Produtividade Não É Fazer Mais Em Menos Tempo, Bem Pelo Contrário

Muitos acham que produtividade é fazer mais em menos tempo…

Pode até ser. Mas sinceramente essa é a mentalidade de um empregado ou de um robô.

Se você é um empreendedor, então produtividade para você deve ser outra coisa.

E essa é o que eu chamo do seu Trabalho de Gênio.

Produtividade Não É Fazer Mais Em Menos Tempo, Bem Pelo Contrário!

Opa! Bruno Picinini por aqui, autor e fundador do projeto Férias Sem Fim. No vídeo de hoje quero falar de um mindset de produtividade que eu acredito que vai te ajudar bastante no seu negócio, na sua vida e na sua carreira.

Para você entender como eu entendo a produtividade nos nossos negócios… Um erro que eu fazia era ter a ideia de que produtividade era produzir mais em menos tempo. O problema dessa ideia é que há um limite de quanto conseguimos fazer em certas horas.

Vamos pegar o exemplo de uma pessoa que ainda trabalha num emprego convencional. Ela ganha tanto por hora. Ou ela aumenta quanto ela ganha por hora ou ela trabalha mais horas. Nessa mentalidade errada, a produtividade é mais ou menos a mesma coisa.

Existem tantas coisas que você pode fazer por hora, e há um limite de quanto você pode fazer. Você não vai conseguir fazer muito mais tarefas por hora. Ou você aumenta as horas, ou você troca como você vê a produtividade.

O meu objetivo hoje com produtividade não é fazer mais. O meu objetivo, na verdade, é o contrário: fazer menos. Se eu conseguir ter um negócio 100% automatizado seja porque eu criei ferramentas para automatizar ou por ter delegado, essa é a produtividade real.

Se eu trabalhar 1 hora por dia só para passar as tarefas para as pessoas que estão sob meu comando e depois ir para a praia relaxar, isso não é ser produtivo? Eu fiz, no menor tempo possível, as coisas que eu precisei fazer. Então, o mindset que você deve ter não é fazer mais, e sim como fazer menos – esse deve ser seu objetivo.

Esse “menos” que você deve fazer não deve ser qualquer “menos”. Alguém no meu canal do YouTube me perguntou algo sobre o que delegar. O que eu recomendo que você faça é definir o que eu chamo de trabalho de gênio. Tem alguma coisa que você faz na qual você se destaca.

Cada um tem sua habilidade. Algumas pessoas são boas em gerenciar outras pessoas, outras são muito boas em copywriting, outras são muito boas em vídeo, outras são muito boas em gráficos… Cada pessoa tem uma habilidade específica que por algum motivo (genes, interesse, criação, educação) se destaca e faz melhor do que as outras.

O ideal é reconhecer essas atividades que são seu trabalho de gênio e passar 80% ou 90% do tempo fazendo só isso. Vamos supor que você já tenha seu negócio montado e para seu marketing você goste de criar conteúdo (vídeos ou artigos). Isso é o que mais dá prazer para você (criar artigos, vídeos, podcasts).

Em vez de se preocupar com a parte financeira, contábil, anúncios, cartas de vendas, criação de produtos… Você pode se dedicar a fazer só o trabalho de gênio, que é onde você se destaca… é o que você gosta de fazer.

Não só você é muito bom naquilo, mas quando você faz, aquilo dá energia para você e não tira. Eu gosto da parte de anúncios. Quando você faz uma coisa que gosta, você termina a tarefa com mais energia do que quando você começou. Quando você faz aquilo que você realmente deveria estar fazendo, aquilo te ajuda a fazer mais ainda.

Então, usando esses dois mindset para produtividade e performance… Cuide para não ter objetivos de produtividade de simplesmente “fazer mais”. Sinceramente, não será o melhor gerenciador de tarefas do mundo que vai te ajudar se você está no caminho errado. Um gerenciador de tarefas vai, no máximo, te fazer executar perfeitamente todas as tarefas que você não deveria estar fazendo em primeiro lugar – esse é o ponto principal.

Segundo, defina quais são as tarefas que você deveria sim estar fazendo – que é o que estou chamando de trabalho de gênio. É aquilo em que você se destaca e tem muito interesse. É algo que não tira energia de você. Você sente que o tempo voa e que você poderia fazer mais e mais.

Fazer isso seria o ideal. Os jogadores de futebol de alto rendimento têm empresários que vão atrás de novos contratos. O jogador não cuida de todas as coisas – ele se preocupa em treinar e jogar bola. No geral, eles tentam terceirizar todo o resto. A parte contábil, de contrato, de marketing ele terceiriza, pagando para outras pessoas fazerem isso enquanto ele só se dedica àquilo em que ele é bom: jogar bola.

É isso que deveríamos fazer nos nossos negócios. Devemos reconhecer quais são nossas habilidades e o que nos energiza para construirmos um negócio ao redor daquilo. Sempre cito o Henrique Carvalho como exemplo por ele ser um exemplo fácil de se ver. Ele gosta bastante de design. Ele estuda isso para caramba e tem um design incrível. Os conteúdos dele refletem isso. Ou seja, ele construiu um negócio ao redor disso, que é o trabalho de gênio dele.

Apesar de eu ter a formação em arquitetura e entender de design, eu foco mais na mensagem em si. Meus textos, sites e vídeos são geralmente mais simples. Não tenho tanta produção. É uma maneira diferente de se posicionar e os dois estão certos. Cada um reconheceu o que faz com vontade e usa aquilo ao seu favor.

Eu não conseguiria fazer o que o Henrique faz – pelo menos não tão bem feito. E ele a mesma coisa. Cada um tem suas habilidades, e é importante você reconhecer as suas e pensar como seria um negócio no qual eu passo 80% ou 90% do tempo fazendo só essa atividade.

Se você gosta de fazer vídeos, contrate um copywriter e faça um produto (mas até isso você pode terceirizar). Depois, passe o resto do tempo fazendo aquilo que você gosta e se destaca. Se todo mundo fizesse só isso… Se todo mundo pudesse fazer só as coisas nas quais se destacam e pudessem evitar todas as coisas que não gostam, com certeza os negócios teriam muito mais chances de se desenvolver. Os negócios produziriam os melhores resultados possíveis.

Esse era o mindset de produtividade e performance que eu queria passar para você hoje. Não foque em como aprender a fazer mais em menos tempo, porque há um limite. Você vai enlouquecer a cabeça se continuar com esse mindset.

Procure fazer menos, e que esse “menos” seja esse trabalho de gênio. São atividades que te energizam e nas quais você produz um trabalho acima da média – nem que você tenha que usar alguns anos aprendendo a ter um resultado melhor que os outros.

Era isso que eu queria falar. Se você gostou desse vídeo, pode clicar aqui abaixo para dar um joinha. Depois clique no botão para assinar o canal, se inscrever e receber uma notificação de todos os próximos vídeos que eu fizer.

Depois, caso você tenha interesse em aprender um pouco mais sobre tudo isso, eu recomendo que você visite FeriasSemFim.com. Uma das aulas lá fala justamente sobre isso. Um negócio deve ser baseado nas suas forças e nas suas habilidades para que ele tenha a melhor chance de crescer no mercado.

Visite FeriasSemFim.com. Lá você pode participar de um treinamento online gratuito no qual eu falo um pouco mais sobre isso. Eu mostro resultados meus e de outros clientes que criaram um negócio online 100% do zero.

Vou ficando por aqui. Um grande abraço e até mais.

Seja generoso - compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+