O Que É Marketing? A Definição Mais Simples, Direta e Aplicável

Afinal… que diabos é marketing?!

Pessoal fala e fala aí que é importante… Deve ser né? Tanta gente falando.

O problema que só saber que é importante não é suficiente. Precisamos entender o que o marketing significa e qual a sua definição.

Sem isso não há como fazer um marketing bem feito.

E sem um marketing bem feito seu negócio não cresce…

E se o seu negócio não cresce a gente fica triste.

Por isso vamos resolver isso agora!

Vamos ver exatamente o que é marketing e como você deve usá-lo em seus negócios!

Você pode também escutar esse vídeo no Podcast oficial do Empreendedor Digital:

Lembre-se de assinar agora o canal para não perder nenhum vídeo com dicas e sacadas de marketing e empreendedorismo digital.

Se quiser você pode ver esse e deixar seu comentário no vídeo no próprio vídeo no YouTube: O Que É Marketing? A Definição Mais Simples, Direta e Aplicável

O Que É Marketing?

Opa! Bruno Piccinini por aqui, e nesse vídeo de hoje vamos responder uma pergunta que é pra lá de importante para os nossos negócios. Afinal, o que é marketing?

A gente fala tanto de marketing, essa pecinha tão fundamental que faz parte dos 4 fundamentos que eu falo durante o Férias sem Fim (os 4 fundamentos seriam mercado, marketing, mídia e mercadoria). E muita gente não sabe ou acha que sabe o que é marketing. E não entender exatamente como ele funciona afeta (e muito) os negócios. Porque ele vai ditar o quão rápido o seu negócio vai crescer.

Muita gente acha que marketing é vender. E na verdade não é. Até eu arriscaria dizer e eu já vou provar pra você porque, que marketing é o contrário do ato de vender.

Primeiro, pra começar, o que é marketing e o que compõe o marketing? Marketing a gente pode resumir, e até tem semelhanças com os quatro fundamentos que eu acabei de falar do Férias sem Fim, que caso você não conheça pode clicar em algum link aqui em baixo pra ver os vídeos que eu falo mais sobre isso, mas marketing eu geralmente gosto de explicar como um triângulo com três pontas. E cada uma dessas pontas é tão importante quanto a outra. Os três pontos são: o seu mercado, a sua mensagem e a sua mídia. O que você precisa é da mensagem certa na mídia certa para o mercado certo.

Porque você pode ter a melhor mensagem do mundo. Você sabe se comunicar bem, você tem realmente algo de bom para agregar nesse mundo pra alguma pessoa, mas se você falar para o público errado não vai adiantar nada. Vamos supor que você quer agradar alguém de um certo time, por exemplo a galera do Corinthians. Aí você vai lá no CT do Palmeiras. Não vai dar muito certo, porque a mensagem relacionada com o mercado não está fechando, não está batendo. Então a mensagem precisa ser específica para o mercado certo que você quer influenciar, que você quer ajudar. E, além disso, ela precisa estar na mídia certa, que é o terceiro ponto, para que chegue nas pessoas que você quer influenciar. Porque pode ser que você tenha a mensagem certa pro mercado certo, só que se você, por exemplo decide usar o Instagram pra se comunicar, se as pessoas com quem você quer se comunicar e mostrar o que você tem não usam o Instagram, não adianta. Você só tem dois pontos do triângulo: você tem a mensagem certa pro público certo, mas na mídia errada. Por isso que precisa ter a mensagem certa, na mídia certa (que as pessoas que você quer influenciar usam) pro mercado certo (aquelas pessoas que você realmente pode ajudar, que você realmente vão ter benefícios ao ouvir essa mensagem ou esse produto que você pode oferecer).

Então essa é a base de como entender marketing: é só você pensar em mensagem, mídia e mercado. Agora, pra explicar essa segunda parte do porque que marketing é muitas vezes, senão completamente o contrário de vender, começa no que muita gente lembra ou acredita que é o que eu chamo de velho marketing. Que quando a gente fala velho marketing ou vendas (vendas é até pior) as pessoas tem aquela imagem daquele vendedor que tenta empurrar goela abaixo alguma coisa que a gente não quer, tentando nos convencer com coisas que a gente não dá a mínima bola. Isso é o velho marketing, isso é quem não sabe faze marketing, não sabe vender.

O novo marketing é muito mais direto. É muito mais focado nas necessidades dos clientes, das pessoas que você quer influenciar do que nas suas próprias necessidades. E até pra ajudar com isso eu trago aqui, se eu pudesse até traria pessoalmente, mas infelizmente ele já morreu, um dos maiores autores de administração, marketing e negócios em geral. É considerado um dos pais da administração que é o Peter Drucker. Não sei se você conhece, mas eu recomendo imensamente que você leia os livros dele porque são realmente muito bons. Ele foi um dos primeiros a entender essa diferença entre o marketing e vendas. Num dos livros dele tem a citação que fala que o objetivo do marketing é tornar a venda supérflua, ou seja, o objetivo do marketing é entender tão bem os seus clientes que o produto ou serviço que você criar se encaixa tão bem que você não precisa convencer aquela pessoa que ela precisa daquilo, o seu produto já é uma extensão natural que se encaixa perfeitamente com o que ela é e com o que ela precisa.

