Hábitos: 5 Dicas de Como Criar e Estabelecer Hábitos

Conhece essa?

“Nós somos o que repetidamente fazemos. Portanto a excelência não é um ato, mas sim um hábito.”
~ Aristóteles

Esse é um dos motivos para para ter gravado esse vídeo de hoje. Para mostrar como recomendo fazer para criar e estabelecer hábitos em nossa vida.

Porque são esses que vão ditas os resultados que vamos ter. Principalmente aqueles de longo prazo.

Afinal você pode decidir uma meta ou objetivo e fazer algo a respeito. Mas se fizer só por um dia provavelmente não vai chegar muito longe.

Você precisa de HÁBITOS e uma rotina para que você possa trabalhar dia após dia em cima daquilo. Um passo por vez, um dos do outro.

Veja então aqui 5 dicas de como criar e estabelecer hábitos em sua vida.

Ahhh e esse é o livro que citei logo no início do vídeo.

Até acertei o nome do autor no vídeo 🙂

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Se quiser você pode ver esse e deixar seu comentário no vídeo no próprio vídeo no YouTube: Hábitos: 5 Dicas de Como Criar e Estabelecer Hábitos

5 Dicas De Como Criar E Estabelecer Hábitos

Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo de hoje veremos como criar e estabelecer hábitos nas nossas vidas. Anteriormente, eu fiz um vídeo sobre disciplina. Nele, eu disse que hábitos são muito importantes para disciplina. Por isso achei que seria uma boa fazer um vídeo sobre como criar e estabelecer hábitos.

Muitas pessoas cometem o erro de decidir ser algo na vida ou alcançar um objetivo se esquecendo que só decidir isso não é o suficiente. Os seus hábitos, dia após dia, definirão o que você será, quanto você ganhará ou o que você terá no futuro. Você não vai passar da sua situação atual para seu objetivo diretamente como no De Volta Para o Futuro. Suas ações dia após dia (seus hábitos) definirão como e quão rápido você avança em direção aos seus objetivos e ao que você quer conquistar na sua vida.

Antes de começar com as 4 dicas, vou falar uma quinta dica, que é o livro O Poder do Hábito, do Charles Duhigg. É um livro muito bom. Então, essa é a primeira dica. Esse livro vale a pena. É um dos best-sellers da Amazon faz um bom tempo. Nesse livro, ele mostra como nossos hábitos são formados pelo ciclo “Três Rs”: Raiz, Resposta, Recompensa.

As pessoas têm hábitos dos quais elas não gostam: comem doce durante à noite, assaltam a geladeira no meio da madrugada; fumam; ou qualquer hábito que essas pessoas não gostam e gostariam de mudar.

Muitas pessoas tentam mudar só o hábito em si: “Vou parar de fumar.” Eu não fumo e não sei como é. Mas eu tenho amigos que fumam, já tentaram parar de fumar e realmente não é fácil. A gente fala ironizando que “parar de fumar é fácil, eu já parei de fumar 8 vezes.”

É muito difícil parar de fumar porque as pessoas tentam lidar somente com a parte final. Lembre-se dos Três Rs. Existe uma raiz do porquê você se comporta como comporta. Para essa raiz, há uma resposta. Dessa resposta vem uma recompensa. Antes da dependência química, vem o fato da pessoa fumar mais quando está ansiosa. Então, a raiz é a ansiedade com a vida, com as dívidas, com os negócios, com a economia do país.

Essa raiz causa essa resposta, que pode ser fumar, comer, ou o que for que “diminua” esse problema que apareceu. Baseado no que você fizer, existirá uma resposta. Quem fuma não fuma porque é horrível. A pessoa que fuma, gosta disso – ela sente uma sensação de tranquilidade, fica mais calma… existem vários “benefícios” que as pessoas que fumam dizem ter. Então, para elas, faz sentido. Assaltar a geladeira à noite é a mesma coisa. A pessoa comerá um doce que ela gosta.

É claro que essas recompensas terão consequências. Talvez você esteja querendo um prazer num curto prazo, mas sacrificando sua saúde num longo prazo. O autor do livro comenta que é muito difícil eliminar hábitos. O ideal é que você substitua sua resposta. O segredo é descobrir onde está a raiz do hábito que você tem. Isso serve tanto para hábitos que você quer trocar como para hábitos que você quer criar.

Essa raiz ocasiona uma resposta que você sempre dá. Vamos supor que você queira criar o hábito de chegar do trabalho e já ir para a academia. Você notará que a raiz do seu problema é que você chega em casa cansado e imediatamente deita no sofá para descansar por 5 minutos. Esses 5 minutos viram 15. Se você ligar a TV e estiver passando algo interessante, podem virar 30, 35, 60… Aí você já perdeu sua energia e não vai para a academia.

Reconheça essa raiz e estabeleça: “Eu sei que chegarei em casa cansado. Se eu sentar no sofá eu não vou levantar.” Uma troca interessante seria levar as roupas da academia para o trabalho e nem precisar passar em casa. Outra alternativa seria deixar as roupas prontas em casa. Caso você tenha um negócio online, deixe tudo pronto para a hora que você quiser ir.

A raiz é a vontade de descansar, mas sua resposta é diferente. Com essa resposta diferente, virá uma recompensa diferente. Isso é muito mais fácil do que simplesmente eliminar o hábito. Isso funciona para parar de fumar, parar de assaltar a geladeira à noite, ou o que você quiser.

