Os 3 Níveis de Empreendedor e Como Não Ser Um Zé Ninguém na Internet

Não seja um zé ninguém
Conselho mais que ótimo

Então você decidiu largar tudo e criar seu negócio na internet?

Quer ter todas as vantagens de que um empreendedor digital tem, como ter mais tempo livre pra fazer o que eu der na telha…

…mais dinheiro pra curtir a sua vida da maneira que é melhor para você e de quebra demitir o seu chefe?

Ah, claro! Não esquecer de soltar um alto e grave:

“Agora quem manda SOU EU!”

Que beleza! É lindo ver alguém seguir seu sonho e criar o seu próprio negócio de sucesso da noite para o dia! (que sabemos que não é bem assim).

Sim, é possível que você crie bons negócios na internet e fora dela (no mundo real), mas existe uma coisa que todo empreendedor deve saber e conhecer. Isso se chama…

Marketing!

Essa palavrinha de 9 letras é um dos pontos cruciais de todo empreendimento. Do que adianta ter “o” produto se ninguém sequer sabe que ele existe?

Mas qual a definição de marketing? Digite no Google e você terá várias, mas eu gosto de uma definição bem mais simples…

Marketing é ser pago para resolver as buchas/zicas/problemas dos outros.

Não importa o que você quer criar, eBook, cursos online, ecommerce, palestras, seminários… o objetivo é o mesmo: resolver o problema dos outros.

Na prática fica assim:

  • Resolução de Problemas: É a criação de produto/serviço
  • Ser pago: O marketing e vendas da solução criada

O que separa o cara que está aproveitando todas as vantagens de um negócio online do cara que tenta ganhar dinheiro na internet há 5 anos sem nenhum resultado?

Dinheiro? Parcerias? Os pais dele eram ricos? Super inteligente?…Não

A diferença entre os dois é a forma de pensar, a mentalidade que cada um aborda sua realidade.

A mentalidade certa de empreendedor afeta os dois aspectos mais importante do marketing: resolução dos problemas e ser pago por ela.

Após ler, ver vídeos e fazer cursos de grandes nomes na internet, o que ficou claro para mim foi o jeito como eles pensam e como isso tem um impacto enorme nos seus negócios.

A mentalidade de marketing que eles têm no auge do sucesso passa longe da mentalidade que os iniciantes têm…

Não quer dizer que eles começaram no topo, até porque eles já passaram por onde você e eu podemos estar passando. Mas foi o constante aprendizado que os levaram onde estão.

Vamos dividir a mentalidade de um empreendedor digital em 3 níveis:

  1. Empreendedor Iniciante
  2. Empreendedor Médio
  3. Empreendedor Top

Relaxa que TODOS nós passamos/passaremos por isso.

Vamos classificar cada um deles na definição de marketing em 1) Resolver problemas e 2) Ser pago por isso

Antes, quero dar um cenário para aplicarmos cada nível de mentalidade e ver como, geralmente, é o processo de pensamento.

Vamos dizer que por alguma razão o nosso amigo José (“Zé” pros íntimos) está querendo criar um negócio na área de moda. Mas ele ainda não sabe bem o que criar e fazer.

Partindo desse belo cenário de um aspirante a empreendedor, vamos analisar como o Zé agiria em cada nível de mentalidade.

1. O Empreendedor Iniciante

  • Resolução de Problemas (Criação de Produto) – Nível 1 de 3
  • Ser pago (Marketing e vendas) – Nível 0 de 3

O mau de todo empreendedor iniciante é focar nele mesmo, “só” isso. Como assim?

Me diz, quantas vezes você já pensou em criar seu negócio e pensou “Mas eu não sei o que fazer”…”Não sei com quem falar”…”Pô, não tenho tempo pra isso”…”Dinheiro?! É claro que não tenho, como vou começar?”….e coloque aqui as mais diversas desculpas que você mesmo já soltou.

Esses tipos de argumentos e falácias fazem parte da mentalidade de qualquer empreendedor iniciante e não será diferente com o nosso amigo Zé.

Ele quer criar algo no mercado de moda, que faz parte dos grandes mercados, mas não sabe como e o que fazer. Então depois de 5 segundos pensando sobre isso, seu peito aperta, sua respiração acelera, seu cérebro quase entra em pane e…

“Mas eu não sei nada de moda!”…”Mas eu sou homem, como vou falar sobre moda?”…”Será que alguém me escutaria?”…”Eu nem tenho a ideia certa”…”Será que tem espaço pra mim?”…”Nem tenho credibilidade!”

… e ele quase desmaia de tanta tensão.