Por isso que marketing é o contrário de vendas. Porque marketing você faz focado nas necessidades do cliente. Você olha primeiro as pessoas lá fora, as pessoas que você quer influenciar e pensa: o que essas pessoas precisam? Quais são os problemas que elas têm? Quais são os sonhos delas? O que elas querem conquistar na vida? Quais são os medos? O que mantêm elas acordadas a noite? Quem são as pessoas importantes na vida delas?

Você analisa tudo isso e aí com um plano de marketing você faz um produto ou serviço, ou o que for (consultoria, coaching, não interessa), de uma maneira que se encaixe perfeitamente na vida dela. Por exemplo: ela tem esses problemas, ela quer fazer isso, ela tem essas ambições, e o que você oferece se encaixa perfeitamente nisso porque começou com a pessoa, ao contrário das vendas. Porque vendas, o velho marketing, começa com o vendedor: eu preciso vender, eu preciso fazer x vendas no mês, eu preciso de tal renda, eu preciso bater tal meta. Por isso que vendas é o contrário de marketing, porque nas vendas você começa pensando só em você mesmo, só pensando no que você precisa. E aí vai ser muito mais difícil convencer a pessoa que ela precisa do seu produto porque você começou com o que você gosta de fazer, com o que você precisa. Agora você vai ter que convencer a pessoa de que o seu ponto de vista está certo, de que ela precisa do que você tem, que vale a pena, etc., o que é muito mais difícil.

É muito mais fácil começar com as necessidades das outras pessoas. Essa é uma dica e muitas pessoas têm dificuldade na hora de escolher o mercado. Primeiro eu digo pra pessoa olhar pras coisas que ela já é boa, que ela já tem um conhecimento, mas se hão tiver um interesse lá fora de outras pessoas sobre aquilo não adianta. Então eu digo para inverter o jogo. Em vez dela começar olhando só pra si, pro que ela gosta, olha lá fora. Começa, por exemplo, se você é uma mãe solteira com dois filhos, ou casada com filhos, ou se você é um cara solteiro tentando crescer na empresa. Não interessa, pega essa sua posição, porque geralmente essas pessoas que são parecidas com você, você vai entender mais fácil, você vai conseguir se comunicar e influenciar de uma maneira mais fácil simplesmente porque você entende, porque você é uma delas (você até pode falar isso na sua comunicação).

Veja essas pessoas, ou problemas que você já teve, e veja o que elas estão passando. Como eu falei antes: quais problemas elas tem, quais os sonhos, o que elas querem fazer na vida, quem é importante pra elas quem elas querem proteger. Veja essas informações sobre a pessoa e aí você compra um plano de marketing baseado no que as pessoas precisam.

Já vai ser uma chance de começar um negócio online ou offline muito maior do que você simplesmente começar com o que eu vejo 80% das pessoas fazendo que é: eu gosto de fazer x, portanto vou criar um negócio sobre x, porque eu gosto e sou bom. Sem nunca olhar pra saber se tem alguém que quer ou se interessa sobre aquilo que você é bom.

Então, eu sempre falo: eu gosto de comer churrasco e jogar bola. Mas nunca ninguém me deu um tostão furado pra eu demonstrar toda a minha habilidade, que não é pouca diga-se de passagem, no futebol. Por isso que eu faço vídeos, e é outra coisa que eu adoro fazer, e eu começo pensando no que pessoas como você precisam. Como eu posso ajudar? Com qual conteúdo? O que elas estão precisando? Onde elas estão sofrendo? O que elas querem fazer dessa vida? Tudo isso que eu venho falando. E é por isso que marketing é muitas vezes, senão quase sempre, o contrário de vendas.

Marketing começa com o cliente, com o que ele precisa, como você pode ajudar que se encaixe perfeitamente na vida dele. Vendas começa com você e depois você tem que empurra pras outras pessoas a ideia que na sua cabeça faz sentido, e que talvez faça, não estou discutindo isso, mas que pra outra pessoa, o que interessa é como você pode ajudar ela.

Então, isso que é marketing, tem o triângulo: mensagem, mercado e mídia. E sempre lembre que mercado começa com os clientes. Vendas começa só com você, a sua necessidade, que sinceramente, ninguém está nem aí pra isso. Você não está aqui pra ficar vendo eu falar qualquer coisa sobre a minha vida. Você está aqui porque você acredita que eu posso ajudar você de alguma maneira, com conteúdo, com mensagem, com e-mail, de alguma maneira. Pode ser, às vezes só com inspiração, é uma maneira, faz parte da vida. Isso que é marketing. Marketing é realmente esse caminho começando com os clientes.

Eu vou ficando por aqui, se você quiser saber mais sobre esse assunto que eu gosto tanto e que algumas pessoas insistem em falar de uma maneira tão chata, de gravata num ambiente fechado, e nada divertido, você pode ver os vídeos do Férias sem Fim que é meu projeto sobre negócios online, vai ter o link aqui na descrição. E lá você vai ver uma série de vídeos que eu preparei sobre como eu criei um negócio do zero e como você pode fazer o mesmo. Depois não se esqueça de dar o joinha aqui no vídeo e também clicar no botão pra se inscrever e assinar o canal, assim quando eu postar novos vídeos com dicas ou o que for, você recebe ma notificação dizendo que chegou um novo vídeo. Vou ficando por aqui, um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+