5 Dicas de Como Começar Um Negócio De Baixo Risco

Em tempos de crise ou sem crise, se tem algo que vale a pena a gente diminuir é o nosso risco.

Se você tem – ou pensa em ter – um negócio próprio (online ou não), então você entende a importância disso.

Por sinal… Acho engraçado…

Acho engraçado como muita gente acha, por sei lá qual motivo, que empreendedor GOSTA de risco.

Seria culpa dos filmes?

Ou de uma falta de educação melhor sobre o que é realmente o empreendedorismo?

Porque garanto pra você:

O que a gente MENOS gosta é risco! E isso é fácil de provar:

Se houvesse uma opção totalmente SEM riscos para se fazer algo, pode ter certeza que a gente escolheria essa!

Por isso, não confunda:

Saber lidar e viver com o risco não é a mesma coisa que “gostar” de riscos. E mais:

Eu tenho certeza que ter um emprego convencional qualquer é 1000x mais arriscado do que ter o próprio negócio.

Por quê?

Porque você simplesmente não tem controle algum sobre seu futuro.

Se amanhã – pelo motivo que for – decidirem mandar pra você pra rua… bom… não tem muito o que você possa fazer certo?!

No meu negócio ao menos, ainda mais se for de baixo risco, ao menos eu tenho controle total e eu posso fazer algo a respeito.

As condições lá fora eu não posso controlar…

Mas como eu RESPONDO a elas sim.

E isso é que faz toda diferença.

Vamos ao vídeo:

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Se quiser você pode ver esse e deixar seu comentário no vídeo no próprio vídeo no YouTube: 5 Dicas de Como Começar Um Negócio De Baixo Risco.

5 Dicas de Como Começar Um Negócio De Baixo Risco

Opa! Bruno Picinini por aqui. Neste vídeo de hoje eu quero falar sobre como eu faria se eu estivesse começando hoje, do zero, para começar um negócio online de baixo risco (apesar dessa dica também valer para o mundo off-line também). Não sei quando você está vendo esse vídeo, mas esse conselho vale ser seguido em qualquer época, de crise ou não. Começar um negócio com o menor risco possível – ninguém gosta de risco – para que ele tenha a maior chance de sucesso.

Antes de eu falar as 5 dicas de como começar um negócio com o menor risco possível, quero falar algo. Essa história de que “empreendedor gosta de risco”, “para ser empreendedor, você tem que gostar de risco”; risco, na verdade é o que os empreendedores que eu conheço e estudo menos gostam. A gente faz tudo para evitar o risco. Se tivesse como criar um negócio sem risco, pode ter certeza que a gente escolheria essa opção.

Então, não é uma questão de gostar de risco, a questão é que a gente lida e controla a ansiedade – e tudo o que o risco representa na nossa vida – de uma maneira melhor. Por mim, eu tiraria todo o risco para ficar com uma forma garantida de que isso vai funcionar. Mesmo no Férias Sem Fim, onde eu mostro o passo a passo, como eu fiz, ofereço suporte e as melhores ferramentas, eu não posso dizer que é 100% garantido, que vai funcionar para todo mundo sem exceção. Eu não sei qual mercado você vai escolher, não sei como você vai fazer, quanto tempo você vai dedicar e diversos outros fatores.

Então, sempre tem um risco, mas a gente não gosta de risco. A gente só sabe lidar com ele. Cuidado com essa imagem de que “tem que gostar de risco”. Na verdade, faça o contrário: reduza o risco ao máximo. Isso faz parte das 5 dicas de como fazer isso.

Como Criar Um Negócio Online

A primeira das 5 dicas de como eu faria para reduzir o risco ao máximo é algo que eu falo bastante no Férias Sem Fim. Talvez você já tenha visto os vídeos no FeriasSemFim.com, que são os vídeos de apresentação do treinamento. Neles, eu mostro que as pessoas às vezes perdem muito tempo focando em ferramentas e táticas, ou na nova rede social do momento. Mas na verdade, o que funciona mesmo é ter os fundamentos no lugar. Os 4 fundamentos são: o mercado, o marketing, a mídia e a mercadoria, que compõem um negócio online de sucesso; caso você não tenha visto ainda, você pode ver no FeriasSemFim.com.

Se você não focar no que realmente funciona, você vai dar tiro para todos os lados sem ter certeza do que está e não está funcionando. “A nova rede social do momento não está dando certo, será que não é para meu negócio?” Não adianta nada você ter os melhores meios de comunicação e produzir os melhores vídeos do mundo se sua mensagem não está boa (seu marketing), se o mercado no qual você está trabalhando não é bom o suficiente (você não testou para ver se ele tem potencial) e várias outras coisas.

Apoie seu negócio no que funciona há anos e vem criando fortunas há muito tempo. São os verdadeiros fundamentos de ter um negócio certo, usando as ferramentas de hoje para externalizar esses fundamentos. Mas a base dele tem que ser sólida. Não fique dependendo da nova rede social ou da nova tendência que vai desaparecer daqui 6 meses. Foque naquilo que vai estar aí por muitos anos. Grandes tendências de longo prazo que realmente vão acabar diminuindo o risco na hora de criar seu negócio porque é algo que você pode depender no longo prazo e não será algo que daqui 6 meses você não terá mais mercado – o que acontece muitas e muitas vezes.

