ande todos os dias com ela.

Por isso é importante ter bem claro o que nos torna feliz do ponto de vista pessoal como profissional para nós e para as pessoas perto de nós.

Essa era a dica de hoje. Se você gostou, pode dar um joinha. Deixe um comentário caso queira um vídeo sobre um assunto específico ou com uma pergunta que você tenha. Depois recomendo que você visite FeriasSemFim.com para dar uma olhada numa aula online gratuita que tenho lá para você participar.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Regras Da Felicidade: Quais São As Suas?

]]>
É possível ser feliz e disso sabemos bem. Temos lá nossos altos e baixos mas sempre buscamos a felicidade diária. A questão é: Como você define o que foi um bom dia na sua vida? Às vezes nem sabemos o que pode nos deixar felizes hoje, É possível ser feliz e disso sabemos bem. Temos lá nossos altos e baixos mas sempre buscamos a felicidade diária. A questão é: Como você define o que foi um bom dia na sua vida? Às vezes nem sabemos o que pode nos deixar felizes hoje, outras nós colocamos alguns padrões tão altos que é difícil de chegar lá. Mas com algumas regras simples e mais pé no chão você pode aprender a como ser feliz todos os dias. Você pode também escutar esse vídeo Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:33
Crie Sua Lista de Tarefas Que Você *NÃO* Vai Fazer De Jeito Algum https://www.empreendedor-digital.com/o-que-nao-fazer Mon, 17 Jul 2017 20:10:40 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5450 https://www.empreendedor-digital.com/o-que-nao-fazer#respond https://www.empreendedor-digital.com/o-que-nao-fazer/feed 0 <p>A gente fala bastante da lista de tarefas e do que devemos fazer, afinal ser produtivo tem diversas vantagens. Mas que tal considerar uma lista de afazeres que VOCÊ NÃO IRÁ FAZER em hipótese alguma? Isso mesmo! Como aprender a ser mais produtivo ao criar uma lista de tarefas que jamais deve jamais deve ser tocada. Dizer “não” pode ser uma das coisas mais importantes no seu dia-a-dia. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o <a href="https://www.empreendedor-digital.com/o-que-nao-fazer" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/o-que-nao-fazer">Crie Sua Lista de Tarefas Que Você *NÃO* Vai Fazer De Jeito Algum</a></p> A gente fala bastante da lista de tarefas e do que devemos fazer, afinal ser produtivo tem diversas vantagens.

Mas que tal considerar uma lista de afazeres que VOCÊ NÃO IRÁ FAZER em hipótese alguma?

Isso mesmo! Como aprender a ser mais produtivo ao criar uma lista de tarefas que jamais deve jamais deve ser tocada.

Dizer “não” pode ser uma das coisas mais importantes no seu dia-a-dia.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Crie Sua Lista de Tarefas Que Você *NÃO* Vai Fazer De Jeito Algum

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero passar uma solução para você. Você deveria criar uma lista do que você não faz.

Estamos acostumados a criar nossas “to do lists”, a lista de afazeres, listas de tarefas. E elas são muito importantes.

Mas quando você cresce como empreendedor, a lista do que você não faz é até mais importante do que a lista do que você faz.

Pense só… Você decidiu empreender online. É o assunto principal do meu canal. Você decidiu criar um negócio na internet. Essa foi uma decisão, um caminho que você escolheu. Você disse não para infinitas possibilidades no mundo.

Para conseguir focar nesse caminho, todos os outros nãos que você disse são tão importantes quanto ou mais.

Caso contrário, você diz sim para um… Agora vou brincar na bolsa… Agora vou trabalhar com bitcoins… Agora vou tentar outro emprego… Agora vou me mudar… Você diz sim para tantas coisas, que você não tem foco.

Isso acontece num nível maior, como nesse exemplo que eu acabei de citar e em decisões menores. Eu vou investir em tráfego gratuito ou pago? Redes sociais? Como vai ser? Vai ser Facebook ads? Outbrain? Adwords? Vou tentar criar minha página no Facebook? Vou desenvolver meu canal no YouTube? Meu blog?

São diversas opções que temos. Se não criarmos a lista do que não fazer, você pode cair da armadilha de perder totalmente o foco. Você começa a dar tiro para todos os lados e não conseguirá acertar o alvo nunca. Você estaria tentando usar uma bazuca para acertar um alvo pequeno.

Então você precisa criar uma lista do que você vai fazer, mas também ter bem claro o que você não faz.

Se você decidiu que fará o melhor canal do YouTube sobre o assunto no qual você tem interesse em falar, tenha isso bem claro. Escreva num papel, no computador, no programa que você usar… O que você não vai fazer.

Não vou me distrair em criar uma conta no Twitter, nem na nova rede social do momento, nem investir em tráfego pago, nem no meu blog. Meu único foco é o canal do YouTube. Depois que ele estiver bem, considero os outros.

“Especialistas” em redes sociais que nunca ganharam um centavo com redes sociais… Além de indicarem para as pessoas os conselhos que eles têm, falam que você deve estar em todos os lugares. Essa é a pior coisa que você pode fazer, principalmente se você está começando o negócio.

É melhor focar suas energias em um e ter um canal muito forte. Já falei isso diversas vezes nos outros vídeos, mas vejo as pessoas repetindo o erro tantas vezes, que não dá para entender. Foque as suas energias. Torne o seu canal forte. Depois você pensa nos outros, se precisar.

Dependendo do canal que você tiver, você ainda tem muito para crescer. A sua lista do que você não faz é tão ou mais importante quanto a lista do que você faz. Você terá que aprender a dizer esse não.

Conforme você tiver mais e mais resultados, criar essa lista do que você não faz se torna cada vez mais importante. O Warren Buffett (homem mais rico do mundo) diria que o maior custo do negócio é o custo da oportunidade. O que você perde ao dizer sim para uma opção e não para tomar as outras?

Você estará negando todas as outras ao ter escolhido uma. Isso é muito importante. De repente uma delas daria 10 vezes mais resultado com a metade do esforço. Vale sempre monitorar isso.

Quanto escolher uma decisão, foque nela. Tenha na sua cabeça o que você não vai fazer. Direcione todas suas energias para lá. As chances de dar resultado são muito melhores, porque você mantém o foco. Você sabe onde está indo, sabe o que tem que fazer e sabe o que você não tem que fazer.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha para dar uma curtida. Também deixe seu comentário ou dúvida que depois eu dou uma olhada. Também clique no botão para assinar e no sino ao lado para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último eu recomendo visitar o FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita para participar e aprender um pouco mais sobre como criar um negócio online do zero.

Essa era a dica de hoje. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Crie Sua Lista de Tarefas Que Você *NÃO* Vai Fazer De Jeito Algum

]]>
A gente fala bastante da lista de tarefas e do que devemos fazer, afinal ser produtivo tem diversas vantagens. Mas que tal considerar uma lista de afazeres que VOCÊ NÃO IRÁ FAZER em hipótese alguma? Isso mesmo! A gente fala bastante da lista de tarefas e do que devemos fazer, afinal ser produtivo tem diversas vantagens. Mas que tal considerar uma lista de afazeres que VOCÊ NÃO IRÁ FAZER em hipótese alguma? Isso mesmo! Como aprender a ser mais produtivo ao criar uma lista de tarefas que jamais deve jamais deve ser tocada. Dizer “não” pode ser uma das coisas mais importantes no seu dia-a-dia. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 2:48
Como Tornar o Sucesso Inevitável https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-inevitavel Fri, 14 Jul 2017 17:03:34 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5445 https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-inevitavel#respond https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-inevitavel/feed 0 <p>Alguns acham quase impossível alcançar sucesso na vida, seja na parte pessoal ou profissional. Mas não é bem assim. O sucesso é uma questão de opção que cada um de nós podemos fazer – ele não acontece por acaso. Mas será que existem segredos para o sucesso? Seria possível tornar o sucesso… INEVITÁVEL?! Eu acredito que sim. E nesse vídeo explico como. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo <a href="https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-inevitavel" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-inevitavel">Como Tornar o Sucesso Inevitável</a></p> Alguns acham quase impossível alcançar sucesso na vida, seja na parte pessoal ou profissional.

Mas não é bem assim.

O sucesso é uma questão de opção que cada um de nós podemos fazer – ele não acontece por acaso.

Mas será que existem segredos para o sucesso?

Seria possível tornar o sucesso… INEVITÁVEL?!

Eu acredito que sim. E nesse vídeo explico como.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Tornar O Sucesso Inevitável

Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo de hoje quero falar sobre como tornar o sucesso inevitável. São boas palavras… “Sucesso inevitável”. Dava até para ser o nome de um curso.

Quero ver só como eu vou mandar isso por email ou se vai chegar na caixa de entrada de alguma pessoa. Vou até dar uma dica extra. “Sucesso” é uma palavra que os filtros de spam pegam. Todas as vezes em que mandei email com algo escrito “sucesso”… Que geralmente vem acompanhada da palavra “segredos”… Elas caem no filtro de spam em grande quantidade. Cuidado com isso.

Vamos voltar para a dica em si. Por acompanhar meu próprio trabalho e de tantos alunos, a gente vê que não tem segredo. Vão ter bons e maus momentos.

Tem até uma fábula de um antigo rei do Egito que estava num bom momento e o conselheiro dele diz: “Eu tenho uma boa e uma má notícia. A má notícia é que tudo passa, inclusive bons momentos. A boa notícia é que tudo passa, inclusive maus momentos.”

Quando você está num período de baixa, não se preocupe. Vai passar. Quando você estiver num momento de alta, abra os olhos. Não relaxe. Não pare de trabalhar. Não pare de estudar e aprender. Ele também pode vir a passar.

Não significa que você cairá para o zero. Mas talvez tenha alguma baixa. Depois, você pode subir mais ainda. Mas todos os momentos passarão.

A dica é uma daquelas que eu odeio dar. Mas é incrível como às vezes não fazemos o simples. Não fazemos o mais fácil, o que dá mais resultado. Nós tentamos complicar, achar uma ferramenta, uma tática mirabolante. Às vezes é simplesmente uma questão de voltar aos fundamentos.

O mais importante (e no que muita gente erra) é que na hora que as coisas começam a dar errado, a pessoa entra quase em depressão. Ela começa a se abater, acha que o mundo está acabando, que está tudo errado. Além disso, a pessoa principalmente para de fazer as coisas porque está decepcionada.

“Se eu tivesse mais resultados, me sentiria mais motivado”. A ordem está inversa. Você primeiramente precisa agir para depois os resultados começarem a vir. Você precisa estar inspirado por conta e agir, depois os resultados virão. Não tem como ter um antes depois do outro. Não adianta.

Talvez você comece a tentar um monte antes de começar a aparecer os resultados – mas faz parte. Não caia nessa armadilha. “Se eu tivesse mais resultado, aí sim eu me inspiraria.” Então você jamais fará! Você precisa agir. Quando as coisas começarem a dar errado, não perca a inspiração, a motivação e a ação. Continue fazendo.

Essa que é a dica do sucesso inevitável. Bem ou mal, continue fazendo. Assim, você garante que está avançando, testando. Você descobrirá o que deu errado. Eventualmente, inevitavelmente, você acertará.

Costumo falar para meus clientes que não é uma questão de se vai dar certo, mas sim de quando – contanto que você siga um modelo certo, que funciona. É por isso que eu recomendo e trabalho tanto para divulgar o Férias Sem Fim.

Cuidado com isso. Quando as coisas começarem a dar errado… Alguma campanha não funcionar tão bem quanto você esperava… Não comece a se deprimir, chorar, parar de fazer, esperar que os resultados apareçam do nada… Para aí sim voltar a se inspirar.

Não. Mantenha a velocidade. Mantenha a ação. Continue fazendo. Foque em melhorar a cada dia.

Os resultados podem ou não vir naquela hora. Faça um jogo mental. Pense que as coisas ruins que estão acontecendo são simplesmente um investimento no banco que será sacado no futuro. Você não sabe quando nem quanto retornará. Mas talvez retorne muito mais do que você imagina.

Mas sem continuar com a conta aberta, você nem chegará no ponto de saber quais resultados conseguirá.

Essa é a dica de como tornar o sucesso inevitável. Não espere pela motivação. Continue fazendo, não interessa o que esteja acontecendo. Quando as coisas derem errado, entenda que é parte do jogo. Entenda que é parte das lições que você está aprendendo e colocando no seu banco para sacar no futuro. Continue agindo.

Não interessa sua motivação. “Não estou afim de trabalhar!” Vá lá e trabalhe. Não interessa. “Não estou afim de fazer!” Faça de qualquer jeito, mesmo não estando afim. Não interessa. Continue fazendo. Pouco a pouco, as coisas vão mudar. Aí você terá os resultados que você queria.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha. Você também pode clicar no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último, se você quiser uma ajuda da nossa comunidade… Eu sei que não é fácil… Você pode visitar FeriasSemFim.com. Lá você pode participar de uma aula online na qual falo um pouco mais dos meus negócios e sobre como participar dessa comunidade.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Tornar o Sucesso Inevitável

]]>
Alguns acham quase impossível alcançar sucesso na vida, seja na parte pessoal ou profissional. Mas não é bem assim. O sucesso é uma questão de opção que cada um de nós podemos fazer – ele não acontece por acaso. Alguns acham quase impossível alcançar sucesso na vida, seja na parte pessoal ou profissional. Mas não é bem assim. O sucesso é uma questão de opção que cada um de nós podemos fazer – ele não acontece por acaso. Mas será que existem segredos para o sucesso? Seria possível tornar o sucesso… INEVITÁVEL?! Eu acredito que sim. E nesse vídeo explico como. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 5:33
Por Que Eu Parei de Colocar Prazos Para os Meus Objetivos – E Porque Você Deveria Fazer o Mesmo https://www.empreendedor-digital.com/objetivos-sem-prazos Tue, 11 Jul 2017 14:31:22 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5438 https://www.empreendedor-digital.com/objetivos-sem-prazos#respond https://www.empreendedor-digital.com/objetivos-sem-prazos/feed 0 <p>Sempre ensinam que bons objetivos de curto, médio ou longo prazo devem ter uma data específica… …mas será que esse é realmente o melhor caminho? Será que para alcançar seus objetivos deve ser assim a ferro e fogo? Todos temos metas a serem alcançadas, mas colocar um prazo firme pode não ser a sua melhor escolha. Explico melhor no vídeo. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas <a href="https://www.empreendedor-digital.com/objetivos-sem-prazos" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/objetivos-sem-prazos">Por Que Eu Parei de Colocar Prazos Para os Meus Objetivos – E Porque Você Deveria Fazer o Mesmo</a></p> Sempre ensinam que bons objetivos de curto, médio ou longo prazo devem ter uma data específica…

…mas será que esse é realmente o melhor caminho?

Será que para alcançar seus objetivos deve ser assim a ferro e fogo?

Todos temos metas a serem alcançadas, mas colocar um prazo firme pode não ser a sua melhor escolha.

Explico melhor no vídeo.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Por Que Eu Parei de Colocar Prazos Para os Meus Objetivos – E Porque Você Deveria Fazer o Mesmo

Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse sagaz vídeo de hoje eu quero te passar uma sugestão para seus objetivos.

Estou gravando esse vídeo na Montanha Elk, perto de Vancouver. O cenário aqui em cima é incrível. Estamos em junho, mas dá para ver que nas montanhas ainda tem neve. Parte do caminho pelo qual passei também tinha bastante neve.

Tem um vale ali atrás que é muito bonito. Para subir até aqui foram umas três horas de caminhada, mais ou menos. Enquanto caminhamos, pensamos na vida. Esse é um dos motivos pelos quais gosto de fazer esportes.

A gente ocupa nosso consciente. Prestamos atenção no caminho, subimos, desviamos das coisas… E liberamos o subconsciente para ficar pensando. Assim nós pegamos todos os inputs, insights, ideias… E de repente sai uma ideia nova ou uma solução para um problema.

Esses tempos eu estava pensando sobre algo que mudou muito em comparação com o que eu fazia no início. São os objetivos do meu negócio e da minha vida.

Muitas vezes somos ensinados a fazermos objetivos smart. É uma complicação. Pode funcionar, não estou dizendo que não funciona.

Mas tem um ponto dessas técnicas de objetivos que sempre me incomodou. Até que eu pensei, “Por que eu faço isso? Por que não faço de uma maneira mais simples?”

Esse ponto é aquele que diz que você deve colocar uma data para cumprir o objetivo. “Daqui 6 meses quero estar ganhando X.” “Daqui um ano meu negócio tem que estar girando Y.”

“Se a gente não colocar data, vai ficar no limbo. Nunca ficará acionado. Se não tiver uma data, ficará para algum dia, e algum dia não existe. Você vai acabar não fazendo.” Isso realmente acontece algumas vezes.

Mas existe outro lado da moeda. Por isso quero fazer essa discussão com você. Depois quero ouvir sua opinião nos comentários.

Hoje em dia, em muito objetivos que eu tenho (os maiores) eu não coloco mais data. Eu coloco nos menores.

Por exemplo. Eu geralmente divido meus planos de 1, 5 e 10 anos, e os divido em trimestres. Até os de 5 anos para mim estão longe demais. Eu nem sei quais habilidades terei. Mas, obviamente, tenho uma ideia do que quero ter em 5 ou 10 anos para meus negócios e minha vida. É só uma data no futuro.

Aí vem os objetivos de trimestre. “Esse trimestre quero fazer um webminário, uma nova campanha da Máquina Automática de Vendas, uma do Férias Sem Fim, um novo produto, uma parceria, começar meu podcast…”

Para esses objetivos menores, que são mais simples e diretos, eu coloco uma data. Eu quero que eles sejam executados, porque vão avançar meus negócios.

Mas objetivos como “ganhar X”… Não estou falando de 10%, estou falando de 10x. Em objetivos como “multiplicar meu negócio por 10”, eu não coloco uma data específica.

Eu me dei conta em que todas as vezes em que eu coloquei datas, só três coisas poderiam acontecer. Ou eu conseguia meu objetivo antes do prazo, ou eu conseguia exatamente no prazo em que eu combinei comigo mesmo ou eu conseguia depois do prazo. Essas eram as únicas três opções.

Mas desses três, as chances de conseguir exatamente no prazo é a menor. Você teria que acertar num dia específico. Você terá bem mais chances de acertar antes ou depois.

Além disso, você pode criar uma armadilha para si próprio. Se você falar que uma tarefa tomará 5 dias, ela tomará 5 dias.

Então, você pode falar, “Quero daqui 6 meses estar ganhando 6 mil por mês”. Talvez, se você não tivesse falado “6 meses” e desse espaço para seu subconsciente trabalhar, você conseguisse antes. Não é que isso acontecerá todas as vezes, mas existe chance.

Pode também acontecer depois. O pior de acontecer depois é que… É um objetivo super bom que você colocou, mas você cria uma ansiedade enorme. “Agora tem uma data! Tenho que correr! Está chegando cada vez mais perto da data e não estou avançando! Vou me matar porque está tudo errado!”

Aí chega a data. O objetivo era 10 mil por mês, mas você conseguiu 9.799. “Meu Deus! Não bati minha meta de 6 meses!” Mas ainda assim, você avançou para caramba! Estou exagerando, mas é para provar um ponto. Isso acontece!

Muitas vezes esse objetivo acaba criando uma ansiedade muito maior do que eu simplesmente botar aquele objetivo.

Porém, se você não colocar a data, garanta que todos os dias você lembre que terá esse objetivo. Depois, deixe acontecer. Garanta que todos os dias você esteja trabalhando para que aquele objetivo chegue o quanto antes.

Se acontecer antes, você sairá ganhando e muito. Mas pode ser que aconteça depois. Qual é o problema se aconteceu depois?

Se você não está ganhando nada e está lutando para ganhar seus primeiros mil reais, eu entendo que tenha essa emergência. Você quer largar seu emprego e trabalhar por conta. Eu sei que dói.

Mas, ao mesmo tempo, cuidado para não criar uma ansiedade que você mesmo criou de uma maneira artificial só por ter colocado uma data no seu objetivo.

Eu não tenho a resposta exata se você deve ou não colocar. Estou falando como eu faço com objetivos maiores. Eu não coloco porque pode ser que eu consiga antes. Mesmo que eu não consiga antes, não tem problema algum. Não tenho pressa para resolver tudo para amanhã.

Um dos problemas que fazem com que as pessoas tomem decisões erradas na vida, sacrificando qualidade de vida, saúde, família… É porque precisam atingir essas meta.

É uma maneira de se viver. Cada um escolhe como quiser. Eu pessoalmente não concordo.

Nesses eu não coloco datas e nos curtos eu coloco. Um bimestre, três meses… Fechar tal projeto, terminar tal coisa. É algo que não me causa tanta agonia.

Eu pessoalmente faço assim. Mas é uma sugestão e o início de uma discussão. É algo que eu pessoalmente mudei de uns tempos para cá. Não tenho essa data tão forte criando essa angústia.

Ou eu conseguia antes ou eu conseguia depois dela. Principalmente quando era depois, eu ficava angustiado.

Fica uma sugestão. De repente faça sentido para você. Se você acha que não faz sentido, e que você precisa de uma data para se forçar a fazer… Para ter aquele desespero do dia anterior…  Ótimo! De repente é uma maneira de você se esforçar.

Eu não preciso. Mantenho todos os dias meus objetivos na cabeça.

Eu estava olhando para esse cenário e pensando o que quero da minha vida, o que já consegui, agradecendo por tudo que tenho. Eu penso no que mais está por vir, mas fico sempre feliz com o que tenho hoje.

Achei que de repente valia a pena passar isso para você. Talvez funcione para você.

Vou ficando por aqui porque tenho que voltar todo o caminho para voltar para Vancouver.

Se você gostou pode dar um joinha. Você também pode assinar o canal para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita para você participar e aprender o passo a passo que eu e vários alunos meus usamos para criar um negócio online do zero.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço. Até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Por Que Eu Parei de Colocar Prazos Para os Meus Objetivos – E Porque Você Deveria Fazer o Mesmo

]]>
Sempre ensinam que bons objetivos de curto, médio ou longo prazo devem ter uma data específica… …mas será que esse é realmente o melhor caminho? Será que para alcançar seus objetivos deve ser assim a ferro e fogo? Todos temos metas a serem alcançadas, Sempre ensinam que bons objetivos de curto, médio ou longo prazo devem ter uma data específica… …mas será que esse é realmente o melhor caminho? Será que para alcançar seus objetivos deve ser assim a ferro e fogo? Todos temos metas a serem alcançadas, mas colocar um prazo firme pode não ser a sua melhor escolha. Explico melhor no vídeo. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 8:45
Como Escapar da Commoditização e Valorizar o Seu Trabalho https://www.empreendedor-digital.com/como-ser-diferente Fri, 07 Jul 2017 17:32:19 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5428 https://www.empreendedor-digital.com/como-ser-diferente#respond https://www.empreendedor-digital.com/como-ser-diferente/feed 0 <p>“Por que eu devo comprar de você?” Essa é a pergunta que ronda a cabeça do seu possível cliente – e é bom que sua reposta seja boa se quiser que ele faça negócio contigo. E para não correr o risco do seu produto cair no no grupo “mais do mesmo”, você precisa fazer algo diferente. Aprender a como se diferenciar da concorrência pode colocar seu negócio em outro nível, afinal você não será comparado com ninguém. Será único. Veja a dica de hoje (na <a href="https://www.empreendedor-digital.com/como-ser-diferente" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/como-ser-diferente">Como Escapar da Commoditização e Valorizar o Seu Trabalho</a></p> “Por que eu devo comprar de você?”

Essa é a pergunta que ronda a cabeça do seu possível cliente – e é bom que sua reposta seja boa se quiser que ele faça negócio contigo.

E para não correr o risco do seu produto cair no no grupo “mais do mesmo”, você precisa fazer algo diferente.

Aprender a como se diferenciar da concorrência pode colocar seu negócio em outro nível, afinal você não será comparado com ninguém.

Será único.

Veja a dica de hoje (na verdade soltei mais uma de bônus)

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Escapar da Commoditização e Valorizar o Seu Trabalho

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero passar uma dica para você de como escapar da commoditização do seu produto, do seu conhecimento, da sua pessoa e do que você tem a oferecer.

Praticamente, não interessa o nicho com o qual você trabalha. Obviamente, se você vende algo que é ainda mais suscetível a ser uma commodity (como água ou areia), você vai sofrer com esse problema.

Imagino que, se você está no meu canal falando de empreendedorismo digital, seu caso não é tão extremo assim. Estou falando mais de negócios como esses que eu ensino a fazer com produtos digitais de informação que vendemos através da internet.

Nesse caso, um dos grandes problemas que vejo as pessoas enfrentando, é a questão da commoditização.

Só para ficar claro… Muitos mercados vão chegar nesse ponto. Mas alguns já estão mais avançados do que outros, principalmente os grandes como negócios, saúde e relacionamentos.

Os primeiros produtos aparecerão e depois aparecerão vários outros produtos que são parecidos. Se você não souber se diferenciar desses outros, porque alguém compraria o seu? Você precisa dar essa justificativa de uma maneira convincente.

Se você fizer da maneira errada, você vai convidar a pessoa a simplesmente comparar seu produto com os outros. Se ela colocar o seu produto no mesmo balde com os outros, a única coisa que ela terá para comparar será o preço.

Se você promete e oferece as mesmas coisas que fulano, beltrano e ciclano oferecem, por que ela vai pagar mais? Como se diferenciar e fazer de uma maneira que essa comparação não aconteça?

É assim que a gente funciona. Vou dar mais uma explicação antes de dar uma solução. Não quero só largar a solução para você, mas explicar de onde veio essa solução. Assim você entende a lógica por trás e pode replicar caso a situação mude um pouco.

Nossas mentes funcionam o tempo inteiro categorizando as coisas. A gente precisa fazer isso, senão enlouquecemos. O nosso cérebro está o tempo inteiro ignorando um monte de coisas que acontece aos nossos redores.

Se você parar para analisar seu ambiente agora, você vai reparar vários sons, luzes e barulhos dos quais você nem se dava conta anteriormente.

Isso é fácil de provar. Se você está num ambiente com um monte de pessoas, confusão… Parece que o barulho fica estável. O seu cérebro categoriza isso como barulho e ignora todos eles.

Mas, se alguém citar seu nome em algum canto, automaticamente isso passa pelo filtro e você presta atenção.

É mais ou menos esse o efeito que acontece no nosso cérebro. Esse efeito acontece com as pessoas na hora de olhar seu produto. Eles estão o tempo inteiro buscando. O objetivo é te categorizar e categorizar o que você tem a oferecer.

“Esse cara que está tentando falar comigo… O que ele oferece? Quem ele é? Em qual balde eu devo colocá-lo para poder compará-lo com as outras referências que eu tenho na vida? Assim poderei tomar uma boa decisão sobre se vale a pena ou não investir no produto dele.”

O segredo é dar esse passo para trás e não deixar as pessoas te classificarem junto com os outros, onde ela poderá comparar por preço.

A próxima pergunta é: como fazer isso, exatamente? Para fazer isso, você precisa comprar meu curso! Estou brincando. Já vou falar para você aqui.

Uma das maneiras mais fáceis de fazer isso… Não é que funcionará sempre, automaticamente, sem erro, já que não é assim que as coisas funcionam. Mas é uma boa maneira de se fazer. Preste atenção em como eu faço isso diversas vezes.

Você deve evitar que você mesmo se categorize em algum desses baldes nos quais as pessoas querem te colocar.

Por exemplo. Eu falo que sou especialista em marketing digital. Já cometi esse erro e agora costumo evitar. Eu vejo muita gente fazendo isso. “Especialista em X”, “Consultor em Assado”.

No momento em que você disse que você é um especialista em determinado assunto, você caiu na classificação da pessoa. Se você caiu na classificação da pessoa, ela já terá como base outros especialistas em marketing digital para comparar e decidir somente baseando-se no preço.

“Mas eu tenho estudos de caso e provas.” Não é que a pessoa te botou lá e você não terá como sair. Você consegue se provar, mas começou com o pé esquerdo. Você não começou da maneira certa.

Mas você pode fazer como eu faço. Você não é especialista em marketing digital, em produtos, empreendedorismo, design ou seja lá qual mercado no qual você trabalha. Você é o fundador do método X, método Y, projeto tal, programa H, treinamento Y.

Estou falando mais especificamente para quem se posiciona como expert e criador de conteúdo na internet (principalmente infoprodutos).

Você cria o seu método. Mesmo que ele ainda não exista como produto para vender, mas você cria seu método com fases definidas. No Férias Sem Fim eu falo diversas vezes da oferta de alta conversão, da mensagem central de vendas, do público alvo principal.

Esses são conceitos que eu montei para criar o meu método, que é o método Férias Sem Fim. Sempre que possível, eu tento não falar que sou um especialista em marketing digital para fugir dessa classificação. Eu falo que sou criador e fundador do programa Férias Sem Fim.

Até porque não é possível classificar o Férias Sem Fim somente como marketing digital. O marketing é somente uma das partes. Não só o Férias Sem Fim, mas o que eu falo aqui no meu canal envolve marketing, empreendedorismo, produtividade, performance, mindset.

Não tem como eu me classificar em um deles. É justamente por isso que, ao trazer outros elementos junto (em vez de um só principal), você automaticamente se diferencia. Os outros são somente especialistas em certas áreas.

Já você tem um método, em primeiro lugar. Você também traz outros elementos juntos e automaticamente obriga a pessoa a eliminar aquela comparação. Ela não pode comparar um carro com um avião. Vão ser coisas completamente diferentes. Você quer ser o avião! Essa que é a ideia.

Essa é a dica. Na verdade, acabaram sendo duas. Primeiramente, crie seu método e diga que você é o fundador do método X que faz Y e que entrega os resultados que você quer entregar.

Também traga outros elementos para o seu assunto, que não só o principal. Assim você evita justamente que a pessoa te coloca no balde de marketing digital, empreendedorismo, vendas, design, cortina… Essa é a ideia principal.

Se você gostou no vídeo, pode clicar no joinha. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar.

Por último, se você gostou dessa dica e quer utilizá-la com um plano, usando um método exato para criar um método, um framework… Te posicionando como um verdadeiro expert, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita para você participar sobre como criar um negócio online.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Escapar da Commoditização e Valorizar o Seu Trabalho

]]>
“Por que eu devo comprar de você?” Essa é a pergunta que ronda a cabeça do seu possível cliente – e é bom que sua reposta seja boa se quiser que ele faça negócio contigo. E para não correr o risco do seu produto cair no no grupo “mais do mesmo”, “Por que eu devo comprar de você?” Essa é a pergunta que ronda a cabeça do seu possível cliente – e é bom que sua reposta seja boa se quiser que ele faça negócio contigo. E para não correr o risco do seu produto cair no no grupo “mais do mesmo”, você precisa fazer algo diferente. Aprender a como se diferenciar da concorrência pode colocar seu negócio em outro nível, afinal você não será comparado com ninguém. Será único. Veja a dica de hoje (na Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 8:22
Como Tirar O Máximo Proveito dos Seus Dias de Folga https://www.empreendedor-digital.com/dias-de-folga Tue, 04 Jul 2017 13:58:15 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5422 https://www.empreendedor-digital.com/dias-de-folga#respond https://www.empreendedor-digital.com/dias-de-folga/feed 0 <p>Você não é um robô e por isso merece uns belos dias de folga. Descanso é sempre merecido. A questão é: como aproveitar o máximo os dias que você tem de folga? Pegar esse tempo livre e decidir o que fazer para “recarregar as baterias”. Hoje tenho alguma dicas pra você. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Tirar <a href="https://www.empreendedor-digital.com/dias-de-folga" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/dias-de-folga">Como Tirar O Máximo Proveito dos Seus Dias de Folga</a></p> Você não é um robô e por isso merece uns belos dias de folga.

Descanso é sempre merecido. A questão é: como aproveitar o máximo os dias que você tem de folga?

Pegar esse tempo livre e decidir o que fazer para “recarregar as baterias”.

Hoje tenho alguma dicas pra você.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Tirar O Máximo Proveito dos Seus Dias de Folga

Opa! Bruno Picinini por aqui. Neste astuto vídeo de hoje quero falar como tirar bons dias de folga.

Essa é uma parte que muitas pessoas ignoram na hora de construir um negócio online. Normalmente falo de negócios online porque esse é o tema do canal.

As pessoas acabam esquecendo ou não sabem a diferença que isso pode fazer na hora de ter mais resultados e avançar de uma maneira mais rápida nas nossas vidas e negócios.

Tive a ideia desse vídeo por causa do local onde estou nesse momento. Dá para ver a trilha ali atrás. É um parque aqui em Vancouver. É um parque praticamente no meio da cidade, o que é bastante interessante.

Ele é bem no meio da cidade, mas é gigante, com muito verde. É bem silencioso. Não cheguei a ver muitos animais, além de alguns esquilos e pássaros. Mesmo assim é bacana para aproveitar o sábado. Saiu um belo sol. É um belo dia quente.

Um erro que eu pessoalmente fazia e não sei se você faz… Quando eu queria tirar meus dias de folga… É algo que a gente aprende com o tempo.

O perigo de ter um negócio online e poder fazer tudo de onde a gente quiser é justamente esse. A gente pode fazer de onde a gente quiser.

Eu tenho um escritório em casa e geralmente trabalho de manhã em casa. De tarde eu saio para um café. Mas o meu laptop – que é a minha ferramenta – está sempre comigo. Eu uso para coisas pessoais e para trabalho.

Algumas pessoas até têm diferentes computadores para essas atividades. Alguns usam um no escritório e outro para coisas pessoais para não misturar. Eles querem realmente dar essa parada e deixar a mente e o corpo descansar.

Acho que você saiba porque você tem que tirar dias de folga. Aquilo de trabalhar 100 horas por semana é bem legal… Parece bonito… Impressiona algumas pessoas. Mas é a maneira errada.

Se tem um projeto bombando e você precisa fazer isso por três semanas, tudo bem. Mas adotar isso como filosofia de vida… Talvez isso exploda em algum ponto. Pode ser no seu coração, na sua saúde, na sua família. Em algum lugar vai estourar. Isso não é bom. É melhor ter um equilíbrio. Esse é o porquê geral.

“Para tirar um dia de folga é só tirar um dia de folga!” Pois é! O problema é que hoje, como a gente é tão conectado, é muito fácil que esse dia de folga se torne um meio dia de trabalho. E é até pior, já que você não estará nem produzindo nem descansando. Você estará no meio termo e isso é a pior coisa.

Se é para trabalhar, trabalhe com todas as forças para produzir e ter resultado. A mesma coisa do outro lado. Se é para descansar, descanse com tudo. Não faça nada.

“Vou tirar o sábado de folga. Mas de manhã vou abrir o laptop, ler os emails.” Aí você lembra de outra coisa… Muda uma coisinha ali… Uma campanha… Olha o anúncio… Não! Não olhe absolutamente nada. É o dia inteiro de meia noite à meia noite. Ou dois dias inteiros, como sábado e domingo.

“Mas não tem como”. Então, tem algo errado na sua empresa, já que você não consegue ficar longe (principalmente no fim de semana).

Você tem que contratar gente, delegar, eliminar, automatizar. Alguma coisa você tem que fazer. Os negócios online são os mais fáceis de se automatizar e delegar. Não é possível que você não possa tirar dois dias por semana. Esses dias são mais que importantes.

O celular é outra grande armadilha. Estou gravando esse vídeo com o celular. Um pessoal veio falar comigo pelo WhatsApp. Eles tinham o número para qualquer emergência. O problema é que as pessoas não têm noção do que é emergência e às vezes mandam mensagem por qualquer coisa.

Geralmente sábado e domingo isso não acontece porque as outras pessoas também não estão trabalhando. Mas se eu decidir fazer alguma coisa na segunda… As pessoas me mandam mensagem para resolver alguma coisa.

Quando estou no meu celular em algum lugar fora, é a pior hora para eu receber uma mensagem. Aquilo vai me incomodar e vou querer resolver. Mas eu não tenho como resolver, porque não estou com meu laptop ali.

Todas as vezes que as pessoas mandavam alguma coisa no celular, eu respondia e instruía: “Nas próximas vezes, mande por email.” Falava com educação, mas falava. Senão, não tem limite. Mistura tudo e você não consegue organizar.

O WhatsApp não deixa um histórico bom caso você queira pesquisar e achar uma resposta. Num email, sistema de ticket ou suporte é muito melhor.

Esse é um par de parênteses, mas entenda que quando você tirar dias de folga você tem que tirar folga mesmo – senão você não consegue se concentrar.

