3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos

Sem iniciativa você não vai longe. Veja 3 dicas simples de como ter mais iniciativa e acabar seus projetos.

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

3 Dicas Para Ter Mais Iniciativa e Finalizar Seus Projetos

Opa! Bruno Picinini por aqui. Nesse vídeo eu quero passar 3 dicas de como ter mais iniciativa na sua vida e nos seus negócios. Agora, para me ajudar com esse vídeo, estou gravando aqui diretamente de Bogotá, no último dia antes de acabar essa viagem que eu fiz pela América Central.

Se você acompanha os vídeos do meu canal, está cadastrado na minha lista de e-mails, eu sempre falo com as pessoas na comunidade que a gente tem. Se você quiser é só visitar FeriasSemFim.com.

Você deve ter acompanhado que eu fiz essa viagem por aqui. Agora em Bogotá, que é a última cidade antes de voltar para o Brasil. Logo antes eu estava em Cartagena. Por que eu cito isso? Porque lá eu fui fazer mais aulas de kitesurf. Eu tinha feito antes em Belize e em Cuba, que é um esporte que eu estou aprendendo agora e eu queria fazer mais aulas para avançar. Já vi que é realmente fantástico. Não sei se você faz ou conhece, mas é um esporte para lá de bacana de se fazer.

E em Cartagena eu estava fazendo e lá tem uma ventania enorme. Eu até não sei porque Cartagena é tão famosa assim. Eu achei até a cidade um pouco turística demais. O tempo todo caminhando na rua gente tentando vender chapéuzinho, sombrero, taxi buzinando. Tem muito vento na praia, por isso é bom para kite. Então a praia em si nem é tão boa.

Mas enfim, fui fazer kite e depois eu estava falando com outra pessoa sobre o esporte. Ela estava me perguntando sobre como era o kitesurf, o que precisava de equipamento, quanto custava. Essas perguntas até aí são normais, mas aí ela começou a fazer perguntas do tipo que demonstravam que ela tinha bastante medo de começar a afazer o esporte.

“Mas o que acontece se eu perco o kite lá no fundo do mar? Ou se eu perco a prancha? Como eu recupero? E se acontece alguma coisa? E se a prancha me acerta?”  Às vezes a gente faz isso na nossa vida e nos nossos negócios e são coisas que podem ou não vir a se realizar.

E a gente fica construindo aquela ansiedade na nossa cabeça que talvez nunca aconteça. A minha namorada faz muito isso na hora de voar, porque ela tem um pouco de medo de voar. É um medo obviamente injustificado, porque você tem bem mais chances de morrer na rua, ou no seu carro, ou atravessando a rua, do que num avião (as estatísticas mostram isso).

Mas pela maneira como o avião acontece ela tem esse medo e ela fica olhando o tempo, por exemplo, se vai estar chovendo, se está trovejando ou não. Mas, por mais que esteja chovendo, o que ela vai fazer a respeito? Não pode fazer nada a respeito. Ela vai lá e voa. Então não vale a pena olhar.

Mas, voltando ao assunto… Ele estava perguntando tudo isso e dava para ver que aquilo travava ele. Ele já tinha pensado em fazer, mas não ia, não fazia… Ficava enrolando com esses medos infundados que ele tinha sobre o esporte.

Então, a primeira dica das três dicas que eu vou dar é simplesmente: parar de ficar analisando as possíveis situações que podem ou não vir a ocorrer. Vai lá e faz. Veja o que acontece. Talvez todos aqueles medos não se realizem. Óbvio que se for algo muito perigoso você tem que pensar umas 20 vezes, mas algo assim que tantas outras pessoas já fizeram. É muito mais da nossa cabeça do que de verdade.

Então, de novo, como eu falei, quase não é uma dica. São tantas pessoas que eu já vi que ficam falando por anos e anos a fio que vão fazer isso… Que estão estudando… Que falaram com não sei quem… Que estão pesquisando a ideia maluca que tiveram… Ou nem maluca, uma ideia boa. Vai lá e faz. Veja o que acontece.

Já vai responder um monte de perguntas que só a análise não ajuda. Então essa é a primeira dica, que por mais idiota que seja serve como lembrete para mim, para você e para todos nós que quando ficarmos nessa enrolação: vá lá e faça.

Tem uma piscina ali para entrar. Tem muitas pessoas dentro, mas muitas pessoas fora e você fica ali tentando descobrir se a água da piscina está quente ou fria, perguntando para as pessoas, fazendo pesquisa, enviando e-mail para sei lá quem. Pule logo na piscina e veja se a água está quente. Você vai descobrir rapidamente, mas se você sair acabou. Essa então é a minha primeira dica.

A segunda dica que eu queria passar é que uma das grandes travas para falta de iniciativa é que as pessoas às vezes tendem a querer analisar demais ou obter informações demais além do que ela precisa para começar.

E para vencer essa barreira, tem uma regra bem simples. É algo que eu aprendi com o Dan Sullivan que é a regra dos 80%. Ela serve tanto para completar os projetos, como para antes. Porque pegar as informações para começar um projeto já é um projeto ou uma parte daquele projeto.