Calma Zé. Respira
Calma Zé. Respira 🙂

Com toda essa quantidade de dúvidas ele esquece (ou nem sabe ainda) de um dos princípios básicos de qualquer negócio:  focar no cliente.

Até aqui ele escolheu o mercado (moda) mas ainda não escolheu o nicho de mercado para atuar. Ele não faz nada disso, o que seria o ideal, e acabada perdendo tempo e energia focando nele mesmo e na sua falta de habilidade em tantas áreas.

Mas o que seria o correto? Ativar um simples gatilho na mente dele. Gosto de chamar esse gatilho de “Não Sei-Aprende”:

Não sei nada de moda –> Aprende sobre moda

Não tenho a ideia certa –> Pesquise os problemas do mercado

Não tenho tempo –> Administre suas horas do dia

Sei que é extremo, mas pense comigo: se chegassem para você com uma arma na sua cabeça dizendo que você tem 45 dias para criar um eBook e vender pelo menos 10 cópias e se não conseguir…bom, você já era.

O que você faria?

Aposto que você gastaria boas horas na criação do seu eBook e sentiria que tem o dom da escrita porque tudo está fluindo muito bem para alguém que nunca tinha feito nada parecido.

O que ocorre com todo iniciante é a falta de um motivo forte que o faça mover de um ponto A para o ponto B, onde B pode ser o sucesso em um novo empreendimento.

Com a falta de motivação e somente com foco no que você não sabe, a criação de qualquer produto ou serviço fica, no máximo, meia boca.

Mesmo com as dificuldades e desculpas em mente, é fácil para o Zé criar algum produto…nada espetacular, mas dá pra criar. O foco dele passa a ser a criação do produto.

Afinal criar um produto é fácil, ele não precisa falar com ninguém, não precisa de muita pesquisa e ele pode criar o que acha ser a melhor solução.

Fora que a “melhor solução” normalmente é uma solução geral. Ele quer vender pra todo mundo, quando na verdade a ideia de qualquer negócio é resolver um problema específico.

Aquela velha frase onde “agradar a todos é não agradar ninguém”.

Mesmo assim o Zé se sentirá realizado com sua criação e como ele já pode começar a ganhar dinheiro, afinal é isso o que ELE quer.

Se ao menos o nosso amigo gastasse tempo para descobrir o que a audiência dele quer, ele provavelmente criaria um produto que seria desejado por muitas pessoas. Seria “o” produto para resolver “o” problema daquele público.

…mas o Zé só quer saber do dinheiro primeiro e mascarar suas grandes dúvidas.

E logo após criar seu incrível produto chega a hora da venda! Aaah sim, hora de colocar dinheiro no bolso e curtir a nova empreitada!

“Vai Zé!”

Mas é na hora de Ser Pago que a coisa fica feia, porque semanas e meses após a criação do seu produto, como é impossível que ninguém fez uma única compra?

“Esse povo não sabe o que tá perdendo”…pensa o Zé

“Meu produto atinge um mercado enorme! É claro que vai vender!”

“Não vendi nada ainda…só pode ser sorte o que os outros estão fazendo na internet.”

Além de ter criado algo que talvez ninguém queria, o Zé resolveu criar o seu próprio tipo de marketing, afinal ele “sabia” o que está fazendo.

Esse é mais um erro de um empreendedor iniciante. É mais fácil pensar por conta própria no que fazer para divulgar e vender seu produto do que utilizar fórmulas e estratégias que foram testadas milhares de vezes.

É neste exato momento que o Zé, assim como milhares de pessoas, acaba desistindo da ideia de criar seu negócio na internet, porque ELE fez o produto perfeito (segundo quem?) e colocou na internet para vender (como? que estratégia? tem mercado?).

Qual a solução para o nosso amigo Zé? Como ele pode sair desse nível de mentalidade e iniciar do jeito certo seu negócio?

Fazendo o que a maioria não faz:

  1. Antes de criar qualquer tipo de produto, pesquise antes se o nicho de mercado está necessitando de uma ajuda específica.
  2. Depois de ter o nicho com potencial de sucesso, fale com as pessoas desse seguimento e descubra o que elas precisam.

Mas falta pouco para que ele melhore (um pouco) o modo de pensar na sua empreitada.

2. Empreendedor Médio

  • Resolução de Problemas (Criação de Produto) – Nível 2 de 3
  • Ser pago (Marketing e vendas) – Nível 1 de 3

Agora nosso amigo Zé já tem uma mentalidade um pouco melhor, mais próxima do que se espera de um empreendedor de sucesso.

Antes o foco era ELE, agora o nível de pensamento é…

…o mesmo. “Hein?”

Calma. Ele ainda pensa nele e que a criação de um produto é o primeiro passo, porém as perguntas já mudaram um pouco de tom.