Você precisa desses dias de folga para melhorar a energia mental e descansar. O Férias Sem Fim é um dos meus projetos principais (se não o projeto principal). Eu fiz toda a ideia dele quando eu fiz um cruzeiro com minha namorada pelo Mediterrâneo, de duas semanas.

Simplesmente não tinha acesso à internet. Na verdade tinha, mas era caro. Não lembro exatamente quanto era. Eu não queria ficar pagando. Queria ficar no cruzeiro descansando.

Durante essas duas semanas eu praticamente não toquei no laptop. O negócio continuou. Obviamente, eu não abandonaria o negócio por um ano. Mas fiquei duas semanas sem abrir.

Eu consegui desligar nos primeiros dias. Então, eu liberei todo aquele espaço mental para criar uma boa oferta. Foi o Férias Sem Fim e teve o sucesso que teve. Agora tem também o livro e várias outras coisas que venho fazendo.

Esse era o conselho que eu queria passar para você hoje. Imagino que você entenda isso, mas às vezes precisamos ser lembrados.

Estou fazendo esse vídeo, mas talvez algum sábado eu abra o laptop para ver alguma campanha ou email. Daí eu mesmo tenho que me lembrar que um dia de folga é um dia de folga. Não pode tocar no laptop. Por isso que é difícil quando é no mesmo computador.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou do vídeo, pode dar o joinha. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar.

Por último, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita. Você poderá aprender um pouco mais sobre como criar um negócio online. Caso você já tenha o seu, você poderá aprender como ter mais resultados e participar da nossa comunidade de empreendedores digitais. Fica o convite para você conhecer.

Ainda estou na metade do caminho. São uns 10 quilômetros. Ainda tenho bastante chão para andar.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Tirar O Máximo Proveito dos Seus Dias de Folga

]]>
Você não é um robô e por isso merece uns belos dias de folga. Descanso é sempre merecido. A questão é: como aproveitar o máximo os dias que você tem de folga? Pegar esse tempo livre e decidir o que fazer para “recarregar as baterias”. Você não é um robô e por isso merece uns belos dias de folga. Descanso é sempre merecido. A questão é: como aproveitar o máximo os dias que você tem de folga? Pegar esse tempo livre e decidir o que fazer para “recarregar as baterias”. Hoje tenho alguma dicas pra você. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Tirar Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:34
Como Planejar Uma Campanha de Marketing Nova https://www.empreendedor-digital.com/campanha-marketing Fri, 30 Jun 2017 15:38:45 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5413 https://www.empreendedor-digital.com/campanha-marketing#respond https://www.empreendedor-digital.com/campanha-marketing/feed 0 <p>Começar e planejar uma campanha de marketing do zero nem sempre é fácil. Seja porque não tem ideia de como criar um marketing estratégico ou porque não entende muito bem seu público alvo e o que desejam de verdade. A questão é que sem uma campanha de marketing digital sólida e que se destaca… …você pode estar deixando de faturar alto. É por isso que um planejamento estratégico com cuidado é essencial. Há algumas estratégias e modelos que são comprovados que funcionam. Modelos que vão <a href="https://www.empreendedor-digital.com/campanha-marketing" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/campanha-marketing">Como Planejar Uma Campanha de Marketing Nova</a></p> Começar e planejar uma campanha de marketing do zero nem sempre é fácil.

Seja porque não tem ideia de como criar um marketing estratégico ou porque não entende muito bem seu público alvo e o que desejam de verdade.

A questão é que sem uma campanha de marketing digital sólida e que se destaca…

…você pode estar deixando de faturar alto.

É por isso que um planejamento estratégico com cuidado é essencial.

Há algumas estratégias e modelos que são comprovados que funcionam.

Modelos que vão além do que seus concorrentes estão fazendo.

Siga eles e suas chances de sucesso aumentam.

No vídeo de hoje passo uma maneira DIFERENTE de planejar uma campanha de marketing partindo do zero.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Planejar Uma Campanha de Marketing Nova

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero passar uma dica. Não sei se é uma dica mais avançada ou não. Mas é uma maneira de planejar novas campanhas para seu produto ou negócio.

Seja campanhas na hora de criar um novo produto, oferta ou na parte de criar os anúncios em si (Facebook, Taboola, Adwords, ou o que for).

Não que seja um erro. Mas a maioria das pessoas quando começam não têm a mínima ideia do que falar. Elas falam coisas sem sentido, nada específico e não chamam atenção das pessoas certas.

Aí elas começam a avançar um pouco no negócio e a fazer o que elas precisam fazer. Se elas participaram do Férias Sem Fim, elas vão saber o que é o marketing direto, como funciona, como criar uma oferta de alta conversão… Eu mostro o passo a passo de uma oferta de alta conversão.

Aí as pessoas começam a trabalhar com benefícios diretos. Por exemplo, no meu mercado, o mais direto (e mais fácil) seria simplesmente falar, “Como ganhar 5 mil reais em 20 dias”. No mercado de emagrecimento seria, “Como perder tantos quilos em tantos dias.”

Benefícios diretos, na cara, que não têm erro. Eles funcionam e funcionam muito bem – até um certo ponto.

O Brasil é um mercado relativamente novo… Até acho engraçado as pessoas falarem que já está tudo lotado e, “Será que ainda tenho chance de começar meu negócio online?” Isso é um absurdo!

Eu consumo bastante material dos Estados Unidos. É um absurdo o quanto eles estão avançados em relação a nós. Ainda temos muito para crescer. Tem muito espaço ainda. Não falo só da boca para fora, mas sim porque é verdade.

Como eles já estão há mais tempo nisso… Não só no online, mas também no off-line, eles têm um marketing mais apurado. As pessoas lá já são mais céticas com as promessas diretas.

Um cara lá na pré-história falou pela primeira vez: “como perder peso.” Talvez o cara nem soubesse que estava anunciando. Só de falar isso, as pessoas que queriam perder falaram, “Eu quero perder peso! Isso é para mim.”

Isso funcionava porque não havia competição. A pessoa não tinha porque tsr suspeita. Era a primeira vez.

Mas logo começou a lotar. Aí as pessoas começaram a fazer um segundo nível mais específico, do tipo: “Como perder X quilos em tantos dias.” Isso também parou de funcionar. Para conseguir fugir disso, as pessoas foram para o próximo nível.

Elas começaram a exagerar ainda mais as ofertas: “Como perder 100 quilos em 2 dias vendo televisão e comendo batatinha no sofá!” As coisas ficaram cada vez mais exageradas para chamar cada vez mais atenção.

Até que chegou um ponto que bateu no absurdo e as pessoas simplesmente pararam de acreditar.

Vou fazer uns parênteses rápido. Isso que estou falando é de um cara chamado Eugene Schwartz. Ele criou um dos melhores livros de copywriting da história. É um dos grandes mentores de todos os grandes copywriters. Eles sempre citam esse cara. Ele é muito prático e metódico.

Ele mostra os cinco níveis nos quais uma oferta está na cabeça da pessoa. Estou resumindo por cima para você. Você não precisa saber os cinco níveis agora. Depois, se você quiser, procure o livro dele. O livro se chama “Breakthrough Advertising”.

Acho que só tem em inglês. Se você não sabe inglês, não vai ter como ler. Eu falei o nome dele em inglês e acho que não tem em português. Se alguém souber em português, cite aqui. Vale a pena ler esse livro.

Fechando os parênteses e voltando para o assunto, chegamos ao quarto nível do mercado cético. No quarto nível você começa a introduzir novos mecanismos para conseguir se diferenciar.

Eu explico o passo a passo de como fazer isso na sua mensagem central de vendas que também faz parte da oferta de alta conversão. Se antes era perder 20 quilos, agora é “perder 20 quilos com a goji berry”, com o “extrato de uma semente encontrada na China”.

Se aquilo não funcionou para alguém, agora temos uma nova maneira descoberta por um cientista maluco na China. Essa traz uma nova esperança e é capaz da pessoa pensar.

Mas chegará num ponto em que esse também ficará lotado. As pessoas já não acreditarão em mais nada.

Aí chegamos ao quinto e último nível. A gente volta para a pessoa que mais interessa nesse mundo, que é a pessoa que você quer influenciar.

Fiz todo esse argumento para você entender de onde vem essa lógica. Não quero somente “largar” o que você deve fazer. Eu quero que você entenda a lógica por trás para você conseguir avaliar onde você está no seu mercado e ter melhores ideias.

No quinto passo você volta para seu prospecto que você quer influenciar. Às vezes se começar com o benefício direto, ele vai falar, “Lá vem outro vendedor mentiroso me prometendo algo que eu não quero.”

Aí você tem que entender o que a pessoa está passando na vida dela no ponto de vista emocional. Um dos axiomas de marketing e vendas é que a pessoa compra na emoção e depois justifica com a lógica.

As pessoas acham que tomam todas as decisões logicamente estão se enganando. Existe a teoria dos três cérebros. O primeiro, que é o reptiliano, é basicamente: “Eu corro ou como isso para sobreviver?”

Esse tem muito mais força. Ele é a parte mais interna, que lida com emocional. Tem estudos comprovando isso. A decisão é tomada lá e depois você começa a achar justificativas que mostram porque a decisão que você tomou emocionalmente é a certa.

“Eu gastei 200 mil num carro porque eu vou chegar 2 segundos mais rapidamente. Mas nem posso passar de 100 por hora, se não sou multado.” A gente se justifica através de zilhões de maneiras.

Em vez de simplesmente largar um benefício na cara da pessoa… Numa promoção do passado, nos Estados Unidos… Muita gente prometia muita coisa.

Numa semana o vinho era bom e na outra semana era ruim para sua saúde. Comer gordura é bom, comer gordura é ruim. Café é bom, café e ruim. Em quem mais podemos confiar?

Todo mundo tem estudos de todos os cientistas do universo comprovando que o ponto de vista deles é o certo. Quem devemos seguir para sabermos o que comer?

Isso acontece em todos os mercados. Um cara chamado Clayton Makepeace – que é um copywriter que eu sigo – se deu conta isso. Ele criou uma promoção com esse título exatamente: “Não tem mais ninguém em que podemos confiar?”

Essa era a emoção dominante residente do momento. Isso conectou com muitas pessoas. Não foi um benefício direto no qual as pessoas achavam que ele iria querer vender, como perder 20 quilos em 30 dias.

Foi uma emoção que as pessoas tinham. Elas não sabiam mais em quem confiar. Ele pegou na veia. Dali ele conduziu para o produto dele.

É uma maneira diferente e mais avançada. Se você não conseguir isso, não tem problema. Comece com o benefício básico, tal como “como perder tanto peso”. Isso já dá um bom resultado.

Mas comece a pensar nisso. É assim que você pode conectar com as pessoas de maneira mais profunda. Você não só venderá seu produto, mas criará fuzz. Você começará a ter pessoas que gostam de te acompanhar porque você é uma das poucas que as entendem. Você realmente fala o que elas estão pensando. Vale a pena considerar isso.

Essa era a dica que eu queria te passar hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Se você quiser aprender mais sobre esses termos dos quais falei aqui, sobre como criar uma oferta de alta conversão, como achar o ponto certo para fazer sua oferta e tantos outros, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem uma alta online gratuita da qual você pode participar e aprender um pouco mais sobre como criar seu negócio online do zero.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Planejar Uma Campanha de Marketing Nova

]]>
Começar e planejar uma campanha de marketing do zero nem sempre é fácil. Seja porque não tem ideia de como criar um marketing estratégico ou porque não entende muito bem seu público alvo e o que desejam de verdade. Começar e planejar uma campanha de marketing do zero nem sempre é fácil. Seja porque não tem ideia de como criar um marketing estratégico ou porque não entende muito bem seu público alvo e o que desejam de verdade. A questão é que sem uma campanha de marketing digital sólida e que se destaca… …você pode estar deixando de faturar alto. É por isso que um planejamento estratégico com cuidado é essencial. Há algumas estratégias e modelos que são comprovados que funcionam. Modelos que vão Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 8:48
Quer Ganhar Mais? Então Erre Mais e Mais Rápido https://www.empreendedor-digital.com/errar-rapido Tue, 27 Jun 2017 00:59:42 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5407 https://www.empreendedor-digital.com/errar-rapido#respond https://www.empreendedor-digital.com/errar-rapido/feed 0 <p>“Não posso errar agora!” Isso é uma coisa que todo mundo já pensou uma vez na vida. Esse medo do fracasso é algo que sempre achamos ruim, que seremos julgados e tudo o mais… mas será que é tão ruim assim? Como diz aquele velho ditado: “Errar faz parte”. A questão é como abordamos os erros e entender que, muitas veze, o fracasso vem antes do sucesso. E que a solução para chegar no resultado esperado é errando e errando rápido! Porque só assim você <a href="https://www.empreendedor-digital.com/errar-rapido" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/errar-rapido">Quer Ganhar Mais? Então Erre Mais e Mais Rápido</a></p> “Não posso errar agora!”

Isso é uma coisa que todo mundo já pensou uma vez na vida.

Esse medo do fracasso é algo que sempre achamos ruim, que seremos julgados e tudo o mais… mas será que é tão ruim assim?

Como diz aquele velho ditado: “Errar faz parte”.

A questão é como abordamos os erros e entender que, muitas veze, o fracasso vem antes do sucesso.

E que a solução para chegar no resultado esperado é errando e errando rápido!

Porque só assim você consegue analisar o que foi feito e decidir que caminho tomar, se tem algo que pode melhorar e ir ajustando.

Entenda que se você não está tendo sucesso hoje, provavelmente é o seu medo de errar que esteja te segurando.

Errar é aprender e faz parte do processo.

Hoje te dou umas dicas de como encarar isso e colocar de uma vez na sua vida que fracasso não é o fim.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Quer Ganhar Mais? Então Erre Mais e Mais Rápido

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero te explicar um conceito que eu espero que você adote na sua filosofia de vida. Se chama “o fracasso acelerado”.

“Meu Deu, Bruno, como assim? Fracasso acelerado? Por que não o sucesso acelerado?” Eu sei. Parece estranho, mas você já vai entender.

Na hora de trabalhar com marketing e empreendedorismo digital, se você não adotar esse conceito como filosofia… Você pode até pode ter resultados, mas vai sofrer muito mais por isso. Vou explicar exatamente o que é e você vai entender o que quero dizer.

Quando a gente trabalha como empreendedor criando campanhas de marketing online, offline ou como for, vamos ter riscos. Vão ter campanhas – provavelmente boa parte delas – nas quais você vai errar.

Você vai tentar um produto novo, um anúncio novo, uma campanha nova no Facebook e não vão dar certo. Se você se desesperar toda vez por conta disso, achar que estar tudo errado, você vai sofrer muito. Você vai criar um bloqueio mental que vai impedir que você faça mais testes mais rapidamente para descobrir um caminho melhor e campanhas que poderiam realmente funcionar.

Qual é a melhor maneira? Você tem que entender que mesmo os melhores do mundo em copywriting, em marketing, em anúncios… Erram e erram para caramba. Tem um ditado que diz que o mestre já errou muito mais do que o principiante, porque ele entende que isso faz parte do aprendizado.

Se você ficar com esse medo de errar, você vai automaticamente criar esse bloqueio para você e isso não vai permitir que você teste o suficiente. Por isso essa ideia de fracasso acelerado.

Quanto antes você errar, fazer os testes, os fracassos de campanhas, produtos e ideias que vão falhar… Não interessa o motivo. Você vai acertar o seu caminho até acertar aquele que realmente funciona.

Não estou falando para você se jogar de cabeça e só errar porque “o Bruno ensinou o fracasso acelerado”. Não! Tem um meio termo.

Entenda que “fracassar” é mais do que normal. O segredo é fazer com que esses erros custem e doam o mínimo possível.

“Tive uma ideia de um produto sensacional.” Em vez de criar um produto gigante, super complicado e passar três anos criando um produto, tente ver, primeiramente, se existe o interesse para aquilo.

De repente um artigo sobre o assunto… Um eBook sobre o assunto… Alguma coisa menor só para estudar a reação do mercado. Isso já começa, de uma certa maneira, a amortizar seu perigo.

Você começa já a proteger seu investimento de tempo e dinheiro. O de tempo é até mais importante. Assim você testa umas 10 ou 20 ideias para ver qual que faz sentido.

Não é para testar 10 ou 20 ideias completamente desconexas, fazendo qualquer coisa só porque você tem que testar. Não. São 10 ou 20 tiros calibrados. No alvo certo. Tentando alguma ideia que faça sentido.

“Eu vou fazer esse teste porque acredito que X, Y e Z. Por isso, acho que vou ter o resultado H.” Aí depois você vai medir. Deu ou não deu o resultado esperado? Por que?

A principal pergunta é: quais são as lições que posso tirar desse teste que tentei fazer e não deu certo?

Por isso a importância do fracasso acelerado. Tente ideias de maneira barata e rápida para ver o que cola. Vai ser quase impossível acertar de primeira.

Eu vejo muitos alunos cometendo esse erro no Férias Sem Fim. Eles acham que vão fazer de primeira e vão acertar. Eles até cometem o erro de trabalhar demais num primeiro produto achando que aquilo vai funcionar.

Você ainda tem que aprender muita coisa. Provavelmente não dará certo ou não tão certo quando você esperava.

“Fiz todo aquele trabalho e deu 5 vendas.” Isso decepciona muito. “Vou ter que ter de novo todo aquele trabalho para ter mais 3 vendas?”

Por isso que, em todas as fazes, você precisa adotar um conceito de fracasso acelerado. Teste mais rapidamente ideias porque quando uma colar pelo menos você terá a motivação e aquela vontade de fazer mais, porque já é comprovado que tem futuro ali.

Você pode investir mais dinheiro e tempo porque já é um caminho comprovado e não uma ideia nova que você vai testar e em 5 minutos você descobre que errou completamente (e isso acontece).

Não é fácil. É por isso que tem que se testar rapidamente e adotar essa ideia do conceito do fracasso acelerado.

Esse era o mindset que eu queria passar para você hoje. Espero que você o adote em seus negócios.

Se você precisar de alguma ajuda e quer saber o caminho certo e comprovado para dar esses tiros certeiros, eu recomendo que você visite o FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula gratuita da qual você pode participar e aprender mais com estudos de caso. Você pode criar seu negócio online partindo do zero.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Você pode clicar no joinha se gostou do vídeo. Também clique no botão para se inscrever no canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Quaisquer dúvidas, comentários sobre o tempo, futebol ou o que for… Você podei deixar no comentário logo abaixo que logo mais apareço par a gente conversar. Beleza?

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Quer Ganhar Mais? Então Erre Mais e Mais Rápido

]]>
“Não posso errar agora!” Isso é uma coisa que todo mundo já pensou uma vez na vida. Esse medo do fracasso é algo que sempre achamos ruim, que seremos julgados e tudo o mais… mas será que é tão ruim assim? Como diz aquele velho ditado: “Errar faz parte”... “Não posso errar agora!” Isso é uma coisa que todo mundo já pensou uma vez na vida. Esse medo do fracasso é algo que sempre achamos ruim, que seremos julgados e tudo o mais… mas será que é tão ruim assim? Como diz aquele velho ditado: “Errar faz parte”. A questão é como abordamos os erros e entender que, muitas veze, o fracasso vem antes do sucesso. E que a solução para chegar no resultado esperado é errando e errando rápido! Porque só assim você Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:25
Como Transformar o Medo Em Energia Positiva https://www.empreendedor-digital.com/lidar-com-medo Thu, 22 Jun 2017 18:50:17 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5402 https://www.empreendedor-digital.com/lidar-com-medo#respond https://www.empreendedor-digital.com/lidar-com-medo/feed 0 <p>Ahhhh o medo. Dizem que tudo o que a gente quer está do do outro lado do medo. O problema? As vezes esse é grande. BEM grande. Como não só vencer o medo, mas transformar esse sentimento em uma energia positiva? Sair desse estado que ficamos à vezes e encontrar um forma de como vencer o medo e criar coragem para mudar de vida… seguir em frente e superar as coisas que nos prendem. Acredite ou não, vencer o medo de mudar não é tão <a href="https://www.empreendedor-digital.com/lidar-com-medo" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/lidar-com-medo">Como Transformar o Medo Em Energia Positiva</a></p> Ahhhh o medo.

Dizem que tudo o que a gente quer está do do outro lado do medo.

O problema?

As vezes esse é grande. BEM grande.

Como não só vencer o medo, mas transformar esse sentimento em uma energia positiva?

Sair desse estado que ficamos à vezes e encontrar um forma de como vencer o medo e criar coragem para mudar de vida… seguir em frente e superar as coisas que nos prendem.

Acredite ou não, vencer o medo de mudar não é tão complicado assim.

Com um simples sistema você pode transformar seu medo em combustível para fazer o que quiser.

É isso que explico nesse vídeo.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Transformar o Medo Em Energia Positiva

Opa! Bruno Picinini por aqui. Hoje vou ensinar uma estratégia para lidar com seus medos e entender porque o medo é natural e algo bom que você deve buscar. Ele significa muitas coisas importantes como que, talvez, você esteja no caminho certo.

Por que eu digo isso? Tem uma técnica de como transformar o medo numa coisa boa. Uma vez eu ouvi um cara contando que, quando ele estava no exército, ele fez um treinamento para manejar granadas (parecido com o filme Tropa de Elite).

Eles iam fazer o teste com uma granada real. Eles teriam que retirar o pino da granada, jogar por cima do morro para cair do outro lado e proteger todo mundo.

Só que, obviamente, ao tirar o pino da granada, durante alguns segundos ela estará viva. Se ela cair, pode dar errado – e isso já aconteceu. Tem histórias que falam sobre isso.

O pessoal foi dormir e o pessoal foi fazer o bendito teste no outro dia, com uma granada de verdade. No dia seguinte, antes de começar o teste, o cara perguntou, “Quem de vocês aqui está com medo de fazer isso?”

Só um cara levantou a mão. Então, ele falou. “Confio nele para fazer. Ele será o primeiro a fazer. Ele é o único que está falando a verdade.” Quem não tem medo, está mentindo. A diferença é o que a gente faz apesar do medo.

Algumas pessoas paralisam e não saem do lugar. Outras pessoas entendem que isso faz parte da vida. Mesmo com o risco, medo e tantas outras coisas, vão lá e põem a cara. É o que tem que ser feito se o objetivo vale a pena.

Como funciona essa ferramenta para transformar o medo em uma coisa boa? Entenda que são quatro quadrantes. Aprendi isso com um cara do qual já venho falando há algum tempo, que é o Dan Sullivan.

Eu geralmente pego um cara que eu sei que tem material bom e estudo tudo dele. Eu procuro entender todas as teorias e ideias que ele tem para chegar o mais perto possível de entrar na cabeça dele. Eu só consigo isso quando consumo a maior quantidade possível de material daquele cara, e não um pouco de um e um pouco de outro. Tento focar em um por vez.

O cara do momento é ele. Eu tento passar as melhores lições que eu aprendi enquanto estudava esse cara para você, nesses vídeos.

Até acho que essa história é dele. Ele ensina os quatro quadrantes do ser: comprometimento, coragem, capacidade e confiança. Ele sempre segue nessa ordem, desse jeito.

Sempre começa com o comprometimento. Pode ser um comprometimento com você mesmo, com a sociedade, com seus alunos, com sua família. Mas, geralmente, ele virá na forma de um objetivo: aumentar suas vendas, aumentar seu negócio, criar um negócio do zero, não sei.

Você fará esse comprometimento de conseguir um objetivo. Quando você faz esse comprometimento, automaticamente você já cria um desafio para você. Se você já tivesse aquilo que quer fazer, não seria um desafio. Por mais que você saiba um pouco do caminho, você ainda tem que percorrer aquele caminho.

Mas, geralmente, não sabemos exatamente como chegar até lá. Se a gente já soubesse, já estaria feito. A gente tem ideias, como fazer um produto. Mas no período de aprendizado precisaremos do segundo quadrante, que é coragem.

A coragem é entender que, agora que temos esse novo objetivo, a gente ainda não tem as capacidades certas para atingir esse objetivo. É isso que nos causa medo, ansiedade e nos deixa nervosos com o futuro.

A gente se comprometeu em criar um negócio online, mas ainda não temos a capacidade de criar um negócio online. A coragem é o que precisamos para fazer essa transição e aprender essa capacidade.

Você pode fazer como muitas pessoas e simplesmente não se comprometer… Vida fácil. “Não quero criar um negócio online. Vou continuar vivendo a minha vida no meu emprego. Estou feliz com isso.” Ou então, “Não estou feliz com isso, mas não tenho coragem suficiente para passar esse tempo até criar as capacidades das quais necessito com o comprometimento que me prometi.”

Obviamente, a alternativa que recomendo é se comprometer a objetivos melhores. Senão, você não avança na sua vida. Entenda que toda vez que você tiver medo, significa que, em algum ponto, você colocou um novo objetivo.

É a coisa mais natural do mundo. Você está buscando se desenvolver como pessoa, está buscando novos resultados e uma nova vida de alguma maneira. Isso vai requerer coragem.

Você se comprometeu com alguma coisa, criou a coragem para dar os primeiros passos… Por mais que você não tenha a capacidade para aquela tarefa… Agora que você pouco a pouco desenvolve a capacidade, o medo começa a diminuir.

Você começa a entende que é isso que você precisa fazer para ter os resultados que você quer: confiança.

“Adquiri novas capacidades. Posso fazer mais. Tenho mais confiança.” Aí voltamos para o primeiro quadrante. A gente faz um novo comprometimento. “Ganhei mil reais por mês. Agora meu objetivo é ganhar 10 mil reais por mês.”

No último vídeo falei sobre ter objetivos 10x. Agora é 100 mil reais por mês. 1 milhão por mês. Toda vez que você fizer esse comprometimento com um objetivo que está no futuro, você terá esse medo. É natural.

Em vez de interpretar esse medo como algo ruim, veja como ele é de verdade. Veja que você está querendo avançar. Por não ter a capacidade de fazer isso, você necessitará de coragem.

Essa é a parte na qual você enfrenta seu medo. Mas ao enfrenta-la, você naturalmente cria capacidade, ganha confiança e faz um novo comprometimento. “Estou com medo de novo.” Normal! Você botou um novo objetivo.

Avançar na vida vai passar pelo medo. Essa que é a mensagem principal. Ao entender isso, em vez de ficar com medo do medo, você dará boas-vindas ao medo. Você saberá que, se está com medo, é porque está tentando mudar. Você está tentando avançar. Está tentando fazer um novo objetivo.

Enquanto isso, muitos estão sem medo, tranquilos, no sofá, assistindo à novela, com aquela vida chata. Não! Vamos tentar algo diferente e isso causará medo.

Essa era a dica que eu queria passar para você. Se você gostou, pode clicar no joinha. Depois, clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar.

Por último, se você quiser uma ajuda para criar seu negócio online do zero… Eu e alguns dos meus alunos já fizemos isso… Eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita para você participar e aprender mais sobre os passos para criar seu negócio online totalmente do zero.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Transformar o Medo Em Energia Positiva

]]>
Ahhhh o medo. Dizem que tudo o que a gente quer está do do outro lado do medo. O problema? As vezes esse é grande. BEM grande. Como não só vencer o medo, mas transformar esse sentimento em uma energia positiva? Ahhhh o medo. Dizem que tudo o que a gente quer está do do outro lado do medo. O problema? As vezes esse é grande. BEM grande. Como não só vencer o medo, mas transformar esse sentimento em uma energia positiva? Sair desse estado que ficamos à vezes e encontrar um forma de como vencer o medo e criar coragem para mudar de vida… seguir em frente e superar as coisas que nos prendem. Acredite ou não, vencer o medo de mudar não é tão Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:50
Como Crescer 10x Com Seu Negócio E Descobrir Como Chegar Lá https://www.empreendedor-digital.com/como-crescer-10x Wed, 21 Jun 2017 03:15:11 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5393 https://www.empreendedor-digital.com/como-crescer-10x#respond https://www.empreendedor-digital.com/como-crescer-10x/feed 0 <p>Já adianto: “Ah tá bom Bruno que você vai me mostrar como crescer 10x… Contra outra…” Eu pensei algo parecido a primeira vez que aprendi esse mindset. Mas faça o seguinte: Não acredite agora. Assista o vídeo e depois me diga se você acha que rolaria botar em prática pro seu negócio. É tudo uma questão de perspectiva 😉 Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e <a href="https://www.empreendedor-digital.com/como-crescer-10x" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/como-crescer-10x">Como Crescer 10x Com Seu Negócio E Descobrir Como Chegar Lá</a></p> Já adianto:

“Ah tá bom Bruno que você vai me mostrar como crescer 10x… Contra outra…”

Eu pensei algo parecido a primeira vez que aprendi esse mindset.

Mas faça o seguinte:

Não acredite agora.

Assista o vídeo e depois me diga se você acha que rolaria botar em prática pro seu negócio.

É tudo uma questão de perspectiva 😉

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Crescer 10x Com Seu Negócio E Descobrir Como Chegar Lá

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero passar um exercício que faz a diferença na hora de crescer e escalar minha empresa e meus negócios… Como conseguimos ver os passos necessários para aumentar o faturamento e os ganhos.

Aproveito este vídeo para fazer a promoção porque tenho um treinamento inteiro e um livro best seller da Veja chamado Férias Sem Fim. Eu aproveito para mostrar os lugares que acabo conhecendo.

Esse é o parque Queen Elizabeth (Rainha Elizabete) em Vancouver. Tem um cenário incrível. Dá para ver pelas montanhas lá trás. Mesmo sendo quase verão (estamos em junho), ainda tem neve no topo das montanhas.

Dá para ver da cidade. As montanhas ficam perto assim. Mesmo assim, tem uma diferença de temperatura. Aqui dá para ficar de bermuda e camiseta, enquanto no topo das montanhas tem neve.

Isso é um caso à parte. Só uma curiosidade da cidade. Se você tiver a chance de visitar essa cidade, eu recomendo. É bonita para caramba. É muito arborizada, como você pode ver ali atrás.

Estou agora num parque, mas dá para ver que a li no meio tem bastante árvores. Eu estava caminhando por aqui e tive algumas ideias para gravar esse vídeo. Lembrei desse exercício e acho que vale a pena passar para você.

Eu chamo esse exercício de “Mindset 10 X”. É um exercício fácil de se fazer. Tenho recomendado muito um cara, porque é alguém que tenho estudado. Geralmente eu pego um autor e tento estudar todos os materiais possíveis dele para entender o mindset… Realmente entender a cabeça dele e o que ele faz.

Um dos exercícios que esse cara faz – que é o Dan Sullivan – é chamado de “Mindset 10x”. Não sei se chega a ser o programa principal dele, mas é uma das principais siglas que ele usa no treinamento dele.

Vou falar primeiramente o que é e depois te falo como fazer esse exercício. O argumento dele é que pensar 10x (10 vezes) os resultados que você tem hoje é mais fácil do que pensar só 2x. Eu até comentei sobre isso em outro vídeo que eu fiz.

Se você quiser duplicar os resultados que você tem hoje, isso não é tão difícil. Você precisará fazer algumas coisas que já você faz, mas de maneira um pouco melhor, otimizar alguns pequenos pontos (anúncios, ofertas) e de repente você chegará a 2x. Isso não é difícil.

Mas quando você quer aumentar seus objetivos em 10 vezes, isso te obriga, obriga sua mente, obriga sua equipe e todos que trabalham com você a enxergar o seu negócio e as oportunidades de uma maneira diferente.

Algo para o qual antes você diria sim… Porque fazia sentido do ponto de vista 2x ou 3x (só melhorar o que você faz hoje)… Talvez para chegar no 10x você não considere. Para chegar no 10x, você terá que mudar muita coisa. Tanto você, como sua cabeça, sua equipe, sua empresa, o que você vende, os produtos que você vende e como você age no mercado.

Pensar 10x energiza a pessoa. Automaticamente, ao considerar 10x, o 2x parece muito simples. Ele será apenas um passo que você vai precisar para chegar naquele objetivo. “Quero chegar a 2x, então vou só melhorar algumas campanhas.” Você começará a pensar, “Para 10x, além de eu fazer isso, eu vou contratar alguém para fazer isso porque quero pensar em outras atividades, porque senão não chegarei ao 10x.”

Essa é a argumentação dele. Pensar em objetivos 10x é mais fácil do que 2x. 2x não motiva. Não é muito longe. Você não precisa inovar. Você só precisa fazer melhor o que já fazia. Mas 10x, isso sim. Esses são o “porquê” e “o quê” da estratégia.

A grande sacada do exercício é o “como”. Recomendo que você faça. Não interessa quanto você ganha. Vamos viajar no tempo para ver como a gente faz isso. Põe no papel que você quer multiplicar por 10 esses seus resultados.

Dependendo do estágio no qual você estiver com sua vida e negócios, você já fez isso uma vez na vida. Eu lembro que início eu pensava em ganhar mil reais por dia. “Vou estar bem para caramba e vou poder fazer o que eu quiser.” Hoje em dia, pelo volume, crescimento, faturamento… se eu estiver com faturamento de mil reais por dia, está tudo errado.

Faz parte do negócio. Não estou querendo me gabar. Cada um trabalha com seus números. Tem gente que acha que 100 mil por dia é um número ridículo… 1 milhão por dia é um número ridículo… Depende a empresa e do nível no qual você trabalha.

Naquela época eu acha que seria demais. Hoje eu já vejo com uma coisa ruim. Eu já fiz essa mudança de multiplicar por 10. Significa que, naquela época em que comecei eu não conseguia ver como eu ia fazer isso. Hoje eu acho a coisa mais simples do mundo. Eu já estou olhando para os próximos 10x.

A não ser que você esteja no zero (sei que muitos ainda estão)… Podem usar isso como base. Caso você ainda não tenha feito ou já tenha feito e queira ir para o próximo nível, você pode fazer um jogo: “Se eu ganho mil hoje, quero ganhar 10 mil por dia.” Não interessa o valor nem o tempo, é só multiplicar por 10.

Se coloque no futuro naquele valor que você quer ganhar e comece a pensar. “Se eu ganhava 10 mil por mês e agora estou ganhando 100 mil por mês, o que que eu preciso ter no lugar… O que eu preciso ter dentro da minha empresa para ganhar esse valor?” Algumas respostas serão mais óbvias. Outras você vai descobrindo conforme for crescendo no caminho, conforme amadurece como empreendedor.

Mas outras serão claras: “Para eu multiplicar por 10, eu vou precisar de um sistema melhor de marketing, vou precisar de uma equipe, vou precisar de alguém para monitorar X, alguém para fazer página… Se eu for fazer isso o tempo inteiro, não vai dar certo. Vou precisar melhorar minha conversão.” Vai começar a ficar muito claro o que você precisa fazer.

Vale a pena pensar a quais tarefas você irá se dedicar. Você vai perceber que ficar respondendo email ou lidando com tarefas mais manuais… Não é você que tem que estar fazendo. Você terá que terceirizar, senão não chegará aos 10x.

Então, algumas coisas vão começar a ficar claras. Você acabará criando sua própria profecia autorrealizável – mas uma boa profecia. Em vez de te levar para o caminho ruim, você criará uma profecia autorrealizável boa para chegar nos 10x.

Ao se posicionar lá e olhar para trás, como você talvez já tenha feito, vai ficar claro que algumas atitudes precisam ser mudadas no seu negócio. Isso vai facilitar sua vida para que você possa escalar sua empresa.

Esse era o exercício, resumidamente, como você deve fazer. Se ponha como se estivesse ganhando 10x hoje e olhe para trás. Como nos botamos no futuro, olhar para trás é olhar para o presente. O que precisa estar no lugar para que as coisas funcionem e cheguem aos objetivos que você quer?

Isso é muito bom porque 10x dá muito mais motivação do que 2x. 2x é só multiplicar um pouco do que você já ganha. Mas ganhar 10 vezes mais do que você ganha hoje… Iisso sim poderá mudar a sua vida.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha. Você também pode clicar no botão para assinar no canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último, se você precisar de alguma ajuda para criar e escalar seu negócio online, te convido para conhecer o Férias Sem Fim e a nossa comunidade. Tem pessoas com mais e menos experiência lá. Às vezes mistura e isso é bom para criar seu negócio online.

Estamos lá para tirar qualquer dúvida que o pessoal tiver. Sozinho não dá. Meu grande amigo Bruno gosta de falar isso. É bom ter outras pessoas que nos entendam para nos apoiar e dar o exemplo para que possamos seguir.