Não foque em ter todas as informações necessárias para começar a dita tarefa. Foque em conseguir 80%. E depois, de acordo com o que eu falei no outro vídeo, quando você começar o projeto, foque também em acabar 80% do projeto, que provavelmente vão dar a maior parte dos resultados para bom ou para ruim. Assim você saberá se está no caminho errado ou se está no caminho certo, e continuará evoluindo.

Para as informações vale a pena também usar essa dica. Foque. Ponha como objetivo: de todas as informações que eu posso conseguir no mundo sobre determinado assunto, eu vou conseguir até 80%. E quando eu bater ali, eu vou agir.

Vou pegar essas informações, por mais que tenham algumas que eu ainda não tenha certeza, e vou fazer alguma coisa. No caso de negócios online, que é do que eu trato aqui, criar um site, criar um anúncio, criar um produto, criar uma oferta, criar uma isca digital, criar um eBook, não sei. Mas faça alguma coisa que isso vai dar respostas muito mais rapidamente do que se você ficar só pesquisando e pesquisando. Então essa é a segunda dica.

Como terceira dica, é algo que vem um pouco da programação neolinguística. Pode ser usada na hora da persuasão, mas também usar para nós mesmos, para conseguir uma alavancagem de nós mesmos. Entender como a gente funciona, o que nos motiva, o que nos decepciona, o que nos põe para baixo e usar isso para ter melhores resultados na nossa vida.

Então, se você enrolar para começar um negócio, busque entender porque você está enrolando e busque colocar no papel aquela atividade que você quer fazer. Vamos supor: você quer começar a correr todos os dias para perder peso, quer criar um negócio online. Quer começar um negócio online mas está enrolando, ou por falta de informação, ou porque não tem ideia, ou sei lá porque… Porque sua vó teve que ir para o hospital… Cada um inventa uma coisa.

Aparecem todos os tipos de desculpas que no final são só desculpas. Ou você tem resultados, ou você tem desculpas: ponto. Todo mundo tem zilhões de problemas e urgências, mas a gente dá um jeito para encontrar as prioridades que a gente quer fazer e fazemos acontecer.

Então veja bem aquilo que você quer fazer e coloque num papel em duas colunas, para ficar mais fácil. O que eu vou ganhar quando esse tal projeto finalizar (que eu presumo que é um negócio online) e o que eu vou perder ao não realizar esse projeto.

Esses são geralmente os dois maiores motivadores dos seres humanos: o que a gente vai ganhar com aquilo e o que a gente vai perder em não fazer aquilo. Então o que você vai ganhar ao criar um negócio online… Por exemplo: mais liberdade, mais qualidade de vida, mais tempo, vai poder ganhar mais que seu emprego no futuro (não imediatamente porque não é como num passe de mágica), vai trabalhar com algo que você gosta, vai ditar seus próprios horários, vai ser o chefe em vez de trabalhar pros outros.

E tem tantas outras vantagens… E é bom você esclarecer, para deixar bem claro na sua cabeça e aquilo te motivar a fazer mais. Isso automaticamente vai dar mais iniciativa para você.

E na segunda coluna deixe muito claro… Porque às vezes a gente age muito mais para não perder algo do que para ganhar algo. Por exemplo: uma pessoa tem 100 reais. Se eu oferecesse uma chance de ganhar mais 100 reais para fazer alguma coisa, ela pode dizer: “Só 100 reais? Estou com preguiça.” Mas se ela tem 100 reais e alguém está roubando esse dinheiro da carteira dela, “Meu Deus, pare o mundo, vou bater nesse cara porque ele está me roubando 100 reais”. Então, às vezes, a perda dói muito mais.

Então, coloque nessa segunda coluna o que você vai perder na sua vida por não realizar esse projeto: eu vou continuar no mesmo emprego que eu não gosto, eu vou continuar com falta de conhecimento, eu vou ter pouca qualidade de vida, pouco tempo para os meus filhos, para minha namorada, para o meu namorado, para viagens que eu quero fazer.

Coloque todas as coisas que você vai perder por não realizar o projeto que você queria. E com isso em mente, seria bom você olhar para aquilo todo dia para te motivar e te manter não só na iniciativa, mas depois no que o Seabra chama de “acabativa”, que é ir até o final daquele projeto que você agora começou.

Então essas eram as 3 dicas que eu queria passar para vocês hoje sobre iniciativa, para te ajudar a ter mais iniciativa nos seus projetos pessoais, empresariais, profissionais, ou o que seja na vida.

Então, essas eram as dicas que eu tinha para passar hoje. Se você gostou, pode clicar no joinha que tem ao redor aqui do vídeo ou logo aqui abaixo. Também clicar no botão que vai estar aqui no vídeo ou logo abaixo para assinar o canal e receber uma notificação de todos os novos vídeos que eu postar.

E por último, obviamente, recomendo que você conheça o meu trabalho e os meus resultados e de outros clientes que criaram um negócio online do zero. Visite FeriasSemFim.com. Lá você pode se cadastrar e participar de um treinamento online gratuito e saber mais sobre como tudo isso funciona.

Então, vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+