A segunda dica que eu quero passar (como o boca a boca é tão forte) é que você precisa tratar seus clientes como ouro. Eu canso de ver negócios que têm um ótimo marketing, vende o seu produto e simplesmente somem no pós-venda, achando que o trabalho já está concluído. Uma das melhores e mais confiáveis fontes de venda é ter clientes indicando outros clientes. Ainda mais hoje em dia, como boca a boca tão forte como é na internet.

Vendas Recorrentes

O que vai sustentar seu negócio não é a primeira venda, mas sim as vendas subsequentes que você pode fazer para aquele mesmo cliente que você agradou. Se você agradou ele uma vez, você já passou pela barreira mais difícil que é a da pessoa não te conhecer, não conhecer sua empresa, não saber se dá para confiar. Agora essa pessoa sabe que você é bom, que a empresa é boa, que ela entrega produtos bons e que dá para confiar. Agora você só tem que fazer a última parte, que é convencer que seu novo produto é bom.

Então, trate seus clientes como ouro. No próprio Férias Sem Fim na outra semana eu inaugurei uma nova comunidade totalmente de graça para quem já era cliente e já estava participando, sem nenhum custo adicional. Isso era uma coisa que eles nem sabiam que iam ganhar. Eu não tinha prometido. Outra vez eu peguei um programador e criei plug-ins gratuitos para o WordPress, de graça. Contratei um designer para fazer capas virtuais e modelos de iscas digitais, de graça. Tudo isso para tratar meus clientes da melhor maneira possível, porque eu sei que isso volta. Não é só bom para o negócio, mas eu quero ajudar.

Essa é a segunda dica. A terceira dica é que a crise serve para a gente limpar a casa. Em períodos de abundância, as pessoas caem na armadilha em achar que está tudo bem e começam a gastar dinheiro além da conta com coisas que não vão usar tanto. Geralmente em negócios online isso seria uma nova ferramenta de postagem social que é “somente 15 dólares por mês”. Ou então surgiu um novo plug-in que é 5 dólares por mês – “vou assinar!” Esses gastos pequenos vão se somando e no final você tem um custo fixo enorme do seu negócio. Isso é a pior coisa.

Se der alguma queda – por causa da crise ou o que for – você não tem como evitar aquele custo fixo. Você vai ter que pagar e é isso que quebra muita empresa – o fluxo de caixa. Tente diminuir seu custo fixo ao máximo, tente deixar o máximo possível em custo variáveis e principalmente em marketing. Se você está gastando uma boa parte do seu orçamento em anúncios e por algum motivo seu negócio quebrar, você sabe que você pode desligar ou pausar os anúncios para parar de “sangrar” dinheiro. Você estanca suas perdas. Mas se você tiver um custo fixo alto, isso é muito mais difícil.

O Poder Do Marketing

A quarta dica é que se tem uma área que vale investir tanto financeiramente quanto em tempo é o marketing. Porque é a melhor alavanca que você vai ter em todo seu negócio. Principalmente se você vende um produto físico. No Férias Sem Fim eu lido mais com produtos digitais. Vamos supor que você venda um produto físico que custe 100 reais. Vamos supor que o custo de produção dele seja 50 reais. Provavelmente você não conseguirá baixar seu custo para menos do que 40 ou 35 reais. Você teria que melhorar muito seu processo se ele já não estivesse otimizado. Você não vai conseguir baixar para 1 real ou 10 reais.

Agora, quanto você pode cobrar por ele – ou seja, seu marketing – isso não tem limite. Se você fizer ele da maneira certa – e existem técnicas para isso – você pode posicionar ele como um produto de 500 reais. No meu vídeo de sobre como agregar valor ao seu produto eu falo como fazer isso (ele está aqui no canal se você quiser). Se você aumentar para 500 reais, sua margem de lucro aumentará muito. Reduzir os custos seria muito difícil. Por isso que vale a pena investir em marketing.

Eu fiz um vídeo só para essa última dica, mas vale a pena repetir. É o que vai fazer a maior diferença na hora de criar um negócio – ou fazer o que for na vida. Além do marketing, a área que você mais deve investir é em você mesmo. É você que vai lidar com os problemas, como criar o negócio da melhor maneira, como fazer o melhor marketing, como simplesmente fazer as coisas rodarem da melhor maneira. Se tem algo que vale a pena investir, com certeza é em você.

Não somente em conhecimento, mas também na sua saúde e nos seus relacionamentos. Realmente busque mais liberdade e qualidade de vida, porque é isso que no longo prazo vai pagar os melhores dividendos disparadamente.

Como Criar Um Negócio Do Zero

Essas eram as 5 dicas que eu queria passar para você hoje de como criar um negócio online do zero e com baixo risco. São 5 dicas que eu acho que vale a pena a gente ter em mente. Depois, clique aqui no botão para dar um joinha no vídeo se você gostou. Se você não gostou, feche a janela imediatamente. Ou deixe um comentário falando o que mais você gostaria de saber nos próximos vídeos.

Depois, se você quiser visitar o site que eu mencionei algumas vezes aqui no vídeo, é o FeriasSemFim.com. É o site oficial desse programa chamado Férias Sem Fim, que eu mostro como criar um negócio online do zero e até de baixo risco. Eu mostro com calma, nessa série de três vídeos que você pode ver clicando no link ou aqui embaixo.

Também lembre-se de clicar no botão para assinar o canal e receber notificações de todos os próximos vídeos que eu postar com mais dicas de marketing, empreendedorismo digital, produtividade, desenvolvimento pessoal e todas essas coisas que tornam nossas vidas mais agradáveis.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+