Se você tem interesse nisso, visite FeriasSemFim.com. É o meu site. Você pode participar de uma aula online gratuita e ver mais informações sobre como criar seu negócio online.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Crescer 10x Com Seu Negócio E Descobrir Como Chegar Lá

]]>
Já adianto: “Ah tá bom Bruno que você vai me mostrar como crescer 10x… Contra outra…” Eu pensei algo parecido a primeira vez que aprendi esse mindset. Mas faça o seguinte: Não acredite agora. Assista o vídeo e depois me diga se você acha que rolaria bo... Já adianto: “Ah tá bom Bruno que você vai me mostrar como crescer 10x… Contra outra…” Eu pensei algo parecido a primeira vez que aprendi esse mindset. Mas faça o seguinte: Não acredite agora. Assista o vídeo e depois me diga se você acha que rolaria botar em prática pro seu negócio. É tudo uma questão de perspectiva 😉 Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 9:13
Como Transformar Experiências Negativas Em Lições Valiosas https://www.empreendedor-digital.com/transformar-experiencias-negativas Wed, 21 Jun 2017 02:24:51 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5388 https://www.empreendedor-digital.com/transformar-experiencias-negativas#respond https://www.empreendedor-digital.com/transformar-experiencias-negativas/feed 0 <p>Experiências negativas e positivas fazem parte da vida. Positivas são mais fáceis… Mas como aproveitar as negativas para tirar importantes e valiosas lições e superar erros?! Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Transformar Experiências Negativas Em Lições Valiosas Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje, testando meu novo equipamento de iluminação para vídeos… Um equipamento portátil <a href="https://www.empreendedor-digital.com/transformar-experiencias-negativas" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/transformar-experiencias-negativas">Como Transformar Experiências Negativas Em Lições Valiosas</a></p> Experiências negativas e positivas fazem parte da vida.

Positivas são mais fáceis…

Mas como aproveitar as negativas para tirar importantes e valiosas lições e superar erros?!

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Transformar Experiências Negativas Em Lições Valiosas

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje, testando meu novo equipamento de iluminação para vídeos… Um equipamento portátil para vídeos. Depois, se você quiser, eu te passo o link. Nas minhas viagens fica difícil levar qualquer equipamento maior de iluminação. Esse, pelo o que vi no vídeo, está funcionando relativamente bem.

A ideia do vídeo de hoje é como transformar experiências negativas em algo positivo para você na sua vida. Pode ter certeza: o que quer que você esteja fazendo (negócios, desenvolvimento pessoal, academia ou o que for) você vai passar por experiências negativas.

Se você não souber como lidar com elas e como tirar proveito delas – tirando as lições que a vida está tentando te passar – você ficará travado no local onde você está na sua vida.

O que eu uso é um processo de quatro passos. É de um autor que eu já citei várias vezes. Aposto que ele começará a vender um monte de cursos aqui no Brasil sem saber porquê. Ele se chama Ed Sullivan.

Sempre gosto de dizer de onde vem as coisas que aprendo. Acho que que dar crédito para o conteúdo que a gente aprende. Ele tem isso que ele chama de transformador de experiências.

Ele tem quatro passos para serem seguidos sempre que acontece uma experiência ruim para aproveitá-las e tirar as lições necessárias delas. Às vezes as lições que vêm desses erros são até melhores do que de sucessos. Elas que vão te direcionar para um novo caminho que vão te levar a um breakthrough. Você ficará tentando achar o caminho certo até encontra-lo e começar a crescer exponencialmente.

Então, quais são os quatro passos? Vamos supor que você passou por uma experiência ruim. Alguma coisa deu errado. Você faz esses quatro passos. No primeiro deles, você se pergunta: “O que, nessa situação, deu certo?” Depois vou explicar porque fazemos esses passos.

Primeiramente você tem que olhar somente o negativo da sua situação para realmente entender o que deu certo nela. Sempre há algo de valor para se tirar. Em último caso será uma lição aprendida. Então, o que funcionou, dentro de todas as coisas que deram erradas?

Em segundo lugar você pergunta o que não deu certo. Essa será mais fácil de se colocar no papel. Coloque em detalhes o que exatamente não deu certo no que você queria tentar. O que não funcionou… O que aconteceu… O que falhou…

Descreva em detalhes, por mais que aquilo doa. Você começa a separar o que funcionou para ver que existe um motivo bom por trás de todos os erros. Ao escrever no papel o que não deu certo, você começa a tirar aquela sensação de que é só com você, um erro pessoal, uma falha do seu ser… E não simplesmente como um teste que falhou.

Antes de você passar para o papel, talvez você esteja pensando, “Por que dá sempre errado para mim? Por que eu não consigo fazer isso? Por que eu sou assim?” É algo muito pesado. Não é certo.

Quando você começa a colocar no papel, você começa a se distanciar um pouco daquilo e começa a ver mais como, “Isso deu errado, mas isso não sou eu. Eu posso errar. Sou humano.” Isso é normal. Esse é o segundo passo.

O terceiro passo é… Se você tivesse que passar por essa mesma situação de novo, o que você mudaria? O que você faria diferente? O que você faria para evitar aqueles erros que aconteceram?

“Alguns erros são inevitáveis.” Talvez. Mas tende considerar todas as possibilidades do que você poderia ter feito para ter evitado. Planejamento melhor? Execução melhor? Ter as pessoas certas no lugar certo? Ter as ferramentas certas no lugar certo?

Considere tudo isso para saber como você poderia ter feito nessa situação para que ela não aconteça de novo – pelo menos não de uma maneira tão errada.

Depois de achar um ponto positivo, se distanciar um pouco de toda negatividade, entender que é só um erro… O quarto passo é quando começamos a ter as ideias podem se tornar não um negócio inteiro… Mas para realmente mudar.

Se você está só acertando num caminho, você não tem que mudar muito. Mas quando você erra, isso te obriga a olhar outras alternativas. Quando você olha essas outras alternativas, você talvez ache uma resposta diferente que produza esse resultado que dá esse “breakthrough”.

Baseado nesses outros três, o quarto passo é o seu plano de ação (ou de ataque) para corrigir isso e melhorar seus resultados. Baseado no que você colocou no papel, você formula um plano. Afinal, se você não formular um plano, a tendência é que os erros simplesmente aconteçam novamente.

Qual é seu plano de ação para evitar que aquilo aconteça de novo? Você vai botar procedimentos na sua empresa? Você vai contratar pessoas? Você vai testar mais? Você vai fazer um novo produto? Não sei. Mas desenvolva os passos necessários baseado no aprendizado que você teve. Caso contrário, você correrá o risco de cometer o erro duas, três ou até quatro vezes.

Aí já não valeria a pena. Uma vez, beleza. A segunda já começa a ir para a burrice. Se o erro é exatamente igual, sem nada diferente, você já deveria ter aprendido a lição.

Esses são os quatro passos para transformar erros, experiências desastrosas, que todos nós teremos nas nossas vidas. O Jack Sparrow do Piratas do Caribe diz que o problema não é o problema, mas sim como você encara o problema.

É exatamente isso que você tem que cuidar na hora de criar seu negócio. Use esses quatro passos para transformar qualquer experiência negativa em algo bom.

Se você gostou desse vídeo, você pode clicar no joinha. Também clique logo abaixo para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita para você participar e aprender um pouco mais sobre como criar um negócio online totalmente do zero, baseado nos quatro fundamentos de todos os negócios online que dão resultado.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Transformar Experiências Negativas Em Lições Valiosas

]]>
Experiências negativas e positivas fazem parte da vida. Positivas são mais fáceis… Mas como aproveitar as negativas para tirar importantes e valiosas lições e superar erros?! Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digita... Experiências negativas e positivas fazem parte da vida. Positivas são mais fáceis… Mas como aproveitar as negativas para tirar importantes e valiosas lições e superar erros?! Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Transformar Experiências Negativas Em Lições Valiosas Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje, testando meu novo equipamento de iluminação para vídeos… Um equipamento portátil Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:11
Por Que Procrastinar Pode Dar Mais Dinheiro… Se Feito do Jeito Certo https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinar Mon, 12 Jun 2017 10:55:53 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5377 https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinar#respond https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinar/feed 0 <p>Sabia que procrastinar pode dar mais dinheiro SE feito do jeito certo? Algumas das pessoas que eu conheço que mais ganham procrastinam e procrastinam MUITO! Assista ao vídeo e entenda por quê. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Por Que Procrastinar Pode Dar Mais Dinheiro… Se Feito do Jeito Certo Opa! Bruno Picinini e no episódio de hoje quero <a href="https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinar" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinar">Por Que Procrastinar Pode Dar Mais Dinheiro… Se Feito do Jeito Certo</a></p> Sabia que procrastinar pode dar mais dinheiro SE feito do jeito certo?

Algumas das pessoas que eu conheço que mais ganham procrastinam e procrastinam MUITO!

Assista ao vídeo e entenda por quê.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Por Que Procrastinar Pode Dar Mais Dinheiro… Se Feito do Jeito Certo

Opa! Bruno Picinini e no episódio de hoje quero comentar sobre porque às vezes procrastinar é uma coisa boa. “Meu Deus, Bruno! Você está maluco? Os caras fazem curso de produtividade para acabar com a procrastinação e você vem e faz um vídeo dizendo que procrastinar pode ser uma coisa boa?”

Sim! Pode ser uma coisa boa e nesse vídeo você vai entender o porquê. Eu fiz um vídeo sobre execução e estudar. Eu estava comentando com um amigo meu sobre isso. Alguns dos melhores afiliados dele eram os caras que mais procrastinavam e ele mesmo procrastinava bastante.

Por que isso acontece? Não é coincidência. Eu estava recentemente lendo o livro 20/80 do Richard Koch. 20% dos esforços dão 80% dos resultados. Ele falava que o tipo ideal de perfil que se encaixa no 20/80 é o cara que é inteligente e preguiçoso.

Eu acho que o próprio Bill Gates falava sobre isso. O cara que é muito trabalhador e inteligente… Você joga uma tarefa na frente dele e ele simplesmente executa, da maneira mais complicada, sem pensar. Mas o cara que é inteligente e preguiçoso… “Eu preciso resolver isso. Mas isso dá muito trabalho. Deve ter uma maneira mais fácil de se resolver.”

Hoje, falando em negócios online, sempre tem alguma tecnologia que facilita (e muito) as nossas vidas economizando horas de trabalho. Em vez de fazer manualmente, você clica num botão ou paga 50 dólares e tudo se resolve.

Então, às vezes, procrastinar pode ser uma coisa boa. Uma das principais habilidades que temos que aprender é dizer “não”. Vão aparecer muito mais oportunidades do que podemos ou devemos aceitar.

É importante dizer não sem se justificar. Não precisa inventar uma desculpa. “Não quero fazer.” “Não quero participar.” “Não tenho interesse.” Não tenho tempo para as minhas coisas, para que vou adicionar mais uma para não ter tempo mais ainda? Não faz sentido.

É por isso que às vezes é bom procrastinar. Em vez de simplesmente se jogar em qualquer tarefa, às vezes é melhor procrastinar um pouco e pensar com calma se aquela tarefa encaixa no propósito, na estratégia, na direção e em todos os outros planos.

Pense o que você quer da sua vida e não saia correndo atrás de qualquer nova oportunidade que aparecer. Você tem que seguir o plano que você pensou com calma. Tem um motivo por você ter escolhido aquele caminho.

Por exemplo. Esses dias eu recebi um email de um pessoal da Jovem Pan me convidando para fazer um programa de 12 episódios. É bacana ser convidado para participar de um programa de rádio. Eu falaria sobre empreendedorismo, carreira, novos estilos de vida (que é o que prego no meu canal e no Férias Sem Fim).

Seria ótimo. Eu deveria aceitar imediatamente e dizer sim por ser uma ótima oportunidade? Não.

Primeiramente, é em São Paulo, no Brasil. Eu nem moro em São Paulo e nem estou no Brasil. Agora estou em Vancouver. Fazer isso funcionar já é um grande empecilho. Ao mesmo tempo que isso possa ser uma coisa legal, pensando em todo tempo que terei que dedicar a transporte, acomodação, gravação e todo resto… Enquanto eu tenho que fazer todas as outras coisas do meu negócio, como promover meu livro de curso, Máquina Automática de Vendas, Universidade na Performance… E tantas outras ideias que nem consegui executar. Ao dizer sim para aquilo, eu vou estar dizendo não para todas as outras. Isso não é bom.

Nessas horas é bom a gente procrastinar. É bom se acalmar e pensar. “Isso vai dar muito trabalho.” Eu já tenho outras coisas que posso fazer com menos esforço e ter um resultado melhor.

O inteligente preguiçoso tem o perfil ideal, porque quando esse perfil vê uma tarefa, em vez de fazer direto, ele busca uma maneira mais inteligente, mais rápida e com menos esforço. Não é só trabalhar duro. E também não é só trabalhar de maneira inteligente. É uma combinação dos dois.

Você tem que trabalhar duro e de maneira inteligente nas horas certas. O principal é trabalhar duro nas tarefas certas. Não adianta trabalhar duro em qualquer atividade… Você tem que limpar todo o salão da sua empresa… Essa não é a tarefa certa. Você pode trabalhar tudo quanto você quiser. Você estará perdendo o seu tempo.

Trabalhe duro nas tarefas certas. Para isso, às vezes, é melhor procrastinar e pensar com calma se aquela atividade se encaixa na sua estratégia geral. Por isso que procrastinar é uma coisa boa. Nem sempre, mas pode ser uma coisa boa.

Se você gostou desse vídeo, clique no joinha. Deixe um comentário abaixo se você tiver uma sugestão de conteúdo. Eu já uso isso como inspiração para os próximos conteúdos que vou criar por aqui.

Se você quiser ter seu negócio online, eu recomendo que você visite o FeriasSemFim.com. Lá tem uma aula online gratuita da qual você pode participar para saber um pouco mais sobre esse passo a passo de como criar um negócio online próprio.

Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Por Que Procrastinar Pode Dar Mais Dinheiro… Se Feito do Jeito Certo

]]>
Sabia que procrastinar pode dar mais dinheiro SE feito do jeito certo? Algumas das pessoas que eu conheço que mais ganham procrastinam e procrastinam MUITO! Assista ao vídeo e entenda por quê. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do E... Sabia que procrastinar pode dar mais dinheiro SE feito do jeito certo? Algumas das pessoas que eu conheço que mais ganham procrastinam e procrastinam MUITO! Assista ao vídeo e entenda por quê. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Por Que Procrastinar Pode Dar Mais Dinheiro… Se Feito do Jeito Certo Opa! Bruno Picinini e no episódio de hoje quero Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:02
Quanto Tempo Estudar e Quanto EXECUTAR? https://www.empreendedor-digital.com/estudar-vs-executar Thu, 08 Jun 2017 10:12:51 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5372 https://www.empreendedor-digital.com/estudar-vs-executar#respond https://www.empreendedor-digital.com/estudar-vs-executar/feed 0 <p>Pouca informação e você corre o risco de fazer tudo errado… Informação demais e você corre o risco de não parar de analisar e agir de menos… Qual o equilíbrio então? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Quanto Tempo Estudar E Quanto Tempo Executar? Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje vou falar sobre quanto tempo se <a href="https://www.empreendedor-digital.com/estudar-vs-executar" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/estudar-vs-executar">Quanto Tempo Estudar e Quanto EXECUTAR?</a></p> Pouca informação e você corre o risco de fazer tudo errado…

Informação demais e você corre o risco de não parar de analisar e agir de menos…

Qual o equilíbrio então?

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Quanto Tempo Estudar E Quanto Tempo Executar?

Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje vou falar sobre quanto tempo se dedicar a estudar, analisar e pensar sobre nosso negócio e quanto tempo para executar essas ideias que pensamos.

É uma decisão para lá de importante. Tem os dois extremos de cada um dos negócios e nenhum dos dois extremos é bom. Se você só estudar, só analisar… Sendo aquele tiozão do fim de semana que um dia vai colocar em prática todas aquelas ideias… Não vai adiantar nada.

Você precisa do feedback do mundo real para que as lições que você aprendeu sejam realmente validadas. Só porque você leu, não significa nada. Ler e aprender significam quase nada. Se você não colocar em prática, para realmente entender e analisar aquela técnica de copy, anúncios, vendas, ofertas… Você vai achar que entendeu quando não entendeu de verdade.

Mas o outro extremo também não é bom. O outro extremo é quando você só executa demais. Você não para para fazer as coisas pensadas, com estratégia, propósito e direção. Aí você faz um monte de coisas, espalhando para todos os lados e nenhuma que realmente te coloca num caminho certo, que realmente vai te dar resultados em longo prazo.

Qual que seria a proporção ideal para não estudar muito nem executar demais? Nenhum dos dois extremos é bom. Quando você for começar um novo projeto, que pode ser uma nova oferta dentro de um negócio já existente, ou um negócio completamente do zero, passe 80% ou 90% do tempo estudando como criar aquela oferta.

Você quer ter as melhores informações para, na hora de executar, executar bem. Acho que foi Abraham Lincoln que disse que se tivesse 10 horas para cortar uma árvore ele passaria de 6 a 8 só afiando o machado para depois fazer o trabalho mais facilmente. Isso faz sentido.

Prepare bem o terreno para saber para onde você vai querer direcionar seus esforços. Faça com estratégia, com propósito, para se encaixar na sua visão geral de vida e não simplesmente dar um tiro porque pareceu uma boa oportunidade.

Na maioria das boas oportunidades você terá que dizer um belo “não”. Faz parte do amadurecimento como empreendedor dizer mais não do que sim. É a coisa mais natural do mundo. Conforme você evolui, você diz muito mais não do que sim a oportunidades que vão aparecer na sua frente, porque você simplesmente não tem como fazer todas elas.

Então, em primeiro lugar aprenda a dizer esse “não”. Estude para dar seu tiro certo e depois você passa para o modo execução. Durante o modo execução, vai ter uma transição. Se você já tem informações suficientes, coloque em prática tudo aquilo.

Veja o que acontece e tenha um feedback real para saber se aquela é uma boa ideia. “Tive uma ideia de um novo produto.” Não é para fazer de qualquer jeito, mas não faça exageradamente bem.

Faça uma página do jeito que der. Não é para fazer algo feio, mas sim algo simples e direto. Coloque no ar para ter feedback real das pessoas.

Talvez você descubra que ninguém quer seu produto. Para que você iria gastar um tempão criando o maior curso do mundo se ninguém vai comprar?

Talvez era quase aquilo, mas as pessoas começam a dar dicas e solução para que você faça algo ainda melhor. Aí você já pode adaptar. Você não perderá um tempão fazendo algo que as pessoas não queriam. Você terá o feedback real das pessoas.

Quando você estiver nessa fase de mais execução… Geralmente não é assim: “Estudei. Sei minha oferta. Botei no ar e não preciso mais fazer nada.” Muito pelo contrário.

Você vai colocar no ar e começará a ter feedback de todos os tipos. O CTR dos seus anúncios, quanto é um clique, quantos comentários, quantos compraram, quanto foi embolsado, o que está acontecendo, do que as pessoas gostam ou não gostam. Isso tudo vai te ajudar a melhorar seu marketing e produto.

Esses dias eu estava falando com o Vitor e tive a ideia desse vídeo. Ele fala que tem que ser no mínimo uma proporção de 1 para 1. Esse é o mínimo. O tempo que você passar estudando, você põe em prática.

Mas eu acho que muitas vezes isso pode ser pouco. Às vezes a gente menospreza quanto a gente sabe. A gente acha que sempre falta o grande segredo e por isso temos que estudar tanto. A verdade é que só temos que colocar a cara a tapa, ver o feedback e adaptar.

Chega num ponto que nem eu sei muito para meu negócio. Eu vou errar 10 vezes e na décima primeira eu acerto em cheio e vou escalar. Mas não adianta. Eu vou ter que colocar lá e ver o que acontece. Não vou conseguir adivinhar só pensando e olhando para o céu. Tem que tentar.

Então, 1 para 1 um acho perigoso numa fase de transição. Depois eu diria de 2 a 3 vezes execução para estudo, pelo menos. Então, se você estudou uma hora, pelo menos 2 ou 3 horas aplicando.

Se você estudou à noite 2 horas, no outro dia é execução. Senão você cai na armadilha de ficar muito tempo estudando e querendo aprender coisas novas quando você nem conseguiu colocar em prática aquilo que você aprendeu antes.

Pare de aprender coisas novas e ponha aquela boa ideia que você teve em prática. Assim você começa a ter resultado dela e depois você tenta outras coisas novas. Essa que é a melhor maneira.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostaria de ter seu negócio online e quer uma ajuda, eu recomendo que você visite FeriarSemFim.com. Lá tem um treinamento gratuito do qual você pode participar e de repente receber um convite para participar da nossa comunidade. Lá nós nos ajudamos a criar esse tal de negócio online. Às vezes ele parece ser complicado, mas é questão de seguir um passo a passo comprovado para ter bons resultados.

Depois clique no joinha no vídeo. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar. Acredito que por hoje é só.

Grande abraço. Até o próximo vídeo e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Quanto Tempo Estudar e Quanto EXECUTAR?

]]>
Pouca informação e você corre o risco de fazer tudo errado… Informação demais e você corre o risco de não parar de analisar e agir de menos… Qual o equilíbrio então? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre... Pouca informação e você corre o risco de fazer tudo errado… Informação demais e você corre o risco de não parar de analisar e agir de menos… Qual o equilíbrio então? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Quanto Tempo Estudar E Quanto Tempo Executar? Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje vou falar sobre quanto tempo se Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:10
A Verdade Por Trás Dos Sucessos da Noite Pro Dia https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-da-noite-pro-dia Mon, 05 Jun 2017 10:50:45 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5361 https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-da-noite-pro-dia#respond https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-da-noite-pro-dia/feed 0 <p>Existiria o sucesso da noite pro dia? E se ele existe, como podemos aplicar os passos certos para que nós também façamos o mesmo? Veja nesse vídeo algumas ideias de como você também pode ter sucesso da noite pro dia! Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. A Verdade Por Trás Dos Sucessos da Noite Pro Dia Opa! Bruno Picinini <a href="https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-da-noite-pro-dia" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/sucesso-da-noite-pro-dia">A Verdade Por Trás Dos Sucessos da Noite Pro Dia</a></p> Existiria o sucesso da noite pro dia?

E se ele existe, como podemos aplicar os passos certos para que nós também façamos o mesmo?

Veja nesse vídeo algumas ideias de como você também pode ter sucesso da noite pro dia!

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

A Verdade Por Trás Dos Sucessos da Noite Pro Dia

Opa! Bruno Picinini por aqui, autor do livro Férias Sem Fim – segundo lugar geral dos mais vendidos da Veja e primeiro na categoria negócios.

Nesse vídeo quero falar sobre um tema que a ente recorrentemente vê por aí: o sucesso da noite para o dia. Seria ele algo impossível? Será que ele existe mesmo? Como podemos aplicar nas nossas vidas para também termos sucesso da noite para o dia?

Esses dias eu estava assistindo um filme no avião. Vou passar uns dois meses em Vancouver. No avião eu assisti o filme chamado “The Founder”. Seria “O Fundador” em português, mas não sei se é assim que eles traduziram.

Às vezes eles fazem umas traduções incríveis com os nomes dos filmes. Sabe curtindo a vida adoidado? Esse é um filme das antigas que passava na Sessão da Tarde. Em inglês é “Ferris Bueller's Day Off”. Em português eles traduziram como “Curtindo a Vida Adoidado” e eu achei bom.

Voltando para o assunto do vídeo… Eu assisti O Fundador, que conta a história do McDonald’s. Se você não viu esse filme, vale a pena. É um filme muito bom. Não lembro agora o nome do ator, mas o filme conta a história do Ray Kroc, que é considerado o fundador.

Se você não viu o filme… É uma história real. É como contar o final da série Narcos. O que será que acontece com o Pablo Escobar? Por sinal, vai sabir a terceira temporada daqui um tempo (mas obviamente não será com o Pablo Escobar).

No filme eles falam essa história. E mostram como não foi o Ray Kroc que fundou o McDonald’s. Era um vendedor tentando de todas as maneiras dar alguma coisa certa na vida. As pessoas riam dele. A mulher ria dele…

Até que ele estava vendendo um multimix. Os irmãos McDonald’s (que eram dois) compraram oito. Era algo bem caro e pouquíssimas pessoas naquela época compravam tanto assim. “Alguma coisa de certo eles devem estar fazendo. Vou lá olhar.”

Quando ele viu que eles tinham desenvolvido um sistema para fazer hambúrgueres mais rapidamente… “É isso aqui. Isso tem que ir para todos os Estados Unidos. Quero expandir.”

Então, ele se tornou o gerente de franquias deles. Conforme foi passando o tempo, você verá na história… Ele teve alguns problemas, algumas brigas… No final ele é o fundador do McDonald’s.

O cara que assumiu o McDonald’s depois que o Ray Kroc morreu… Eles trocaram para botar a história real de que os irmãos McDonald’s fundaram o McDonald’s em si. O Ray Kroc foi o fundador do sistema de expansão do McDonald’s – foi o que deixou o McDonald’s desse tamanho. Os dois têm um papel, mas é necessário esclarecer essa parte.

Na história real, o Ray Kroc fala de como ter sucesso da noite para o dia. Ele fala, “Sim, eu tive sucesso da noite para o dia. Só que essa noite demorou 30 anos. Foi uma noite bem longa.” É isso que muitas vezes acontece.

O que podemos tirar como lição disso? Cuidado com histórias como “Explodiu da noite para o dia!” “O Uber explodiu da noite para o dia!” Mas quando você vai ver realmente o que aconteceu… Nunca é assim.

O Uber não foi da noite para o dia. Demorou um tempo. Se você analisar a história deles, verá que eles não começaram para todo mundo e para todos. Eles começaram num nicho muito específico, que era o Uber Black. Era um serviço exclusivo, de categoria, mais caro.

Eles foram expandindo pouco a pouco. Acho que começaram em Chicago. Dali eles foram expandindo até virarem um sucesso da noite para o dia. Isso acontece em todos os negócios.

Você não pode olhar essas histórias que realmente foram um sucesso explosivo… Que na verdade não foram um sucesso do dia para a noite e demorou um tempo… E se comparar a elas.

Elas são notícias justamente porque são exceção. Se elas fossem a regra, elas não seriam notícia, pois não teriam nada de diferente. A grande maioria dos negócios será muito mais estável, um passo por vez, pouco a pouco, otimizando… Até que os elementos se acertam.

Chega num ponto que acontece essa alavancada exponencial que é o famoso “da noite para o dia”. Recentemente eu mandei um email mostrando como meu canal do YouTube foi bem assim.

Teve todo um trabalho de se acertar, achar um espaço, criar, fazer as bases, acertar a mentalidade e tantas outras coisas… Quando acertou, as coisas podem vir muito rapidamente.

Se você trabalha com tráfego pago num empreendimento online, dá para ver isso claramente. Você pode testar 1, 10, 20 campanhas… E nenhuma dar um resultado bom. Mas quando você acerta uma na mosca, ela começa com um retorno alto e você consegue escalá-la rapidamente.

Da noite para o dia você pode simplesmente multiplicar o orçamento e começar a lucrar muito mais. Ainda assim, teve todo aquele período aprendendo coisas que precisavam ser aprendidas, testando as teses e hipóteses até chegar no ponto certo.

Nem sempre é tão fácil assim. Aquele ponto final, onde dá esse pulo, pode ser em uma noite. Mas antes sempre tem essa calda longa de aprendizado. Nós fazemos erros e acertos… Aprendendo aos poucos… Cada lição contribuirá para chegar nesse momento e dar esse salto exponencial.

Se você ainda não teve esse momento, não se preocupe, faz parte. É um processo natural no aprendizado de qualquer negócio. Mas não fique esperando que isso vá acontecer. Simplesmente faça o que você tem que fazer todos os dias.

Se um dia você acertar na mosca e escalar rapidamente, ótimo! Você terá o sucesso da noite para o dia. As pessoas vão falar que você teve muita sorte e que elas gostariam de ter a sorte que você tem. Aí você lembra dos cinco anos seguidos se quebrando durante noites e fins de semana para tentar acertar.

Segundo… Foque no melhor que você pode fazer. Eu estava lendo um livro chamado “Mindset”. É muito bom, mas não lembro o autor. Ele falava de um treinador de basquete que foi um grande campeão na década de 70. Ele ganhou 13 campeonatos seguidos.

Ele falava que os jogadores tinha uma mentalidade certa. Não era ganhar ou perder o jogo X, mas sim se eles entraram em campo e deram o melhor possível. Ou seja, avançaram e melhoraram como equipe, como jogador e como treinador.

Eles sabiam que se fizessem isso em todos os jogos, naturalmente mais vitórias viriam. Mas pode ser que por algum motivo eles percam aquele jogo específico. O futebol às vezes é injusto. O time pode jogar bem o jogo inteiro, tomar um gol e perder aquele jogo.

Mas isso não significa que tudo tenha acabado. Pode ter sido um azar. O que interessa é o longo prazo. Cuidado com essa armadilha do sucesso da noite para o dia. Ela nunca é da noite para o dia. Tem sempre uma bela dose de trabalho por trás. Muitas vezes isso não aparece, porque as pessoas exageram porque o legal de falar é aquele ponto específico.

Eles fazem um corte específico na linha do tempo e só fala dele, como se só aquilo existisse. Como se todo o resto antes não existisse. Como se o Ray Kroc só tivesse sucesso aos 50 e poucos anos. Ele passou 30 anos entendendo outras coisas para, aí sim, ter o sucesso que teve.

Essa era a dica que eu queria te passar hoje. Se você gostou, clique no joinha. Você também pode clicar no botão que está logo abaixo para assinar o canal e receber uma notificação de todos os vídeos que eu postar.

Se você tiver interesse e gosta de marketing e empreendedorismo e quiser aprender um pouco mais sobre como trabalhar de onde e como você quiser com seu negócio online, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com.

Vai ter o link aqui abaixo. Lá você pode participar de um treinamento online gratuito e saber um pouco mais como funciona esse estilo de vida que dá mais liberdade e qualidade de vida.

É isso por hoje. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
A Verdade Por Trás Dos Sucessos da Noite Pro Dia

]]>
Existiria o sucesso da noite pro dia? E se ele existe, como podemos aplicar os passos certos para que nós também façamos o mesmo? Veja nesse vídeo algumas ideias de como você também pode ter sucesso da noite pro dia! Existiria o sucesso da noite pro dia? E se ele existe, como podemos aplicar os passos certos para que nós também façamos o mesmo? Veja nesse vídeo algumas ideias de como você também pode ter sucesso da noite pro dia! Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. A Verdade Por Trás Dos Sucessos da Noite Pro Dia Opa! Bruno Picinini Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 8:30
Como Você Sabe Se Está No Caminho Certo na Vida e Nos Negócios? https://www.empreendedor-digital.com/como-saber Thu, 01 Jun 2017 18:21:18 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5358 https://www.empreendedor-digital.com/como-saber#respond https://www.empreendedor-digital.com/como-saber/feed 0 <p>Como você sabe e como você mede os resultados na sua vida? Pelo seu faturamento do seu negócio? Pelo seu lucro? Ou por outros números? É bom você tem bem claro isso. Porque senão como você sabe se você está ganhando ou perdendo no jogo chamado VIDA? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Você Sabe Se Está No <a href="https://www.empreendedor-digital.com/como-saber" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/como-saber">Como Você Sabe Se Está No Caminho Certo na Vida e Nos Negócios?</a></p> Como você sabe e como você mede os resultados na sua vida?

Pelo seu faturamento do seu negócio?

Pelo seu lucro?

Ou por outros números?

É bom você tem bem claro isso. Porque senão como você sabe se você está ganhando ou perdendo no jogo chamado VIDA?

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Você Sabe Se Está No Caminho Certo na Vida e Nos Negócios?

Nesse episódio de hoje quero falar sobre um tema que surgiu durante a palestra que eu fiz no Segredos da Audiência. Foi evento para lá de bacana com mais de 1500 pessoas.

Durante a apresentação eu falei sobre um tema importante: como mensurar os resultados e sucessos das nossas vidas. Caso você não faça isso direito, talvez você tenha os resultados que gostaria de ter, mas não sabe e não dá valor para aquilo.

No início das apresentações, sempre fazemos aquela parte na qual nos introduzimos e falamos mais dos nossos resultados. Isso não acontece somente em palestras, mas em qualquer local em que você for se apresentar, fazer um discurso, apresentação ou vendas. Você tem que mostrar quem você é, porque as pessoas devem confiar no que você tem a ouvir, quais são os resultados que você já conseguiu… Basicamente explicar porque você não é um Zé Mané que caiu de paraquedas e pode, de verdade, ajudar a pessoa.

Nesse slide eu mostrava… Bruno Picinini, mais de 5 mil clientes, já visitou tantos países, investiu tantos milhões em anúncios online, já vendeu tantos milhões de produtos no marketing digital, tirou tantos dias de férias nos últimos 180 dias.

Isso era algo que eu estava testando para a campanha do meu livro. Nos últimos 180 dias corridos, eu tirei 98 de férias. Isso é verdade, porque fiz uma viagem para a América Central, outra para a Islândia e outra menor para Budapeste.

Eu estava falando sobre isso e tinha todos esses números juntos no mesmo slide. Por isso, eu voltei para a plateia e perguntei: “Como todos nós jogamos esse jogo chamado vida? E como você sabe que está ganhando nesse jogo chamado vida?”

Muitas pessoas, quando começam, vão pensar em quanto ganham e no faturamento do negócio. Depois, elas ficam um pouco mais inteligentes e entendem que faturamento não significam nada. O que interessa mesmo é lucro e, mais que isso, dinheiro no bolso.

Existem vários negócios por aí que faturam milhões e milhões, mas dinheiro no bolso não é tanto assim que sobra. Isso por causa dos custos que envolvem o negócio, como marketing, produção e tantos outros.

Essa é uma maneira de se medir isso, principalmente para negócios. Mas existem maneiras tão importantes quanto. Por exemplo: saúde, relacionamentos, espiritualidade (se isso é algo importante para você). Existem várias áreas que compõem as nossas vidas, que vale a pena a gente medir para saber se estamos no caminho certo.

Se você não fizer isso, corremos o risco de ter muitos resultados financeiros, mas com a saúde despedaçada, família despedaçada, sem ver os filhos crescer. Ou você pode ir para o outro extremo, que é ter uma vida “de qualidade”, ter todo o tempo do mundo, mas sofrer no financeiro, e o financeiro afeta sua qualidade de vida.

O importante é que quando formos jogar esse jogo, seja dos negócios ou na vida, a gente precisa ter bem claro como medir os resultados para saber se estamos no caminho certo, vencendo, fazendo uma coisa boa.

Saúde é algo que eu monitoro constantemente. Me dedico bastante a isso. Faço esporte todos os dias, vou para academia, jogo bola, corro… Faço diversos outros tipos de esporte também. Quando eu estava na América Central eu surfei, fiz kite surfing, mergulhei. Isso vale a pena.

Esse é um vídeo para relembrar. Às vezes ficamos muito focados num único objetivo e nos esquecemos de que precisamos medir nossos resultados de uma maneira holística. Financeiro, negócios, saúde, relacionamentos, espiritualidade… Todas as outras áreas que forem importante para você.

Mantenha isso em mente, porque faz sim muita diferença e uma coisa vai levar à outra. Se você tiver uma coisa muito melhor do que a outra, vai dar problema. Tem um exercício no qual eu mostro isso, lá no site UniversidadeDaPerformance.com.br. Lá tem um vídeo no qual mostro como isso afeta nossas vidas e como resolver isso. Se você quiser pode dar uma olhada depois. Deixarei o link aqui embaixo.

Resumindo: cuidado com a maneira através da qual você mede o score nesse jogo chamado vida. Não meça somente por uma das áreas da sua vida, porque todas estão conectadas. Se você só focar em uma, as outras vão sofrer e vai acabar fazendo com que aquela principal, em algum ponto, sofra também.

Vou ficando por aqui. Se você gostou, pode clicar no joinha aqui no vídeo ou logo abaixo. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último, o site que eu recomendei é o UniversidadeDaPerformance.com.br. Clique no link para ver mais um vídeo com três dicas para te ajudar a ter mais produtividade e performance na sua vida.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Você Sabe Se Está No Caminho Certo na Vida e Nos Negócios?