Isso serve tanto para trocar hábitos que você não gosta como para criar novos hábitos mais produtivos e saudáveis, que te ajudem no curto e longo prazo. Você também criará novos hábitos: “Quero ter a disciplina para chegar do meu trabalho e trabalhar 1 ou 2 horas no meu negócio online. Quero que isso se desenvolva para que eu possa largar meu emprego e para que eu me dedique somente a isso.”

Você pode fazer a mesma coisa para o hábito de chegar em casa e deitar no sofá por estar cansado. Crie uma nova resposta de comer alguma coisa, tomar uma água e já ir para o computador começar a trabalhar. Mude a resposta à raiz do problema (seja ansiedade, medo, frustração, cansaço) para conseguir uma recompensa nova.

Com esse ciclo de raiz, reposta e recompensa você muda seus hábitos. Mudando seus hábitos você muda sua rotina. Fazendo isso dia após dia, você eventualmente chegará nos seus objetivos passo a passo, sem pular diretamente para lá (já que isso não existe). Essa é a dica mais importante porque isso que criará seus hábitos.

Quando você criar seus hábitos, mantenha em mente que existe algo chamado “velocidade de escape”. Isso eu aprendi com um dos meus mentores, que é o Eben Pagan. A velocidade de escape acontece quando um foguete é lançado. Para lançar o foguete, é usado 80% ou 90% do combustível só na saída, até entrar em órbita. Depois de entrar em órbita, onde não tem a resistência do ar, ele não precisa mais de tanta força e combustível.

Com o hábito é a mesma coisa. Para criar o hábito em si, é necessário muito mais força e energia do que para mantê-lo. “É muito difícil chegar do trabalho, ter que calçar os tênis e sair correndo. Que cansaço!” Depois que isso virar um hábito, você não vai nem pensar mais.

Eu citei no vídeo anterior sobre disciplina o hábito de escovar os dentes. Talvez quando você fosse criança, isso era difícil e os pais tivessem que te obrigar a escovar os dentes. Hoje, teoricamente, é uma coisa normal – você nem pensa muito para fazer isso. Então, mantenha em mente essa velocidade de escape.

A quarta dica é que você precisa dar de 30 a 60 dias para estabelecer um novo hábito. Eu considero que 30 dias é um bom período de teste para você dar a chance de ver se aquilo se tornará um hábito. Não faça por uma semana e desista – mantenha esse hábito por um mês para ver se ele continua tão difícil ou se ele se torna um hábito agradável que dá bons resultados para você. Depois de um tempo, você não precisará de disciplina e força de vontade para fazer aquilo que deve ser feito. Ele vai quase no automático.

A quinta dica é: na hora de criar um novo hábito, escolha as tarefas que você deve fazer e divida-as de uma forma que você comece de maneira fácil. Vou dar um exemplo para mostrar o que quero dizer. Eu treinei durante uma época para correr uma maratona. Uma maratona são 42 quilômetros, que levam de 4 a 5 horas. Eu estava fazendo esses treinos para a maratona que vão progressivamente aumentando. No final, eu corri 32 quilômetros para acostumar o corpo ao tempo de corrida.

Correr 32 quilômetros é meio assustador. Mas eu fazia isso enganando meu cérebro fingindo que eu só precisava correr o próximo 1 quilômetro. O que eu pensava quando eu chegava ao próximo quilômetro era: “Vou mais 1 quilômetro só.” Assim eu ia sucessivamente até pegar ritmo. Às vezes eu pensava: “28 quilômetros já estão ótimos!” Quando chegava nos 28, eu fazia mais um. Daí eu tentava fechar 30. Do 30 para o 32 não era mais tão difícil.

Essa é a quinta dica: não mire direto no topo da montanha. Veja qual é o próximo passo que é impossível de não ser feito, já que é muito fácil. Ele vai te avançar na direção do seu objetivo e de suas metas. Pouco a pouco – usando a raiz, a resposta e a recompensa – você vai definir sua rotina. Com sua rotina estabelecida, você dará passos para chegar cada vez mais perto daquilo que você quer conquistar na sua vida.

Não é algo como “ficar falando na frente do espelho para se sentir inspirado”. São ações concretas e práticas que se baseiam naquilo que você quer na sua vida. Você só precisa transformar essas ideias em pequenos passos e estabelecer uma rotina para fazer isso.

Muitas coisas você não pode controlar. Mas você pode controlar quantos artigos você escreve por semana, quantos emails você dispara, quais campanhas você cria, quanto você estuda. Fazendo isso todos os dias, com consistência, disciplina e hábitos, você conseguirá conquistar seus objetivos e resultados.

Esse vídeo vai ficando por aqui. Se você quiser deixar uma sugestão ou alguma dica extra, você pode fazer isso nos comentários. Eu descobri que dependendo de você estar no desktop ou no mobile o botão de joinha fica num lado diferente. Aperte nele para dar um joinha. Também aperte no botão para se inscrever no canal e receber uma notificação dos próximos vídeos que eu postar.

Caso você queira conhecer mais sobre meu trabalho, eu recomendo que você clique nos links que estão no vídeo ou abaixo dele. Você também pode visitar FeriasSemFim.com. Lá eu falo mais sobre como criar um negócio online do zero.

Vou ficando por aqui.
Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+