O Zé agora pensa  “O que sei sobre moda?”…”Será que as pessoas me pagariam por isso?”…”Será que eu posso criar um bom produto com esse conhecimento?”

Mas, ainda assim, essas perguntas o deixam louco, porque ainda são focadas NELE e não nas pessoas de um determinado nicho.

Então lá vai ele criar o que ele acha ser “o melhor produto” que o pessoal de moda poderia comprar…

Ele terá a mesma perda de tempo do nível de empreendedor iniciante, mas está quase chegando na mentalidade de um empreendedor top.

Além do produto, o Zé já criou um site lindo em design, pagou R$400,00 para criar sua logomarca, ajustou o meio de pagamento e…

… passou meses sem vender  nada e gastou uma grana alta, sem necessidade.

Frustrado o Zé pensa “Ok não deu certo, mas por quê? Por que não consigo fazer funcionar?”…”O que tá faltando?”

Vamos para o nível aonde qualquer empreendedor quer chegar…

3. Empreendedor Top – O Estrategista

  • Resolução de Problemas (Criação de Produto) – Nível 3 de 3
  • Ser pago (Marketing e vendas) – Nível 3 de 3

Aqui é onde nasce a lenda de um empreendedor de sucesso. Não que você queira ser conhecido por isso, mas muitas coisas boas podem acontecer quando você se tornar um empreendedor desse nível.

Atenção soldado!
Atenção soldado!

O Zé agora sabe o que está fazendo, sabe muito bem como criar e conduzir o seu negócio para o sucesso.

Nesse nível ele sabe que o que realmente importa são duas coisas:

  1. A opinião do cliente sempre e não a dele.
  2. Ele não precisa ser a cabeça pensante que irá criar a solução (produto)

São estes dois tópicos que tornam os grandes empreendedores tão diferentes dos outros dois. Vamos quebrar isso em partes e entender melhor o que cada tópico significa…

A opinião do cliente

Antes de qualquer pensamento sobre o que criar, como criar, será eBook? Vídeo?Curso? Festa no salão com brigadeiros?…a primeira coisa a se fazer é conhecer as dores das pessoas de um determinado nicho.

Nesse estágio o Zé pensa “Que problemas as pessoas têm?”..”Será que é possível melhorar as soluções que já existem?”…

…mas antes disso ele já tinha decidido qual o nicho que ele iria entrar no mercado de moda. Escolheu “sapatos femininos para adolescentes”, pois na sua pesquisa, era algo que tinha grande demanda.

Depois de um tempo pesquisando ele já tinha uma grande noção do que as pessoas precisavam e, melhor, ele poderia quebrar cada problema em mais de um único produto…

Pra quê criar um produto “tudo em um” quando ele pode criar três com foco específico em cada problema?

Esse Zé está cada vez melhor 🙂

Não precisa ser a mente criativa do produto

 “Mas hein? Nunca criei nem um eBook porque não sei nada e você tá me dizendo que não preciso?”

Sim caro leitor, é possível. Mas vamos detonar esse medo e falácia aos poucos.

Um empreendedor digital no nível Top sabe que para ter sucesso em criação de info produtos, por exemplo, você tem duas escolhas:

  1. Ser o criador de um produto que você já teve experiência e resultados e agora quer compartilhar com os outros ou…
  2. Criar um produto com o conhecimento de outras pessoas de sucesso no mercado escolhido.

Veja os três produto que o nosso amigo descobriu na sua pesquisa.

Ele sabia que uma amiga de sua esposa trabalhava numa loja de roupas para adolescentes até 16 anos.Decidiu então conversar com ela e pediu para ficar na loja e fazer uma pesquisa com cada mãe que estava comprando sapatos para suas filhas.

Ele decidiu falar com o mercado primeiro…

Acabou descobrindo dúvidas bem interessantes que as mães tinham ao procurar sapatos, como:

  • Qual a melhor idade para adolescentes usarem saltos altos?
  • Que tipos de sapatos são ideais para cada ocasião social?
  • Sapatos de salto podem prejudicar o crescimento e até a postura das suas filhas?

Bingo! Agora Zé tem várias possibilidades de produtos informativos. Afinal raramente um negócio se sustenta com apenas um único produto.

Tendo essa variedade de produtos, fica muito mais fácil vender cada um deles para uma única mãe, pois ela provavelmente tem as mesmas dúvidas que as outras.

CASHING! Agora O Zé tem fonte de renda diversificada dentro desse nicho.

Talvez você esteja pensando “Mas o Zé é homem, disse que não sabe de nada. Então como ele…”

Respira. Vamos lá…

O Zé é homem e não tem nenhuma experiência com moda, ainda mais a moda feminina. Ele só teve um filho e ele quase não repara se a roupa da sua mulher está combinando (acontece né).