]]>
Como você sabe e como você mede os resultados na sua vida? Pelo seu faturamento do seu negócio? Pelo seu lucro? Ou por outros números? É bom você tem bem claro isso. Porque senão como você sabe se você está ganhando ou perdendo no jogo chamado VIDA? Como você sabe e como você mede os resultados na sua vida? Pelo seu faturamento do seu negócio? Pelo seu lucro? Ou por outros números? É bom você tem bem claro isso. Porque senão como você sabe se você está ganhando ou perdendo no jogo chamado VIDA? Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Você Sabe Se Está No Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 5:31
Afirmações Positivas: Como Criar Afirmações Que Funcionam de Verdade https://www.empreendedor-digital.com/afirmacoes-positivas Thu, 01 Jun 2017 18:18:07 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5354 https://www.empreendedor-digital.com/afirmacoes-positivas#respond https://www.empreendedor-digital.com/afirmacoes-positivas/feed 0 <p>Como fazer afirmações positivas que funcionem de verdade? Muitos talvez já ouviram falar das afirmações de abundância… afirmações matinais… afirmações para prosperidade… e até afirmações para enriquecer. Legal. Mas como fazer as afirmações funcionarem de verdade? Haveria algum método? Seria melhor ter afirmações positivas pela manhã ou a noite? E para emagrecer, ajuda também? Há até alguns livros que falam das afirmações da mente milionária, aquele livro de T. Harv Eker. Esse pode funcionar também e vale a pena olhar. Nesse vídeo falo mais sobre <a href="https://www.empreendedor-digital.com/afirmacoes-positivas" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/afirmacoes-positivas">Afirmações Positivas: Como Criar Afirmações Que Funcionam de Verdade</a></p> Como fazer afirmações positivas que funcionem de verdade?

Muitos talvez já ouviram falar das afirmações de abundância… afirmações matinais… afirmações para prosperidade… e até afirmações para enriquecer.

Legal. Mas como fazer as afirmações funcionarem de verdade?

Haveria algum método?

Seria melhor ter afirmações positivas pela manhã ou a noite? E para emagrecer, ajuda também?

Há até alguns livros que falam das afirmações da mente milionária, aquele livro de T. Harv Eker. Esse pode funcionar também e vale a pena olhar.

Nesse vídeo falo mais sobre afirmações positivas e como fazer elas funcionarem pra você.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Afirmações Positivas: Como Criar Afirmações Que Funcionam de Verdade

Opa! Bruno Picinini por aqui, autor do livro best seller Férias Sem Fim. Saiu numa edição na Veja… Para o próximo vídeo vou me lembrar do número dela. Ficou em segundo lugar da categoria geral e primeiro da categoria negócios.

Nesse episódio de hoje quero te ensinar a como usar afirmações na sua vida. Afirmações do ponto de vista de desenvolvimento pessoal para conseguirmos aquilo que queremos.

Eu vejo muita gente falando de afirmações. Eu sempre usei de uma certa maneira. Mas só recentemente eu aprendi a usá-las de uma melhor maneira e achei a pena que valeria a pena fazer um guia para você mostrando o que, como e quando usar afirmações, além dos sete critérios para que você desenvolva afirmações que funcionem de verdade.

Para começar… Não adianta você simplesmente acordar todo dia, ir para frente do espelho e ficar falando, “Eu sou bonito”, “Eu sou magro”, “Eu tenho sucesso”… Só falar, sem outras metodologias por trás que fazem essa afirmação ter sentido na sua mente e emocionalmente.

Quando você for fazer afirmações, faça-as de acordo com as coisas que você quer mudar na sua vida e de acordo com seus objetivos, sejam eles pessoais, financeiros, de esportes, desenvolvimento, saúde ou o que for.

Vamos dividir em três passos. Primeiro você define o que quer da sua vida. Passo lógico e óbvio. Se você quer ganhar mais dinheiro, emagrecer, ter mais saúde, ter um relacionamento melhor, viajar… Não sei. Cada um tem seus critérios do que querem fazer em suas vidas.

Defina bem isso e ponha no papel. Depois, faça uma segunda coluna e escreva o que este objetivo, ao ser alcançado, representa na sua vida. O que você vai conquistar? Tente ao máximo possível que essa representação desse objetivo alcançado seja traduzido para um sentimento emocional que você tem.

Não simplesmente algo lógico… “Como é bom ganhar 100 mil reais num dia.” 100 mil reais é muito lógico. Não entra no nosso subconsciente de maneira forte o suficiente para que funcione. A gente fica só naquela área do consciente que a gente nem chega a acreditar que aquilo é possível.

Feche os olhos e se imagine ganhando aquele dinheiro e o que isso significaria para você, para sua família, para os seus filhos, para sua esposa, para seu esposo… Objetivos, comprar casa, comprar um apê, comprar carro, viajar.

Imagine-se experienciando tudo aquilo que esse objetivo daria para você. Aqui eu falei de dinheiro, mas pode ser de emagrecer, relacionamentos, viajar… Não sei. Até coisas como manter a calma, ansiedade. O que significaria resolver esse problema? Imagine bem isso e conecte uma emoção a esse objetivo que você quer. Isso vai fazer entrar realmente fundo no seu subconsciente e fazer funcionar.

Na terceira coluna que vem a afirmação. Depois que você definiu o que você quer e o que aquilo representa para você emocionalmente na sua vida, você precisa definir uma pequena afirmação (de no máximo 15 palavras) que represente aquilo e cause um gatilho na sua cabeça que fazem aqueles sentimentos que você definiu aflorarem novamente.

Se é o dinheiro, se é emagrecer, se é o que for… Não ponha como “eu perdi 20 quilos”. Coloque como seu destino final. Por exemplo: “Eu peso 82 quilos e minha saúde está ótima.” Estou fazendo bem genérico só para você entender.

Use essas afirmações todos os dias para falar isso e imediatamente para voltar àquela memória do que aquilo emocionalmente representa para você.

Comece a agir como se aquilo já fosse realidade. É como uma empresa. Se você quer ser gerente ou diretor, você não espera até ganhar o cargo de gerência para agir como gerente. Comece a agir como gerente antes de chegar lá.

Naturalmente as pessoas vão perceber… “Esse cara está agindo muito mais do que a posição em que ele está. Ele merece estar num cargo mais alto.” É a mesma coisa para os objetivos. Se você quer ganhar X… Como uma pessoa que ganha X age? Se você não sabe, vai descobrir.

Obviamente você não deve comprar um carro como se ganhasse 100 mil por mês. Não vai funcionar. Mas vender, estudar, fazer ofertas… Essas coisas que vão te levar lá… Como se isso já fosse realidade.

O mesmo vale para saúde, desenvolvimento pessoal, relacionamentos e todos os outros objetivos. Aja como se eles já fossem realidade. Nossas cabeças não sabem a diferença entre o imaginário e o real. Então, você será levado para esse caminho.

Isso é fácil de se provar. Você está num lugar escuro, não sabe o que tem lá e está com medo. Talvez não tenha nada lá, mas o medo é bem real. Um filme não é real… Mas você chora, fica com medo, leva susto… São bem reais.

As nossas mentes não sabem diferenciar o que é real e imaginário. Use isso ao seu favor, imagine a vida perfeita. Principalmente seu subconsciente começará a te levar para esse lado.

Eu estava falando com o Pyong Lee. Ele participou do Segredos da Audiência recentemente. Ele estava falando sobre como liberar o potencial da mente. As melhores horas para fazer essas afirmações e voltar essas memórias é quando se acorda e logo antes de dormir, porque é quando a sua mente está mais receptiva. O consciente não está tão ativo e alerta para bloquear, aceita aquilo como realidade, vai ficando no seu subconsciente e te leva ao seu caminho.

Esse são que, quando e como. Agora vou te passar sete critérios para criar boas informações para sua vida.

Primeiro, faça no pessoal. Nada de “as pessoas me admiram” e sim “Eu faço X”, “Eu ganho X”, “Eu peso tanto”, “Eu jogo bola”, “Eu escalo montanhas”. Coloque qualquer objetivo que você tiver na sua vida no pessoal.

Segundo, de uma maneira positiva, obviamente. Tente não fazer um negativo, porque nossa mente ignora o “não”. “Eu não perco a calma”… Provavelmente você vai perder a calma. É melhor falar “Eu mantenho a calma”, “Eu sou calmo”. É melhor uma ação do que algo que você é. “Eu mantenho a calma” é algo que você pode trabalhar a respeito.

Terceiro: seja no presente. Não faça “eu vou ganhar 50 mil”. Se você ficar “eu vou ganhar”, isso estará sempre no futuro, como uma cenoura na frente do cavalo, e nunca vai chegar. Então, fale “eu ganho”, como se fosse presente, realidade.

Quarto: que seja uma coisa de ação. Algo que você possa fazer. “Eu ganho”, “Eu trabalho”, “Eu faço todas as coisas que eu preciso”. Tem que ser uma ação, porque é algo que você pode controlar e realmente fazer.

Quinto: seja realista. Se você ganha hoje 10 mil reais por mês, não adianta colocar que ganha 1 bilhão por semana. Não vai fazer sentido e seu cérebro vai bloquear. Tem que ser um objetivo grande.

Um número bom é 10 vezes. É um número ótimo de se trabalhar, porque te força a mudar seu pensamento. Só dobrar o que você ganha pode te fazer pode cair na armadilha de “ganhar um pouco mais e chegar lá”. Dez vezes vai te forçar a sair da sua zona de conforto e buscar alternativas que talvez você não estivesse considerando.

Por último: tem que ser precisa. Não é “eu quero ganhar dinheiro”. “Eu quero ganhar 100 mil reais por mês.” Seja preciso.

Cuidado para não fazer algo do tipo “eu sou o melhor escultor do Brasil”. Isso é categórico e depende de outros fatores que você não pode controlar. É melhor que você foque no seu próprio objetivo, no fato de você se tornar a melhor pessoa que pode ser.

Coloque como “eu sou um excelente escultor”, “eu melhoro cada dia como escultor”. É algo que você pode controlar. Isso naturalmente vai te levar onde você quer chegar.

Essas são as dicas de como criar afirmações que funcionam de verdade. Se você gostou desse vídeo, você pode dar um joinha. Clique no botão que está logo abaixo para assinar e receber notificações de todos os próximos vídeos que eu postar.

Se você tem interesse por esse assunto, tem interesse em produtividade e performance, eu recomendo que você visite UniversidadeDaPerformance.com.br. Lá tem um vídeo com mais três dicas de como acertar nosso mindset, tendo um melhor desenvolvimento pessoal e, naturalmente, melhores resultados nas áreas de saúde, financeira ou em qualquer área.

Era isso que eu queria passar para você hoje. Vou ficando por aqui nesse vídeo. A gente se vê numa próxima sessão. Grande abraço e até mais!

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Afirmações Positivas: Como Criar Afirmações Que Funcionam de Verdade

]]>
Como fazer afirmações positivas que funcionem de verdade? Muitos talvez já ouviram falar das afirmações de abundância… afirmações matinais… afirmações para prosperidade… e até afirmações para enriquecer. Legal. Como fazer afirmações positivas que funcionem de verdade? Muitos talvez já ouviram falar das afirmações de abundância… afirmações matinais… afirmações para prosperidade… e até afirmações para enriquecer. Legal. Mas como fazer as afirmações funcionarem de verdade? Haveria algum método? Seria melhor ter afirmações positivas pela manhã ou a noite? E para emagrecer, ajuda também? Há até alguns livros que falam das afirmações da mente milionária, aquele livro de T. Harv Eker. Esse pode funcionar também e vale a pena olhar. Nesse vídeo falo mais sobre Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 9:53
Riscos do Empreendedor: Como Identificar, Correr e Assumir Riscos Calculados https://www.empreendedor-digital.com/riscos Thu, 25 May 2017 10:11:02 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5344 https://www.empreendedor-digital.com/riscos#respond https://www.empreendedor-digital.com/riscos/feed 0 <p>Algo é certo: Há riscos do empreendedor que ele simplesmente precisa passar. O ideal é que o empreendedor aprenda a identificar esses riscos para que ele possa controlá-los da melhor maneira. Agora, isso significa que um empreendedor GOSTA de riscos? Não. Bem pelo contrário. Isso é uma imagem completamente errada que foi criada em torno de empreendedores. Aprender a identificar riscos… Correr riscos… E até assumir riscos… É bem diferente de GOSTAR de riscos. Entenda nesse vídeo por que e o que fazer a respeito. <a href="https://www.empreendedor-digital.com/riscos" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/riscos">Riscos do Empreendedor: Como Identificar, Correr e Assumir Riscos Calculados</a></p> Algo é certo:

Há riscos do empreendedor que ele simplesmente precisa passar.

O ideal é que o empreendedor aprenda a identificar esses riscos para que ele possa controlá-los da melhor maneira.

Agora, isso significa que um empreendedor GOSTA de riscos?

Não. Bem pelo contrário.

Isso é uma imagem completamente errada que foi criada em torno de empreendedores.

Aprender a identificar riscos…
Correr riscos…
E até assumir riscos…

É bem diferente de GOSTAR de riscos.

Entenda nesse vídeo por que e o que fazer a respeito.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Riscos do Empreendedor: Como Identificar, Correr e Assumir Riscos Calculados

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero acabar com um mito. Muita gente por aí fala que empreendedor adora risco… E que se você quer ser empreendedor, você tem que gostar de risco. Isso é uma besteira enorme.

Uma vez eu estava lendo um livro que recomendo, de um cara chamado Peter Drucker. Se você não o conhece, deveria. Ele é um dos pais da administração e empreendedorismo moderno. Um dos melhores livros dele se chama “Empreendedorismo e Inovação”… Ou “Inovação e Empreendedorismo”. Se você procurar, vai achar.

É um livro muito bom. Se não me engano, foi nesse livro que ele comenta sobre essa questão. Alguém perguntou para ele numa entrevista isso. “Por que o empreendedor tem que gostar de risco?”

Ele disse, “Eu já trabalhei com empreendedor para caramba. Eu sou empreendedor. Uma das maiores besteiras é isso… Essa história de que empreendedor deve gostar de risco.”

É bem pelo contrário. Acho que muita gente não sabe a distinção entre saber viver com risco e gostar de risco. É uma diferença enorme. Qualquer coisa que você fizer na sua vida terá um risco embutido.

“Estou num emprego estável numa empresa.” Você pode ser demitido a qualquer hora. O que menos tem é cargo público. É a única coisa que cargo público oferece… A galera fala como se fosse a solução do mudo. “Mas tem estabilidade.” Até um certo ponto. Mas você perde tantas outras coisas para ter essa dita estabilidade. Mas aí já é uma outra conversa.

Voltando para o empreendedorismo. É óbvio que ao se tornar um empreendedor, vão ter riscos maiores do que outros lugares. Eu acho que tem um risco menor do que emprego, porque eu tenho controle total daquilo que acontece.

Ao abrir uma empresa ou ao criar um negócio… Sim, você terá risco e sim, você terá que saber lidar com esse risco. Mas isso não significa que você tenha que amar risco. Pelo contrário. Se tem uma coisa que empreendedor faz – e eu faço isso todos os dias – é diminuir ao máximo todo risco do meu negócio.

Se você desse para qualquer empreendedor a opção… Você pode criar sua empresa com risco ou sem risco… Você pode conseguir todos os resultados que você quer sem correr risco de perder dinheiro ou tempo… Ou com risco… Qual você acha que eu escolheria? Eu escolheria sem o risco.

Meu objetivo não é ter risco por ter risco. Isso faz parte, mas quero o diminuir ao máximo, porque meu objetivo é que minha empresa funcione, alcance as pessoas e as ajude.

Cuidado com essa mensagem. A ideia desse vídeo veio há uns 2 ou 3 meses atrás quando eu estava no México. Fiz uma viagem pela América Central. A gente estava em Valladolid, uma cidadezinha perto de Chichén Itzá – uma das novas maravilhas do mundo, se não me engano. Depende da lista em que você olhar.

É um lugar bacana. De lá a gente tinha que ir para Playa del Carmen, que é em Quintana Roo, na costa. A gente chegou tarde, umas nove da noite. Foi uma viagem de três horas, chovendo, num carro que não estava muito bom, numa estrada que eu não conhecia e estava cansado.

Como empreendedor que “ama risco”, sabe o que eu fiz? Eu fui lá, furei o pneu e dirigi com mais risco ainda, porque é isso que eu gosto. Não, óbvio que não. Isso não faz sentido.

Como eu estava nessas condições, eu disse, “Não estou afim. Estou cansado. Tem um risco grande. Se o carro parar, não conheço ninguém para chamar. Vou estar aqui perdido, sozinho. Não vale a pena o risco.”

Fui no hotel, disse que queria ficar mais uma noite. Tinha quarto vago. Tinham vários restaurantes muito bons em Valladolid. Ficamos lá uma noite e comemos tranquilos. Dia seguinte, com sol… Aí sim, viajamos e chegamos até lá.

Para você ver como as coisas se conectam. Era um domingo à noite. Teve um festival de música em Playa del Carmen. É uma cidade com bastante movimento e festas. Teve uma briga de traficantes no festival, rolou um tiroteio e morreu umas 15 pessoas.

Deu uma confusão enorme. Foi justo na noite em que a gente ia chegar. A gente não ia passar no meio da festa com o carro, mas ainda assim… Para você ver como as coisas se conectam. Foi a melhor coisa que a gente fez não ter ido naquela noite. Eu gastei uma noite a mais no hotel, porque a gente não conseguiu cancelar o outro. Mas não teve problema, fui tranquilo diminuindo o risco ao máximo.

Com seu negócio é a mesma coisa. Não sei se você já tem ou pretende ter. Não fique com essa ideia de que você tem que amar risco – pelo contrário. Seu objetivo é diminuir o risco ao máximo.

Sim, você deve aprender a conviver com esse risco e o medo que vem junto com ele. Mas não que você deva amar isso. Bem pelo contrário. Se você ouvir alguém falando isso, explique, porque isso não faz sentido.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode dar um joinha. Também clique no botão logo abaixo para assinar o canal e receber uma notificação dos próximos vídeos.

Depois eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá vai ter uma aula gratuita para você participar e aprender um pouco mais sobre criar um negócio online para financiar seu estilo de vida e poder trabalhar de onde você bem entender.

É isso. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Riscos do Empreendedor: Como Identificar, Correr e Assumir Riscos Calculados

]]>
Algo é certo: Há riscos do empreendedor que ele simplesmente precisa passar. O ideal é que o empreendedor aprenda a identificar esses riscos para que ele possa controlá-los da melhor maneira. Agora, isso significa que um empreendedor GOSTA de riscos? Algo é certo: Há riscos do empreendedor que ele simplesmente precisa passar. O ideal é que o empreendedor aprenda a identificar esses riscos para que ele possa controlá-los da melhor maneira. Agora, isso significa que um empreendedor GOSTA de riscos? Não. Bem pelo contrário. Isso é uma imagem completamente errada que foi criada em torno de empreendedores. Aprender a identificar riscos… Correr riscos… E até assumir riscos… É bem diferente de GOSTAR de riscos. Entenda nesse vídeo por que e o que fazer a respeito. Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 5:11
OS 4 Hábitos do Sucesso: Como Ter, Obter e Fazer Mais Sucesso Nesse Ano https://www.empreendedor-digital.com/os-4-habitos-sucesso Mon, 22 May 2017 10:35:13 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5341 https://www.empreendedor-digital.com/os-4-habitos-sucesso#respond https://www.empreendedor-digital.com/os-4-habitos-sucesso/feed 0 <p>Como ter mais sucesso nesse ano e nos próximos? O que fazer pra ter sucesso? Como ter sucesso nas vendas, profissional e financeiro? Essas são algumas das perguntas que as pessoas fazem ao comentar e conversar sobre o tema sucesso. Existiria uma fórmula para o sucesso? Talvez sim, talvez não. O que eu posso passar pra você são os 4 hábitos do sucesso. Eu uso eles todos dias na minha vida e me ajudaram não só eu, mas outras pessoas a também terem sucesso. Funcionará <a href="https://www.empreendedor-digital.com/os-4-habitos-sucesso" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/os-4-habitos-sucesso">OS 4 Hábitos do Sucesso: Como Ter, Obter e Fazer Mais Sucesso Nesse Ano</a></p> Como ter mais sucesso nesse ano e nos próximos?

O que fazer pra ter sucesso?

Como ter sucesso nas vendas, profissional e financeiro?

Essas são algumas das perguntas que as pessoas fazem ao comentar e conversar sobre o tema sucesso.

Existiria uma fórmula para o sucesso?

Talvez sim, talvez não.

O que eu posso passar pra você são os 4 hábitos do sucesso.

Eu uso eles todos dias na minha vida e me ajudaram não só eu, mas outras pessoas a também terem sucesso.

Funcionará pra você? Trará o mesmo sucesso pra você?

Só o tempo dirá. Mas uma coisa eu garanto:

Coloque esses hábitos do sucesso em prática e suas chances pro sucesso aumentarão e muito!

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

OS 4 Hábitos do Sucesso: Como Ter, Obter e Fazer Mais Sucesso Nesse Ano

Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse vídeo eu quero passar para você os quatro hábitos do sucesso. Já aviso que eles vão parecer ridiculamente simples – até simples demais – mas vou te fazer uma pergunta. Enquanto eu estiver falando esses quatro hábitos, se pergunte: quantas pessoas você conhece na sua vida que praticam esses quatro hábitos para alcançar o sucesso?

Esses quatro hábitos eu aprendi com um cara chamado Dan Sullivan. Ele é coach de empreendedores de alto nível. Ele pega somente empreendedores com faturamento ou lucro (não lembro bem) de um milhão de dólares para cima. Ele tem um material muito bom para empreendedores. Se você tem interesse na área de empreendedorismo, recomendo o material desse cara.

Foi com ele que eu aprendi esses quatro hábitos. Eles são muito simples, mas muito poderosos. Vamos direto a eles.

O primeiro dos quatro hábitos do sucesso é dizer “obrigado” e “por favor”. Eu já avisei que iria parecer simples. “Que ridículo! Você vai me ensinar no vídeo que eu devo dizer obrigado e por favor?”

Sim! Pense na sua vida… Quantas pessoas simplesmente não fazem isso? Não mostram o mínimo de educação dizendo obrigado e por favor. São as coisas mais simples da vida. É fácil, mas muita gente não faz.

Notei isso muito no Brasil e morando fora. Se eu vou num restaurante, café ou bar… As pessoas fora geralmente vão falar, “Me vê um café, por favor.” “Me vê um pastel, por favor.” “Me vê um brownie, por favor.” “Obrigado.”

Aqui no Brasil é incrível. Meu irmão fez isso numa época. Eu me acostumei tanto, que quando a pessoa não pede por favor quando está no bar, aquilo me dói o ouvido. Não corrijo as pessoas que eu não conheço. Mas muitas pessoas chegam aqui num bar e falam, “Um café preto.” “Expresso.”

Por favor… Obrigado… É simples, mas muita gente não faz. Esse é o primeiro dos hábitos. Vale a pena lembrar o básico, porque o básico que funciona.

Segundo: termine o que você começou. Para tudo na vida! A gente começa um projeto, um produto, uma nova campanha… E não termina. Isso não só para nós, mas também para as outras pessoas.

Termine o que você começou. Não sei se foi o Seabra que inventou, mas foi com ele que eu vi pela primeira vez. Tenha iniciativa, mas “acabativa” também. Termine as coisas. Se você não terminar, a pior coisa que você pode fazer é trabalhar num projeto até 90% e o abandonar.

Você terá perdido um tempão e não terá resultado algum. Era melhor nem ter feito, porque você teria economizado seu tempo e estaria na rua jogando bola. Termine o que você começou. Esse é o segundo hábito.

O terceiro hábito também é simples. Mas avalie na sua vida quantas pessoas fazem isso. Faça o que você disse que iria fazer. Quantas pessoas prometem que vão fazer algo… “Pode deixar que vou entregar”, “Vou fazer isso”… E somem. Não fazem. Não entregam.

Não tem coisa pior. Se você quer ter sucesso na sua vida, quer que as pessoas confiem em você, venham até você, te indiquem… Você tem que fazer isso. Faça o que você disse que iria fazer. Esse é o terceiro hábito.

O quarto e último hábito… Esse me incomoda bastante. Brasileiro tem um problema gravíssimo com isso. Não sei porque. Geralmente é questão de cultura. É algo muito fácil de se notar quando você trata com pessoas de outros lugares: chegue no horário.

Respeite o horário, principalmente das outras pessoas. Se for uma coisa só sua, como chegar atrasado no cinema, por exemplo, o problema é seu. Mas se você quer ter sucesso nos negócios e na vida em geral no longo prazo, respeite os horários dos outros.

Se você não respeita o seu próprio horário assim como você não respeita seu corpo… Não cuidando da sua saúde… Você não pode esperar que as outras pessoas também respeitem.

Eu noto isso muito num relacionamento. Isso eu tenho bem claro com minha namorada e funciona. Se um dos dois não respeitasse horários como nós respeitamos, iria dar problema. Se um fosse fanático por horário e o outro não, é certo que daria briga.

Felizmente, os dois respeitam e muito. Óbvio que às vezes temos problemas e isso pode atrapalhar. Mas, no geral, os dois sabem que horário é horário. Eu respeito muito o horário das outras pessoas.

Se o cara combinou comigo tal hora, geralmente eu serei o primeiro a chegar. Churrasco ou qualquer evento que combinamos… Meu pai faz isso bastante também, então criei essa cultura.

Por ter morado fora… As pessoas respeitam bastante o horário. Quando falam “nove”, é nove e não nove e meia. Então já me acostumo a chegar 15 minutos antes. Aí você faz as coisas com mais calma e vive uma vida mais fácil.

Esses são os quatro hábitos do sucesso. Eles são simples, óbvios, fáceis… Mas quantas pessoas os colocam em prática? Eu conheço várias que simplesmente não colocam tudo isso em prática.

São coisas simples e práticas que ajudam muito, principalmente em longo prazo, mas as pessoas não colocam em prática. Fica a dica. Siga esses quatro hábitos, porque eles valem a pena.

Se você gostou do vídeo, clique no joinha. Você também pode assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Se você tiver alguma dúvida, comentário ou sugestão de pauta para os próximos vídeos, você pode deixar nos comentários. Mais cedo ou mais tarde eu acabo dando uma olhada. Eu pego ideias para fazer novos vídeos.

Se você não conhece, recomendo que você visite o FeriasSemFim.com para conhecer um pouco mais sobre meu trabalho.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
OS 4 Hábitos do Sucesso: Como Ter, Obter e Fazer Mais Sucesso Nesse Ano

]]>
Como ter mais sucesso nesse ano e nos próximos? O que fazer pra ter sucesso? Como ter sucesso nas vendas, profissional e financeiro? Essas são algumas das perguntas que as pessoas fazem ao comentar e conversar sobre o tema sucesso. Como ter mais sucesso nesse ano e nos próximos? O que fazer pra ter sucesso? Como ter sucesso nas vendas, profissional e financeiro? Essas são algumas das perguntas que as pessoas fazem ao comentar e conversar sobre o tema sucesso. Existiria uma fórmula para o sucesso? Talvez sim, talvez não. O que eu posso passar pra você são os 4 hábitos do sucesso. Eu uso eles todos dias na minha vida e me ajudaram não só eu, mas outras pessoas a também terem sucesso. Funcionará Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:17
5 Dicas Para Gravar Vídeos Melhores e Não Parecer Um Robô Falando https://www.empreendedor-digital.com/5-dicas-para-gravar-videos-melhores Thu, 18 May 2017 10:27:51 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5336 https://www.empreendedor-digital.com/5-dicas-para-gravar-videos-melhores#respond https://www.empreendedor-digital.com/5-dicas-para-gravar-videos-melhores/feed 0 <p>Falar para a câmera não é fácil. Por isso passo aqui 5 dicas que me ajudaram a melhorar a qualidade dos meus vídeos ao longo dos anos. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. 5 Dicas Para Gravar Vídeos Melhores e Não Parecer Um Robô Falando Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje quero te passar cinco dicas <a href="https://www.empreendedor-digital.com/5-dicas-para-gravar-videos-melhores" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/5-dicas-para-gravar-videos-melhores">5 Dicas Para Gravar Vídeos Melhores e Não Parecer Um Robô Falando</a></p> Falar para a câmera não é fácil. Por isso passo aqui 5 dicas que me ajudaram a melhorar a qualidade dos meus vídeos ao longo dos anos.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

5 Dicas Para Gravar Vídeos Melhores e Não Parecer Um Robô Falando

Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje quero te passar cinco dicas de como gravar vídeos melhores para o seu canal do YouTube, no Instagram, no Facebook, no Snapchat ou onde você bem entender.

Essa ideia vem do Rafael Souza, que deixou um comentário num vídeo anterior elogiando a narrativa dos meus vídeos e me pedindo dicas sobre isso. Então, resolvi gravar cinco dicas para você.

A primeira delas é a seguinte. Quando você for gravar o vídeo… Vejo muita gente fazendo… E muita gente que não deveria fazer, porque já tem experiência… Em vez de olhar para a câmera, olhar para a própria cara.

Eu gravo com o celular. Comprei uma capa bacana que você pode grudá-la num vidro ou em qualquer lugar. No AliExpress você encontra. As pessoas gravam olhando para a própria cara. A gente tem a mania de nos procurar. Fica estranho quando ficamos olhando para as nossas caras.

Olhe para a câmera. Aí é como se eu estivesse olhando no seu olho e falando diretamente com você e não olhando para mim mesmo, o que não faz sentido algum. Essa é a primeira dica.

A segunda dica é não falar para a câmera. Muita gente fala sobre “dicas de como falar para a câmera”. Ninguém fala para a câmera, a não ser um maluco. Talvez as outras pessoas achem que você é maluco pois está falando com seu celular dessa maneira.

Você não está falando para a câmera, você está falando através da câmera. Se ajudar, coloque uma foto de alguém que representa seu avatar perto da sua câmera (se você tiver como fixar). Assim você pode imaginar que realmente está falando com aquela pessoa. Você se sentirá mais confortável e falará de uma maneira mais natural e não daquela maneira robótica.

Muita gente vai fazer vídeo… Eu consigo entender, porque eu fazia exatamente isso… A pessoa está falando completamente normal, mas quando liga a câmera, vira um robô e fala de uma maneira horrível e não parece natural.

Isso tem muito a ver com o medo da câmera. A terceira dica que eu queria passar… Não sei se você é bom ou não gravando seus vídeos. Mas muitas pessoas parecem robôs gravando vídeos porque não se permitem olhar para o lado.

Isso pode parecer uma dica besta, mas faz toda a diferença. Numa conversa natural a gente raramente fica olhando o tempo inteiro para a pessoa. Assim você só parecerá um maluco. Naturalmente, quando estamos numa conversa, a gente olha para o lado e para cima.

Eu já li que quando você quer acessar uma memória recente ou uma memória de longo prazo, você tende olhar para cima e para direita ou para cima e para esquerda. Não lembro exatamente. Por algum motivo isso aciona as áreas do cérebro.

Quando estamos conversando, isso é normal. A gente olha para os lados e depois volta para o olho da pessoa. A gente não fica o tempo inteiro olhando desta maneira feito um maluco. A gente descansa os olhos e até dá um descanso para a outra pessoa.

Isso é normal. Se permita fazer isso porque é o que fazemos numa conversa normal. Aí você não fica tão estático. Você olha dá uma parada e depois volta ao assunto. Você não precisa ficar falando o tempo inteiro sem parar feito um maluco.

Você pode editar depois, se quiser. Mas eu não faço isso. Essa é a quarta dica. No início, se você quer aprender a técnica de falar através da câmera e fazer bons vídeos, não se permita editar.

Depois que você souber gravar vídeos, aí beleza. Se quiser editar para ficar mais curto, beleza. Eu pessoalmente não edito. Os vídeos de venda, mais sérios, que têm que estar perfeitos, beleza.

Mas os primeiros vídeos, para aprender, não edite. Não pelo fato de editar, mas pela mentalidade. O Brendon Burchard faz um trabalho incrível. Eu fui num evento dele com o Rodrigo Polesso.

No evento ele falou disso. “Por que num evento eu faço perfeito, num palco onde não posso editar, e na hora de gravar vídeos eu erro para caramba e tenho que editar um monte?” Era justamente por isso.

Quando você já sabe que pode editar, você se dá o direito de errar e ferra tudo. Você já coloca na cabeça, “Vou errar. Posso editar depois.” Mas isso não é bom.

Se você já começa com a ideia de não editar, você se obriga a usar seus erros no vídeo. Até fica legal. Esses dias eu estava gravando um vídeo, caiu alguma coisa aqui em casa e fez um barulho. Eu não cortei. Fiz uma piada e continuei o vídeo.

Fica humano, natural. “Não é uma empresa super grande tentando me enganar. É um cara gravando um vídeo, tentando me ajudar, olho no olho, de uma maneira simples.” Então, pelo menos no início, para aprender, não se permita editar.

A quinta dica… É a parte que não tem segredos… Você tem 50 vídeos dentro de você que serão horríveis. Principalmente os primeiros serão horríveis. Os dez primeiros horríveis. Depois mais uns dez medianos. Os últimos 25 serão meia-boca. A partir do 50º, vai começar a sair um vídeo decente.

Coloque isso na cabeça para não ter essa ideia de “meu primeiro vídeo tem que ser incrível”. Vai ser horrível, não adianta. Coloque meus vídeos na ordem cronológica e assista aos meus primeiros vídeos. São horríveis.

Apesar de eu ter vergonha deles, eu não tiro. Eles servem de exemplo justamente para esse tipo de coisa. Eu não cheguei aqui no primeiro dia, coloquei o celular para gravar e saiu tudo perfeito. Longe disso. Tive que fazer vídeos horríveis até ir melhorando pouco a pouco.

Hoje em dia faço um vídeo relativamente facilmente só ligando meu celular e começando a falar. Mas isso veio com a prática. O canal já tem quase 200 vídeos. Mais tantos vídeos de venda. Mais vídeos de aula. Mais todos webminário. Veio com a prática.

Essas eram as cinco dicas que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, recomendo que clique no joinha. Você também pode clicar no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Assim como o Rafael fez, deixe suas dúvidas ou comentários logo abaixo. Além de poder responder e conversar com você, também terei ideias para os próximos vídeos. É muito mais fácil do que ficar tentando adivinhar do que você precisa.

Por último, recomendo que você visite o site FeriasSemFim.com/livro. Lá tem o meu livro, o livro Férias Sem Fim que eu lancei esses tempos. Ele está novamente à venda para quem quiser adquirir um exemplar e entender mais sobre esse estilo de vida de se trabalhar de qualquer lugar e sair de férias quando quiser.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
5 Dicas Para Gravar Vídeos Melhores e Não Parecer Um Robô Falando

]]>
Falar para a câmera não é fácil. Por isso passo aqui 5 dicas que me ajudaram a melhorar a qualidade dos meus vídeos ao longo dos anos. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal pa... Falar para a câmera não é fácil. Por isso passo aqui 5 dicas que me ajudaram a melhorar a qualidade dos meus vídeos ao longo dos anos. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. 5 Dicas Para Gravar Vídeos Melhores e Não Parecer Um Robô Falando Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje quero te passar cinco dicas Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:15
Cilada Mental: A Grama do Vizinho É Sempre Mais Verde Mesmo? https://www.empreendedor-digital.com/cilada-mental Mon, 15 May 2017 13:00:50 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5325 https://www.empreendedor-digital.com/cilada-mental#respond https://www.empreendedor-digital.com/cilada-mental/feed 0 <p>A famosa grama mais verde do vizinho… Algo que pode nos prejudicar e nos ajudar ao mesmo tempo. Descubra como. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Cilada Mental: A Grama do Vizinho É Sempre Mais Verde Mesmo? Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero falar sobre um efeito psicológico que pode tanto nos ferrar quanto nos <a href="https://www.empreendedor-digital.com/cilada-mental" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/cilada-mental">Cilada Mental: A Grama do Vizinho É Sempre Mais Verde Mesmo?</a></p> A famosa grama mais verde do vizinho…

Algo que pode nos prejudicar e nos ajudar ao mesmo tempo.

Descubra como.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Cilada Mental: A Grama do Vizinho É Sempre Mais Verde Mesmo?

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero falar sobre um efeito psicológico que pode tanto nos ferrar quanto nos ajudar muito, tanto no nosso marketing quanto nas nossas vidas. Esse efeito é popularmente conhecido como a grama mais verde do vizinho.

Você já parou para pensar porque existe esse ditado? Sendo verdade ou não… Por que a grana do vizinho parece mais verde? Isso é algo bem interessante e é um efeito que primeiramente temos que tomar cuidado nas nossas vidas, como desenvolvimento pessoal.

É algo que pode ferrar – e muito – nossa cabeça. Quando as coisas não estão indo bem… Seu negócio não está vendendo quanto deveria… Você não está vivendo onde quer… Sua vida não está legal… As coisas estão desmoronando… Você acha que está tudo uma droga… Você quer mudar de vida.

Você vai ter a impressão (a palavra-chave é impressão) de que a outra alternativa (a grama verde do vizinho)… Que pode ser outro trabalho, outa ideia, outro tipo de empresa, outro caminho, ou qualquer outra coisa… Parece ser muito mais fácil, dá muito mais resultados, sem esforço e não tem todos os problemas que você tem no seu negócio.

“Comecei como afiliado, não gostei. Agora vou começar com meu infoproduto.” “Esse infoproduto não está vendendo, vou olhar para outro mercado. Meu mercado era de plantar tomate, agora vou para o mercado de como fazer acrobacia na rua. Parece ser muito mais fácil fazer um infoproduto sobre isso.”

A gente sempre fica com essa imagem… Principalmente se a gente viu algum outro case de sucesso… De que só nosso mercado é difícil e que só nosso negócio tem problemas. Isso não é verdade – bem longe disso.

Todos os negócios, todos os mercados, todos os nichos têm seus problemas. Alguns mais, outros menos. Meu canal, meu livro e todas as coisas que eu faço falam sobre negócios online. Muitas das desvantagens que negócios físicos têm, um negócio online não tem.

De todas as alternativas, eu prefiro um negócio online por diversos motivos. Custo baixo, a maneira fácil de automatizar, pode ser um negócio enxuto e tantas outras coisas que eu já falei aqui. Se você não conhece meu livro, você pode visitar FeriasSemFim.com/livro.

Esse é o negócio que eu gosto. Mas mesmo estando num nicho bom ou num nicho não tão bom, vão ter seus problemas. A nossa mania é de olhar os negócios de outras pessoas e achar que eles não têm nenhum problema.

Às vezes a gente entra num parafuso e começamos a querer desistir da nossa ideia ou desfocar da nossa ideia. “Isso aqui não é legal. Não deveria ser tão difícil assim. Olhe aquele outro. Aquilo lá que é fácil. Aquilo lá que não tem problema.”

Mas como eu falei, isso é só uma impressão. Dentro de cada negócio, tem que coisas que, de fora, você não vê. Mas quando você começa a trabalhar naquele negócio, você começa a descobrir todos esses outros problemas que, de fora, não são aparentes.

Pense que você tenha problemas no seu relacionamento. Mesmo que não tenha, imagine o caso. Você está num relacionamento com problemas. E você acha que só você tem esses problemas de relacionamento. Você acha que todos os outros casais estão felizes e satisfeitos.

Você os vê caminhando pela rua… Aquela foto no Facebook no fim de semana… Parece tudo ótimo e maravilhoso. Parece que eles não têm problemas. Mas todos nós sabemos que isso não é verdade.

Todos os casais, naturalmente por serem pessoas diferentes, com personalidades diferentes, com gostos diferentes… Vão ter conflitos uma hora ou outra – alguns maiores e outros menores. A questão é aprender a lidar com isso.

É óbvio que a gente não sai falando dos nossos problemas para quaisquer pessoas e em qualquer lugar… No Facebook, na rua, para outras pessoas. Na parte social, nós temos aquela máscara. Nesse caso, acho que é positivo, para não termos que ficar expondo todos os problemas que temos em nossas vidas.  Nós temos essa máscara de que as coisas estão bem; de que as coisas estão funcionando.

É uma questão de separar. Temos os problemas que vamos resolver depois em casa, mas também aproveitamos a vida. Sabemos que é mais um problema que apareceu. É só resolver como todos os outros e seguir a vida.

É a mesma coisa com negócios. Às vezes com negócios a gente acha que só nós enfrentamos certos problemas, o que não é verdade. Todos os negócios têm os seus. É importante reconhecer isso porque antes de você simplesmente desistir da sua ideia, achar que isso não é para você ou acha que outro negócio maluco é mais fácil e sem problemas, cuidado. Talvez seja a sua cabeça pregando essa peça em você.

O ponto do outro lado da moeda é que vale a pena manter isso em mente na hora de fazer seu marketing. Se você estiver tentando vender uma ideia para a pessoa… Seja uma nova dieta, uma nova ideia de negócios, alguma coisa para mudar de vida, alguma coisa para melhorar de vida… Ela provavelmente já considerou outras alternativas dentro daquele mercado ou até já está trabalhando com outras alternativas dentro daquele mercado.

Você tem que fazer esse argumento de venda para dizer “a minha é melhor”. Tem essa briga de que a nossa cabeça pode estar nos enganando, porque todos os negócios têm seus problemas. Se seu produto é pior, você estará usando uma técnica para o mal. Mas eu confio que você está fazendo um trabalho e entregando o melhor produto que você pode. Se o seu é o realmente melhor, se baseie nessa pequena ponta de dúvida que a pessoa tem.

“Será que é tão difícil assim? Será que não tem uma alternativa mais fácil?” Use isso como argumento para dizer, “Sim. É verdade. Se você alguma vez pensou se teria uma maneira mais fácil, existe.” Aí você prova porque seu produto é melhor.

Mas ele realmente tem que ser melhor. Pelo menos deveria, porque senão você terá uma taxa de reembolso alta e não vai muito longe. Mas essa que é a ideia por trás.

Então, cuidado com a grama verde do vizinho na sua cabeça. Depois use na hora certa com produtos bons para vender mais do seu produto.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha aqui no vídeo ou logo abaixo. Também clique no botão para assinar o canal para receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com/livro para conhecer meu livro recém lançado. Aí você pode saber um pouco mais do meu trabalho. Você pode ter um negócio online para financiar seu estilo de vida e poderá trabalhar de onde você bem entender.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Cilada Mental: A Grama do Vizinho É Sempre Mais Verde Mesmo?

]]>
A famosa grama mais verde do vizinho… Algo que pode nos prejudicar e nos ajudar ao mesmo tempo. Descubra como. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum víd... A famosa grama mais verde do vizinho… Algo que pode nos prejudicar e nos ajudar ao mesmo tempo. Descubra como. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Cilada Mental: A Grama do Vizinho É Sempre Mais Verde Mesmo? Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje quero falar sobre um efeito psicológico que pode tanto nos ferrar quanto nos Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:38
Como Lidar Com Críticas… E Até GOSTAR Delas! https://www.empreendedor-digital.com/criticas Thu, 11 May 2017 10:42:01 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5320 https://www.empreendedor-digital.com/criticas#respond https://www.empreendedor-digital.com/criticas/feed 0 <p>Já adianto: Críticas serão inevitáveis. Se você fizer coisas boas… você será criticado. Se você fizer coisas ruins… você será criticado. Se você não fizer nada… você TAMBÉM será criticado. Então o segredo não é eliminar elas, mas sim aprender a lidar com elas! Descubra como hoje nesse vídeo. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Lidar Com Críticas… <a href="https://www.empreendedor-digital.com/criticas" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/criticas">Como Lidar Com Críticas… E Até GOSTAR Delas!</a></p> Já adianto:

Críticas serão inevitáveis.

Se você fizer coisas boas… você será criticado.

Se você fizer coisas ruins… você será criticado.

Se você não fizer nada… você TAMBÉM será criticado.

Então o segredo não é eliminar elas, mas sim aprender a lidar com elas!

Descubra como hoje nesse vídeo.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Lidar Com Críticas… E Até GOSTAR Delas!

Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje quero te ensinar algumas dicas de como lidar com críticas no seu trabalho. Na verdade, não só no seu trabalho, porque não importa o que você fizer na vida, vai ter alguém te criticando – faça uma coisa boa ou ruim.

Dizem que a única maneira de não ter esses haters que adoram nos idolatrar é não fazer nada. Mas hoje isso nem é suficiente, porque se você não fizer nada, vão te xingar de vagabundo, falarão que você não está fazendo sua parte, que você não dá bola para as coisas…

Já entenda isso logo de cara. Tenho uma dica principal e uma outra dica. Coloque no seu mindset que críticas são completamente inevitáveis. Faça o que você quer fazer. Se você fala bem, fala mal, se você é vermelho, azul, esquerda, direita… Vai ter sempre alguém criticando.

É da natureza do ser humano. Acho que com as redes sociais, as mídias sociais e a internet… As pessoas estão tão protegidas por aquele anonimato da internet, que elas se sentem ainda mais no direito de xingar.

É incrível como uma pessoa que jamais falaria aquilo na sua cara, fala tudo e mais um pouco na internet. Todo mundo é “machão” e adora criticar.

Não estou dizendo para você ignorar completamente as críticas. Há críticas construtivas que podem vir a ajudar seu trabalho. Muito provavelmente algumas dessas vão te ajudar, até mais do que elogios. Você entenderá o que está fazendo de errado e poderá melhorar seu trabalho. Mas tome cuidado para não deixa-las te afetar tanto.

A segunda dica seria o fato de que o número de críticas também não é algo que você deva prestar atenção para decidir se aquilo que você está fazendo está certo ou errado.

Um belo exemplo é entrar no site da Amazon. Procure o livro “50 Tons de Cinza”. Na Amazon dos Estados Unidos, “50 Shades of Grey”. Dê uma olhada nas reviews daquele livro. É ridículo.

A maior parte está xingando o livro como se ele fosse a pior coisa da história. É muita gente xingando o livro. Mas chute qual é um dos livros mais lidos e um dos filmes que mais deu bilheteria nos últimos anos?

Eu falei no outro vídeo sobre porque você deve ofender algumas pessoas no seu marketing. O bom marketing é naturalmente polarizado. Você terá fãs e haters. Se você não tiver nenhum dos dois, é pior. É melhor que você tenha fãs fervorosos e haters fervorosos. Isso é um bom sinal.

A dica principal é de como eu encaro críticas e recomendo que você encare críticas. Inverta o frame do que são críticas. Não é algo inerentemente errado de você como pessoa. Talvez alguém em algum lugar esteja com a vida ruim e precisa descontar em algum lugar.

Segunda parte. Mesmo as pessoas que não têm uma vida de merda e estão realmente te criticando porque não gostam do seu trabalho… Isso pelo menos significa que você está fazendo um bom marketing a ponto de alcançar pessoas que te odeiam tanto assim.

Não é só um frame, mas uma medida de sucesso do quanto as pessoas te odeiam. Se você conseguiu falar alguma coisa e prender a atenção da pessoa o suficiente para ela te odiar tanto a ponto de te xingar no Facebook, YouTube… Pelo menos alguma coisa você está fazendo bem.

Ou você está anunciando direito… Você está aparecendo na frente das pessoas e por mais que elas dizem que não gostem, ao menos você conseguiu chamar a atenção delas… A ponto de elas olharem e criarem uma base suficiente para te xingar. Muita gente nem isso consegue.

Isso é um sinônimo de que seu trabalho está tendo alcance. Você está chegando em algum lugar. Você está influenciando pessoas para o bem ou para o mal. Naturalmente aparecerão pessoas que não gostam de você ou do seu trabalho.

Não interessa o motivo. “O Bruno agora está com a barba por fazer. Não gosto disso, então ele que vá a merda. O Bruno tem essa cara de idiota e não gosto. Ele tem o dente grande. Tem o dente pequeno. Cortou o cabelo. Não cortou o cabelo. A camiseta dele é muito cinza nesse vídeo e não gostei.”

Não interessa. As pessoas às vezes vão inventar motivos para te xingar ou xingar seu trabalho – ou porque elas não gostam das vidas delas ou porque elas realmente não gostam de você e vão tentar achar uma válvula de escape.

Use isso a seu favor e meça. Tem um comediante… Não lembro se foi o Bill Cosby… Eu falei de ofender as pessoas com seu marketing… Mas se você não tiver alguém te xingando e te criticando todos os dias, talvez seja um indicativo de que você não esteja fazendo um bom trabalho.

Ou seu marketing não está polarizado, falando com as pessoas certas com as quais você deve falar, ou você simplesmente não tem o alcance suficiente ainda.

Outro dia eu estava lendo sobre o Gandhi. Gandhi, Madre Teresa de Calcutá… Essas pessoas que são almas boas desse mundo… Você encontrará uma galera enorme de haters para cima deles.

Se nem o Gandhi conseguiu, que esperança eu e você temos de não termos haters? Então, já inverta o frame. Entenda que você fazendo o bem, o mal ou nada, você vai ser criticando. Use isso como uma medida de sucesso.

Quanto mais críticos fervorosos você tiver, significa que seu trabalho está tendo um bom alcance e que você está polarizando a mensagem. Óbvio que se você não estiver vendendo nada no seu negócio, aí tem alguma coisa estranha.

Mas se você vê que tem tanto fãs quanto haters, isso é um bom sinal de que seu marketing está num ponto saudável de colocar a mensagem certa, no lugar certo para que as pessoas vejam e decidam se gostam ou não de você e de seu trabalho.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode assinar o canal clicando num dos botões. Aí você receberá notificações de todos os próximos vídeos que eu postar.

Você pode também clicar no joinha se você gostou desse vídeo. Deixe um comentário abaixo se você tiver qualquer dúvida ou sugestão de pauta para os próximos vídeos.

Por último eu recomendo que você dê uma olhada no meu livro recém lançado: Férias Sem Fim, Trabalhe de Qualquer Lugar, Saia de Férias Quando Quiser e Conquiste a Sua Liberdade Financeira. Você pode ver em FeriasSemFim.com/livro ou num dos links logo abaixo deste vídeo.

Vou ficando por aqui um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Lidar Com Críticas… E Até GOSTAR Delas!

]]>
Já adianto: Críticas serão inevitáveis. Se você fizer coisas boas… você será criticado. Se você fizer coisas ruins… você será criticado. Se você não fizer nada… você TAMBÉM será criticado. Então o segredo não é eliminar elas, Já adianto: Críticas serão inevitáveis. Se você fizer coisas boas… você será criticado. Se você fizer coisas ruins… você será criticado. Se você não fizer nada… você TAMBÉM será criticado. Então o segredo não é eliminar elas, mas sim aprender a lidar com elas! Descubra como hoje nesse vídeo. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Lidar Com Críticas… Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:48
Por Que Você Deveria Ofender Certas Pessoas no Seu Marketing https://www.empreendedor-digital.com/ofender Mon, 08 May 2017 12:23:52 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5316 https://www.empreendedor-digital.com/ofender#comments https://www.empreendedor-digital.com/ofender/feed 1 <p>Sei que parece estranho… mas confie em mim: Você deveria ofender algumas pessoas de vez em quando. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Por Que Você Deveria Ofender Certas Pessoas no Seu Marketing Opa! Bruno Picinini por aqui e nesse episódio de hoje quero recomendar que você ofenda certas pessoas de vez em quando no seu marketing. Tem um <a href="https://www.empreendedor-digital.com/ofender" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/ofender">Por Que Você Deveria Ofender Certas Pessoas no Seu Marketing</a></p> Sei que parece estranho… mas confie em mim:

Você deveria ofender algumas pessoas de vez em quando.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Por Que Você Deveria Ofender Certas Pessoas no Seu Marketing

Opa! Bruno Picinini por aqui e nesse episódio de hoje quero recomendar que você ofenda certas pessoas de vez em quando no seu marketing.

Tem um motivo para isso. Não é só ofender por ofender. É uma estratégia que você pode usar para ganhar posicionamento e autoridade no seu mercado. E é isso que quero explicar no episódio de hoje.

Em primeiríssimo lugar… Não importa o que você fizer… Da maneira que você fizer… Se você tentar ser a melhor alma viva desse planeta… Você vai acabar ofendendo as pessoas.

Ainda mais hoje no Brasil. Parece que é ainda mais exacerbado. Muita gente sofre de um vitimismo enorme. Se você fala de uma maneira, zilhões de pessoas se ofendem por algum motivo.

Aconteceu recentemente com o site da minha namorada. No site dela, ela usava fotos com homens nos artigos. É da área de relacionamentos e a maioria das fotos eram de modelos brancos.

Aí vem um monte de gente falando que o site era racista… Não chegaram a usar o termo racista, mas se achavam no direito de usar fotos com modelos… Não sei se posso dizer “negros”, porque podem se ofender com isso também.

Para ofender as pessoas hoje, é realmente muito fácil. Você não precisa se esforçar. Isso vai acontecer naturalmente. Se é para acontecer naturalmente, o melhor é que a gente aproveite e faça de uma maneira estratégica que te ajude no seu negócio.

Como fazer isso e por que isso ajuda? Se você tentar ser uma boa alma, não ofender ninguém… Não digo para ofender simplesmente por ofender e é isso que vou explicar. Se você tentar ser uma boa alma, tentar fazer o jogo da boa politicagem, não ofender ninguém e não dar uma opinião forte sobre os assuntos, talvez você não ofenda muitas pessoas. Pode ser.

Mas ao mesmo tempo você também não terá fãs muito fortes. E isso não é bom. O marketing bom é naturalmente polarizado. Ou seja, você defenda algo que você acredita com todas as suas forças e quem não gostar daquilo, problema dele.

Sim, você ouvirá críticas. Sim, você ouvirá pessoas te xingando. É até natural. Mas ao menos você também terá fãs muito mais fervorosos que vão te defender com tanta força que essas pessoas que estão te xingando.

É bom que você às vezes ofenda algumas pessoas. Se você não concorda com alguma coisa, com algo que acontece no seu mercado, no seu país e que você acha que vai ajudar a vender mais do seu produto, diga e diga sem medo.

Não é para ofender sem uma estratégia por trás, senão você só vai causar energia negativa. No meu caso como exemplo… Eu muitas vezes vou contra as faculdades. O jeito que as faculdades, pós e mestrados são feitos hoje.

São muito caros… O conhecimento é atrasado… Não todos, alguns se salvam. Mas muitos têm um conhecimento muito atrasado que só serve para perder tempo e não ajuda muita coisa. Então, vou muito contra isso.

Outra coisa… Concursos públicos. Tem cargos que com certeza merecem o dinheiro que ganham, não estou dizendo que não. Mas tem alguns que, sinceramente, é uma várzea. As pessoas ganham uma grana que em qualquer emprego privado não seria nem perto para não ter que fazer nem a metade. E isso não está certo. Não é que todos os problemas do país sejam por isso, mas esse é um dos problemas.

Depender de aposentadoria é outro ponto que no livro do Férias Sem Fim… Se você não conhece você pode visitar FeriasSemFim.com/livro. Eu falo bastante sobre aposentadoria. Depender da aposentadoria como um único plano de longo prazo é um perigo enorme. Daqui há pouco ela pode ser cancelada.

Tem certas coisas que eu não tenho medo de dizer que estão erradas. Isso eu não concordo. Acho isso besteira. Acho isso uma idiotice completa.

No outro vídeo eu falei sobre pessoas que acham que uma empresa não deveria lucrar… Que ela deveria existir sem ter caixa. E que todo dinheiro que ela ganhava deveria voltar ao mercado. Isso é uma ideia idiota. Geralmente, quem fala não tem empresa.

Tem várias coisas assim que eu não me importo nem um pouco de ofender. Não me importo nem um pouco que pessoas se sintam ofendidas quando eu falo sobre isso, porque não é meu público.

Ao ofender essas pessoas… Não estou ofendendo chamando de idiotas na hora – às vezes sim, dependendo do caso. Eu estou simplesmente defendendo minha opinião com a força que acredito que ela está certa.

Quem não gostar, problema dele. Que gostar, vai falar, “Eu gosto do que esse cara fala. Eu concordo 100% com ele. Eu vou junto.” À medida que eu ganho haters, eu ganho fãs com as coisas que eu falo. E isso é muito importante.

Lembre-se disso. O marketing, para funcionar, para ter mais resultados, é naturalmente polarizado. Tem um outro exemplo para você gravar bem na cabeça… É como se você fosse fazer um site sobre seu time.

Não interessa o time para qual você torça. Você torce para um time e vai fazer um site sobre ele. Você vai economizar palavras para xingar o time adversário? Não. Você vai defender o seu time. Você quer fãs do seu time e não de todos os outros.

Se você tenta falar do seu time sem ao mesmo tempo ofender os outros, não vai funcionar. Vai ser um site sem graça. Vai ser um site chatinho. Ninguém vai dar muita bola. Mas não precisa ser agressivo.

Tem um ponto que você passa… Se você sair dando patada por dar patada… Sem um argumento, sem alguma coisa por trás, sem fazer sentido, enjoa. “Você só xinga, só fala mal.” Isso não é bom.

Eu nem perco meu tempo xingando por xingar. Eu foco nas coisas boas, nas coisas do meu mercado. Mas não tenho medo de expor minha opinião sobre o que está errado. É isso que me posiciona no que represento e no que acredito nessa vida.

E isso é bom. Por mais que eu ofenda algumas pessoas, essa “ofensa” é uma coisa boa. É até uma maneira de medir os resultados. Essa era a dica que eu queria passar para você hoje aqui nesse vídeo.

Se você gostou, pode clicar no joinha. Também pode clicar no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Se você quiser saber um pouco mais sobre meu trabalho e dessas coisas que eu gosto de xingar e outras nem tanto… Eu recomendo que você dê uma olhada no meu livro.

Você pode conhece-lo em FeriasSemFim.com/livro. Lá vai ter mais informações sobre ele. Você pode adquirir um dos exemplares para receber em casa e até online. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Por Que Você Deveria Ofender Certas Pessoas no Seu Marketing

]]>
Sei que parece estranho… mas confie em mim: Você deveria ofender algumas pessoas de vez em quando. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas... Sei que parece estranho… mas confie em mim: Você deveria ofender algumas pessoas de vez em quando. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Por Que Você Deveria Ofender Certas Pessoas no Seu Marketing Opa! Bruno Picinini por aqui e nesse episódio de hoje quero recomendar que você ofenda certas pessoas de vez em quando no seu marketing. Tem um Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:02
3 Dicas de Como Definir Seu Preço E Maximizar Seu Lucro https://www.empreendedor-digital.com/maximizar-lucro Thu, 04 May 2017 11:11:54 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5307 https://www.empreendedor-digital.com/maximizar-lucro#comments https://www.empreendedor-digital.com/maximizar-lucro/feed 1 <p>Veja 3 dicas simples de como agregar mais valor e consequentemente aumentar seu preço e lucro dando mais resultados na sua empresa. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. 3 Dicas de Como Definir Seu Preço E Maximizar Seu Lucro Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje eu quero ensinar três dicas de como definir o preço para <a href="https://www.empreendedor-digital.com/maximizar-lucro" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/maximizar-lucro">3 Dicas de Como Definir Seu Preço E Maximizar Seu Lucro</a></p> Veja 3 dicas simples de como agregar mais valor e consequentemente aumentar seu preço e lucro dando mais resultados na sua empresa.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

3 Dicas de Como Definir Seu Preço E Maximizar Seu Lucro

Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje eu quero ensinar três dicas de como definir o preço para seu produto no mercado em que você estiver trabalhando.

A primeira dica, já indo direto para o conteúdo é que provavelmente você está cobrando muito barato pelo o que você oferece. Eu não falo isso só por falar, mas sim acompanhando alunos e clientes que têm negócios online e estão colocando seus produtos à venda na internet.

Eu percebo que a maioria não cobra o suficiente pelo o que entrega. Não estou dizendo para cobrar simplesmente “porque eu posso cobrar”. Realmente o produto deles vale mais e eles estão prejudicando a própria empresa ao cobrar menos.

Isso vai dar uma margem menor de lucro. Talvez a pessoa não consiga fazer o negócio dela funcionar e tenha que voltar para o emprego dela. Em vez de cobrar um valor justo e ajudar a empresa a crescer e consequentemente alcançar mais pessoas que ela pode ajudar… Estou partindo da premissa que seu produto é bom e realmente ajuda as pessoas…

Não vou dizer que é um dever. É algo que você vai fazer… Se você aumentar seu preço com as técnicas certas… Elas vão permitir que você alcance e faça ainda mais coisas. Eu estava falando outro dia com o Rodrigo Polesso que vai fazer um evento do Emagrecer de Vez.

Não sei se ele vai fazer todo ano, mas agora será o seguindo ano seguido. O fato de ele ter esse caixa pelo valor que ele cobra pelos produtos… Ele ganha o suficiente para ter dinheiro para fazer eventos desse porte e aí alcançar mais pessoas e mudar as vidas delas.

Essa é a mentalidade que você tem que ter. Tem um outro vídeo em que falo sobre a questão de vendas no negócio. Você tem que ter um produto que, quando você o vende… Se a pessoa a qual você estava tentando influenciar não comprar, seu produto tem que ser tão bom que você sente de verdade que quem perdeu foi ela, porque aquilo realmente iria ajuda-la.

Com essa mentalidade, é muito mais fácil você vender. Então, a primeira dica é: cuidado para não cobrar barato demais.

Segundo. Uma maneira fácil de ver qual preço você deve cobrar é olhar não o que ele é. Por exemplo: um texto de 225 páginas, 72 vídeos, um site de membros… Mas sim o valor que ele entrega para as pessoas.

Não vou dizer que é óbvio, mas é algo que a gente esquece. Eu vejo que a gente esquece porque noto muitas pessoas criando ofertas que em vez de falar o que a pessoa vai ganhar ao comprar aquele produto. Ela fica se preocupando em falar, “Você receberá 17 vídeos”, “Você receberá um livro com 726 páginas.”

Ninguém quer essas páginas ou esses vídeos. A pessoa quer o resultado que você promete. Você tem que até pensar o contrário. O seu produto está no caminho da pessoa. A pessoa está no ponto A. Você está a prometendo que ela chegará no ponto B.

Entre o ponto A e B há o seu produto. Ela tem que passar pelo seu produto para conseguir o resultado B. É por isso que pílulas, botões mágicos e coisas do dia para a noite vendem tão bem.

Se você tivesse uma maneira através da qual a pessoa pudesse simplesmente, sem precisar consumir qualquer tipo de conteúdo (livro, vídeo)… Simplesmente apertasse um botão e pulasse diretamente para o ponto B, pode ter certeza que ela iria querer isso.

E mais: você provavelmente poderia cobrar mais caro. Você teria uma solução imediata e sem esforço. Entente como é a lógica? Cuidado ao construir seu valor, seja na sua oferta ou na hora de definir seu preço baseado simplesmente na quantidade de coisas que você coloca.

Eu fiz esse erro quando comecei e vejo que muita gente comete. Elas acham que entupir de bônus… “Você receberá zilhões de coisas no meu curso”… E que isso causará algum valor. Isso pode até causar um efeito contrário e assustar a pessoa: “Vou ter que ver tudo isso para ter aquele resultado? É muita coisa. Isso vai me cansar.”

Pense mais no valor que você entrega, e não no formato. Se eu te desse o número da loteria escrito num guardanapo, não seria o guardanapo que estaria definindo o valor, mas sim o benefício que a pessoa iria receber. Pense dessa maneira, porque é o certo na hora de definir o preço.

A terceira dica é que definir um preço não significa que você nunca mais poderá trocá-lo. Não é assim. Até pelo contrário, o ideal é deixar que o mercado diga para você qual é o seu preço.

Se você não for um produto de ticket muito alto – que é mais difícil de se testar – teste muito o preço. Por algum motivo, todas as pessoas acreditam que o que é mais caro é melhor. Às vezes não é verdade, mas é no que a gente acredita.

Então, teste. Já aconteceu muitas vezes com produtos meus e produtos de outros clientes que dobraram o preço e, apesar de esperarmos que a conversão caísse, ela aumentou. Além de cobrar mais, a conversão aumentou pelo fato de que por cobrar mais o produto, na percepção da pessoa ele parecia melhor.

“Bruno, que sacanagem! Seu capitalista, ganancioso!” Se você é um daqueles caras que acha que uma empresa existe para não ter lucro… E que o que ela vender ela terá que devolver tudo ao mercado… Eu dou duas sugestões para você.

A primeira é: saia desse canal. Você está no lugar errado. A segunda é: abra sua própria empresa e tente você fazer isso. É engraçado. Eu já ouvi esse comentário mais de uma vez de pessoas que têm esse tipo de ideia.

Nem vou entrar em detalhes sobre capitalismo ou socialismo. Estou falando dessa ideia específica. Acho que tem umas partes do socialismo que realmente tem que ter na sociedade, para ajudar as pessoas a terem o mínimo necessário. Não vou entrar nessa discussão.

Mas esse comentário imbecil de que uma empresa deveria existir para não ter lucro e só girar o dinheiro… Geralmente as pessoas que falam isso nunca tiveram uma empresa. Comece você uma empresa! “Não, espera aí. Não é bem assim. Quero ficar aqui descansando no meu canto. Você faz a sua empresa e não tenha lucro.” Beleza, ótima ideia!

O seu objetivo com a sua empresa não é só maximizar o lucro por maximizar o lucro. Mas sim o que você pode fazer com caixa e dinheiro – para a sua vida pessoal (as pessoas que você pode ajudar) e, pelo fato de ter caixa, você poderá fazer mais coisas para ajudar ainda mais pessoas.

E óbvio, te dar a vida que você merece, pela qual você batalhou. Com isso em mente, teste o seu preço. Isso pode fazer uma diferença brutal no seu negócio, aumentar seu lucro e faturamento e, consequentemente, expandir de uma maneira que muitos outros testes não dariam.

Uma das primeiras coisas a se testar é o preço. Coloque diferentes preços: 97, 197, 3 de 47. Faça essas brincadeiras com parcelas e você verá… Você pode se surpreender com a diferença que isso pode fazer.

“Bruno, mas e se alguém reclamar que viu um preço anterior?” Quando estamos testando, às vezes acontece de a pessoa ver um preço e depois ver outro. Não tem problema. Se ela viu o mais barato, seja honesto: estou testando ofertas diferentes para ver o que o mercado prefere, mas como você viu as duas, você pode pegar pelo valor mais barato.

Se ela descobriu a venda mais barata, e se ela quiser, ela pode optar por aquela opção. E se ela voltar na outra semana e ver o preço mais alto? Já vi pessoas perguntando isso. Primeiramente: pense quando você compra um produto. Você volta na loja para ver se agora aumentou o preço? Não.

Pode acontecer de você estar passando sem querer e viu. E se viu, isso é normal. Se não aconteceu com você, vai acontecer. Você compra algo (online ou offline) por um certo preço e uma semana depois estava em promoção pela metade do preço. Acontece. Faz parte do mercado.

Se alguém falar, você pode dizer, “Faz parte de uma promoção que eu fiz.” Já aconteceu de alguém ter comprado e depois aparecer uma promoção na outra semana. Por isso que cuido muito para não ficar fazendo desconto ou promoções, senão você acostuma as pessoas a ficarem esperando por isso. Eu quase nunca faço nenhum tipo de desconto ou promoção.

Mas, se acontecer, simplesmente explique. Você não precisa se desculpar. Faz parte do negócio. Faz parte da sua empresa. Faz parte do crescimento como empreendedor.

Essas eram as três dicas que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha. Também clique no botão de se inscrever no canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Eu tenho uma aula de 30 minutos só sobre preços. “O que eu quero com uma aula de 30 minutos?” É uma aula na qual você vai aprender mais dicas e técnicas de como aumentar o valor agregado e percebido, cobrando mais pelo seu produto e permitindo que sua empresa cresça. Por consequência, você lucrará e faturará mais, tendo uma vida melhor. Viu como eu conectei com os benefícios e não falei somente “vídeo de 30 minutos”?

Você pode acessar FeriasSemFim.com. Lá vai ter um treinamento para você participar. Depois, se você quiser, você pode participar do meu treinamento completo onde eu, clientes e alunos estamos criando nossos negócios online e fazendo a diferença nesse mundo – nem que seja na nossa pequena área, mas pouco a pouco crescendo e expandindo.

Era isso que eu tinha para dizer hoje. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
3 Dicas de Como Definir Seu Preço E Maximizar Seu Lucro

]]>
Veja 3 dicas simples de como agregar mais valor e consequentemente aumentar seu preço e lucro dando mais resultados na sua empresa. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para ... Veja 3 dicas simples de como agregar mais valor e consequentemente aumentar seu preço e lucro dando mais resultados na sua empresa. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. 3 Dicas de Como Definir Seu Preço E Maximizar Seu Lucro Opa! Bruno Picinini por aqui. No episódio de hoje eu quero ensinar três dicas de como definir o preço para Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 9:45
Por Que Procrastinamos E O Que Fazer a Respeito https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinamos Tue, 02 May 2017 15:50:02 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5303 https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinamos#respond https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinamos/feed 0 <p>Dicas rápidas de como parar de procrastinar. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Por Que Procrastinamos E O Que Fazer a Respeito Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse episódio de hoje eu quero falar um pouco mais sobre porque a gente procrastina e o que fazer a respeito para executar ideias e projetos. Essa ideia veio porque semana <a href="https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinamos" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/por-que-procrastinamos">Por Que Procrastinamos E O Que Fazer a Respeito</a></p> Dicas rápidas de como parar de procrastinar.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Por Que Procrastinamos E O Que Fazer a Respeito

Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse episódio de hoje eu quero falar um pouco mais sobre porque a gente procrastina e o que fazer a respeito para executar ideias e projetos.

Essa ideia veio porque semana passada eu resolvi fazer a cirurgia a laser para correção de miopia e astigmatismo nos olhos. É um pouco agoniante na hora da cirurgia, mas passa rápido.

Ele tira a parte da frente do olho para operar por trás com laser, onde ele raspa e corrige a miopia. Assim, até uma certa idade, eu não precisarei usar óculos nem lentes. Por isso meu olho ainda tem um pouco do vermelho.

“Por que o Bruno está com o olho vermelho a essa hora da manhã? Será que ele está chapado? Será que ele está fumando alguma coisinha?” Não. É porque fiz essa cirurgia. Ela me deu o assunto desse vídeo porque… Tem duas coisas que fiquei adiando por muito tempo.

Uma era fazer a cirurgia. A outra era fazer um curso de paraquedismo. Eu me prometo isso desde de que tenho 18 anos de idade e não sei porque ainda não fiz. De repente, no segundo semestre, quando eu estiver estabilizado. Agora estou no Brasil viajando.

Eu não sei porque eu ficava enrolando a cirurgia dos olhos. Eu fiquei esses dias me perguntando porque eu procrastinei tanto essa decisão. É engraçado como fazemos isso com vários projetos em nossas vidas.

Aqui no canal eu trato de como criar um negócio online, mas tem tantas outras coisas que fazemos… Coisas que ficam sempre no nível do futuro, assim aquela cenoura que fica na frente do cavalo.

Fazemos isso sem sentido, simplesmente porque não sentamos e definimos quando fazer. Muita gente fala sobre fazer objetivos S.M.A.R.T. Não interessa se você usa ou não essa técnica. Cada letra significa uma coisa, mas é basicamente que seja mensurável e tenha um período específico para ser cumprido.

Isso ajuda. Em vez de você ficar falando “vou pular de paraquedas”, “vou fazer a cirurgia nos olhos”, você pode dizer “eu vou fazer a cirurgia tal dia”. Não precisa definir quando acabará todo o projeto, mas sim que “vou tomar tal primeiro passo até dia tal”.

No meu caso da cirurgia, era simplesmente procurar com quem eu ia fazer a cirurgia, quanto era, coisas simples. E não ficar falando para as pessoas que “um dia” eu farei. Esse “um dia” não é específico e nunca chega.

Não precisa ter toda a resposta de quando você fará aquele projeto. Mas defina aquele primeiro minúsculo passo e ponha uma data nisso porque isso te faz andar. Para ter algo mais concreto, marque no seu calendário, no seu programa de tarefas ou onde você preferir.

Se não, você fará como eu fiz com essa cirurgia. Eu poderia ter feito há muito tempo atrás. Quem usa óculos e um dia quiser fazer, é muito bom. Na hora é meio angustiante, porque ele puxa o olho (por isso está vermelho).

No primeiro dia fica uma sensação de areia no olho. Eu tomei um Dramin e capotei. No dia seguinte eu acordei já praticamente com a visão 100% e quase sem dor. A recuperação é absurdamente rápida. Agora nunca mais precisarei usar óculos ou lente de contato. É muito bom e vale a pena. Eu fiquei enrolando isso, mas consegui finalmente fazer.

A outra dica que eu tenho para falar é que… Teve um outro vídeo em que falei sobre a técnica do 80%. Se você definiu a primeira tarefa que você quer fazer e colocou uma data para essa primeira tarefa… Não se preocupe em ter todas as informações, já que isso é um dos grandes inimigos da produtividade… Não tente ser perfeccionista ou analisar demais as informações necessárias para executar tal tarefa.

Foque na técnica do 80%, que seria obter só 80% das informações que você precisa para colocar em prática e, depois que começar, não se preocupe em completar todo o projeto – a não ser que você esteja pulando de paraquedas! Se você tentar completar só 80%, terá problemas.

“Quero criar uma nova campanha, um novo produto.” Não crie aquele medo injustificado de que você tem que fazer perfeito até o final. Faça até 80% do que der e já comece a colher os resultados. Isso criará aquele momento para você fazer mais e mais, em vez de ficar enrolando e procrastinando.