Mas ele tem o que é necessário para ser um Empreendedor Top e sabe muito bem como criar um produto e vendê-lo, estrategicamente, mirando o sucesso.

Então, o que ele faz? Vai atrás de quem sabe! Ele não tem ideia do assunto desse nicho, mas ele pode pesquisar e descobrir quem tem o conhecimento certo.

A primeira coisa que ele fez foi pesquisar e ligar para um médico ortopedista e perguntar se ele estaria disposto a responder algumas perguntas sobre garotas adolescentes interessadas em usar sapato de salto alto e os possíveis problemas que podem acontecer com elas.

Aproveitou a mesma entrevista e perguntou tudo sobre qual seria a idade ideal para uma adolescente começar a usar salto alto e o porquê. Tudo isso baseado em pesquisas que o próprio ortopedista sabe.

Depois ele procurou alguém que entende de moda e etiqueta para saber quais as melhores dicas de sapatos para adolescentes numa ocasião formal, festas e social.

Pronto! Agora ele tem vários produtos que resolvem os problemas de um nicho do mercado da moda.

“Criar tudo em um produto só? Balela” – diz o Zé 😉

As mães ficarão felizes com as informações específicas do médico e a s filhas também, já que existe todo um eBook com informações de como e onde elas poderão usar cada estilo de sapato.

Ele então decide vender cada eBook por R$ 47,00. Se conseguir vender para uma única mãe os três produtos, ele fará R$141,00 por pacote.

Sem dizer que o Zé sabe como se relacionar com as pessoas e fazer parcerias nunca é tão complicado. Não demorou muito e fechou uma parceria com duas lojas online de sapatos e para cada venda feita, o dono da loja receberá uma comissão sobre a venda.

Chegamos ao fim da nossa jornada com o Zé, que hoje é um grande empreendedor.

Mas não para por aí. Provavelmente ele continuará criando outros produtos em áreas totalmente desconhecidas pra ele, pois diferente dos empreendedores iniciais e médios…

…ele sabe como vender e sabe que não precisa ser sempre o responsável na criação de qualquer produto/serviço.

Como você pode evoluir em cada mentalidade?

Imagino que você ficou meio assustado com a ideia de procurar outras pessoas para criarem o conteúdo do seu produto.

Saiba que esse método é muito utilizado em muitas áreas. Diversos autores de livros, por exemplo, já utilizaram dessa “técnica” de ser somente um pesquisador e compilar os ensinamentos e pesquisas de outras pessoas.

Mas o que isso tem a ver com evoluir nos níveis de empreendedor?

Para você passar do nível Iniciante para o nível Top de empreendedor, você precisar primeiro reconhecer em que nível você está e, segundo, estudar as melhores técnicas que existem em marketing.

Nós seres humanos temos o péssimo hábito de dar muitas desculpas.

“Eu não sei nada” , na criação de negócio, é a mais batida de todas.

Mente não que eu sei que você também faz isso 😉

O que costumo pensar quando fico encurralado em algo é “Ok não tenho a menor ideia do que fazer, mas bora procurar onde eu posso aprender, colocar em prática e ver no que dá”.

E garanto que essa é uma das melhores formas de pensar para tirar qualquer empreendedor do nível iniciante e o levar para os próximos níveis até o topo.

Depois que você muda o modo de pensar, fica muito mais tranquilo estudar e aprender o que você pode e precisa fazer.

Como um dos grandes objetivos é o marketing bem feito, comece pesquisando pelas fontes mais confiáveis de estudo como visto aqui.

E se estiver disposto a arregaçar as mangas e começar hoje mesmo seu negócio com a mentalidade certa de um empreendedor top, clique aqui para saber mais.

Deixe de ser egoísta e ficar no modo “Eu, eu e eu”. Transforme-se para o modo “Eles, eles e eles” e chegue ao topo.

E você? Já sabe em que nível está?

Gostaria de saber mais sobre como ter seu negócio 100% online mesmo que você ainda trabalhe em outro emprego e mesmo que você nunca tenha criado um site na vida??

Então eu recomendo que você dê uma olhada nisso AQUI.

Esse é o treinamento oficial aqui do site chamado Férias Sem Fim. Nele eu mostro, passo a passo, o exato mesmo sistema que eu e centenas de outras pessoas usam para criar seu negócio online.

Foi ele inclusive que me possibilitou ganhar de R$ 3 a 20 mil reais em apenas 90 dias. Sim, com um negócio novo criado totalmente do zero.

Saiba como ganhar de R$ 3 a 20 mil reais em 90 dias aqui nesse link. 

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+