Essas são duas dicas básicas. É engraçado como a gente pode estudar produtividade e performance e, ainda assim, cair na própria armadilha. Eu fiquei um tempão falando dessa cirurgia, até que eu vi a entrevista com um cara falando que foi a melhor decisão que ele tomou na vida dele.

Às vezes precisamos de um estímulo externo. “Por que eu não fiz isso ainda? Por que não fui atrás e resolvi?” Quando eu li aquilo, a primeira coisa que fiz foi colocar no papel. Eu uso o Wunderlist. É um programa muito bom e gratuito.

Eu coloquei lá “ver quanto custa”, “ver com quem fazer”. Eu fiz com meu oftalmo, que conheço há anos. Em um mês eu marquei e agora já fiz. Agora é só esperar passar o vermelho do olho, fazer a revisão e está tudo certo.

Essas foram as duas dicas de hoje. Coloque uma primeira atividade simples no calendário para você saber até quando fazer. E foque em ter somente 80% das informações. Não tente conseguir todas as informações do mundo, porque às vezes ficamos enrolando nisso. Comece a executar, porque isso começará a dar resultado muito mais rapidamente.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último, eu recomendo que você visite o FeriasSemFim.com. Lá eu conto um pouco mais sobre como criei um negócio online do zero… Eu e tantos outros clientes. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Por Que Procrastinamos E O Que Fazer a Respeito

]]>
Dicas rápidas de como parar de procrastinar. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Dicas rápidas de como parar de procrastinar. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Por Que Procrastinamos E O Que Fazer a Respeito Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse episódio de hoje eu quero falar um pouco mais sobre porque a gente procrastina e o que fazer a respeito para executar ideias e projetos. Essa ideia veio porque semana Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:13
Porque Ultimamente Eu Só Leio Livro de Gente Morta https://www.empreendedor-digital.com/porque-ultimamente-eu-leio-livro-de-gente-morta Thu, 27 Apr 2017 14:57:50 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5300 https://www.empreendedor-digital.com/porque-ultimamente-eu-leio-livro-de-gente-morta#respond https://www.empreendedor-digital.com/porque-ultimamente-eu-leio-livro-de-gente-morta/feed 0 <p>Sei que parece estranho, mas há uma importante lição por trás. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Porque Ultimamente Eu Só Leio Livro de Gente Morta Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo eu queria explicar porque ultimamente eu só leio livros de gente que já morreu. Eu sei que isso pode parecer um pouco mórbido, mas logo fará <a href="https://www.empreendedor-digital.com/porque-ultimamente-eu-leio-livro-de-gente-morta" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/porque-ultimamente-eu-leio-livro-de-gente-morta">Porque Ultimamente Eu Só Leio Livro de Gente Morta</a></p> Sei que parece estranho, mas há uma importante lição por trás.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Porque Ultimamente Eu Só Leio Livro de Gente Morta

Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo eu queria explicar porque ultimamente eu só leio livros de gente que já morreu. Eu sei que isso pode parecer um pouco mórbido, mas logo fará sentido.

Será uma boa dica do que você deve estudar na hora de crescer o seu negócio… Não só seu negócio, mas seu desenvolvimento pessoal, mindset… Tudo aquilo que envolve a nossa vida para ter mais resultados nos negócios, no esporte, nos relacionamentos ou na nossa vida.

Semana passada eu estava em São Paulo. Eu fiz o lançamento oficial do meu livro Férias Sem Fim. Se você ainda não adquiriu uma cópia, você vai poder adquirir. Teve um evento de lançamento que já encerrou, com condições especiais. Agora estou estudando como o colocarei para vender de maneira perpétua. Estou estudando como será o formato. Mas logo ele estará à venda e você poderá adquirir um exemplar dele se ainda não adquiriu o seu.

No lançamento do livro lá em São Paulo, alguém perguntou que experts de fora eu recomendava seguir para aprender mais sobre marketing e empreendedorismo digital. A minha resposta foi justamente essa.

Quanto mais o tempo passa, quanto mais eu estudo e aprendo, mais eu estudo livros e fundamentos de pessoas que já morreram. Por que isso? Não é coincidência. Não é que você tem que morrer para fazer um bom trabalho.

Boa parte dos verdadeiros fundamentos do marketing e empreendedorismo… Isso é muito do que eu vinha falando nos vídeos do treinamento do Férias Sem Fim… Não sei se você participa ou não, mas se você quiser dar uma olhada entre em FeriasSemFim.com.

Eu falo bastante sobre essa ideia. Muitas pessoas na hora de começar um negócio online… Dei uma entrevista para um programa de televisão antes do lançamento do livro que vai sair no SBT e Record News. Vou avisar quando serão os dias, não lembro agora de cabeça.

Justamente perguntaram uma dica que eu daria para quem está começando. Eu falei essa. Muitas pessoas quando vão começar um negócio online… A primeira coisa na qual elas focam é na parte tecnológica.

Elas acham que ter o melhor site, ter a melhor tecnologia… É o que vai diferenciá-las na internet. O que na verdade funciona mesmo é fundamentos e marketing. É você definir claramente o que você vende, para quem e de qual maneira.

Tendo isso bem claro, você depois vai atrás para resolver a parte tecnológica. Sinceramente, a parte tecnológica é o mais fácil – pelo menos para o modelo de negócios que eu ensino no Férias Sem Fim.

Em outros modelos de negócio, pode ser que necessitem uma estrutura mais complexa, mais complicada. Nesse caso a tecnologia vai fazer mais diferença. É uma tecnologia que resolve melhor o problema, como por exemplo o Google na época que foi lançado. Aí já é outro caso.

Para negócios como eu ensino, que são negócios mais simples que qualquer pessoa pode começar (principalmente baseado em infoprodutos), não é a tecnologia que vai dar mais resultado. Pelo contrário, ela pode atrapalhar – e muito – se você deixar.

Você vai ficar tentando fazer um monte de coisas que você acha que está agradando, quando na verdade ninguém dá bola. O que mais vai fazer diferença na hora de criar seu negócio é saber vender, saber posicionar seu produto, saber os verdadeiros princípios do empreendedorismo, ter a cabeça certa para aguentar os solavancos que os negócios têm.

E esses fundamentos já existem há anos e anos. Não é algo que alguém lançou um livro ano passado e vai mudar tudo isso. Isso já existe desde 1910, 1930 e 1940, de alguns empreendedores e outros caras de marketing que criaram livros.

No início, quando não existia toda essa parafernália para nos distrair… Eles focavam realmente nos princípios… Vender produtos através do correio. Mandar uma carta pelo correio para a pessoa botar dinheiro e enviar pelo correio para alguém que ela nem viu para comprar um produto.

Isso é muito mais difícil do que hoje na internet. A internet, na verdade, é só um meio. É por isso que cada vez mais ou estudo mais esses livros… Esse conhecimento do passado em vez de novos cursos e novas informações.

Não que elas não tenham valor. Se eu achasse que elas não tivessem valor, não estaria publicando as minhas. É óbvio que você vai precisar aprender a combinar esses fundamentos com o que é hoje atual.

Se você pegar esses fundamentos que esses caras usavam lá trás para vender um produto através do correio, como você adaptaria para internet? É justamente isso que eu faço no Férias Sem Fim.

Mas pode ter certeza… Se você já participou ou pretende participar, você verá… No Férias Sem Fim, boa parte do curso o foco é empreendedorismo e marketing. É aquilo que realmente faz a diferença e dá resultados.

Depois, as ferramentas, há várias. Eu recomendo algumas gratuitas e pagas que você pode escolher. Mas elas são só para executar a tarefa. Não é o melhor pincel que vai fazer um cara que não sabe desenhar produzir uma obra de arte. É o pintor que sabe usar o material que tem e que vai fazer aquilo andar.

É a mesma coisa num negócio online. “Por ser online, é a tecnologia que importa.” Não é! O negócio online será operado pelos mesmos fundamentos com os quais um negócio físico opera. São os fundamentos marketing e empreendedorismo.

É por isso que cada vez mais eu leio mais livros e tento ir atrás desse conhecimento mais lá trás. Têm todos os fundamentos, mas sem tantas firulas. Algumas pessoas tentam complicar o que não devem e colocam muitas coisas como se fossem a resposta… A nova tecnologia, a nova ferramenta… Quando na verdade é só um princípio lá de trás adaptado para a realidade de hoje.

Essa era a dica/confissão… De como eu estudo hoje em dia… De como eu procuro aperfeiçoar meu trabalho, meu marketing e como avançar meu negócio. É fazendo isso, procurando lá trás os fundamentos de marketing e empreendedorismo.

Talvez você já tenha me visto recomendando alguns dos livros desses caras, Claude Hopkins, John Caples, Victor Schwab, John Carlton. São caras das antigas de copywriting e marketing que realmente criaram a nossa indústria… Criaram o marketing moderno… É com esses caras que tento aprender.

Se você quiser ir atrás e ler todos os livros… Como eu fui atrás… Alguns desses livros chegam a custar 300 dólares… Sem problema algum! Eu recomendo que você faça. Se você quiser pegar o atalho, é isso que eu tento fazer no Férias Sem Fim.

Eu tento pegar esses fundamentos lá trás, que funcionam desde aquela época e continuam a funcionar hoje. A gente age como age pelos mesmos motivos. A gente ainda quer ganhar dinheiro, ainda quer sobreviver, ainda quer procriar, ainda quer cuidar das nossas saúdes… Assim como a gente fazia em 1920, por mais estranho que isso possa parecer.

Se você quiser um atalho para saber quais são esses fundamentos adaptados para o mundo de hoje… Para jogar na internet… Em vez de vender pelo correio ou jornal como eles faziam… Eu recomendo o Férias Sem Fim. Você pode ver em FeriasSemFim.com.

São todos esses fundamentos das antigas adaptados para o mundo moderno já com a recomendação das ferramentas mais simples possíveis para não complicar o que não precisa e focar no que realmente dá resultado. FeriasSemFim.com. Esse é o meu site onde você pode participar desse treinamento.

Depois você pode clicar no botão de joinha, se você gostou do vídeo. Deixe seu comentário aqui abaixo se você quiser saber mais sobre o assunto. Esses dias eu conheci o Renan… Se você estiver ouvindo esse episódio, um grande abraço para você.

É sempre bom saber que existem pessoas que ouvem o podcast no carro ou onde for. É mais uma maneira de juntar essa comunidade e fazer com que essa mensagem chegue ao ouvido de mais pessoas.

Depois não se esqueça de assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Por hoje é só.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Porque Ultimamente Eu Só Leio Livro de Gente Morta

]]>
Sei que parece estranho, mas há uma importante lição por trás. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreended... Sei que parece estranho, mas há uma importante lição por trás. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Porque Ultimamente Eu Só Leio Livro de Gente Morta Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo eu queria explicar porque ultimamente eu só leio livros de gente que já morreu. Eu sei que isso pode parecer um pouco mórbido, mas logo fará Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 8:40
Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível https://www.empreendedor-digital.com/como-reviver-uma-boa-campanha Thu, 20 Apr 2017 11:42:50 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5293 https://www.empreendedor-digital.com/como-reviver-uma-boa-campanha#respond https://www.empreendedor-digital.com/como-reviver-uma-boa-campanha/feed 0 <p>As vezes a gente faz uma boa campanha com ótimos resultados… mas que depois de um certo tempo morre. Será que teria como reviver ela e continuar lucrando? A resposta é SIM. E nesse vídeo mostro como fazer isso. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível Opa! Bruno <a href="https://www.empreendedor-digital.com/como-reviver-uma-boa-campanha" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/como-reviver-uma-boa-campanha">Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível</a></p> As vezes a gente faz uma boa campanha com ótimos resultados… mas que depois de um certo tempo morre.

Será que teria como reviver ela e continuar lucrando?

A resposta é SIM.

E nesse vídeo mostro como fazer isso.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero passar quatro maneiras de como conseguir novamente a atenção das pessoas para uma oferta ou artigo que teve sucesso no passado.

Não sei se você tem seu produto ou não. Se você ainda não tem seu produto, terá dificuldades de ganhar dinheiro online, pelo menos da maneira que eu ensino (criando um infoproduto próprio). É o que eu mostro no Férias Sem Fim. Você pode visitar no FeriasSemFim.com.

Às vezes criamos um novo produto, uma nova oferta ou alguma maneira de chamar a atenção do nosso mercado para as nossas coisas e isso tem um certo esgotamento. Ele atrai um certo tipo de público e depois morre. Então, a gente precisa de maneiras de renovar a atenção das pessoas sem necessariamente criar uma nova oferta inteira.

Se você conseguir fazer, criar uma nova oferta inteira vale a pena. Mas antes de criar essa nova oferta, você deve extrair o máximo possível daquela oferta que já deu resultado e já está pronta.

A melhor maneira de fazer isso é trocando algo que chamamos no copywriting de “lead”. Essa lead não é a lead que as pessoas geralmente se referem no sentido de lead de emails, ou um prospecto. No copywriting, a lead é geralmente os primeiros quatro parágrafos ou os dois primeiros minutos de um vídeo de vendas.

Basicamente, você chamou a atenção da pessoa com um título ou alguma grande promessa e aí você vai introduzir o tema que o vídeo vai tratar. A lead é essa parte. Geralmente 50% das pessoas já vai no primeiro minuto. No segundo minuto, 75% das pessoas já abandonam o vídeo.  Se a pessoa passa dos 2 ou 3 minutos, a tendência é que ela continue até 30, 40 ou 50 minutos, porque ela já viu que aquilo a interessa.

Então, muita gente (70%, 80%, 90%) das pessoas que chegaram na página do seu vídeo viram só o início, não se interessaram e saíram. Então, você não precisa trocar todo o resto. Você pode só trocar aquela chamada inicial para algo que chame mais atenção.

Vou dar um exemplo para meu caso e quatro outros tipos que você pode usar para seu mercado. No meu caso, eu falo sobre como ganhar dinheiro online. Você raramente você me verá anunciar “como ganhar dinheiro online”, porque isso qualquer um pode prometer. É uma questão do marketing básico de posicionamento e como se diferenciar dos outros.

O próprio nome do meu livro e curso representa isso: Férias Sem Fim. Eu puxo mais para o lado de qualidade de vida, viagem, mais tempo, mais liberdade. E o método de como alcançar tudo isso é com um negócio online.

Se eu fizer um anúncio do tipo “ganhe dinheiro”… Todo mundo tem interesse em ganhar dinheiro. Mas isso tem um limite. Eu vou atrair um certo tipo de público. Se eu colocar, “O que você vai fazer na sua aposentadoria?” Só pelo fato de eu falar em aposentadoria e talvez usar a foto de uma pessoa mais velha, eu vou atrair outro tipo de público com outro perfil.

Geralmente serão pessoas mais velhas, com mais dinheiro, com uma carreira. Não obrigatoriamente, mas dá para entender porque vai para esse lado.

Se eu falar “Como ficar em casa com seus filhos”, talvez eu atraia a mãe (casada ou solteira) que quer ficar mais tempo em casa com seus filhos. Não que os pais não queiram, mas a mensagem atrai mais esse tipo de pessoa.

Percebe como mudando a mensagem no lead… Isso não precisa ser só na sua carta de vendas – pode ser no anúncio em si… Eu já atraio um outro tipo de público que pode se interessar pelo meu produto que talvez antes não tinha chego até meu vídeo. É isso que você faz para renovar a atenção e chamar mais pessoas para uma oferta que você já viu que funcionou.

Isso tem um limite. Você começa com o maior público e aquilo já será 60% ou 70% das vendas que você conseguirá. Não imediatamente, mas é ali que estará a maior parte do mercado. O resto é tentar espremer.

Então, você tem que cuidar. Chega num ponto em que não vale a pena ficar trocando o ângulo. Vale mais a pena ir para outra oferta. Mas se você não estiver com um volume grande de anúncios e tráfego, não vai acontecer tão rapidamente. Mas já estou avisando para você manter isso em mente. Então, vale a pena trocar essa lead na sua carta ou vídeo de vendas.

Tem diversos tipos de lead que você pode fazer. Mas existem quatro básicos. O mais básico seria “Como perder peso”, “Como ganhar dinheiro”. Mas agora quero alguma coisa diferente para chamar atenção.

O primeiro deles é em história. Se você já fez uma promessa básica no sentido “como ganhar dinheiro”, pegue um estudo de caso, ou alguma história que aconteceu… Não precisa nem ser de um cliente seu… Obviamente, não vá mentir… E use aquilo como uma história para trazer as pessoas. “Índio do Amazonas descobre forma de ganhar dinheiro online que ninguém suspeitava e agora revela segredo.”

É uma história que vai levar para aquela mesma oferta. Você vai pegar outro público que antes não tinha clicado. De repente eles vão comprar… De repente vão clicar e sair de novo. Por isso, não é só porque você vai trocar sua lead que vai voltar a vender feito água. Mas de repente dê uma renovada suficiente para uma oferta que está comprovada e que você sabe que vende.

O segundo tipo é o tipo de lead para céticos. Em qualquer mercado… Principalmente os grandes… Ganhar dinheiro online, emagrecer e relacionamentos… Muitas tantas ofertas já foram feitas, então as pessoas começam a suspeitar. “Será que isso funciona mesmo?”

Então você fala o que as pessoas estão pensando: “Isso realmente não funciona para a maioria das pessoas.” E aí você explica. Em vez de você falar que funciona par todo mundo, que é super fácil e vai dar certo, você vai na direção contrária. Aí você explica que certas pessoas não vão conseguir, que exige trabalho, sendo honesto, sincero e mostrando o que que precisa mesmo.

“Eu acho que ofereço a melhor chance de conseguir. Não é para todos, mas se você quiser a melhor chance, é comigo. Está aqui o link.” Então, você faz esse tipo de conexão.

O outro é um grande estudo ou grande proclamação. Por exemplo, se algum órgão do governo ou alguma pessoa famosa fez um grande discurso falando alguma coisa… Warren Buffet chega do nada e fala, “Negócios online são o futuro do mundo. Vou investir só em negócios online.” Pode ter certeza que eu no dia seguinte você verá um anúncio meu com a cara do Warren Buffet falando, “Warren Buffet fala que negócios online são a melhor coisa do mundo. Clique aqui logo!”

E aí eu vou conectar com aquela história e falar, “Eu ensino justamente isso.” O Warren Buffet não foi lá e disse que Bruno Picinini é o cara o futuro, mas ele está dizendo que esse tipo de negócio é um bom negócio e vale a pena você dar uma olhada. Esse é o terceiro tipo.

O quarto tipo é parecido com o tipo dos céticos, mas é um pouco diferente. É o de suspeitas. Com esse dá para ser criativo, mas depende de cada mercado. Eu vi um uma vez que era o seguinte… “Será que empresas farmacêuticas criam doenças para vender mais remédios?” Pode ter certeza que muita gente já pensou nisso. Quem gosta de teoria da conspiração já se fez essa pergunta várias vezes.

Talvez não precise ser doenças… Vamos falar de antivírus. Quantas pessoas já se perguntaram se as próprias empresas de antivírus não criam os próprios vírus para ter mercado e vender produtos? Não sei. Mas é uma pergunta interessante. Dá vontade de saber mais. Se aquilo conectar com seu produto, vai fazer sentido e vale a pena você anunciar isso e, depois, conectar com sua oferta.

É claro que tem que fazer sentido. Você pode tentar ser mais criativo, mas tome cuidado. Se você for muito longe, será difícil trazer para sua oferta de uma maneira que faça sentido. Você pode até ter CTR, cliques baratos… Mas talvez não converta.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Lá tem um treinamento do qual você pode participar. E também tem meu curso completo sobre como criar um negócio online do zero… Como eu fiz e muitos dos meus alunos fizeram.

Depois recomendo que você clique no joinha aqui do vídeo se você gostou. Deixe um comentário se tiver dúvida ou sugestão de conteúdo para o próximo episódio. Por último, clique no botão para assinar e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível

]]>
As vezes a gente faz uma boa campanha com ótimos resultados… mas que depois de um certo tempo morre. Será que teria como reviver ela e continuar lucrando? A resposta é SIM. E nesse vídeo mostro como fazer isso. As vezes a gente faz uma boa campanha com ótimos resultados… mas que depois de um certo tempo morre. Será que teria como reviver ela e continuar lucrando? A resposta é SIM. E nesse vídeo mostro como fazer isso. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Reviver Uma Boa Campanha e Tirar O Máximo de Lucro Possível Opa! Bruno Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 9:18
Como Chamar Mais Atenção Dos Prospectos Certos Pro Seu Produto https://www.empreendedor-digital.com/atencao Thu, 13 Apr 2017 11:34:32 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5285 https://www.empreendedor-digital.com/atencao#respond https://www.empreendedor-digital.com/atencao/feed 0 <p>Seja na hora de fazer anúncios ou simplesmente disparar um e-mail, você precisa saber como conseguir a atenção dos prospectos certos pro seu produto. Essa é uma maneira simples de se fazer isso que funciona muito bem. Assista e me diga o que acha. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Chamar Mais Atenção Dos Prospectos Certos Pro Seu <a href="https://www.empreendedor-digital.com/atencao" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/atencao">Como Chamar Mais Atenção Dos Prospectos Certos Pro Seu Produto</a></p> Seja na hora de fazer anúncios ou simplesmente disparar um e-mail, você precisa saber como conseguir a atenção dos prospectos certos pro seu produto.

Essa é uma maneira simples de se fazer isso que funciona muito bem.

Assista e me diga o que acha.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Chamar Mais Atenção Dos Prospectos Certos Pro Seu Produto

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero passar uma dica para você de como aumentar seu CTR nos seus anúncios, nos seus emails… Em todos os formatos de mídia em que você quiser divulgar seu trabalho.

Basicamente como conseguir mais atenção para que as pessoas consumam suas mensagens. E por fim, se seu funil estiver feito da maneira correta, comprar seu produto ou seja lá o que você tiver oferecendo.

A maneira para fazer isso é algo que muitas empresas fazem muito bem e vale a pena dar uma olhada. É relativamente simples, mas poucas pessoas fazem. Se você olhar a maioria dos anúncios que aparecem em Facebook, Adwords e no próprio Instagram (que vem do Facebook), você verá que a maioria acaba optando por uma fórmula meio padrão que vai direto só falando do benefício.

Por exemplo, “Como gerar anúncios matadores que geram 300% mais de lucro.” “Como ganhar dinheiro.” “Como perder peso.” Só falam diretamente do benefício. Se você conseguir fazer isso funcionar, ótimo, porque é o mais direto ao ponto. Mas ele tem alguns problemas e desvantagens.

O primeiro é correr o risco de ser interpretado muito como anúncio. Assim que a pessoa vê aquela promessa, ela já acha que aquilo é um anúncio. A maioria das pessoas sabe que aquilo é um anúncio – ainda mais por estar escrito “patrocinado” –, mas não é tanto assim. Eu trabalho no mercado de marketing e empreendedorismo digital, então mais pessoas entenderão que isso é um anúncio. Mas dependendo do seu mercado isso não é tão claro.

Então, se você fizer algo que tiver mais cara de anúncio, a chance do seu CTR diminuir é mais alta, por mais que ofereça um benefício claro e direto – porque parece um anúncio. Parece que é algo que alguém que estaria anunciando criou (o que é verdade, porque você está anunciando).

Então, qual é a solução? Não estou dizendo que vai sempre funcionar, mas vale o teste. Às vezes você deve tentar ir de uma maneira indireta, chamando atenção das pessoas por algo que já está na cabeça delas.

Essa é uma regra que jornalistas aprendem ou usam. A melhor maneira de começar uma notícia é começar onde seu prospecto já está. Uma empresa que faz isso muito bem – a qual eu tive o prazer de visitar e conhecer o Caio – é o pessoal da Empiricus.

Você provavelmente já viu um anúncio deles, porque eles fazem anúncios em todos os lugares possíveis por um motivo simples: o funil deles converte. Eles são muito bons em fazer esse tipo de proposta. Eles fazem anúncios com “temas temáticos”.

Eles pegam temas atuais que estão nas cabeças e bocas das pessoas no dia a dia. Um deles é um relatório sobre o Trump: “Trump assumiu. O que fazer com seu dinheiro?” É um tema que está em pauta e a chance de isso conseguir mais cliques é muito mais alta.

No mercado de marketing digital têm muitas pessoas com problemas ao anunciar no Facebook. O Facebook pode banir as contas e as regras não são muito claras – ao contrário do Adwords, que já está há mais tempo fazendo anúncios e já tem uma estrutura maior.

Se você faz algum anúncio que quebrou uma regra, eles reprovam seu anúncio, mas não banem sua conta do nada sem chances de voltar atrás. Eles conversam com você e mostram o que você deve tirar do seu site para eles te liberarem. Eu já fiz isso com o meu próprio site. Por se tratar de “ganhar dinheiro online”, é fácil de ser banido.

Eu lembro de uma época em que isso começou a aparecer mais recorrente e alguém começou a fazer anúncio falando, “Teve sua conta banida? Veja como anunciar!” Como esse era um tema que já estava na boca e na cabeça das pessoas, a chance de chamar atenção era muito maior.

Então, como dica prática… Eu crio uma pasta dentro dos meus favoritos em que eu coloco sites de notícias (Globo, R7, Gnews). Eu tenho uns 7 ou 8. Quando eu quero buscar inspiração para algum email, eu clico para abrir todas as abas de uma só vez e passo por todos rapidamente vendo as principais manchetes.

Aí eu procuro padrões para ver se tem alguma notícia que está se destacando em todos eles… Que eu acho que eu consigo fazer um gancho e puxar para meu mercado. É obvio que cada mercado será mais ou menos fácil.

O pessoal da Empiricus, que é de finanças, tem uma relativa maior facilidade para conseguir temas atuais para puxar para o assunto deles. Para o meu, que foca mais em marketing e empreendedorismo, é mais difícil.

Mas se o seu mercado é saúde, já não é tão difícil, porque direto saem notícias. Descobrem que certa coisa dá câncer… E que outra coisa que prevenia câncer agora parou de prevenir. Enfim, sempre tem uma coisa nova aparecendo sobre saúde que você pode usar para seu mercado.

Nos outros mercados você tem que ser criativo. De repente alguma notícia sobre algum casal famoso que separou, se juntou… Brad Pitt e Angelina Jolie… Você pode usar isso como tema para fazer um argumento e trazer para seu produto.

É óbvio que daí você precisa de um bom copywriting. Nem precisa ser tão bom assim, mas você precisa conectar os fatos. Não adianta colocar uma notícia nada a ver que não consegue conectar com seu produto. Tem que ter uma certa conexão.

Essa era a dica que eu queria passar para vocês hoje. Se você gostou, você pode dar um joinha. Também clique no botão de assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Nessa semana temos a promoção de lançamento do livro Férias Sem Fim. Estou sem a cópia dele para mostrar no vídeo novamente. Mas é só você clicar num dos links aqui abaixo ou visitar FeriasSemFim.com/livro. Lá você pode adquirir um exemplar, já tendo acesso à versão digital imediata e depois a versão física quando você receber em sua casa.

Era isso que eu tinha para falar hoje. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Chamar Mais Atenção Dos Prospectos Certos Pro Seu Produto

]]>
Seja na hora de fazer anúncios ou simplesmente disparar um e-mail, você precisa saber como conseguir a atenção dos prospectos certos pro seu produto. Essa é uma maneira simples de se fazer isso que funciona muito bem. Assista e me diga o que acha. Seja na hora de fazer anúncios ou simplesmente disparar um e-mail, você precisa saber como conseguir a atenção dos prospectos certos pro seu produto. Essa é uma maneira simples de se fazer isso que funciona muito bem. Assista e me diga o que acha. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Chamar Mais Atenção Dos Prospectos Certos Pro Seu Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:56
Desenvolva UMA Habilidade de Destaque… E Não 10 Medianas https://www.empreendedor-digital.com/uma-habilidade Thu, 06 Apr 2017 14:24:42 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5280 https://www.empreendedor-digital.com/uma-habilidade#respond https://www.empreendedor-digital.com/uma-habilidade/feed 0 <p>Quebrei 3 copos esses dias aqui em casa. E daí? E daí que isso me fez lembrar uma importante lição para nossos negócios. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Desenvolva UMA Habilidade de Destaque… E Não 10 Medianas Opa! Bruno Picinini por aqui e eu queria fazer uma pergunta para você. Você, por acaso, já fez alguma merda tão <a href="https://www.empreendedor-digital.com/uma-habilidade" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/uma-habilidade">Desenvolva UMA Habilidade de Destaque… E Não 10 Medianas</a></p> Quebrei 3 copos esses dias aqui em casa. E daí? E daí que isso me fez lembrar uma importante lição para nossos negócios.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Desenvolva UMA Habilidade de Destaque… E Não 10 Medianas

Opa! Bruno Picinini por aqui e eu queria fazer uma pergunta para você. Você, por acaso, já fez alguma merda tão grande a ponto da sua namorada rir da sua cara? Foi justamente isso que aconteceu. Isso serviu pelo menos, para eu passar uma lição no vídeo de hoje. Acho que que é algo que a maioria das escolas, sistemas de educação e faculdades fazem errado.

Eu estava lavando louça outro dia. Afinal, até o Bill Gates faz isso. Eu consegui quebrar três copos na mesma lavada. Pelo menos não foram três separados. Eu tinha empilhado os três. Eu derrubei a pilha inteira e quebrei os três copos.

Mas essa não é a primeira vez que isso acontece. Eu gosto de tomar um bom vinho todas as noites, no jantar. Uma ou duas taças. Como estou sempre usando copos, as chances de eles quebrarem é maior. E eu sou campeão em quebrar taças de vinho, porque elas não se equilibram muito facilmente.

O que isso tem a ver com a ideia do vídeo de hoje? Qual lição podemos tirar para as nossas vidas ou negócios online? Primeiramente… Eu sou péssimo para falar louça. Já deu para ver isso. Não é a área em que vou me destacar. Não vou criar um curso sobre como lavar a louça em três minutos sem quebrar um copo, porque não sou bom nisso.

Mas não é a área em que eu pretendo ser o melhor do mundo. Não é a área em que eu me dedico. Eu me dedico na parte de marketing e empreendedorismo digital. É com isso que vou me preocupar em ser o melhor que eu posso ser.

Obviamente, estou exagerando contando esse caso que aconteceu. Mas pense só como a maioria das instituições de ensino do mundo inteiro (não é um problema só do Brasil) ensinam… No colégio você ainda não tem muito discernimento para saber o que é certo e errado.

Para que você tem que aprender química, literatura, matemática, história, geografia? É claro que é importante aprender e ter uma noção geral. Química eu acho um pouco exagerado. Mas aí é outro papo, não vou entrar em detalhes.

Aí você estuda, faz as provas, faz os trabalhos… E adivinha qual seus pais e professores falam para você estudar mais? Aquelas em que você foi mal! Naquelas que você foi bem, você já está bem e não precisa fazer mais nada.

Mas na sua vida adulta, essa é a pior maneira de conduzir sua vida, seus negócios e suas habilidades. Em vez de você escolher uma habilidade que você faz muito bem, se destacar e ser pago por isso, você terá 10 habilidades medíocres… Dez defeitos que você levou um pouco acima da mediocridade.

Isso não te levará a lugar algum. É óbvio que no colégio você não fará isso, porque você precisa aprender as outras matérias. Mas o certo na vida, nos negócios, na sua profissão como carreira não é ter 10 habilidades fracas ou medianas. É ter uma em que você é muito bom e colocar todas as forças ali.

Em outro vídeo eu falo sobre isso. A sua rotina diária ideal deveria ser uma em que você passa 80% do tempo só fazendo aquilo que você mais gosta, que você se destaca, que é fácil para você e que não só não cansa, mas como te energiza. É algo que faz o tempo simplesmente voar – o que chamamos de “entrar no flow”.

Então, muito cuidado. Se você não é bom em design, não tente melhorar seu design. Contrate alguém que é bom para isso. Se você não é bom em copy, contrate alguém para isso. Essa é uma das áreas perigosas, porque você tem que entender um pouco para contratar alguém, já que é algo que decide seu negócio. Copywriting é a arte da persuasão escrita, por vídeo ou o que for.

Então, não faça como faculdades que fazem com que você desenvolva um monte de habilidades medianas em vez de escolher uma para se especializar. Qual é a sua? Isso você que tem que decidir. Algumas pessoas são muito boas em organizar eventos, como por exemplo o Samuel Pereira. Logo em seguida vou começar a promover o evento dele.

Ele terá o evento nos dias 19, 20 e 21 de maio em São Paulo, se não me engano. Vou participar e já te convido para participar. É só procurar Segredos da Audiência Ao Vivo para encontrar o site. Se não vier comissão para mim como afiliado não tem problema algum, porque é um evento bacana.

O Samuel é um cara muito bom em organizar pessoas, eventos ao vivo e coordenar tudo isso, que é um trabalho enorme. Eu não gosto disso, não sou bom nisso, então nem tento fazer. Hoje em dia não é uma opção que eu queira fazer. Não quero ter que organizar eventos ao vivo. Talvez eu venha fazer no futuro, mas não hoje. Então, deixo para ele, um cara que faz isso e gosta de fazer isso.

O que eu mais gosto e no que eu me dedico de corpo e alma é a parte de copywriting (vendas, persuasão, marketing). Essa é a parte que, no meu negócio, me traz o maior retorno possível. Eu não faço design de maneira porca, mas não faço como o Henrique Carvalho. Essa é a área de destaque dele. Por isso que ele investe o que ele investe na parte de design. É onde ele se destaca.

Cada um terá suas habilidades e suas forças. Mas muito melhor do que ficar tentando atingir todos, é escolher uma e se destacar. Isso vale até para anúncios em redes sociais. Em vez de criar um perfil no Instagram, no Facebook, no Snapchat e na nova rede social que desaparecerá em seis meses, foque em escolher uma e bote todas as energias lá. É um caminho muito melhor do que dispersar suas forças em redes medianas. Tenha uma mais forte.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou dessa dica e quer mais, você pode visitar FeriasSemFim.com. Lá tem um treinamento online gratuito do qual você pode participar. Depois, clique no botão para dar um joinha.

Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Espero que hoje eu não quebre nenhum copo. Não quebrarei nenhum copo porque jantarei fora. Comerei uma bela pizza com um belo vinho. Posso quebrar a taça do vinho na janta, mas pelo menos não será minha taça. E aí não tem problema algum. Não é bem verdade, mas quase isso.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Desenvolva UMA Habilidade de Destaque… E Não 10 Medianas

]]>
Quebrei 3 copos esses dias aqui em casa. E daí? E daí que isso me fez lembrar uma importante lição para nossos negócios. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder ... Quebrei 3 copos esses dias aqui em casa. E daí? E daí que isso me fez lembrar uma importante lição para nossos negócios. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Desenvolva UMA Habilidade de Destaque… E Não 10 Medianas Opa! Bruno Picinini por aqui e eu queria fazer uma pergunta para você. Você, por acaso, já fez alguma merda tão Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:03
Trabalho Não É Proporcional a Resultados (E Pior: Você Não Merece Nada) https://www.empreendedor-digital.com/principio-de-pareto Mon, 03 Apr 2017 12:33:23 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5267 https://www.empreendedor-digital.com/principio-de-pareto#respond https://www.empreendedor-digital.com/principio-de-pareto/feed 0 <p>Seria possível trabalhar MENOS e ganhar MAIS? Talvez. Percebeu que esse é um assunto recorrente aqui? Não é sem motivo… Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Trabalho Não É Proporcional a Resultados (E Pior: Você Não Merece Nada) Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero falar um pouco mais sobre a Lei de Pareto e <a href="https://www.empreendedor-digital.com/principio-de-pareto" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/principio-de-pareto">Trabalho Não É Proporcional a Resultados (E Pior: Você Não Merece Nada)</a></p> Seria possível trabalhar MENOS e ganhar MAIS?

Talvez.

Percebeu que esse é um assunto recorrente aqui?

Não é sem motivo…

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Trabalho Não É Proporcional a Resultados (E Pior: Você Não Merece Nada)

Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero falar um pouco mais sobre a Lei de Pareto e sobre porque trabalho não é diretamente proporcional a resultados e quais tipos de lições podemos tirar disso.

Estou gravando esse vídeo à noite, por isso a iluminação não está tão boa. Acabei de chegar de viagem. Eu queria gravar esse vídeo para falar sobre isso e sobre meu livro. Um livro físico, com páginas, para se tocar.

Vou lançar logo em seguida. Se você está na minha lista, você receberá um aviso. Tem também um evento ao vivo para você participar. Você poderá adquiri-lo junto com outros bônus e promoções que eu vou preparar.

O livro é o Férias Sem Fim – Trabalhe de Qualquer Lugar, Saia de Férias Quando Quiser e Conquiste Sua Liberdade Financeira. Gostei bastante da capa. Acho que passa bem a ideia que eu quero com o livro.

Já chegou em algumas livrarias. Eu falei para não comprar nas livrarias ainda porque eu vou fazer uma promoção especial online com muito mais bônus. Vai valer muito mais a pena. Mas algumas pessoas já me mostraram que haviam comprado. Não tem problema algum.

Voltando ao assunto do vídeo em si… 80/20, Lei de Pareto, ou o que for. Hoje em dia, acho que muitas pessoas entendem essa lei. Vou explicar rapidamente. Pareto foi um economista italiano nos anos 1800. Ele descobriu que 20% das pessoas tinham 80% das riquezas.

Quando ele percebeu isso, ele começou a aplicar nas outras coisas. 20% pessoas no trabalho geram 80% dos resultados… e essa proporção segue em muitos outros lugares. Se você não conhece, digite “Lei de Pareto” no Google para saber mais. Mas é basicamente isso.

Para os nossos negócios o que importa é que 20% dos nossos esforços vão gerar 80% dos resultados. Até aí, tudo bem, não é difícil entender. Eu fiz uma viagem agora pela América Central. Também li um livro do Richard Koch, chamado “80/20”. Ele fala muito sobre a aplicação prática do princípio.

Um dos pontos que mais me chamou atenção é que, se 20% gera 80% dos nossos resultados, o que aconteceria se a gente simplesmente parasse de fazer esses outros 80% que só gera 20% dos resultados? Seria algo interessante.

Existem tarefas que são realmente essenciais, mas não geram resultados diretos, como acertar o site ou arrumar alguma coisa. Mas se a gente eliminasse todas as outras e ficasse só com 20% que gera 80% dos resultados… Não valeria mais a pena?

Vamos além… Se a gente conseguisse primeiramente identificar esses 20% e depois só manter as atividades que fazemos durante o dia, por mais que seja um dia de 8 horas, com atividades desse 20%? Quanto cresceria o rendimento, lucro e negócios com uma mudança assim?

A questão é: como identificar esses 20%? Não é nada fácil. Já falei disso bastante em vários vídeos do canal. Essa questão do 20/80 e do trabalho em si, eu acho para lá de importante. Não é que você não deva trabalhar 8, 10, 14 horas. Essa é uma decisão completamente pessoal. Você pode, se quiser.

Se sua empresa obriga, você não tem escolha. Mas com um negócio online próprio, é uma decisão sua. Geralmente, no início, a gente começa trabalhando muito mais. E depois a tendência é que nosso trabalho passe a ser mais inteligente. A gente começa a ser mais pago pelas ideias do que pela execução em si.

Então, dependendo do estágio em que você está no seu negócio… Tem uma linha aqui em cima que é a quantidade de horas trabalhadas (pode ser medida em horas, esforço, suor). Aqui embaixo tem outra linha que vem acompanhando que são os resultados (pode ser medida em reais, qualidade de vida).

A tendência é que você comece com muito trabalho e com quase zero de resultados. Você continuará trabalhando, com resultados ainda zero. Aí chega num ponto em que os resultados começam a dar uma pequena levantada e o seu trabalho continua pesado. Isso vai indo assim até que, pouco a pouco, seus resultados comecem a inclinar mais e seu trabalho começa a reduzir.

Chegará num ponto que é literalmente o X da questão, no qual as duas linhas cruzarão. Assim, você trabalhará menos e ganhará mais. O 20/80 prega justamente isso. Pode ser 5/95, 10/90, não interessa. Cada vez mais, uma pequena dose de esforços gera muito mais resultados.

Quando cruza esse X, a proporção de trabalho e resultados começa a inverter. É por isso que trabalho não é proporcional a resultados. Sim, você não pode esperar trabalhar 1 ou 2 horas por dia para sempre e nunca ter resultados. Mas isso vai, com calma, te levando aos resultados.

Uma dou duas horas por dia é o que ensino no Férias Sem Fim. Eu ensino dessa maneira porque eu sei que muitos têm emprego. Muitos começam aí para depois largar e terem seus negócios 100% online. É uma opção sua.

Depois que você sair, você poderá colocar um pouco mais de tempo para gerar mais resultados, passando pelo X da questão e começando a trabalhar menos. Acho que vale muito a pena manter em mente essa questão do 20/80.

Procure o tempo inteiro quais são as atividades que são seus 20%. Esse é um assunto que talvez você já conheça. Só de eu ler e trazer ao meu subconsciente a ideia do 20/80, isso já começou a otimizar meus negócios.

Um exemplo: anúncios. Eu cometia um erro com anúncios. De três anúncios, sempre tinha um muito ruim e um muito bom. O muito ruim você para. Os piores não são os ruins. São os médios, porque você fica tentando salvá-los.

Os que são muito ruins você simplesmente pausa e esquece. Os que estão muito bons você não precisa mexer. Mas os do meio você fica tentando salvar. Aí que está o erro. Não fique tentando salvar os do meio. Eles já estão meia boca. Pause os quatro e foque naquele que deu muito certo.

Em vez de ficar fazendo split test de anúncios e páginas com esses do meio para tentar salvar uma campanha, pegue aquele que já mostrou logo de cara que bomba – se você teve a habilidade para fazer isso – e foque em melhorá-lo.

Meu negócio fala sobre negócios online, estilo de vida, viagens. Mas o marketing dele eu bolei quando estava num cruzeiro na Europa. É uma ideia que me pagou e me gerou muito mais lucro do que tentar várias pequenas ideias ou tentar otimizar uma ideia que não deu resultado.

Eu vi aquela que funcionou muito bem e investi todo meu tempo lá… Páginas, anúncios, livro. Por mais que você já conhecia o 20/80, vale a pena trazer à tona e ficar o tempo inteiro se perguntando se você está focando naqueles 20% que vão gerar os 80% de resultados.

Cuidado. Aqueles que estão no meio são os mais perigosos. Você ficará tentando salvá-los porque não estão nem ruim nem bons o suficiente. O tempo que você perde tentando otimizar uma página ou produto mediano você poderia estar criando outro que, logo de cara, poderia estar com o dobro dele.

Tente fazer isso porque fará muita diferença não só no seu negócio, mas na sua qualidade de vida para poder trabalhar menos e ter mais resultado. É o X da questão, no ponto que cruza. Trabalho não é proporcional a resultados. Você pode trabalhar o tempo que quiser.

Muita gente adota a pior palavra que você pode adotar… “Você merece alguma coisa.” Ninguém merece nada. Nem eu, nem você, nem nossos pais, nem o governo. A gente trabalha e talvez venham resultados e talvez não. Mas a gente não merece nada só porque trabalhamos.

Se fosse assim, todo mudo que está trabalhando 12 ou 14 horas por dia mereceria muito mais. Não fique na esperança de merecer algo, porque isso só vai ferrar sua cabeça e te fará cobrar algo que, por direito, não é seu. Trabalhe, veja se deu certo e otimize. Busque o 20/80 para ir para o próximo nível de resultados.

Era isso que eu queria falar. Recomendo que você clique no link. Não lembro se o link leva para o site ou para o livro. Vou lançar esse vídeo antes do livro, então talvez o link caia no meu treinamento online. Mas se o livro já estiver lançado, o link te levará para a página para adquirir o livro em versão física e digital, além de alguns bônus extras que eu passarei.

Clique no joinha do vídeo e no botão para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Vou ficando por aqui. Vou abrir um belo Malbec para finalizar essa semana para começar a segunda-feira com o pé direito.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Trabalho Não É Proporcional a Resultados (E Pior: Você Não Merece Nada)

]]>
Seria possível trabalhar MENOS e ganhar MAIS? Talvez. Percebeu que esse é um assunto recorrente aqui? Não é sem motivo… Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder n... Seria possível trabalhar MENOS e ganhar MAIS? Talvez. Percebeu que esse é um assunto recorrente aqui? Não é sem motivo… Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Trabalho Não É Proporcional a Resultados (E Pior: Você Não Merece Nada) Opa! Bruno Picinini por aqui. No vídeo de hoje eu quero falar um pouco mais sobre a Lei de Pareto e Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 10:20
3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos https://www.empreendedor-digital.com/iniciativa Thu, 30 Mar 2017 13:35:10 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5262 https://www.empreendedor-digital.com/iniciativa#respond https://www.empreendedor-digital.com/iniciativa/feed 0 <p>Sem iniciativa você não vai longe. Veja 3 dicas simples de como ter mais iniciativa e acabar seus projetos. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. 3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo eu quero passar 3 dicas de como ter mais iniciativa na sua vida e nos seus negócios. <a href="https://www.empreendedor-digital.com/iniciativa" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/iniciativa">3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos</a></p> Sem iniciativa você não vai longe. Veja 3 dicas simples de como ter mais iniciativa e acabar seus projetos.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos

Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo eu quero passar 3 dicas de como ter mais iniciativa na sua vida e nos seus negócios. Agora, para me ajudar com esse vídeo, estou gravando aqui diretamente de Bogotá, no último dia antes de acabar essa viagem que eu fiz pela América Central.

Se você acompanha os vídeos do meu canal, está cadastrado na minha lista de e-mails, eu sempre falo com as pessoas na comunidade que a gente tem. Se você quiser é só visitar FeriasSemFim.com.

Você deve ter acompanhado que eu fiz essa viagem por aqui. Agora em Bogotá, que é a última cidade antes de voltar para o Brasil. Logo antes eu estava em Cartagena. Por que eu cito isso? Porque lá eu fui fazer mais aulas de kitesurf. Eu tinha feito antes em Belize e em Cuba, que é um esporte que eu estou aprendendo agora e eu queria fazer mais aulas para avançar. Já vi que é realmente fantástico. Não sei se você faz ou conhece, mas é um esporte para lá de bacana de se fazer.

E em Cartagena eu estava fazendo e lá tem uma ventania enorme. Eu até não sei porque Cartagena é tão famosa assim. Eu achei até a cidade um pouco turística demais. O tempo todo caminhando na rua gente tentando vender chapéuzinho, sombrero, taxi buzinando. Tem muito vento na praia, por isso é bom para kite. Então a praia em si nem é tão boa.

Mas enfim, fui fazer kite e depois eu estava falando com outra pessoa sobre o esporte. Ela estava me perguntando sobre como era o kitesurf, o que precisava de equipamento, quanto custava. Essas perguntas até aí são normais, mas aí ela começou a fazer perguntas do tipo que demonstravam que ela tinha bastante medo de começar a afazer o esporte.

“Mas o que acontece se eu perco o kite lá no fundo do mar? Ou se eu perco a prancha? Como eu recupero? E se acontece alguma coisa? E se a prancha me acerta?”  Às vezes a gente faz isso na nossa vida e nos nossos negócios e são coisas que podem ou não vir a se realizar.

E a gente fica construindo aquela ansiedade na nossa cabeça que talvez nunca aconteça. A minha namorada faz muito isso na hora de voar, porque ela tem um pouco de medo de voar. É um medo obviamente injustificado, porque você tem bem mais chances de morrer na rua, ou no seu carro, ou atravessando a rua, do que num avião (as estatísticas mostram isso).

Mas pela maneira como o avião acontece ela tem esse medo e ela fica olhando o tempo, por exemplo, se vai estar chovendo, se está trovejando ou não. Mas, por mais que esteja chovendo, o que ela vai fazer a respeito? Não pode fazer nada a respeito. Ela vai lá e voa. Então não vale a pena olhar.

Mas, voltando ao assunto… Ele estava perguntando tudo isso e dava para ver que aquilo travava ele. Ele já tinha pensado em fazer, mas não ia, não fazia… Ficava enrolando com esses medos infundados que ele tinha sobre o esporte.

Então, a primeira dica das três dicas que eu vou dar é simplesmente: parar de ficar analisando as possíveis situações que podem ou não vir a ocorrer. Vai lá e faz. Veja o que acontece. Talvez todos aqueles medos não se realizem. Óbvio que se for algo muito perigoso você tem que pensar umas 20 vezes, mas algo assim que tantas outras pessoas já fizeram. É muito mais da nossa cabeça do que de verdade.

Então, de novo, como eu falei, quase não é uma dica. São tantas pessoas que eu já vi que ficam falando por anos e anos a fio que vão fazer isso… Que estão estudando… Que falaram com não sei quem… Que estão pesquisando a ideia maluca que tiveram… Ou nem maluca, uma ideia boa. Vai lá e faz. Veja o que acontece.

Já vai responder um monte de perguntas que só a análise não ajuda. Então essa é a primeira dica, que por mais idiota que seja serve como lembrete para mim, para você e para todos nós que quando ficarmos nessa enrolação: vá lá e faça.

Tem uma piscina ali para entrar. Tem muitas pessoas dentro, mas muitas pessoas fora e você fica ali tentando descobrir se a água da piscina está quente ou fria, perguntando para as pessoas, fazendo pesquisa, enviando e-mail para sei lá quem. Pule logo na piscina e veja se a água está quente. Você vai descobrir rapidamente, mas se você sair acabou. Essa então é a minha primeira dica.

A segunda dica que eu queria passar é que uma das grandes travas para falta de iniciativa é que as pessoas às vezes tendem a querer analisar demais ou obter informações demais além do que ela precisa para começar.

E para vencer essa barreira, tem uma regra bem simples. É algo que eu aprendi com o Dan Sullivan que é a regra dos 80%. Ela serve tanto para completar os projetos, como para antes. Porque pegar as informações para começar um projeto já é um projeto ou uma parte daquele projeto.

Não foque em ter todas as informações necessárias para começar a dita tarefa. Foque em conseguir 80%. E depois, de acordo com o que eu falei no outro vídeo, quando você começar o projeto, foque também em acabar 80% do projeto, que provavelmente vão dar a maior parte dos resultados para bom ou para ruim. Assim você saberá se está no caminho errado ou se está no caminho certo, e continuará evoluindo.

Para as informações vale a pena também usar essa dica. Foque. Ponha como objetivo: de todas as informações que eu posso conseguir no mundo sobre determinado assunto, eu vou conseguir até 80%. E quando eu bater ali, eu vou agir.

Vou pegar essas informações, por mais que tenham algumas que eu ainda não tenha certeza, e vou fazer alguma coisa. No caso de negócios online, que é do que eu trato aqui, criar um site, criar um anúncio, criar um produto, criar uma oferta, criar uma isca digital, criar um eBook, não sei. Mas faça alguma coisa que isso vai dar respostas muito mais rapidamente do que se você ficar só pesquisando e pesquisando. Então essa é a segunda dica.

Como terceira dica, é algo que vem um pouco da programação neolinguística. Pode ser usada na hora da persuasão, mas também usar para nós mesmos, para conseguir uma alavancagem de nós mesmos. Entender como a gente funciona, o que nos motiva, o que nos decepciona, o que nos põe para baixo e usar isso para ter melhores resultados na nossa vida.

Então, se você enrolar para começar um negócio, busque entender porque você está enrolando e busque colocar no papel aquela atividade que você quer fazer. Vamos supor: você quer começar a correr todos os dias para perder peso, quer criar um negócio online. Quer começar um negócio online mas está enrolando, ou por falta de informação, ou porque não tem ideia, ou sei lá porque… Porque sua vó teve que ir para o hospital… Cada um inventa uma coisa.

Aparecem todos os tipos de desculpas que no final são só desculpas. Ou você tem resultados, ou você tem desculpas: ponto. Todo mundo tem zilhões de problemas e urgências, mas a gente dá um jeito para encontrar as prioridades que a gente quer fazer e fazemos acontecer.

Então veja bem aquilo que você quer fazer e coloque num papel em duas colunas, para ficar mais fácil. O que eu vou ganhar quando esse tal projeto finalizar (que eu presumo que é um negócio online) e o que eu vou perder ao não realizar esse projeto.

Esses são geralmente os dois maiores motivadores dos seres humanos: o que a gente vai ganhar com aquilo e o que a gente vai perder em não fazer aquilo. Então o que você vai ganhar ao criar um negócio online… Por exemplo: mais liberdade, mais qualidade de vida, mais tempo, vai poder ganhar mais que seu emprego no futuro (não imediatamente porque não é como num passe de mágica), vai trabalhar com algo que você gosta, vai ditar seus próprios horários, vai ser o chefe em vez de trabalhar pros outros.

E tem tantas outras vantagens… E é bom você esclarecer, para deixar bem claro na sua cabeça e aquilo te motivar a fazer mais. Isso automaticamente vai dar mais iniciativa para você.

E na segunda coluna deixe muito claro… Porque às vezes a gente age muito mais para não perder algo do que para ganhar algo. Por exemplo: uma pessoa tem 100 reais. Se eu oferecesse uma chance de ganhar mais 100 reais para fazer alguma coisa, ela pode dizer: “Só 100 reais? Estou com preguiça.” Mas se ela tem 100 reais e alguém está roubando esse dinheiro da carteira dela, “Meu Deus, pare o mundo, vou bater nesse cara porque ele está me roubando 100 reais”. Então, às vezes, a perda dói muito mais.

Então, coloque nessa segunda coluna o que você vai perder na sua vida por não realizar esse projeto: eu vou continuar no mesmo emprego que eu não gosto, eu vou continuar com falta de conhecimento, eu vou ter pouca qualidade de vida, pouco tempo para os meus filhos, para minha namorada, para o meu namorado, para viagens que eu quero fazer.

Coloque todas as coisas que você vai perder por não realizar o projeto que você queria. E com isso em mente, seria bom você olhar para aquilo todo dia para te motivar e te manter não só na iniciativa, mas depois no que o Seabra chama de “acabativa”, que é ir até o final daquele projeto que você agora começou.

Então essas eram as 3 dicas que eu queria passar para vocês hoje sobre iniciativa, para te ajudar a ter mais iniciativa nos seus projetos pessoais, empresariais, profissionais, ou o que seja na vida.

Então, essas eram as dicas que eu tinha para passar hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha que tem ao redor aqui do vídeo ou logo aqui abaixo. Também clicar no botão que vai estar aqui no vídeo ou logo abaixo para assinar o canal e receber uma notificação de todos os novos vídeos que eu postar.

E por último, obviamente, recomendo que você conheça o meu trabalho e os meus resultados e de outros clientes que criaram um negócio online do zero. Visite FeriasSemFim.com. Lá você pode se cadastrar e participar de um treinamento online gratuito e saber mais sobre como tudo isso funciona.

Então, vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos

]]>
Sem iniciativa você não vai longe. Veja 3 dicas simples de como ter mais iniciativa e acabar seus projetos. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo ... Sem iniciativa você não vai longe. Veja 3 dicas simples de como ter mais iniciativa e acabar seus projetos. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. 3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo eu quero passar 3 dicas de como ter mais iniciativa na sua vida e nos seus negócios. Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 9:36
A Simples Fórmula de 4 Passos Para Criar Ofertas Que Bombam https://www.empreendedor-digital.com/ofertas-que-bombam Mon, 27 Mar 2017 15:37:13 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5259 https://www.empreendedor-digital.com/ofertas-que-bombam#comments https://www.empreendedor-digital.com/ofertas-que-bombam/feed 1 <p>Criar uma oferta do zero não é fácil. Se não tivermos uma estrutura comprovada que funciona fica ainda mais difícil. Nesse vídeo revelo a fórmula de 4 passos que eu uso para garantir que tenho uma oferta sólida. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. A Simples Fórmula de 4 Passos Para Criar Ofertas Que Bombam Opa! Bruno Picinini por <a href="https://www.empreendedor-digital.com/ofertas-que-bombam" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/ofertas-que-bombam">A Simples Fórmula de 4 Passos Para Criar Ofertas Que Bombam</a></p> Criar uma oferta do zero não é fácil. Se não tivermos uma estrutura comprovada que funciona fica ainda mais difícil.

Nesse vídeo revelo a fórmula de 4 passos que eu uso para garantir que tenho uma oferta sólida.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

A Simples Fórmula de 4 Passos Para Criar Ofertas Que Bombam

Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse vídeo eu quero passar uma estrutura para criar cartas de vendas, emails, artigos ou vídeos para as pessoas que você gostaria de persuadir, convencer ou conversar.

É um framework que eu aprendi com um dos maiores copywriters do mundo, o Gary Bencivenga. Geralmente, essas pessoas, como coypwriters, estão por trás de grandes promoções nos Estados Unidos e mundialmente. Eles, muitas vezes, escrevem por outras pessoas.

Ele já vendeu muitos produtos, online, offline e de todos os tipos. Hoje ele é aposentado. O último seminário que ele fez é considerado um dos maiores seminários de copywriting que já existiu.

Nesse seminário ele passa a fórmula que ele usava, que são basicamente 4 Ps. Não são os 4 Ps de marketing, mas sim 4 Ps que ele usa para fazer vídeos de vendas. É uma estrutura bem simples.

Basicamente, esses 4 Ps são: o problema, a promessa, a prova e a proposição. Já vou explicar cada um deles para você entender e usá-los como base. Eles não precisam vir exatamente nessa ordem.

O principal dos 4 é a prova em si. É você provar que o que você está prometendo é realmente verdade e não simplesmente alguém falando sem maiores provas. Ele é o principal e talvez não apareça só como terceiro elemento. Talvez ele apareça no título da página ou nos primeiros slides.

Ele é a peça mais importante de todo marketing principalmente hoje em dia quando as pessoas são bombardeadas com promessas e mais promessas. Se você não tiver uma boa prova, você não vai conseguir se destacar.

Quando falamos em “problema”, isso não é necessariamente um problema (algo ruim) que está acontecendo com a pessoa. É basicamente uma premissa do que está acontecendo na vida da pessoa. O que ele quer melhorar? O que está ruim que pode ser melhor?

Pode ser um problema que já está na cabeça dela ou um problema do qual ela nem tenha se dado conta. Lá no Férias Sem Fim eu falo do cachorro de 29 anos. Eu trouxe um problema à tona, dizendo que talvez a pessoa esteja dando rações comerciais e que essas rações não sejam boas para os cachorros.

Esse é o problema. A premissa básica de todo negócio. Já dei algumas variações dessa fórmula que incluem 5 Ps e colocam a premissa antes do problema… Colocar essa ideia antes de colocar o problema na sua carta ou vídeo de vendas.

Começamos com o problema descrevendo o que ela está enfrentando hoje na vida. Em seguida, parte para a promessa. “Se você tem o problema X, eu quero te ajudar a ter uma vida melhor, mais qualidade de vida, mais tempo, mais liberdade, emagrecer, ganhar dinheiro, conquistar o seu ex, o que for.” Cada um terá uma promessa diferente dentro do seu curso, vídeo ou eBook.

A promessa pode vir antes do problema. Muitas vezes você pode fazer o vídeo abrindo falando da promessa que a pessoa vai ganhar: “Nesse vídeo você vai aprender como ganhar XYZ e como criar seu negócio online do zero.” E aí depois você fala do problema que a pessoa está enfrentando e o porquê que realmente é grave. Se ela não mudar como está fazendo as coisas hoje, ela não conseguirá sair da posição em que está (que não é uma posição boa).

Esses quatro elementos não precisam sempre estar nessa ordem. Você pode variar e fazer de acordo com o que fizer sentido para sua carta de vendas, vídeo de vendas, email ou artigo. Então, o problema, depois a promessa (dizendo o que ela vai ganhar ao prestar atenção em você).

Depois vem a prova. Essa é disparada o mais importante de toda a estrutura do vídeo ou carta de vendas. Ela pode vir antes, depois ou na hora que você quiser. O próprio Gary Bencivenga dá uma dica. Quando ele queria procurar bons produtos para promover, em vez de procurar produtos que eram muito bons, ele procurava produtos que tinham uma prova embutida muito forte.

Por exemplo… Se é um curso de segurança criado pelo ex-segurança do presidente dos Estados Unidos. Já tem uma prova embutida muito forte. Ou um curso de como investir dinheiro criado pelo ex-maior gerente de finanças da Suíça.

Entende que isso tudo tem uma prova embutida muito forte? Isso ajuda – e muito – nas vendas. Gera uma credibilidade automática por esse elemento adicional. Não é só o conteúdo em si que é muito bom, mas o fator da prova que é muito forte.

Quando você estiver pesquisando para criar as suas promoções dos seus produtos, procure qual será a sua prova principal para mostrar porque a pessoa pode confiar em você… Porque você vai entregar os resultados que está prometendo.

Por último, o que muita gente esquece ou fica com medo de fazer é a proposição. “Me de 5 minutos e eu vou mostrar para você como ganhar mais dinheiro.” Aí terão várias técnicas de persuasão no final… Reverter o risco… Uma garantia de 365 dias… Tudo o que a pessoa receberá… Algo que mostre como o preço é ínfimo em comparação a todos os benefícios que ela receberá…

Então, de novo: problema, promessa, prova e proposição. Algumas vezes você pode encaixar antes a premissa, que seria a ideia geral por trás de todo seu vídeo de vendas para te ajudar a definir melhor.

Essa é uma estrutura bem fácil. São 4 elementos bem importantes para você ter na sua carta ou vídeo de vendas. Isso vai garantir que você tenha um argumento mais persuasivo para vender seu produto. E também falei sobre essa dica de procurar um produto que tenha uma cópia embutida para vender.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você quiser, pode visitar FeriasSemFim.com. Lá tem um treinamento online gratuito para você aprender um pouco mais sobre como criar um negócio online do zero.

Depois clique no botão para dar um joinha. E também assine o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
A Simples Fórmula de 4 Passos Para Criar Ofertas Que Bombam

]]>
Criar uma oferta do zero não é fácil. Se não tivermos uma estrutura comprovada que funciona fica ainda mais difícil. Nesse vídeo revelo a fórmula de 4 passos que eu uso para garantir que tenho uma oferta sólida. Criar uma oferta do zero não é fácil. Se não tivermos uma estrutura comprovada que funciona fica ainda mais difícil. Nesse vídeo revelo a fórmula de 4 passos que eu uso para garantir que tenho uma oferta sólida. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. A Simples Fórmula de 4 Passos Para Criar Ofertas Que Bombam Opa! Bruno Picinini por Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:16
Como Viver Até 29 Anos a Mais Que a Média https://www.empreendedor-digital.com/como-viver-mais Mon, 27 Mar 2017 15:11:33 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5255 https://www.empreendedor-digital.com/como-viver-mais#respond https://www.empreendedor-digital.com/como-viver-mais/feed 0 <p>Veja o vídeo novo: Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Viver Até 29 Anos a Mais Que a Média Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse vídeo eu quero passar uma dica de como estender a sua vida em de 25 a 35 anos a mais do que a média esperada, ou do que até você estava esperando <a href="https://www.empreendedor-digital.com/como-viver-mais" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/como-viver-mais">Como Viver Até 29 Anos a Mais Que a Média</a></p> Veja o vídeo novo:

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Viver Até 29 Anos a Mais Que a Média

Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse vídeo eu quero passar uma dica de como estender a sua vida em de 25 a 35 anos a mais do que a média esperada, ou do que até você estava esperando viver a sua vida.

Não só estender a quantidade de anos que você vai ter na sua vida, que você vai viver, mas realmente poder viver com mais qualidade, com mais saúde, com mais energia e mais disposição.

Para isso eu vou contar com a ajuda da bela antiga Guatemala que é o que você vê atrás. Lá atrás tem um vulcão que você pode ver e aqui em baixo é a cidade em si. E por que eu vou contar com a ajuda dela? Será que aqui eu descobri o elixir da vida, de como poderia me ajudar a estender a minha vida, a sua vida e a vida de todas as pessoas de 25 a 35 anos? Na verdade, não.

Esse vídeo não tem nenhuma conexão em si com a cidade, eu só gosto de sempre nos lugares novos que eu estou viajando e conhecendo, de mostrar quando tem um cenário bacana como esse. Gosto de mostrar os lugares que eu visitei, e isso serve até de inspiração.

Pelo menos para mim, quando comecei, quando eu estava nos primeiros passos de criar meu negócio online… Qualquer vídeo assim, qualquer pessoa viajando, qualquer oportunidade que tivesse me inspirava, ainda mais por eu ter um produto chamado Férias Sem Fim. É um treinamento muito completo chamado Férias Sem Fim, então encaixa bem com a mensagem.

Então hoje não é tão relacionado à cidade em si, mas foi a ideia que veio quando eu estava aqui caminhando pela cidade para conhecer. É uma cidade relativamente pequena, como você pode ver ali abaixo.

E eu estava pensando sobre esse assunto, de questão de idade, quantos anos a gente espera viver, quantos anos é a média que a maioria das pessoas espera viver nessa vida e também comparando como alguns dos meus amigos, não todos, mas alguns deles, lidam com essa questão de idade.

E é incrível como isso afeta cada pessoa, porque eu tenho amigos que desde que tinham 25 anos já se consideravam velhos. A gente queria jogar bola, jogar tênis, sair e fazer algum esporte e já falavam a frase: “eu já não tenho mais idade, o corpo já não é a mesma coisa”.

E, obviamente, isso é pura besteira porque resultados de mais de uma pesquisa que fizeram mostram que o corpo chega no pico da performance ali pelos 26 anos de idade. Eu lembro disso porque até falavam do Ronaldinho Gaúcho na Copa de 2002, que acho que ele estava com 26 anos. Falavam que era teoricamente a melhor idade para um jogador, porque é quando ele estaria mais desenvolvido fisicamente para performar nas coisas que ele precisava. Então, essa ideia que com 25 ou 30 anos não tenho mais idade para fazer X, Y ou Z é puramente mental.

É óbvio que a energia pode diminuir de certas maneiras e a gente não tem mais o mesmo pique. Mas muitas vezes é muito mais mental do que físico. A gente se convence que a gente não tem mais a idade para fazer certas coisas. E não interessa a idade, eu vou fazer 30 e quantos? 32 anos.

Estava tentando lembrar quantos anos eu ia fazer e estava me confundindo porque eu realmente não dou muita bola para isso. Eu faço o que tenho que fazer e não presto atenção nisso. Não importa se você tem 20, 25, 30, 35, 40, 50, 60 anos.

Tem até uma frase… De quem era? Não era do Benjamin Franklin… que fala que algumas pessoas têm 70 anos, mas foram enterradas com 35, porque agem desde os 35 como se fossem velhas, como se fossem morrer.

Então, primeiramente isso é muito mais um jogo mental. Segundo… E aí que vem a ideia do vídeo, de como você pode estender a sua vida em 25 ou 30 anos… Repare como se você, por exemplo, imaginar que você vai viver até os 75 ou 80 anos… Aquela idade média que a maioria das pessoas vive… A idade que você imagina na sua cabeça.

Se você imagina que você vai viver até os 80 anos, talvez quando você tiver 40, 50, 60 anos você já sinta que passou da metade da sua vida e pense: “Daqui em diante é morro abaixo porque eu já passei da metade da minha vida. De agora em diante só vai piorar as coisas.”

E o nosso cérebro não sabe a diferença entre o que é realidade e o que a gente imagina. Por isso a gente tem que usar isso a nosso favor. O seu cérebro vai começar a obedecer esse comando. Você disse para ele que você já é um velho, que você já é uma pessoa cansada, você só vai viver até os 80 e vai automaticamente começar a fazer as coisas para que você realmente morra aos 80 anos. Por isso tem que ter cuidado com o que você deseja e com o que você pensa, porque isso se torna uma profecia autorrealizável.

Agora, imagine o seguinte: coloque na sua cabeça como uma verdade absoluta que você vai viver até os 130 anos. No meu caso, eu teria praticamente mais 100 anos de vida. E seria só lá pelos 65 anos que você estaria na metade da sua vida.

Olhe a diferença que isso vai fazer na sua cabeça pelo simples fato de agora você considerar que a sua idade de aposentadoria, a idade na qual você vai morrer, a idade na qual você vai parar… Ficou mais uns belos 30 anos na frente.

Mas não adianta só você dizer isso, você tem que realmente acreditar porque isso é realmente possível, que você vai viver até essa idade. Isso automaticamente já vai mudar como você percebe as coisas e agora em vez de você simplesmente começar a ir mais devagar com 40 ou 50 anos porque você já está começando a ficar velho, você vai pensar: “50 anos eu não cheguei em na metade, se eu se eu começar a definhar agora, eu não vou chegar até os 130 anos, que é a idade na qual eu me prometi a chegar.”

Então eu tenho que cuidar do meu corpo, eu tenho que fazer esporte, preciso comer direito, preciso dormir direito, preciso cuidar do stress, da minha cabeça e de todas as coisas que são importantes para que eu dure até os 130 anos. Porque se nem na metade eu já estou desse jeito, não tem chance de eu chegar até os 130 anos de idade.

Então, cuidado com a mentalidade que você adota. Vejo muita gente que chega a me incomodar para caramba, que não importa a idade dele e já começa a dizer que são velhas e que não vão mais durar.

Eu acho que é muito mais questão de interesse. Às vezes você não tem interesse em fazer aquilo, portanto você não tem energia para aquilo. E também tem mais essa questão de quantos anos você acha que vai durar. Porque se você colocar uma idade fixa: que você vai durar até os 130 anos, 150 anos… durar não, durar é uma palavra ruim. Que você vai viver até os 130, 150 anos, você não vai começar com 40, 50 anos tirar o pé do acelerador porque você já está definhando, indo para os seus anos finais.

Bem pelo contrário: você mal começou, você ainda tem toda a metade da sua vida para aplicar tudo aquilo que você aprendeu e mais. Você poderá aprender mais ainda, e até de repente descobrir novas profissões, novas coisas das quais você gosta, novos lugares para visitar.

E aí tornar essa profecia autorrealizável, cuidando do corpo para que com 60 ou 50 anos você tenha toda a energia e toda a saúde do mundo para durar quanto tempo seja necessário.

Então, essa era a dica que eu queria passar para vocês. Hoje eu acho que esse jogo mental de idade é uma coisa que ferra muita gente. Tem gente com 30 anos se achando e parecendo mais velha do que gente com 70 anos. Isso é um absurdo, mas tem e muito. Então cuidado com o que você pensa, porque no que você acredita vai se tornar realidade e se tornar uma profecia autorrealizável.

Então era isso que eu tinha para dizer hoje. Depois eu recomendo que você visite o site FeriasSemFim.com lá onde eu mostro o porquê de todas essas viagens, como eu trabalho online (eu e tantos outros clientes que eu já ajudei). Você pode clicar num desses botões aqui ou logo abaixo para dar um joinha no vídeo e também clicar no outro botão para assinar o canal e receber notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Viver Até 29 Anos a Mais Que a Média

]]>
Veja o vídeo novo: Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Veja o vídeo novo: Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Viver Até 29 Anos a Mais Que a Média Opa! Bruno Picinini por aqui. E nesse vídeo eu quero passar uma dica de como estender a sua vida em de 25 a 35 anos a mais do que a média esperada, ou do que até você estava esperando Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:37
Como Acabar Com O Perfeccionismo e a Procrastinação Com Essa Simples Técnica https://www.empreendedor-digital.com/como-acabar-com-o-perfeccionismo Mon, 20 Mar 2017 11:46:50 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5246 https://www.empreendedor-digital.com/como-acabar-com-o-perfeccionismo#respond https://www.empreendedor-digital.com/como-acabar-com-o-perfeccionismo/feed 0 <p>Perfeccionismo é geralmente citada pelas pessoas na entrevista de um emprego como seu único defeito. Sinceramente? História pra boi dormir. Quem acha que esse é o único defeito que se tem só está enganando a uma pessoa: a si mesma. Ainda assim, perfeccionismo – junto com a procrastinação – é um problema real. Como resolver? Nesse vídeo compartilho uma técnica bem simples para se acabar com a procrastinação e o perfeccionismo de uma vez por todas. Assista e deixe seu comentário! Você pode também escutar <a href="https://www.empreendedor-digital.com/como-acabar-com-o-perfeccionismo" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/como-acabar-com-o-perfeccionismo">Como Acabar Com O Perfeccionismo e a Procrastinação Com Essa Simples Técnica</a></p> Perfeccionismo é geralmente citada pelas pessoas na entrevista de um emprego como seu único defeito.

Sinceramente? História pra boi dormir.

Quem acha que esse é o único defeito que se tem só está enganando a uma pessoa: a si mesma.

Ainda assim, perfeccionismo – junto com a procrastinação – é um problema real.

Como resolver?

Nesse vídeo compartilho uma técnica bem simples para se acabar com a procrastinação e o perfeccionismo de uma vez por todas.

Assista e deixe seu comentário!

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Acabar Com O Perfeccionismo e a Procrastinação Com Essa Simples Técnica

Opa! Bruni Picinini por aqui! Eu estou no final do meu projeto Férias Sem Fim e nesse vídeo de hoje eu quero passar uma dica de produtividade nos seus negócios.

Agora está acabando mais um dia aqui na Playa de Tamarindo na Costa Rica, fazendo mais um belo dia de surf. Hoje tiveram boas ondas, só que tinha um pouco de vento o que deixou o dia um pouco frio. Mas mesmo assim deu pra aproveitar bastante.

O sol acabou de se pôr. Têm ainda muita gente surfando e nisso, enquanto eu estava aqui esperando, refletindo sobre a vida, sobre os negócios, sobre o que é importante ou não, me veio a ideia de fazer esse vídeo e aproveitar esse momento agradável e dar uma dica para você de algo que eu aprendi que torna nossas vidas muito mais fáceis na hora de executar qualquer projeto.

Mas claro, aqui no canal eu falo sobre negócios online porque é ao que eu me dedico e o que eu me especializo, mas vale pra qualquer coisa. E a dica é algo de um dos caras que eu considero um dos meus mentores (apesar dele ser meu mentor através de vídeos, livros, cursos e de outras maneiras) que é o Dan Sullivan.

Ele tem algo chamado “approach dos 80%” (the 80% approach). O que significa isso? Significa que toda vez que você for fazer um projeto, uma tarefa ou o que for, em vez de você mirar e tentar alcançar 100% da perfeição do negócio, da tarefa em si, mire em completar 80% da tarefa.

Parece não fazer sentido. Não é que parece não fazer sentido, é que parece, “Como assim só 80%? Eu vou deixar incompleto?” Não! É que quando você tenta fazer tudo até o final, geralmente você vai fazer muito mais do que você precisa, seja uma página, seja um produto, seja um artigo, um vídeo de vendas, o que for.

Se você tentar completar realmente os 100%, você vai acabar gastando muito mais esforço do que é necessário, do que realmente gera resultado. Porque os 80%, muitas vezes não é o mais demorado, digamos assim, é uma curva exponencial. Os 80% demorou isso pra conseguir fazer, depois dos 80% até os 100% é cada vez mais difícil de avançar.

Uma analogia seria com uma pessoa que quer emagrecer. Se a pessoa faz tudo errado e nunca fez nada certo em relação a comida… Come um monte de porcarias, se entope de refrigerante, pizza, o que for, se ela só fizer alguns pequenos ajustes na alimentação ela já vai emagrecer pra caramba.

Mas se a pessoa come muito certo, já pratica esportes, já faz tudo direitinho, para ela cortar mais do percentual de gordura, ela terá que se esforçar muito mais. Aí vai da decisão dela se ela quer ou não chegar nesse nível. Por isso que funciona o 80%.

Se você fizer só 80%, que é fazer aqueles pequenos ajustes, e levar a tarefa a ter esse 80% de finalização, seja um vídeo, um artigo, o que for, você já vai conseguir colher muitos dos resultados (quase tudo que você colheria de resultados mesmo tendo realizado os 100%).

Isso é muito bom porque evita que você mire no perfeccionismo, evita a procrastinação de ficar tentando acertas as coisas e deixar sempre perfeito, e simplesmente faz a coisa acontecer. Põe ela no ar e faz rodar.

E mais, pense só: você fez 80% da tarefa, certo? Aí você fez essa primeira interação. Isso já da uma liberdade pra você colocar no ar e ver o que acontece.

Se for algo, digamos, um vídeo de vendas que nem ia vender muito, pelo menos você não perdeu tanto tempo. E caso ele dê resultado (seja um vídeo de vendas, um produto, o que for), se ele começar a vender, aí você faz mais 80% daqueles 20% que faltaram. Ou seja, mais esse 80% daqueles 20% que faltaram, vai dar no total 96% de tudo o que você considerou perfeito desse projeto (que é mais do que necessário).

Você não precisa chegar em 100% do projeto. Eu lembro da época em que eu fazia arquitetura. Em todo projeto, se a gente quisesse, podia continuar trabalhando e trabalhando em cima dele até o infinito. Mas se você não colocar um ponto final você não sai de cima dele. E é a mesma coisa nos projetos de negócio online, vídeo de vendas, produtos, o que for.

Então essa e a regra dos 80%. Quando for fazer o que quer que seja: projeto, produto, vídeo de vendas, email… Mire em tornar ele 80% do que você tinha como ideal.

O perfeccionismo é o pior inimigo que você pode ter porque ele vem junto com a procrastinação. Você fica enrolando, enrolando, nunca termina e pior ainda: às vezes muitos nem chegam a colocar no ar o tal produto, a tal oferta, o tal vídeo de vendas, para sequer saber se ele funciona.

Não faça isso. Faça 80%. Se der certo, você faz mais 80% dos 20% que faltam e aí é tudo o que você precisa pra ter sucesso com seu negócio online e até outros projetos na sua vida.

Então essa é a dica que eu queria passar pra você hoje. Eu recomendo, obviamente se você não conhece, que visite o Férias Sem Fim (FeriasSemFim.com). Lá eu falo um pouco mais sobre como criar um negocio online do zero, assim como eu fiz, como meus clientes fizeram passo a  passo, com todas as dicas de ferramentas pra conseguir fazer isso.

Se você gostou do vídeo, você pode clicar aqui no joinha e clicar no botão pra assinar o canal e receber todas as notificações dos próximos vídeos que eu postar. E por último você pode deixar o seu comentário caso você queira comentar ou perguntar alguma coisa.

Eu estou perdendo a toalha aqui. Não estou conseguindo segurar, mas ainda bem que o vídeo já está acabando. Então, eu vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Acabar Com O Perfeccionismo e a Procrastinação Com Essa Simples Técnica

]]>
Perfeccionismo é geralmente citada pelas pessoas na entrevista de um emprego como seu único defeito. Sinceramente? História pra boi dormir. Quem acha que esse é o único defeito que se tem só está enganando a uma pessoa: a si mesma. Ainda assim, Perfeccionismo é geralmente citada pelas pessoas na entrevista de um emprego como seu único defeito. Sinceramente? História pra boi dormir. Quem acha que esse é o único defeito que se tem só está enganando a uma pessoa: a si mesma. Ainda assim, perfeccionismo – junto com a procrastinação – é um problema real. Como resolver? Nesse vídeo compartilho uma técnica bem simples para se acabar com a procrastinação e o perfeccionismo de uma vez por todas. Assista e deixe seu comentário! Você pode também escutar Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 5:52
Faça Isso E Você Estará Sempre na Frente dos Outros https://www.empreendedor-digital.com/garantindo-o-sucesso Sat, 18 Mar 2017 10:42:49 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5244 https://www.empreendedor-digital.com/garantindo-o-sucesso#respond https://www.empreendedor-digital.com/garantindo-o-sucesso/feed 0 <p>Contanto que você faça isso, você estará sempre na frente dos outros. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Faça Isso E Você Estará Sempre na Frente dos Outros Opa! Bruno Picinini por aqui, autor e fundador do projeto Férias Sem Fim. Nesse vídeo de hoje quero passar uma maneira de como ver os resultados que você tem no seu <a href="https://www.empreendedor-digital.com/garantindo-o-sucesso" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/garantindo-o-sucesso">Faça Isso E Você Estará Sempre na Frente dos Outros</a></p> Contanto que você faça isso, você estará sempre na frente dos outros.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Faça Isso E Você Estará Sempre na Frente dos Outros

Opa! Bruno Picinini por aqui, autor e fundador do projeto Férias Sem Fim. Nesse vídeo de hoje quero passar uma maneira de como ver os resultados que você tem no seu negócio para que você possa manter a sanidade e continuar avançando.

Estou gravando esse vídeo da bela Playa Hermosa em Costa Rica. É dos melhores lugares para surf. É um lugar muito bonito e com belas ondas. Tem até um pessoal surfando ali.

Eu estava fazendo algumas aulas de surf em Racó, aqui do lado. Enquanto eu estava fazendo a aula eu estava lembrando das outras vezes em que eu fiz aulas de surf. Não sei você já tentou fazer aulas, mas não é um esporte fácil de se aprender.

Eu diria que é um dos mais difíceis, na verdade. Se você comparar com outros esportes como esqui, futebol e vôlei… Quando você erra, você pode fazer de novo rapidamente. No surf você tem que aprender a ir até o fundo pegar onda. Se você cair, até você conseguir tentar de novo demora um tempo.

Eu gosto de pegar a onda, mas também gosto da parte de ficar lá dentro do mar vendo um belo pôr-do-sol, sem celular, sem distrações, só refletindo.

Quando eu comecei a surfar, eu comecei a pensar quais eram minhas expectativas com esse esporte. Estou falando de surf, mas isso serve para negócios online também. Quem fala isso é o Tony Robbins (um cara que já citei várias vezes). Não interessa quão rápido ou devagar você está indo, o que interessa é que você está avançando.

A pessoa que está avançando está muito mais na frente de todos aqueles que não estão tentando. Isso acontece muito… Pessoas que não estão tentando… Não estão dando a cara a tapa… Não estão tentando fazer algo diferente e difícil…

Criar um negócio online não é fácil. Com o Férias Sem Fim e com o meu canal eu tento deixar esse caminho mais fácil… Mas nem sempre é fácil. E muitas vezes começamos a nos desesperar. Colocamos nas nossas cabeças que devemos ter mais ou menos resultados… Mas não interessa se outros conseguiram mais ou menos rapidamente.

No Férias Sem Fim eu falo dos resultados que eu tive ao criar um desafio de um negócio de cachorros. Você pode ver isso no treinamento do FeriasSemFim.com. Eu ganhei de 3 mil a 20 mil reais em 90 dias.

Mas esses foram os resultados que eu tive. Eu já tinha uma certa experiência. Isso é realmente possível e algumas pessoas conseguiram até mais rapidamente. Mas não é uma regra! Cada um tem seu ritmo e seu jeito.

Não interessa se você está indo mais rápido ou mais devagar. O que interessa é estar avançando todos os dias.

Eu sempre falo para meus clientes e para quem acompanha o Férias Sem Fim que a única competição que você tem de verdade é contra você mesmo. Não fique se comparando aos outros.

Você não sabe o que os outros fizeram. Você não sabe o passado das pessoas. Talvez elas já liam sobre o assunto. Talvez elas já tinham experiência com vendas e marketing. Não interessa!

Aqui na aula de surf eu parei de ficar me comparando com as outras pessoas. O que interessa é que você avance todos os dias. Todos os dias você deve aprender algo, ver vídeos, testar algo novo. É isso que te levará para o seu destino de uma maneira mais rápida.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Não é bem uma dica… Mas é algo que muitas vezes nos ferra. Tendemos a comparar nossos resultados com os resultados que os outros estão tendo. Mas não interessa os resultados que os outros estão tendo. O mais importante é que você esteja avançando todos os dias.

Pode ter certeza que, se você está fazendo algo para avançar todos os dias, você está zilhões de anos-luz na frente de todos aqueles que nem se quer vão tentar algo. E pior, talvez essas pessoas fiquem fazendo piadas dos seus erros. Assim como aprender a surfar, é normal tomar uns belos tombos. Mas o importante é avançar.

A aula de hoje, comparada com as aulas no passado, foi muito melhor. O mar aqui é muito bom e eu consegui aproveitar muito mais e sem me estressar. Em alguns dias eu pensei em desistir, depois de cair e engolir água. E isso nos faz repensar se estamos fazendo a coisa certa. Mas faz parte, assim como num negócio online.

Essa era a dica de hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha. Também clique no botão para assinar o canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar. Depois eu recomendo que você visite o site FeriasSemFim.com. Lá você pode participar de um treinamento online gratuito e saber mais sobre como criar um negócio online para trabalhar de onde e quando quiser.

Você provavelmente também receberá a notificação de quando eu lançar meu livro, caso você tenha interesse. E você deveria ter, porque coloquei uma bela dose de esforço para escrever o melhor para deixar um legado para que as outras pessoas possam ler e, de repente, escolher um estilo de vida diferente.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Faça Isso E Você Estará Sempre na Frente dos Outros

]]>
Contanto que você faça isso, você estará sempre na frente dos outros. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e emp... Contanto que você faça isso, você estará sempre na frente dos outros. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Faça Isso E Você Estará Sempre na Frente dos Outros Opa! Bruno Picinini por aqui, autor e fundador do projeto Férias Sem Fim. Nesse vídeo de hoje quero passar uma maneira de como ver os resultados que você tem no seu Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:23
Porque Um Salário Alto Vale Menos e Custa Mais Para Manter https://www.empreendedor-digital.com/salario-alto-custa-caro Mon, 13 Mar 2017 15:14:45 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5228 https://www.empreendedor-digital.com/salario-alto-custa-caro#respond https://www.empreendedor-digital.com/salario-alto-custa-caro/feed 0 <p>Doce ilusão. É isso que um salário alto significa para muitas pessoas. Vou contar pra você… é simplesmente incrível – pra não dizer impressionante – a seguinte capacidade humana: Não interessa quanto a pessoa ganha, ela consegue SEMPRE gastar 10% a mais do que ela recebe! Resultado: Dívidas e mais dívidas. E esse é só começo. Assista ao vídeo e aprenda como fugir dessa armadilha. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não <a href="https://www.empreendedor-digital.com/salario-alto-custa-caro" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/salario-alto-custa-caro">Porque Um Salário Alto Vale Menos e Custa Mais Para Manter</a></p> Doce ilusão.

É isso que um salário alto significa para muitas pessoas.

Vou contar pra você… é simplesmente incrível – pra não dizer impressionante – a seguinte capacidade humana:

Não interessa quanto a pessoa ganha, ela consegue SEMPRE gastar 10% a mais do que ela recebe!

Resultado:

Dívidas e mais dívidas.

E esse é só começo.

Assista ao vídeo e aprenda como fugir dessa armadilha.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Porque Um Salário Alto Vale Menos e Custa Mais Para Manter

Opa! Bruno Picinini por aqui eu quero te avisar de uma armadilha em que muitas pessoas caiem e não se dão conta. Isso acontece na hora de escolher um emprego, um trabalho ou de gerar renda nas suas vidas e negócios.

Essa praia se chama Praia Secreta. Ela fica na Ilha de São Pedro, em Belize. É um lugar incrível. É uma das águas mais transparentes que já vi.

Eu estava lendo um livro e conversando com minha namorada sobre a vida, negócios, filosofia… Conversando sobre coisas que dão significado às nossas vidas… Coisas que nos fazem ou não nos fazem felizes… Quanto custa a felicidade… E outras coisas importantes da vida.

Aí nos demos conta de algo que acontece com meus amigos, com as amigas dela e várias outras pessoas com as quais já conversei. Na hora de escolher um emprego ou uma maneira de gerar renda, as pessoas muitas vezes não se dão conta que um salário mais alto pode acabar saindo mais caro e sobrar menos no seu bolso no fim do mês do que um salário menor.

Isso não significa que você deve sacrificar ganhos financeiros para ter qualidade de vida. Aqui no meu canal tem um vídeo que fala sobre “Dinheiro versus Felicidade”. Essa é uma briga antiga, mas acho isso besteira. Não é questão de “um ou outro”. É uma questão de “um e outro”. Resultados financeiros e qualidade de vida. Essa que é a resposta.

Algumas pessoas, na hora de escolher um emprego, começam ganhando um certo valor. Isso me faz lembrar de uma frase do meu livro. Estarei lançando-o em abril. Vou avisar tudo por email. Se você não está cadastrado, se cadastre no FeriasSemFim.com. O livro leva o mesmo nome: “Férias Sem Fim”.

No livro eu falo sobre uma citação que diz que se você trabalha disciplinadamente de 8 a 10 horas por dia você pode ganhar a chance de, no futuro, de trabalhar por 10 ou 14 horas por dia como gerente daquela empresa.

É óbvio que tem um pouco de piada. Não é sempre assim. Nem sempre você vai virar um gerente e vai simplesmente trabalhar mais. Mas, um pouco, é verdade. Essa que é a armadilha. Não estou falando só de empresas, mas numa empresa fica mais claro o exemplo. Às vezes isso pode acontecer com um cara que está criando o próprio negócio.

Você está trabalhando como empregado. Aí você ganhou uma promoção. Agora você é o gerente da sua empresa. Geralmente, ao se tornar gerente, isso envolve mais responsabilidades, você tem que se dedicar com mais horas, tem que corresponder mais aos resultados da empresa… se você quiser continuar crescendo.

Uma amiga minha trabalhava como trainee. Não lembro em qual empresa. Era uma Renner ou Riachuelo da vida. Para ela ser gerente, ela tinha que ir a uma loja mais longe dos melhores locais de se morar. Muitas vezes quem passa num concurso público vai para o interior e pouco a pouco pode crescer e voltar para a cidade em que queria estar.

Aí que começa a armadilha. Beleza, ela está ganhando mais. Vamos supor que ela ganhava 10 mil e agora ganha 20 mil reais. Não interessa o valor. O problema é que antes ela ganhava 10 mil reais, mas perto dos amigos e da família. Era mais fácil e mais barato para ela se divertir, se desestressar e fazer as coisas que ela realmente gosta de fazer.

Agora que ela ganhou mais responsabilidade como gerente, ela ganha mais. Porém, se estressa muito mais. Para aliviar esse estresse, ela acaba tendo que gastar mais… E essa é a armadilha.

Já ouvi muitas pessoas falarem exatamente isso. Eu estava falando com um cara uma vez. Ele estava trabalhando um monte e estava ganhando mais. Ele tinha comprado uma moto que sempre quis. Não há problema nenhum nisso, mas ele se justificava dizendo que merecia: “Com todo estresse que eu tenho, eu preciso de uma maneira de relaxar.”

É como uma história que ouvi uma vez. Não sei se é verdade ou não. Achei engraçado e vai exemplificar o que tenho para dizer. Tinha um cara que se matava de trabalhar. Ele trabalhava feito um louco na bolsa de ações.

Perguntaram para ele, “Por que você trabalha tanto? Para que você precisa de mais dinheiro?” Ele respondeu, “Eu tenho três divórcios para sustentar. São três ex-mulheres e eu tenho que pagar pensão para elas. E isso saí caro.”

Aí perguntaram, “Por que você tem três ex-mulheres? O que aconteceu?” Ele respondeu, “Todas elas falaram a mesma coisa… Todas elas falaram que eu trabalhava demais.”

Entende como é contraditório? É engraçado, mas triste ao mesmo tempo. Não duvido que não exista situações exatamente como essa. Existem muitas situações nas quais as pessoas se colocam e são exatamente assim.

Não tem problema em querer crescer, ganhar mais, ter objetivos. Mas nesse processo de ganhar mais, as pessoas se submetem a situações que causam tanto estresse, que elas acabam tendo que ganhar muito mais “porque merecem”.

Isso é e não é verdade. Se no final vai sobrar mais ou menos a mesma coisa no bolso… Se antes ela ganhava 10 mil e gastava 5 mil para fazer tudo o que precisava… E agora ganha 20 mil, mas gasta 15 mil porque ela precisa desestressar, precisa comprar uma moto, precisa fazer tal viagem porque merece… No final vai sobrar 5 mil igual, mas com todo estresse que vem junto com isso.

Obviamente, a matemática não será sempre perfeita como estou falando. Mas entenda a lógica. Isso não acontece somente quando se é empregado, mas também quando se cria um negócio online.

Cuidado para não criar um outro emprego que é tão estressante que você acaba gastando muito mais só para baixar seu nível de estresse e ter uma vida normal. Essa não é a melhor maneira.

Não é uma questão de sacrificar um ou outro. É uma questão de achar o ponto para combinar os resultados financeiros com qualidade de vida. Tenha resultados financeiros sem ter que criar um estresse enorme na sua cabeça, na sua vida, na sua família. Isso pode custar tão caro para manter que no final não vale a pena.

Muito cuidado com essa armadilha porque vejo acontecer bastante. As pessoas na ascensão para o sucesso esquecem de botar a matemática no papel para ver se as contas fecham. Às vezes todo esse estresse sai muito mais caro do que escolher outra maneira de levar sua vida.

Essa era a mensagem que eu queria passar para você hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha. Também clique o botão para assinar o canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar.

Por último, eu recomendo que você visite o FeriasSemFim.com. Lá tem um treinamento online gratuito para você participar. Estarei avisando sobre o lançamento do meu livro que acontecerá agora em abril.

Teremos um evento ao vivo em São Paulo. Não tenho certeza ainda. Mas eu passarei todas as informações com calma assim que eu tiver.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Porque Um Salário Alto Vale Menos e Custa Mais Para Manter

]]>
Doce ilusão. É isso que um salário alto significa para muitas pessoas. Vou contar pra você… é simplesmente incrível – pra não dizer impressionante – a seguinte capacidade humana: Não interessa quanto a pessoa ganha, Doce ilusão. É isso que um salário alto significa para muitas pessoas. Vou contar pra você… é simplesmente incrível – pra não dizer impressionante – a seguinte capacidade humana: Não interessa quanto a pessoa ganha, ela consegue SEMPRE gastar 10% a mais do que ela recebe! Resultado: Dívidas e mais dívidas. E esse é só começo. Assista ao vídeo e aprenda como fugir dessa armadilha. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 7:10
Como Criar Uma “Nostalgia” Pelo Futuro https://www.empreendedor-digital.com/nostalgia-pelo-futuro Thu, 09 Mar 2017 16:23:27 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5224 https://www.empreendedor-digital.com/nostalgia-pelo-futuro#respond https://www.empreendedor-digital.com/nostalgia-pelo-futuro/feed 0 <p>Desenvolva esse simples hábito de se criar uma nostalgia positiva pelo seu futuro e veja a diferença que faz em sua vida. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Criar Uma “Nostalgia” Pelo Futuro Opa! Bruno Picinini por aqui, autor e fundador do Projeto Férias Sem Fim. Nesse belo dia de hoje quero passar uma dica de mindset para <a href="https://www.empreendedor-digital.com/nostalgia-pelo-futuro" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/nostalgia-pelo-futuro">Como Criar Uma “Nostalgia” Pelo Futuro</a></p> Desenvolva esse simples hábito de se criar uma nostalgia positiva pelo seu futuro e veja a diferença que faz em sua vida.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Como Criar Uma “Nostalgia” Pelo Futuro

Opa! Bruno Picinini por aqui, autor e fundador do Projeto Férias Sem Fim. Nesse belo dia de hoje quero passar uma dica de mindset para você de como controlar a ansiedade, aumentar a felicidade e satisfação no geral e levar a vida com mais calma, graça e alegria.

É algo que eu notei que eu vinha fazendo há um tempo e depois que fui me dar conta da diferença que isso faz na minha cabeça e no meu mindset. Queria passar isso para você, porque talvez tenha o mesmo efeito.

Estou em Belize, um lugar que me surpreendeu. Eu não esperava que fosse ser tão bonito. Tem umas cabanas para ficar longo em frente à praia. A água é muito clara, muito bonita. Aqui é raso e é bom para fazer kitesurf, porque não tem muita onda.

Eu me dei conta que essa é uma viagem que fazia tempo que eu queria fazer (essa viagem para a América Central). Eu comecei no México, na América do Norte, passei por Cuba, agora estou em Belize. Depois vou descer para Costa Rica e outros lugares.

Algo que fez muita diferença na minha felicidade, é o fato de ter sempre uma próxima viagem ou alguma próxima coisa legal da qual eu fico na expectativa. Essa viagem é uma que eu tinha marcado a 3, 4 ou 5 meses atrás. Eu já tinha comprado a passagem e já sabia o que ia fazer.

Se eu tivesse trabalhando demais e muita coisa estivesse acontecendo… Se você acompanha meu canal, você sabe que eu preso demais pela qualidade de vida e liberdade. Na minha opinião, não é só o quanto ganhamos, mas como a gente ganha esse dinheiro.

Eu tenho sempre uma viagem marcada. Eu construí meu negócio de uma maneira que me permite fazer isso. Eu sempre tenho essa expectativa de algo bom que está por vir.

Se hoje as coisas estão muito ruins, pelo trabalho, pelo stress e por tudo que eu tenho que fazer, eu tenho aquele pingo de esperança que me mostra que, apesar de eu estar me ferrando e fazendo tudo que tem que fazer, daqui uns 4 ou 5 meses eu estarei fazendo mais uma viagem incrível, relaxando, diminuindo o ritmo e aproveitando a vida.

Eu escrevi um livro que será lançado em abril. Eu falo muito sobre isso. O título é: “Férias Sem Fim – Trabalhe de Qualquer Lugar, Saia de Férias Quando Quiser e Conquiste Sua Liberdade Financeira.”

Esse é o conceito e o propósito… Poder sair de férias quando quiser, sem precisar esperar tal dia. Não é tão fácil esperar para ter somente 30 dias de férias numa vez ao ano. Mas essa é a realidade de muita gente. É por isso que eu luto com todas as forças para promover meu trabalho.

Você pode ganhar muito mais do que um emprego convencional, dependendo do que você faz. É óbvio que não é todo mundo que vai chegar nesse nível de ganho. Mas não é tão difícil se você, com calma, trabalhar dia após dia e chegar num mesmo nível de ganho que você tem num emprego.

Ganhando a mesma coisa que seu emprego através do seu negócio que você pode fazer de qualquer lugar, você estará livre. Você poderá fazer de qualquer lugar do mundo, seja em Belize, no México, ou onde você quiser.

A dica de mindset é sempre ter uma coisa boa reservada para esperar no futuro, daqui 3, 4, 5, 6 ou até mais meses. Algo que mantenha sua sanidade por você saber que, apesar das coisas estarem difíceis, daqui um tempo você fará uma viagem animal que vai te realizar pessoalmente.

Como eu tenho meu negócio online, eu falo sobre o modo produção e o modo manutenção. Essas são as duas maneiras que eu vejo de ter um negócio. O primeiro passo é ganhar tanto quanto você ganha num emprego para poder ser livre e fazer isso de onde quiser.

Eu tenho períodos de muita produção e períodos de muito descanso. Eu tento não misturar. Aquela zona de “meio trabalho e meio descanso” é a pior coisa que você pode fazer. Temos que fazer mais como os jogadores de futebol profissionais fazem.

Eles têm momentos de pico nos jogos, performando no máximo (no estado da arte) e bastante momentos de repouso no qual eles treinam e descansam. Num negócio online, se você quer ter os melhores resultados, é a mesma coisa.

Você tem que ter períodos nos quais você produz muito. Esses períodos são aqueles nos quais estou “em casa”. Eu me concentro e faço todas as coisas que preciso fazer. Mas sempre tendo alguma coisa para “look forward”, que é uma expectativa de algo bom que está por vir.

Nesses períodos eu produzo de 8 a 10 horas por dia, apesar de não ser o padrão (hoje é bem menos). Eu produzo bastante no modo produção. Quando vou viajar, como agora aqui em Belize, eu entro em modo manutenção e trabalho 1 ou 2 horas por dia.

Eu sento lá, ligo meu computador e vejo se tem alguma emergência. Hoje em dia tem cada vez menos, porque vou resolvendo. Eu respondo os emails necessários, faço as coisas necessárias e vou aproveitar minha viagem que era meu objetivo desde o início.

Esses são dos dois modos. Falo bastante no livro sobre isso. Quando ele estiver disponível, você poderá comprar e ler mais a respeito.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Sempre tenha algo para ficar ansioso (ansioso bom) de um futuro que está por vir. Assim fica muito mais fácil aguentar todo o stress do dia a dia. Você estará fazendo um trabalho para ganhar uma recompensa. Você trabalhará com muito mais gosto e vontade.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Se você gostou do vídeo, você pode clicar no joinha. Depois, clique num dos botões para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar.

Por último, visite FeriasSemFim.com para participar de um treinamento online gratuito. Lá eu falo mais sobre como criar um negócio online do zero. Eu mostro os meus resultados e os resultados de clientes.

Com seu email cadastrado lá, eu avisarei mais sobre o lançamento do meu livro “Férias Sem Fim – Trabalhe de Qualquer Lugar, Saia de Férias Quando Quiser e Conquiste Sua Liberdade Financeira.”

Vou ficando por aqui porque o almoço está quase pronto. A cerveja talvez esteja esquentando enquanto eu gravo esse vídeo. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Como Criar Uma “Nostalgia” Pelo Futuro

]]>
Desenvolva esse simples hábito de se criar uma nostalgia positiva pelo seu futuro e veja a diferença que faz em sua vida. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder... Desenvolva esse simples hábito de se criar uma nostalgia positiva pelo seu futuro e veja a diferença que faz em sua vida. Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital: Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital. Como Criar Uma “Nostalgia” Pelo Futuro Opa! Bruno Picinini por aqui, autor e fundador do Projeto Férias Sem Fim. Nesse belo dia de hoje quero passar uma dica de mindset para Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean 6:41
Crenças Limitantes: Como Lidar e Acabar Com O Que Está Segurando Você Pra Trás https://www.empreendedor-digital.com/crencas-limitantes Mon, 06 Mar 2017 10:22:58 +0000 https://www.empreendedor-digital.com/?p=5198 https://www.empreendedor-digital.com/crencas-limitantes#respond https://www.empreendedor-digital.com/crencas-limitantes/feed 0 <p>Garanto para você: Se você acredita que você pode, você está certo. Se você acredita que você NÃO pode, você também estará certo. Henry Ford já dizia isso. E é mais verdade que nunca. Aprenda como acabar com suas crenças limitantes. Crenças Limitantes: Como Lidar e Acabar Com O Que Está Segurando Você Pra Trás Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo de hoje quero dar uma dica sobre como tomar cuidado com uma armadilha. Podemos ter esse mindset desde pequenos e não nos damos <a href="https://www.empreendedor-digital.com/crencas-limitantes" class="more-link"><span>Continue</span>→</a></p> <p> Confira o artigo original publicado no <a href="http://www.empreendedor-digital.com">Empreendedor Digital</a>:<br /> <a rel="nofollow" href="https://www.empreendedor-digital.com/crencas-limitantes">Crenças Limitantes: Como Lidar e Acabar Com O Que Está Segurando Você Pra Trás</a></p> Garanto para você:

Se você acredita que você pode, você está certo.

Se você acredita que você NÃO pode, você também estará certo.

Henry Ford já dizia isso.

E é mais verdade que nunca.

Aprenda como acabar com suas crenças limitantes.

Crenças Limitantes: Como Lidar e Acabar Com O Que Está Segurando Você Pra Trás

Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo de hoje quero dar uma dica sobre como tomar cuidado com uma armadilha. Podemos ter esse mindset desde pequenos e não nos damos conta do mal que ela faz ao nossos negócios.

Tem algo em inglês que se chama “learned helplessness”. Não sei qual é a tradução melhor ou se tem algum termo que o pessoal usa para falar sobre isso. Isso quer dizer que existem certas coisas que nós aprendemos desde crianças.

É parecido com crenças limitantes. São crenças que temos e, por algum motivo, vão nos limitar. Não sei se “crença limitante” é a tradução de “learned helplessness”. Mas o que interessa é conceito por trás e saber como lidar com isso nas nossas vidas.

Essas crenças geralmente vêm do passado, seja através de uma educação formal, educação dos pais ou através de algo que aconteceu nas nossas vidas que limita o que podemos fazer hoje.

Vou dar um exemplo que aconteceu recentemente. Estou no em Bacalar no México, antes de ir para Belize, que é o próximo país. Quando eu estava mergulhando em Playa del Carmen, eu estava conversando com um dos instrutores sobre mergulhar nas Ilhas Galápagos. É onde Darwin fez a Teoria da Evolução e dizem que é dos melhores lugares para mergulhar no mundo.

Eu estava falando que o local é protegido e o acesso é difícil. Essa pessoa havia aprendido que para mergulhar lá precisaria fazer um teste super difícil e que até mesmo os instrutores com 10 anos de mergulho foram recusados.

Mesmo sendo uma instrutora de mergulho – ou seja, ela mergulhava muito melhor do que eu – ela ainda achava que precisa dedicar mais uns 5 ou 10 anos antes de poder mergulhar em galápagos.

Mas eu conheço pessoas que já mergulharam lá e ninguém me falou que era tão difícil assim. Outro cara que estava mergulhando lá me puxou e disse, “Não sei onde ela aprendeu isso, mas não dá bola. Eu tenho amigos que já mergulharam lá e eles mergulham tão bem quanto você. Não tem problema algum.”

Essa é uma crença limitante (learned helplessness) que ela aprendeu no passado. Na cabeça dela isso é tão forte, que ela não parou para olhar e ver os fatos de verdade para ver se essa crença que ela aprendeu é realmente de verdade.

Será que ela realmente não por ir mergulhar em Galápagos? Na cabeça dela, isso é totalmente verdade. Mas é só na cabeça dela! É algo que ela aprendeu não sei quando e que hoje ela toma como verdade absoluta.

Por isso temos que ficar bem atentos com o que pensamos como verdade. Quando falamos “isso é sempre assim”, “isso nunca acontece assim”, “isso deveria ser assim”… sempre verifique e verifique duas ou três vezes.

Sejam números, vendas, o que acreditamos sobre nosso mercado, o que acreditamos sobre nossos produtos, o que acreditamos sobre pessoas ricas… Achamos que pessoas ricas são gananciosas, que todas as empresas tentam driblar os impostos…

Temos essas coisas formadas em nossas cabeças, seja por opinião popular, por amigos, pela educação que tivemos, pela televisão. Tome muito cuidado com as crenças e pensamentos que você simplesmente coloca como verdade absoluta que talvez não sejam bem assim.

“Eu não sou formado em X, então não posso ensinar isso.” Isso aparece direto para mim nos meus negócios. E não é verdade! É claro que você tem limitações. Uma pessoa não pode simplesmente fazer uma dieta para outra pessoa sem ser formada em nutrição. Mas isso não significa que ela não pode indicar, mostrar o que aprendeu, mostrar o que deu resultado e como tudo funcionou.

Eu não sou formado em marketing, mas isso não impede que eu mostre o que eu aprendi, mostre tudo que testei e estudei. Eu posso mostrar o conhecimento que eu tenho.

Você já deve ter ouvido naquele caso do elefante que, quando era pequeno, foi preso com uma corrente e uma estaca no chão. Como ele era pequeno e não tinha força para arrancar aquela estaca, ele aprendeu que aquela estaca era o limite dele. Ele nunca vai arrancar aquilo.

Mesmo depois de ter se tornado gigante e poder arrancar aquilo facilmente, na cabeça dele existe essa crença limitante de que ele não pode arrancar aquela estaca. E ele nunca se quer tenta e fica preso só por aquilo!

Esses são dois exemplos de crenças limitantes que criamos nas nossas cabeças. Não interessa da onde ela surgiu ou quem a botou lá. O que interessa é que sempre temos que monitorar nossos pensamentos sobre o que assumimos como verdade para não deixarmos que isso influencie nossas ações. Não podemos deixar de fazer algo por acreditarmos que não funciona… Até que alguém vai lá e faz por não ter essa crença limitante.

Essa era a dica que eu queria passar para você hoje. Muito cuidado com as crenças limitantes que aparecem na sua cabeça. Elas podem estar te limitando e limitando os ganhos nos seus negócios.

Se você gostou do vídeo, pode clicar no joinha. Depois clique num dos botões para assinar o canal e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu postar. Por último, eu recomendo que você visite o FeriasSemFim.com. Lá você pode participar do meu treinamento online gratuito. Eu mostro meus resultados e os resultados de clientes que criaram negócios online do zero. Podemos trabalhar de onde e como quisermos, como aqui em Bacalar no México.

Estou fazendo uma viagem de mais ou menos 2 meses e meio. Comecei no México, na América do Norte e vou até a Colômbia no final de março.

Então, é isso. Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Confira o artigo original publicado no Empreendedor Digital:
Crenças Limitantes: Como Lidar e Acabar Com O Que Está Segurando Você Pra Trás

]]>
Garanto para você: Se você acredita que você pode, você está certo. Se você acredita que você NÃO pode, você também estará certo. Henry Ford já dizia isso. E é mais verdade que nunca. Aprenda como acabar com suas crenças limitantes. Garanto para você: Se você acredita que você pode, você está certo. Se você acredita que você NÃO pode, você também estará certo. Henry Ford já dizia isso. E é mais verdade que nunca. Aprenda como acabar com suas crenças limitantes. Crenças Limitantes: Como Lidar e Acabar Com O Que Está Segurando Você Pra Trás Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo de hoje quero dar uma dica sobre como tomar cuidado com uma armadilha. Podemos ter esse mindset desde pequenos e não nos damos Continue→ Bruno Picinini: Empreendedor Digital, Estrategista em Marketing e Presidente da Internet clean